RÁDIO CIDADE AO VIVO

sexta-feira, julho 27, 2012

AL aprova negociação de dívidas do Estado e reajuste de professores da UERN


Os deputados aprovaram nesta sexta-feira (27), por unanimidade, dois Projetos de Lei de autoria do Executivo estadual. O primeiro deles autoriza o Governo do Estado a contratar parcelamento e reparcelamento de créditos devidos à União e outras providências. O segundo Projeto altera a remuneração de servidores públicos da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). A aprovação das matérias garantirá que os salários reajustados dos professores da UERN passem a vigorar já a partir da próxima folha de pagamento. Compareceram à sessão 20 parlamentares.

O Projeto de Lei 69/2012 autoriza o parcelamento ou reparcelamento de compromissos financeiros devidos à União, sob administração da Receita Federal do Brasil ou da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. A mensagem 42, enviada pelo Governo do Estado, foi convertida no PL 69/2012 após alguns ajustes no texto aprovados por todos os deputados presentes.

Com a aprovação, o Estado fica autorizado a oferecer as receitas próprias decorrentes do art. 159, I, “a”, da Constituição Federal, como garantia. As cotas do Fundo de Participação dos Estados (FPE), oferecidas em garantia do total das parcelas relativas aos ajustes referidos na lei, ficam limitadas ao montante de R$ 100 milhões. Como dever o Poder Executivo  vai incluir nos projetos de leis orçamentárias anuais, durante o prazo que vier a ser estabelecidso para o parcelamento.

Já a mensagem nº 43, encaminhada pelo Governo do Estado, pretende reestruturar a remuneração dos professores da UERN. De acordo com o texto do Projeto, as despesas decorrentes da conversão legal de tal Proposta Normativa correrão por conta de doações constantes da Lei Orçamentária Anual (LOA), consignadas para a Universidade.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Ex-prefeito de Lajes Pintadas tem direitos políticos suspensos mais uma vez


Os direitos políticos de Francisco Jucier Furtado, ex-prefeito de Lajes Pintadas, serão suspensos novamente. A decisão da Justiça Federal é fruto de uma ação de improbidade ajuizada pelo Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) e terá efeito assim que houver trânsito em julgado ação. Trata-se da segunda ação do MPF em que o réu teve a perda dos direitos políticos decretada por improbidade.

Maria Edna Bezerra Furtado Costa, ex-secretária de finanças do município, e Luzia Aparecida Dantas dos Santos, representante da empresa Construtora São Francisco Ltda., também terão, entre outras sanções, a suspensão dos direitos políticos pelo período de quatro anos, após a sentença transitar em julgado.

A decisão julgou totalmente procedente a ação civil pública apresentada pelo MPF/RN. Os réus ainda deverão pagar multa de dez vezes o valor da remuneração atual do prefeito de Lajes Pintadas, a ser revertida à Funasa. Além disso, eles não podem, pelo prazo de três anos, contratar com o Poder Público, nem receber benefícios, incentivos fiscais ou creditícios.

A partir de recursos provenientes de convênio com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), o ex-prefeito e a ex-secretária de finanças autorizaram o pagamento à construtora antes do início das obras sanitárias no município de Lajes Pintadas. A empresa recebeu os valores em dezembro de 2000 e junho de 2001, sendo que as obras só foram realizadas cerca de três anos após a liberação das verbas, após vistoria realizada pela Funasa.

De acordo com a decisão, o processo demonstra a existência de atos de improbidade administrativa, uma vez que os gestores públicos denunciados
não agiram com a diligência necessária na condução dos recursos públicos. A sentença ainda aponta que o pagamento à empresa contratada não poderia ocorrer antes da execução da obra, sendo conduta vedada segundo o artigo 5º da lei 8.666/93.

Fonte: PRRN/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Ex-prefeitos potiguares são condenados a devolver mais de R$ 800 mil


A ex-prefeita de Santo Antônio, Liliane Regis Ribeiro Coutinho Barbalho Silva, teve a prestação de contas referente ao exercício de 2005 considerada irregular, sendo condenada pelo Tribunal de Contas do Estado ao ressarcimento de R$ 603.587,10, relativo aos processos de despesas solicitados e não entregues. Da mesma forma, o ex-prefeito de Caiçara do Norte, José Edílson Alves de Menezes, teve a prestação de contas do exercício de 2001 desaprovada, tendo que ressarcir ao erário a quantia de R$ 204.848,94.

