Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

sábado, junho 23, 2012

Caso Josué: Novas Informações surgem




A nossa equipe e reportagem acabou de receber a informação de que foi encontrado um carro Fiat Doblô na praia de Tibau do Sul-RN com as mesmas características do carro do Moto taxista Josué, que encontra-se desaparecido.

A polícia de Itaú esta tentando levantar informações com os policiais daquela localidade para verificar a veracidade dos fatos, pois ainda não podemos afirmar que é o carro de Josué, são apenas suspeitas e informações extra oficiais. Fique ligado no blog a qualquer momento podemos trazer novas informações.

Arlindo Maia da Redação do Cidade News
Leia Mais ››

Cidadão Itauense encontra-se desaparecido


Imagem Ilustrativa



Encontra-se desaparecido um cidadão itauense conhecido por Josué Moto Taxi, desde a noite de ontem (sexta-feira 22), o caso foi informado à polícia do município de Itaú na pessoas do Sargento Xavier e sua equipe que se encontra realizando diligências no intuito de encontrar alguma informação que possa levar o desfecho do caso.

O mesmo foi visto bebendo no bar do Ivonaldo por volta das 20h às 21h, em seguida foi visto saindo do Posto Itaú por volta das 22h e uma última informação foi a de que ele teria sido visto pela última vez pulando o muro da própria residência adentrando-a e arrombando a porta para ter acesso as chaves do carro, tendo em vista que sua esposa não se encontrava em casa. O carro de Josué é um Fiat Doblô Azul de Placas NOA2941 de Itaú-RN, Josué estava bem vestido, usando roupa de festa. Quem tiver alguma informação pode ligar para sua esposa que no momento encontra-se aflita, pelo telefone (84) 9926-1941 ou os contatos da Rádio Cidade (84) 3371-2325 e o da Delegacia de Itaú (84) 3371-3080.

Josué ultimamente não exercia mais a função de moto-taxista, fazia linha de Itaú para Pau dos Ferros diariamente. Ele é moreno, medindo aproximadamente 1,70cm. Pedimos a colaboração dos nossos blogs parceiros na divulgação dessa notícias, pois o mesmo é conhecido de muitas pessoas da região.

Arlindo Maia da Redação do Cidade News
Leia Mais ››

Trapalhada frustra ação de bandidos no Seridó


Major Costa, esteve comandando as diligências - FOTO: Ilmo Gomes

Seis homens armados com armas longas e curtas tomaram dois carros de assalto e fizeram seus ocupantes reféns, na manhã de ontem, na região do Seridó. De acordo com relatos do major Walmery Costa, comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar, os bandidos, por volta das 6 horas da manhã, abordaram a caminhonete S-10 de cor preta, e placas NOJ7 210/RN, conduzida por José Adelino Feliciano Filho, de 32 anos, residente na zona rural de Acari.

“Quando ele passava por um “mata-burros” na estrada vicinal, os bandidos saíram do mato armados e com camisas cobrindo os rostos. Eles mandaram o motorista parar. Quando lhe renderam, seguiram em direção a um descampado no mato. Lá o deixaram e voltaram para a rodovia. Com pouca gasolina, os bandidos decidiram colocar óleo diesel no carro, ao invés de gasolina, o que causou um problema mecânico. Então decidiram abandonar e tomar outro veículo“, relatou o major Costa.

Na entrada de São José do Seridó, eles tomaram outro veículo que foi um Fiat Uno Wey de cor vermelha e placas NNJ276/RN, que era conduzido pelo representante comercial César Augusto de Souza, de 50 anos, natural de Natal, e residente no bairro Recreio, em Caicó. Ele seguia de Caicó para Currais Novos, levando de carona, o seridoense, Cícero Wagner Diniz, de 34 anos, residente em Currais Novos.

Quando abordados, por volta das 08 horas, os dois foram feitos reféns e levados ao local onde estava o motorista da caminhonete. Depois, o bando voltou para a cidade e se deparou com uma blitz da Polícia Militar. Eles empreenderam fuga, mas, um dos pneus estourou. O carro foi então deixado em via pública dentro de São José do Seridó, e seguiram a pé.

Enquanto isso, a polícia tentava prendê-los nas diligências. Diversas viaturas de cidades da região, como Currais Novos, Cruzeta, Acari, Jardim do Seridó, Caicó, foram acionadas.

Cesar Augusto foi vítima dos bandidos - FOTO: Ilmo Gomes

VÍTIMA

Segundo relatos de César Augusto de Souza, uma das vítimas, no cativeiro, ficaram alguns homens do bando, aguardando o retorno dos outros. “Eles falavam que não queriam fazer mal pra gente. Entre eles, conversavam pouco, mas comentaram sobre uma parada pra ser feita e que não demoraria. Os carros seriam justamente usados nessa ação. Nós ficamos num descampado, ao relento, mas, os homens trouxeram água e sempre reforçam que não queriam fazer nada com a gente“, disse.

Por volta das 16 horas, os sequestradores que estavam no local do cativeiro, começaram a reclamar dos outros comparsas que estavam demorando a voltar. Eles então decidiram fugir e disseram que as vítimas esperassem alguns minutos para deixar o local. Foram orientados não contarem detalhes do que passaram aos policiais.

“Nós andamos aproximadamente 40 minutos, a pé, para chegar na cidade de São José do Seridó, então acionamos a polícia“, relatou César Augusto.

Com relação à “parada”, o bando iria praticar, de acordo com a polícia, um assalto, mas, sobre o local, eles preferem não dar mais detalhes, pois foi iniciada uma investigação. Os bandidos, porém comentaram no cativeiro que renderia a importância de 20 mil reais, e que logo em seguida devolveria os carros às vítimas.

A polícia permanece em diligência na região para tentar prender o bando que não logrou êxito na ação dessa sexta-feira, haja vista o fato de não ter se consumado a “parada” anunciada por eles.

A possibilidade que eles voltem a agir nas próximas horas não está descartada.

Fonte: Sidney Silva/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Agentes e PMs encontram drogas, celulares e cachaça dentro do Presídio de Caicó


Drogas, celular e chaça artesanal apreendidos no presídio de Caicó - FOTO: Sidney Silva

Agentes penitenciários e policiais militares da Penitenciária Estadual do Seridó, realizaram uma revista surpresa no refeitório e cozinha da unidade. Lá, eles encontraram cinco pedras de crack, certa quantidade de maconha, um telefone celular, dois carregadores, um litro de cachaça artesanal e uma faca.

O preso Humberto Alves Saldanha, “Galego de Antenor”, assumiu que era o dono do crack, maconha, do celular, da cachaça e de um dos carregadores. O outro carregador, pertencia ao preso Ronaldo de Medeiros Guedes, este detido acusado de ter participado da morte de Abemor Pereira em Jucurutu.

O vice-diretor Eider Brito, disse que diante do flagrante, será aberta uma sindicância para apurar o fato, e cada um será punido como prevê a lei.

Fonte: Sidney Silva/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

JUSTIÇA DETERMINA PENHOR DE TRANSMISSORES DE RÁDIO EM MOSSORÓ EM AÇÃO MOVIDA POR POLICIAL MILITAR


Em 2008, o radialista Carlos Nascimento, nos microfones da Rede Potiguar de Comunicação (RPC), cantou o verso de Bezerra da Silva: “Você com revólver na mão é um bicho feroz; Sem ele anda rebolando e até muda de voz”, atribuindo ao policial militar Neriwelton Alexandre de Oliveira.

O policial Alexandre, como é mais conhecido, estava fazendo o isolamento quando o radialista chegou para fazer a cobertura e tentou entrar. O PM não permitiu o acesso, explicando que se tratava de local de crime e poderia prejudicar as provas.

Daí Carlos Nascimento, durante a apresentação do seu programa, cantou a música de Bezerra da Silva. O policial disse que se sentiu ofendido, constituiu advogado e processou o radialista, pedindo indenização por danos morais e materiais no de R$ 30 mil.

O processo tramitou praticamente a revelia. O comunicador não se defendeu.

No dia 12 deste mês, o Oficial de Justiça João Januário de Moura penhorou os transmissores da RPC. Explicou em documento ao Poder Judiciário que tentou localizar Carlos Nascimento e não conseguiu e como ele trabalhava na Rádio à época do crime, procedeu a penhora.

Agora a RPC, através de seu advogado, tem 15 dias para recorrer da penhora.

O policial disse que vai até o fim por seus direitos.

Fonte: Umarizal News/Cidade News Itaú/Soldado Gláucia
Leia Mais ››

Caso Porcino: uma semana e nenhum contato


Na madrugada deste domingo (24), o sequestro do jovem empresário mossoroense de 19 anos, Porcino Segundo, o Popó, completa uma semana sem que os sequestradores tenham feito, até a noite de ontem, qualquer contato com a família. Oficialmente, a polícia se mantém afastada do caso, a pedido de parentes do jovem que temem pela vida dele.