Os dois processos foram relatados pelo conselheiro Marco Antônio de Moraes Rego Montenegro, na sessão da Primeira Câmara do Tribunal de Contas de quinta-feira, 25/07.  Ele também relatou processo da Câmara Municipal de Santo Antônio, prestação de contas de 2009, responsável João Maria Pereira. O voto foi pelo ressarcimento de R$ 13.320,00, relativo à ausência de publicidade e apresentação dos relatórios de gestão fiscal. Da Câmara de Guamaré, prestação de contas de 2009, responsável Gustavo Henrique Miranda Santiago. Voto por multas de R$ 13.374,00 e de R$ 18.074,00, pela ausência de comprovação das publicações dos Relatórios de Gestão Fiscal e contas bimestrais.

De Caiçara do Norte, prestação de contas do exercício de 2001, responsável José Edílson Alves de Menezes. Voto pelo ressarcimento de R$ 105.524,00 relativo aos processos de despesas solicitados e não entregues. De Rafael Godeiro, prestação de contas de 2001, a cargo do sr. Abel Balarmino Amorim Filho. O voto foi pelo ressarcimento de R$ 322.864,98, referente a processos solicitados e não entregues. Também relatou processos de Santa Maria, apuração de responsabilidade referente aos exercícios de 2004 a 2008, a cargo dos senhores Pedro Lopes de Moura e Nilson Urbano; de Touros, apuração de responsabilidade dos exercícios de 2006 a 2008, responsável Heriberto Ribeiro de Oliveira; Câmara Municipal de Lucrécia, relatório de remuneração de 1997 a 1999, a cargo de Francisco Duarte Filho e da Câmara Municipal de Caraúbas, relatório de remuneração, sob a responsabilidade do sr. Francisco Eugênio Alves da Silva. Todos pela irregularidade e com ressarcimento ao erário.

O conselheiro Carlos Thompson relatou processo da prefeitura de Paraú, documentação comprobatória de despesa referente aos meses de setembro e outubro de 2000, sob a responsabilidade do sr. Luiz Augusto Filho. O voto foi pela irregularidade com restituição aos cofres públicos da quantia de R$ 72.035,79, despesas cujas contas não foram prestadas. De São Miguel, documentação comprobatória de despesas, responsável José Galeno Diógenes Torquato. Voto pela obrigação de devolver R$ 45.000,00, pelo pagamento injustificado de diárias.

Da prefeitura de São Bento, prestação de contas referente ao 1º bimestre de 2004, a cargo do sr. Aldemir Elias de Morais. Voto pela restituição de R$ 346.912,96, ante a omissão dolosa do gestor em prestar contas, além de multa ao responsável no valor de R$ 121.419,53. Da Câmara municipal de Sítio Novo, prestação de contas referente a 2009, responsável o sr. Inácio Marcos da Silva. O voto foi pela irregularidade, com ressarcimento de mais de R$ 10mil, decorrentes de pagamento efetuado a mais aos vereadores. Da prefeitura de Vila Flor, relatório anual referente a 2011. O voto foi pela irregularidade, decorrente da omissão na prestação de contas, a cargo do sr. José Felipe de Oliveira, com aplicação de multa ao gestor.

De Paraú, apuração de responsabilidade dos exercícios de 2004 e 2005, a cargo dos srs. Gerson Gonçalves Chicourel e Francisco de Assis Jácome Nunes. O voto foi pela aplicação de multa aos ex-prefeitos, nos valores de R$ 20.400,00 e R$ 14.050,00, respectivamente, pelos atrasos na entrega das prestações de contas, relatórios de gestão fiscal e relatórios anuais dos períodos subscritos. Ainda de Paraú, processo de apuração de responsabilidade dos exercícios de 2006 a 2010, sob a responsabilidade do sr. Francisco de Assis Jácome. O voto foi pela aplicação de multas pelo atraso na entrega das prestações de contas, cujo somatório chega a R$ 150.050,00. Da câmara municipal de Viçosa, apuração de responsabilidade em virtude do atraso no encaminhamento das contas, referente aos exercícios de 2006 a 2008, a cargo da sra. Vanda Maria Bezerra Campos de Batista. O voto foi pelo ressarcimento de R$ 15.250,00.