Um policial civil aposentado, com experiência em casos semelhantes e nos quais atuou como “negociador”, disse à Tribuna que a falta de contato com a família da vítima, após uma semana do sequestro, é considerado normal. “Há casos onde o primeiro contato acontece depois de quinze dias ou até mesmo um mês”, afirmou.

Esse policial acredita que os criminosos devem ser de outro estado. “Normalmente os sequestradores preferem atuar em outro estado onde não são conhecidos pela polícia. Isso facilita a ação deles. Nos casos que trabalhei, era comum as quadrilhas serem do Ceará ou mesmo de outra região do país”, completou.

Fonte: Tribuna do Norte/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Operação da Polícia Civil apreende armas e prende três na região de Catolé do Rocha/PB


http://www.catolenews.com.br/images/fotos_p2_news/1340449490.jpg
Para garantir a segurança dos municípios que compõem a região de Catolé do Rocha durante o São João, policias civis da 8ª regional desencadearam na manhã desta sexta-feira (22) a operação 'Rasta Pé', que resultou na apreensão de várias armas e na prisão de três pessoas. 

Foram apreendidas duas espingarda, calibres 12 e 20, com munições, dois revólveres calibre 38 e duas espingardas "soca-soca? fabricadas artesanalmente, além de uma pequena quantidade de entorpecente e de dinheiro. 

No município de Brejo dos Santos, Getúlio Mariano da Silva, 71 anos, foi preso por porte ilegal de arma. Em Catolé do Rocha, os policias prenderam Iranildo Costa da Souta, 25, e José Raimundo Alves, também por estarem de posse do armamento de maneira ilegal. 

De acordo com o delegado regional, Marcos Vinícius Damasceno, a operação foi subsidiada por informações repassadas pela população local através do disque denúncia 197.

Fonte: Eduardo Dantas/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Padre detém ladrão furtando computador de igreja


O jovem arrombou uma grade e estourou o vidro da janela, quando acabou disparando o alarme da igreja
e foi surpreendido pelo pároco Jorge Knapp (Foto: Reprodução/CGN)


Valdinei Daniel Silva, 22 anos, foi preso na madrugada deste sábado (22), no Bairro Brasmadeira, em Cascavel (PR). O rapaz, porém, não foi pego em flagrante pela Polícia Militar, mas sim por um padre.

O jovem tentou furtar um computador da Paróquia Santo Inácio, localizada na Avenida Piquiri. Ele arrombou uma grade e estourou o vidro da janela, quando acabou disparando o alarme da igreja e ele foi surpreendido pelo padre Jorge Knapp.

O padre diz que a igreja foi arrombada três vezes em 15 dias, na primeira foi furtada uma impressora, na outra foram levadas roupas da Pastoral da Caridade, e desta vez o ladrão estava levando o computador, mas foi detido pelo padre até a chegada dos policiais.

O pároco relatou que há uns anos atrás era rotineiro o arrombamento na igreja, mas que havia parado, e agora os marginais estão voltando a cometer o crime. Segundo o padre, tudo se direciona às drogas.

Valdinei não quis gravar entrevista. Ele vai responder o processo criminal por furto qualificado. De acordo com policiais civis, ele pode ficar preso de quatro a oito anos.

O acusado foi encaminhado para a 15ª Subdivisão Policial de Cascavel.

Fonte: CGN/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Polícia apreende maior quantidade de maconha do ano


Policiais da Delegacia de Narcóticos (Denarc) fizeram ontem, na cidade de Maracanaú, a maior apreensão de maconha do ano. Na ação, quatro pessoas foram presas e autuadas em flagrante por crime de tráfico. Entre elas está o paulista Laércio Eduardo de Souza Salvarani, foragido dos estados de São Paulo e Minas Gerais. Ele responde a seis processos por assaltos a mão armada.

Os 540 quilos de maconha foram encontrados enterrados, na noite da ultima quinta-feira, em frente a uma residência, no bairro Cidade Nova, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. A droga, segundo a Polícia, seria distribuída para varias bocas de fumo situadas na Grande Fortaleza.

De acordo com o delegado Pedro Viana, titular da Denarc, a droga veio de São Paulo transportada em um caminhão. A rota incluiu a capital cearense até chegar ao fim da linha: Maracanaú.

‘’O que chamou a atenção da Policia foi o fato de haver muitos pedaços de abacaxis sobre os pacotes da droga” disse Viana, acrescentando que eles usavam essa tática para disfarçar o cheiro da maconha.

Além do paulista Laércio Eduardo, foram presos Márcio Pires de Souza, natural de Itapipoca, Eduardo Campos Pinheiro e Ivan Maciel Alves, ambos de Fortaleza.

Os quatro foram autuados em flagrante na Denarc. Eles estão recolhidos na carceragem da delegacia especializada e na próxima semana serão encaminhados para o presídio.

Também com os acusados, a Policia apreendeu dois veículos e um revólver municiado de calibre 38 duplo.

Maconha supera cocaína

A operação que resultou na apreensão da droga foi coordenada pela Delegacia Geral de Policia, através do Departamento de Policia Especializada (DPE).

O delegado Jairo Pequeno, diretor do DPE, disse ao O POVO que atualmente a maconha está superando até o uso da cocaína em Fortaleza. Ele contou que, neste ano, a Denarc já apreendeu em Fortaleza 1.044 quilos de maconha, mais de uma tonelada, ao mesmo tempo em que desarticulou quadrilhas de traficantes, prendendo também os principais chefões do tráfico.

Fonte: O Povo/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Post ofensivo deve ser retirado de rede social em 24 h, diz Justiça


A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que mensagens ofensivas publicadas em rede sociais, como Orkut e Facebook, devem ser retiradas do ar em até 24 horas após a denúncia por parte de algum internauta.

Segundo o tribunal, a retirada é preventiva e deve ser feita até a análise sobre a veracidade da denúncia. Se não retirar a mensagem, o provedor pode "responder solidariamente com o autor direto do dano, em virtude da omissão praticada". A decisão afirma que o provedor poderá ainda adotar "as providências legais cabíveis contra os que abusarem da prerrogativa de denunciar".

A decisão foi tomada na última terça-feira (19) dentro de recurso em ação movida por internauta do Rio de Janeiro que afirmou que o Orkut, mantido pelo Google Brasil, levou dois meses para retirar do ar um perfil falso "que vinha denegrido" a imagem da internauta.

A Justiça do Rio de Janeiro determinou que o Google pagasse uma indenização de R$ 20 mil por danos morais, que foi posteriormente reduzida para R$ 10 mil na segunda instância. O Google recorreu, mas o STJ manteve o valor e estipulou o prazo de 24 horas para retirada de mensagens.

Em nota, a empresa afirmou que falta regramento no país para questões relacionadas à internet. "O Google acredita que ainda há uma a jurisprudência inconsistente no país, mas que o Marco Civil traz uma orientação mais atual para lidar com estas questões. Além disso, é importante ressaltar que não cabe à plataforma tecnológica emitir juízo de valor e praticar a censura na web", afirmou.

Argumentos da relatora

A ministra Nancy Andrighi, relatora do processo, entendeu que, no caso específico, dois meses para retirar do ar o perfil é "período indiscutivelmente longo e que por certo sujeitou a recorrida a abalo psicológico que justifica sua indenização por danos morais".

Nancy Andrighi diz, em seu relatório, que o Google argumentou que "recebe diariamente milhares de ordens judiciais e ordens de autoridades policiais, além de cartas, e-mails, notificações de pessoas físicas e jurídicas de todo o redor do mundo, já que seus serviços são de alcance mundial e irrestrito" e que entende que não agiu com omissão porque "o lapso temporal entre o recebimento da notificação e a remoção do perfil mostra-se razoável".

A ministra entendeu, no entanto, que é preciso atentar para a "crescente utilização [da rede social] como artifício para a consecução de atividades ilegais".

"Não se ignora a ressalva feita pelo Google, quanto ao enorme volume de pedidos e determinações de remoção de páginas que recebe diariamente, mas essa circunstância apenas confirma a situação de absoluto descontrole na utilização abusiva das redes sociais, reforçando a necessidade de uma resposta rápida e eficiente", alegou a magistrada.

Segundo Nancy, "não se está a obrigar o provedor a analisar em tempo real o teor de cada denúncia recebida, mas que, ciente da reclamação, promova em 24 horas a suspensão preventiva das respectivas páginas, até que tenha tempo hábil para apreciar a veracidade das alegações e, confirmando-as, exclua definitivamente o perfil ou, tendo-as por infundadas, restabeleça o seu livre acesso".