A conselheira Adélia Sales relatou os seguintes processos: da prefeitura de Assu, prestação de contas de despesas referente ao período de maio a dezembro de 2000, sob a gestão do sr. José Maria de Macedo Medeiros. O voto foi pelo ressarcimento de R$ 1.055.975,42, em razão de despesas não comprovadas. De Serrinha dos Pintos, prestação de contas do exercício de 2005, a cargo do sr. Francisco das Chagas de Freitas. Pelo ressarcimento de R$ 17.111,75, referente à ausência de documentação de veículo contratado. Da prefeitura de Janduís, documentação comprobatória de despesas, responsabilidade do sr. Cássio Targino de Medeiros. O voto foi pelo ressarcimento de R$ 14.900,00, em razão da ausência de comprovação de despesas.

Da Prefeitura de Porto do Mangue, documentos e balancete do Fundef do exercício de 2001, responsável sr. Espólio de José Nazareno do Nascimento. Voto pela irregularidade, com restituição de R$ 69.063,10, pela realização de despesas específicas e material adquirido sem destinação específica, além da ausência de documentação comprobatória de despesas.

Fonte: TCE/RN/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Trezentos ônibus já circulam com "botão do pânico" em Natal


 (Demis Roussos/Divulgação)

A governadora Rosalba Ciarlini assinou nesta sexta-feira (27) o convênio entre Governo do Estado – através da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) – e o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município de Natal (Seturn) para implantação Programa Caminho Seguro. A iniciativa consiste em um sistema com dispositivo de segurança instalado nos ônibus – chamado botão de pânico – para acionar a Polícia Militar em caso de necessidade.

A partir desta sexta-feira, 300 veículos já circulam em Natal com o dispositivo, que está diretamente ligado ao Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) da Polícia Militar. Ao ser acionado, o botão de pânico avisará, por meio de um alarme sonoro e visual, a localização da ocorrência, o que facilitará a chegada de viaturas mais próximas.

“Esse trabalho é fundamental para trazer segurança ao usuário do transporte público e deve ser ampliado até o final do ano”, disse a governadora Rosalba Ciarlini, se referindo ao objetivo do Seturn de equipar toda a frota de Natal – 800 ônibus – até o final deste ano.

A assinatura do convênio aconteceu no Ciosp, que fica no Quartel da PM. Acompanharam a Governadora o secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, Aldair da Rocha; o comandante geral da Polícia Militar, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva; o presidente do Seturn, Agnelo Cândido; e o diretor de comunicação do Sindicato, Augusto Maranhão.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Assassino confesso de Cinthia tem transtorno de personalidade, diz delegado


“Ele apresenta fortes indícios de transtorno de personalidade”. Foi com estas palavras os delegados da Polícia Civil definiram Poliano Cantarelle Fernandes de Lacerda, de 35 anos, que confessou ter matado a adolescente Cinthia Livia, de 12 anos. Ele foi apresentado à imprensa na noite desta quinta-feira, na sede da DIVPOE (Divisão de Policiamento do Oeste).       

Poliano Cantarelle foi encontrado em um táxi quando seguia de Tibau para Mossoró. Ao ser abordado, ele alegou que estava indo ver a mulher no hospital, mas quando os policiais apresentaram provas do crime, Poliano confessou o fato. Cíntia Livia foi encontrada na manhã desta quinta-feira, em uma cisterna de uma casa próxima de onde o assassino e a adolescente morava

De acordo com o delegado Renato Costa, titular da Delegacia de Areia Branca, desde o início as investigações se concentraram na vizinhança. “Neste tipo de crime de rapto, é comum que o assassino conheça ou tenha alguma proximidade com a vítima”, disse. Poliano morava na mesma rua de Cíntia Lívia e, no sábado à noite, ao encontrá-la na rua, convidou a criança para dar uma volta de moto. Após levá-la para o quintal de uma casa, tentou violentá-la. Como a garota resistiu e começou a gritar, ele deu uma ‘gravata’ e a sufocou. Ainda percebendo que seu coração batia, resolveu jogá-la na cisterna.