Os argumentos da relatora foram aceitos por unanimidade pela turma, formada por outros quatro ministros além de Nancy. Ainda segundo a decisão da Terceira Turma, após retirar o conteúdo do site, o provedor deverá examinar o conteúodo "o mais breve possível", sem estipular o prazo, como forma de "dar uma solução final para o conflito".

Relação de consumo

Em outro recurso também relacionado ao Google, julgado em 8 de maio e publicado no Diário de Justiça na última terça (19), cuja relatoria também foi da ministra Nancy, a Terceira Turma do STj entendeu que a relação entre provedor e internauta deve ser entendida como uma relação de consumo, mesmo que o serviço seja gratuito. E que, portanto, o internauta pode questionar com base no Código de Defesa do Consumidor.

A decisão também aborda a retirada de mensagens ofensivas do ar e afirma que, além de disponibilizar a ferramenta para denúncia, é preciso "efetiva adoção de providências".

"É crucial que haja a efetiva adoção de providências tendentes a apurar e resolver as reclamações formuladas, mantendo o denunciante informado das medidas tomadas, sob pena de se criar apenas uma falsa sensação de segurança e controle."

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Ex-assistente de time de futebol é condenado por abuso sexual


O ex-coordenador de defesa do Penn State Nittany Lions, Jerry Sandusky, foi considerado nesta sexta-feira culpado em 45 das 48 acusações de abusar sexualmente de dez garotos em um período de 15 anos. O veredicto foi anunciado pelo júri, formado por cinco homens e sete mulheres, por volta das 23h (horário de Brasília), depois de 21 horas de deliberação.

Após ouvir a decisão do júri, o ex-treinador deixou o tribunal em Bellefonte, na Pensilvânia, algemado e foi levado pela polícia para uma cadeia local, onde vai aguardar a sentença em até 90 dias. Em entrevista coletiva, o advogado de Sandusky, Joseph Amendola, disse que seu cliente pode passar o resto da vida atrás das grades. A pena máxima pode chegar a 448 anos de prisão. Das 52 acusações iniciais, quatro foram anuladas pelo juiz John Cleland – veja todas abaixo:

- Abuso sexual: culpado em 8 de 9 acusações
- Corrupção de menores: culpado em 10 acusações
- Estupro: culpado em 7 de 9 acusações
- Tentativa de estupro: culpado em 1 acusação
- Colocar em risco o bem-estar de menores: culpado em 10 acusações
- Contato ilegal com menores: culpado em 9 acusações

Em comunicado oficial emitido minutos após o anúncio, a Penn State University informou que nenhum veredicto pode desfazer a dor e sofrimento causado por Sandusky, mas que a faculdade espera que o julgamento ajude as vítimas a seguirem em frente. Penn State se colocou a disposição para fazer um acompanhamento com os garotos, alguns deles maiores de idade atualmente, e se comprometeu a dar segurança em seus campi.

A família de Joe Paterno, ex-técnico dos Nittany Lions por 46 temporadas e morto em janeiro, também soltou um breve comunicado, dizendo apenas que seus sentimentos e orações estão com as vítimas e suas famílias. Paterno foi demitido do cargo dias depois que o escândalo tomou os jornais, acusado de acobertar os crimes de Sandusky.

Julgamento e surpresa

O julgamento de Sandusky teve início no último dia 11. No primeiro dia, o promotor Joseph McGettigan III alegou que o réu é um pedófilo que se aproveitou de crianças sem pai ou que vieram de famílias instáveis. Ele chegou a pedir desculpas pelos depoimentos perturbadores e disse que as vítimas ficaram em silêncio por tanto tempo por três fatores: humilhação, vergonha e medo. No total, oito vítimas, identificadas apenas por números, testemunharam.

A defesa alegou que não havia nada de criminoso no comportamento do ex-treinador. Amendola questionou as vítimas e deu a entender que elas estavam apenas atrás de dinheiro. De acordo com especialistas procurados pelos advogados, Sandusky sofre de transtorno de personalidade, o que explicaria as “cartas de amor” que enviou para um dos garotos.

A grande surpresa do julgamento foi a revelação de que Matt Sandusky, filho adotivo do treinador aposentado, também sofreu abusos do pai. A informação foi divulgada pelos advogados de Matt e teria devastado o casal Sandusky. Antes do júri anunciar a decisão, Amendola ainda declarou que “morreria de um ataque cardíaco” e ficaria “chocado” se o seu cliente fosse considerado culpado de todas as acusações.

Enquanto Jerry aguarda sua sentença, outros dois nomes envolvidos no escândalo vão ser levados à corte. Gary Schultz, vice-presidente aposentado de Penn State, e Tim Curley, diretor esportivo, são acusados de perjúrio por não reportar às autoridades o caso testemunhado pelo assistente Mike McQueary nas dependências da própria universidade.

Fonte: Extratime/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Paraguai tem novo presidente em meio a clima de incerteza




Com o centro tomado por barricadas, lojas fechadas e ruas desertas, a capital paraguaia, Assunção, assistiu na sexta-feira (22) à queda de Fernando Lugo e a ascensão ao poder de Federico Franco - em um processo `relâmpago´ de impeachment visto com grande apreensão pela comunidade internacional.

Ao menos 5 mil partidários do presidente deposto se reuniram em frente ao Parlamento e entraram em confronto com forças policiais assim que o Senado anunciou o afastamento de Lugo do poder.

Mais de 4 mil policiais tentaram dispersar a multidão usando gás lacrimogênio e munição não letal. A ação levou confusão e desespero à multidão de manifestantes, que acabou se dispersando. Muitos voltaram depois, dessa vez para protestar pacificamente.

"Derrubaram Lugo", afirmou uma mulher de meia idade no aeroporto de Assunção. As reações dos demais variaram entre olhares graves, palavras de reprovação mas também indiferença.

Passageiros ouviam o desfecho do julgamento por meio de rádios ainda dentro do avião que chegava do Brasil. No desembarque, taxistas avisavam que o centro da cidade - onde fica o Congresso - havia sido interditado pela polícia após ser tomado pelos manifestantes

"Houve um golpe, é muito perigoso ir para lá agora", explicou um motorista, que concordou em deixar um grupo de jornalistas - entre os quais a reportagem da BBC Brasil - em um ponto a dez quadras do centro.

Bloqueios
No caminho, as ruas vazias e o comércio fechado davam a impressão de uma tarde de domingo. À medida que o carro se aproximava da praça do Congresso, porém, barricadas e cercas vigiadas por policiais mostravam que não se tratava de um dia comum.

As barricadas haviam sido montadas com barris de metal enfileirados. Policiais usavam varas de metal para improvisar cancelas.

No trajeto de dez quadras a pé em direção ao centro, a BBC Brasil cruzou com cerca de 15 manifestantes solitários ou em pequenos grupos, que aparentavam cansaço e desalento. Diziam que o grosso da multidão já havia se dispersado e que retornariam às ruas no dia seguinte.

Mais numerosos eram jornalistas, arrastando malas e equipamentos de TV para seus hotéis, e principalmente policiais agrupados nas esquinas.

Num ponto de táxi nos arredores do Congresso, três taxistas assistiam à transmissão dos eventos na TV.

"Temos que esperar pelas reações: muita gente ainda não sabe o que está acontecendo, tudo foi muito rápido", diz o taxista Ariel Ortega. "Nós, paraguaios, somos tranqüilos, mas há limites".

Reação internacional
O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou que não reconhece o novo governo do Paraguai. Ele disse que a destituição de Lugo foi um golpe contra a população paraguaia, a Unasul (União de Nações Sul-Americanas) e que o atual governo é ilegítimo.

Os governo da Argentina, do Equador, da República Dominicana e da Bolívia também classificaram a destituição de Lugo como um "golpe de Estado", segundo a agência de notícias Efe.

O secretário-geral da Unasul Ali Rodrigues Araque afirmou à BBC Brasil que a comunidade sul-americana está diante de "uma situação de fato, de um golpe de Estado".

A Unasul avalia que não foi respeitado o devido processo legal para que Lugo pudesse se defender das acusações e que a democracia no país está ameaçada.

O presidente Chávez indicou ainda que poderá haver sanções contra o novo governo paraguaio por parte dos países da Unasul. "Isso não termina aí", afirmou.

O Brasil liderou uma missão de chanceleres sul-americanos enviada ao Paraguai ainda na quinta-feira. A viagem se baseou em um protocolo da Unasul que dá aos seus membros a possibilidade de impor sanções a um país em caso "de ruptura ou ameaça de ruptura da ordem democrática".