Na casa de Poliano Cantarelle, outra equipe de policiais encontrou provas que atestam o cometimento do crime. Além das roupas usadas por ele durante o fato, revistas e filmes pornográficos e fotos de crianças (algumas inclusive nuas) estavam na residência. Durante os depoimentos, Cantarelle disse ser viúvo, mas hoje mora com uma companheira (que estaria grávida) e um filho de 14 anos. O garoto, inclusive, chegou a ser ameaçado de morte antes da chegada da polícia à sua casa.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Carla Ubarana afirma que pediu asilo político no exterior


 (Fábio Cortez/DN/D.A.Press)
O escândalo dos precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) pode ganhar repercussão internacional. Carla Ubarana, ex-chefe do setor de precatórios do tribunal, e seu marido, o empresário George Leal, acusados no processo deflagrado após a Operação Judas, pediram asilo político a consulados e embaixadas estrangeiras, por meio de uma série de documentos encaminhados aos Estados Unidos, Canadá, França e Suíça. A informação foi dada ontem pelo casal ao Diário de Natal. A servidora do TJ afirma que a decisão se deve à falta de segurança sentida pelo casal e sua família. " Nos sentimos ameaçados e pedimos a ajuda externa para garantir nossa integridade e nossos familiares", explicou Carla Ubarana, em contato com a reportagem.

A escolha dos quatro países levou em conta se tratar de lugares que o casal já visitou e conhece a língua. Ubarana fala inglês e francês. Ela destaca que a solicitação de asilolevou em conta a falta de segurança da família, ameaças sofridas e o corte do salário da servidora, que está sem receber do TJ desde janeiro, o que considera "perseguição". A Ação Penal Pública na qual os dois são réus também foi anexada. Segundo Carla Ubarana, o pedido foi encaminhado via carta registrada aos quatro consulados. Ela afirma que o casal já recebeu a resposta positiva, e a segunda etapa é o encaminhamento da soliticação para as embaixadas, nas capitais, para que seja dado o parecer. "Acreditamos que em um prazo médio de dois meses teremos a resposta final", comentou.

Segundo ela, organismos internacionais e governos estrangeiros contatados já têm conhecimento oficial do processo e da falta de segurança vivida pela família Ubarana desde que a Operação Judas foi iniciada. Ontem, Carla Ubarana relatou que pessoas estranhas continuam a se aproximar do casal. Na última quarta, por volta das 17 horas, ele teria notado a aproximação de um estranho quando se dirigia à escola da filha. Logo, apontou umacâmera fotográfica em sua direção e ligou para o marido. "Ele saiu correndo. Acho que não estava sozinho", relata. 

Casal confirma denúncias ao CNJ

A suspensão dos salários da ex-chefe de precatórios do Tribunal de Justiça do RN (TJ), Carla Ubarana aumentou o nível de insatisfação da servidora e do marido, o empresário George Leal, ambos acusados do processo deflagrado após a Operação Judas. O casal confirmou também que continua a enviar denúncias ao Conselho Nacional de Justiça - CNJ contra os procedimentos administrativos adotados pela desembargadora Judite Nunes, presidente do TJ. "Nós enviamos ao Conselho nossas denúncias de irregularidades nesse processo. Somos colaboradores da Justiça e estamos usurpados em seus direitos.

O empresário George Leal personaliza na presidente do TJ, Judite Nunes, a decisão de negar os proventos à Carla Ubarana. "Acredito que ela, a desembargador a Judite, quer mesmo é que acabe o dinheiro que a gente tem para pagar nossas contas, o que facilitaria até mesmo uma nova invasão de nossa casa", afirmou Leal, referindo-se a ação de pessoas que entraram na residência do casal, crime registrado por câmeras domésticas epor um boletim de ocorrência virtual junto à polícia.

Carla Ubarana informou ainda que está pedindo a anulação da comissão de inspeção determinada pelo então desembargador Caio Alencar antes de ser instaurada o primeiro processo administrativo da Comissão Disciplinar Administrativa - Codipe. Esta última, anulada no dia 18 de julho por um ato da desembargadora Judite Nunes.

"Todas as informações dessa Codipe que foi anulada estavam baseadas em informações fornecidas pela comissão de inspeção que era formada por uma sobrinha de Judite e dois auxiliares do desembargador Caio Alencar e até pessoas estranhas ao tribunal. Portanto essa comissão não era isenta para julgar."

Leal estranhou o fato de Caio Alencar ser o juiz responsável pela instauração da comissão inspeção. "Ele é amigo íntimo da família de Carla, seus filhos são amigos dos nossos filhos. Ele teria que alegar suspeição para o julgamento". Todas essas denúncias, segundo o empresário já chegaram à presidência do TJ. " A desembargadora recebeu ontemnossas denúncias e o pedido para a anulação da comissão de inspeção."

Sobre as denúncias feita por Carla Ubarana, a assessoria do TJRN comunicou que "a Presidente do tribunal não irá se manifestar pois a questão já foi levada anteriormente ao Conselho Nacional de Justiça, que não acolheu a nulidade da comissão".

Especialista explica direito de asilo

O asilo político, em tese, poderia ser concedido no caso. "O Direito de Asilo, conhecido como Asilo Politico, é um ato discricionário do chefe de estado de uma nação concedido a cidadão que sofre algum tipo de perseguição política ou religiosa; uma vez concedido o asilo basta que o cidadão entre numa embaixada para receber guarida e direito a um salvo conduto emitido pelo país acusado de perseguição, que permitirá ao refugiado sair do país", explica o professor de Direito Internacional do Instituto Rio Branco, Antenor Madruga Filho, genericamente.

As causas motivadoras da perseguição, ensejadora da concessão do asilo, em regra são: dissidência política, livre manifestação de pensamento ou, ainda, crimes relacionados com a segurança do Estado, que não configurem delitos no direito penal comum. 

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Agricultor é preso acusado de estuprar uma filha de 13 anos em Barauna


Delegacia de Policia Civil de Barauna prende agricultor acusado de estuprar a própria filha de 13 anos de idade. De acordo com o delegado Márcio Lemos, as investigações sobre o caso começaram após uma denúncia anônima. “Solicitamos que um psicológo do Conselho Tutelar fosse conversar com a vítima, ela confessou os abusos sofridos.

Termo dse Prisão:

Preso preventivamente SEVERINO PEGADO DA ROCHA, ““CABEÇA DE PORCO””, brasileiro, agricultor, natural de São Tome/RN, nascido aos 17/06/1991, filho de Gabriel Pegado da Rocha e Maria das Dores da Conceição.

Crime: Art. 217-A, CPB (ESTUPRO DE VULNERÁVEL), combinado com o artigo Art. 226, do Código Penal 

226: - A pena é aumentada: 1
II – de metade, se o agente é ascendente, padrasto ou madrasta, tio, irmão, cônjuge, Companheiro, tutor, curador, preceptor ou empregador da vítima ou por qualquer outro Título tem autoridade sobre ela;119

Pena 12 a 22 anos.

I) DOS FATOS:
Exsurgem-se aos autos oitivas declarativas e de depoimentos, além de farta documentação probatória que sobeja à prática de estupro de vulnerável praticado pelo indivíduo SEVERINO PEGADO DA ROCHA, ““CABEÇA DE PORCO”” praticada contra sua filha, modalidade ocorrida no interior da residência do indiciado, residente e domiciliado na Rua Adauto Bezerra, nº 28, centro, Baraúna - RN, local no qual foi mencionado seu modus operandis e o iter criminis da confecção delitiva.

Tal indivíduo, aproveitando-se do momento do repouso noturno, levanta-se de sua cama e vai ao encontro da sua filha, menor, com 13 anos de idade, G.S.R. abusando por diversas vezes da mesma. 

Apurou-se que o indiciado é pai da vítima, sendo que o mesmo passa o dia inteiro com a criança, pois não exerce atividade laboral, alegando que pegou um “cansaço”, vivendo as custa de assistência social. 

Tendo em vista toda especificidade do caso, não existe previsão legal exclusiva para a oitiva das crianças e adolescentes, vítimas de crimes sexuais, restando aos inquiridores a utilização do mesmo procedimento de tomada de depoimentos de adultos, conquanto, por considerar a condição peculiar de desenvolvimento da vítima, além do risco de lhe provocar dano psicológico, incorre-se, ainda, no perigo de prejudicar a confiabilidade da prova produzida com base no narrar do infante, entramos em contato com o conselho tutela, CREAS e CRAS, objetivando o atendimento imediato, com a urgência que ocaso requeria, - até porque pretendemos afastar o algoz do lar -, tendo comparecido o Douta Psicóloga Fernanda Ligia Leonardo Marques do CRES, sendo disponibilizado um ambiente adequado e o mesmo utilizando-se de técnicas e cuidados especiais entrevistou os envolvidos e elaborou um parecer técnico psicológico, em anexo, concluindo pela pratica de atos libidinosos. 