Um dos artigos do documento prevê como sanção o fechamento das fronteiras com o Paraguai. Até a madrugada de sábado, o Itamaraty não havia emitido posição oficial do Brasil sobre o impeachment de Lugo.

Processo relâmpago
A Câmara dos Deputados paraguaia aprovou na quinta-feira a abertura do processo de impeachment contra Lugo como reflexo de um conflito agrário que deixou 18 mortos - entre policiais e sem-terra - durante a reintegração de posse da fazenda de um empresário ocorrida há uma semana.

Horas depois da aprovação, deputados apresentaram no Senado cinco principais acusações contra o então presidente. A maioria delas se relacionava a ligações de Lugo com movimentos "carperos" (sem-terra), ao suposto emprego irregular de militares em ações políticas ou relacionadas à questão da terra, e ao resultado desastroso da reintegração de posse da semana anterior.

Lugo e sua equipe tiveram então 18 horas para preparar uma defesa e mais duas horas para apresentá-la aos senadores na tarde de sexta-feira. No início da noite, um Senado dominado por ampla maioria oposicionista considerou Lugo culpado das acusações por 39 votos a quatro.

Já destituído do cargo - pouco mais de um dia após o início do processo de impeachment - Lugo fez um discurso de despedida no qual acatou a decisão do Congresso, embora a considerasse "covarde".

"Hoje não é Fernando Lugo que recebe um golpe, hoje não é Fernando Lugo quem é destituído, é a história do Paraguai e sua democracia", afirmou.

Minutos depois, seu ex-vice, Federico Franco, do PLRA (Partido Liberal Radical Autentico) recebeu a faixa presidencial prometendo respeito às instituições democráticas do país e garantindo que entregará o cargo ao próximo presidente, que deve ser eleito em 2013.

Lugo e Franco haviam chegado ao poder em 2008 formando uma aliança que quebrou uma hegemonia de seis décadas do Partido Colorado na Presidência. Mas, a aliança acabou sendo desfeita ao longo do mandato. O apoio do PLRA, que tem a segunda maior bancada no Senado, teve grande influência na aprovação do impeachment.

"O destino quis que eu assumisse a Presidência da República", disse Franco em sua posse.

Fonte: BBC Brasil /Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Presa quadrilha acusada de roubar carro de juiz duas vezes


Foto: Blog da Sargento Sandra

A Polícia Militar prendeu, nesta sexta-feira (22), a quadrilha que havia roubado o carro do juiz da cidade de São Bento do Norte duas vezes, na última terça-feira (19). Quatro pessoas foram presas, sendo que duas delas no município de Galinho, quando tentavam fugir utilizando barcos. O bando teria feito um arrastão em uma pousada, na noite em que roubou carro do juiz Ricardo Moura.

Os presos foram identificados como José Marcelo da Silva, de 28 anos, Jeferson Ferreira de Oliveira, vulgo “Brasil”, de 19 anos, Márcio do Nascimento, de 27 anos, e Lucilaine Bruna da Silva, de 20 anos. Esses dois últimos iriam fazer o resgate dos dois primeiros e também acabaram detidos. As prisões foram realizadas por policiais militares da 1ª e 2ª CIPM

Para prender os suspeitos, o 3º sargento PM Pontes, comandante do Destacamento de Galinhos, foi esperar o barco que transportava José Marcelo e Jeferson e ficou descaracterizado, para não levantar suspeita. Um dos acusados estava armado com um revolver calibre 38, mas não reagiu a prisão.

Todos os suspeitos foram autuados em flagrante de delito por roubo e formação de quadrilha. Na tarde de ontem, eles foram encaminhados para o Núcleo de Custódia da Polícia Civil, na cidade da Esperança, em Natal. A polícia ainda realiza diligências para tentar localizar mais dois criminosos, identificados como Eduardo Medeiros, vulgo Dudu, e outro conhecido pelo apelido de “Mago Tapa-olho”.

Fonte: Portal BO/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

TRÊS HOMENS SUSPEITOS DE ASSALTOS NA CIDADE DE PARNAMIRIM SÃO DETIDOS PELA PM


  Policiais militares da cidade de Parnamirim, região metropolitana de Natal, deteram no final da manhã desta sexta-feira, 22 de Junho de 2012, três homens suspeitos de realizarem vários assaltos na região.
  Os PMs chegaram até os mesmos através de informações que os três estariam em um carro tipo Corola com placas frias e se deslocaram até o centro da cidade de Parnamirim. Na abordagem,os policiais foram surpreendidos pelos bandidos que começaram a atirar contra os militares. Houve perseguição e troca de tiros e os acusados acabaram presos próximo ao viaduto da BR-101 com a BR-304 saída para Macaíba.
  Na troca de tiros, paredes de uma empresa que fica as margens da BR ficaram com marcas de tiros.
  Os três foram encaminhados para a Delegacia onde foi tomado os procedimentos cabíveis.
















Fotos cedidas por Hermógenes Segundo


Fonte: Passando na Hora/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

MOTOQUEIRO SOFRE ACIDENTE NA BR-110, SENTIDO MOSSORÓ/AREIA BRANCA.


Um acidente foi registrado na BR-110, na noite de hoje (22/06), por volta das 19:40hs, logo após o trevo de acesso a cidade de Areia Branca, e antes da entrada do Conj. 30 de Setembro.
O motoqueiro de nome Airton Jalysson de Oliveira, 23 anos que trabalha como servente, informou que seguia na BR-110 e derrepente perdeu o controle da moto, ele não soube informar se alguém teria batido nele, populares informaram que uma mulher atravessava a BR em outra moto e colidiu na trazeira da moto de Airton.
A ALFA-01 do SAMU, com a equipe Dr. Wedney Livânio, Andréia, Silvana e o motorista Audrei, socorreram Airton que se queixava de uma forte dor na cabeça para o HRTM, apesar de estar consciente e orientado.
Os patrulheiros da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Araújo Souza e Arteiro, realizaram os procedimentos de praxe colhendo informações e nome da vítima, e em seguida liberaram a BR. 


PASSANDO NA HORA

PASSANDO NA HORA

PASSANDO NA HORA

PASSANDO NA HORA

PASSANDO NA HORA

PASSANDO NA HORA

PASSANDO NA HORA

PASSANDO NA HORA



Fonte: Passando na Hora/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

COLISÃO ENTRE DUAS MOTOS NA AV. PRES. DUTRA EM MOSSORÓ.


Uma colisão envolvendo duas motocicletas no início da noite de hoje (22/06), por volta das 18:50hs na Av. Presidente Dutra no grande Alto de São Manoel deixou duas pessoas levemente feridas.
O motoqueiro que trabalha em uma empresa distribuidora de gás de cozinha de nome Francisco Carlos, informou que seguia na Avenida no sentido Alto de São Manoel/Centro, em sua moto com carga para três botijões de gás, quando o condutor não identificado em uma motoneta JONNY de cor vermelha, saiu do bairro Dom Jaime Câmara e o mesmo apesar de buzinar a moto várias vezes o condutor não ouviu sendo impossível evitar a colisão.
A BRAVO-02 do SAMU, socorristas Carlos Augusto e Iolanda, prestaram os primeiros atendimentos às duas vítimas e conduziu apenas o motociclista da JONNY para ser mais bem avaliado no HRTM.
O condutor da TITAN negou atendimento e como é de praxe assinou o protocolo do SAMU antes de ser liberado.
Obs.: O SAMU realiza esse protocolo de responsabilidade quando a vítima se nega atendimento clínico para melhor avaliação em uma unidade hospitalar. O que não é recomendado haja vista que muitas vezes aparentemente o paciente está bem e clinicamente pode ocorrer uma hemorragia interna causando assim problemas posteriores.

Os patrulheiros da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Araújo Souza e Gilson, realizaram os procedimentos de perícia e recolheram os veículos do local, liberando o fluxo de veículos na via.


PASSANDO NA HORA
Foto: Patrulha do RN

PASSANDO NA HORA

PASSANDO NA HORA(Ambas as vítimas receberam atendimento no local)

PASSANDO NA HORA(Ambas as vítimas receberam atendimento no local)

PASSANDO NA HORA(Ambas as vítimas receberam atendimento no local)

PASSANDO NA HORA(Ambas as vítimas receberam atendimento no local)

PASSANDO NA HORA(Ambas as vítimas receberam atendimento no local)

PASSANDO NA HORA

PASSANDO NA HORA

PASSANDO NA HORA(Moto sendo removida por popular)

PASSANDO NA HORA

PASSANDO NA HORA(Motociclista assinando protocolo SAMU, por não aceitar atendimento)

PASSANDO NA HORA(Jonny sendo entregue pelo patrulheiro a um familiar)

PASSANDO NA HORA



Fonte: Passado na Hora/Cidade News Itaú
Leia Mais ››