O crime em tela, de abuso sexual, praticados com o abuso do pátrio poder e nos moldes em que foi perpetrado, a regra, de acordo com estudos, é da baixa ocorrência de conjunção carnal, que aliada a demora da denúncia por parte das vitimas, permite a cicatrização de outras lesões, reduzindo a freqüência da prova material nesses delitos. 

Vale destacar também que a palavra da vítima tem um peso relevante nos delitos sexuais e, no presente, a vítima, apesar da idade, prestou depoimento, com todas as cautelas que o caso requer convincente, não havendo como negar a existência do crime. 

Fonte: Policia Civil Barauna/Cidade News Itaú/O Câmera
Leia Mais ››

Menor de 16 Anos saí de casa e não dá noticia a familia


Joyce Soares de Freitas 16 anos saiu de casa há 12 dias e não da noticias a família, a mãe pede, por favor, a quem encontrar ou souber de seu paradeiro entrar em contato.
9174 8922 Sebastiana
8808 1407 Edileusa

Fonte: O Câmera/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Preso suspeito de integrar quadrilha desarticulado pelo Capitão Brilhante na chapada.



Governador Dix-Sept Rosado- Na manhã de hoje, 26, foi preso a pessoa de PATRICK DO NASCIMENTO PATRICIO, vulgo "PETECA", foragido da Cadeia Pública de Mossoró. Ele é suspeito de participar de uma quadrilha que agia na chapada do Apodi, roubando sítios e fazendas, chefiada por Antão Rosendo Viera Filho, preso ontem, 25, em ação comandada pelo Capitão Brilhante em um assentamento por nome de Retiro próximo cerca de 10 Km da cidade de Gov. Dix-Sept Rosado. Patrick é condenado por Assalto,  e foi recapturado nesta cidade pelos policiais militares, Sgt Humberto e Sd's Pinto e Aquino. No momento da abordagem o mesmo apresentou documento falso em nome de PAULO HENRIQUE DO NASCIMENTO PATRICO. O acusado foi encaminhado para a delegacia da cidade e autuado por Falsidade Ideológica e devolvido a Cadeia Pública.


Fonte: Sentinelas do Apodi/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Carro foi tomado de assalto entre as cidades de Equador/RN e Junco do Seridó/PB



Por volta das 19:00 Hs desta Quinta-Feira (26) foi registrado um assalto na RN que liga as cidades de Equador no RN e Junco do Seridó PB.

Segundo informações da Policia Militar de Parelhas que esteve na ação através da Guarnição do GTO, dois homens em uma moto até o momento não identificada abordaram o propriétario do veículo modelo Corsa, quatro portas, de cor preta, ano 2007 placas MZE 3590 de Currais Novos enquanto o mesmo estava com o veículo estacionado as margens da RN.

Logo em seguida os acusados fugiram com destino ao vizinho estado da Paraíba levando o carro da vitima. A Policia Militar de várias cidades inclusive Parelhas estiveram realizando diligências mas até a manhã desta Sexta-Feira não tinha nenhuma informação dos acusados e do veículo.

Fonte: Marcos Silva/Cidade News Itaú/Plantão Apodi
Leia Mais ››

Homem morre em acidente causado por animal no Sertão paraibano.



Um acidente de trânsito ocorrido na noite desta quarta-feira (25), no quilômetro 347, da BR-230, no trecho que compreende entre a cidade de Patos e o Distrito de Santa Gertrudes, deixou como vítima fatal, Evaildo Targino Maranhão, primo do ex governador José Maranhão.
Segundo informações repassadas pela Polícia Rodoviária Federal, era por volta das 22h00m (dez da noite), quando o veículo Gol, cor cinza, placas MNC 1271 Campina Grande, atropelou duas vacas. Com o impacto da colisão, o gol saiu da pista de rolamento e ficou com boa parte de sua estrutura destruída.
O impacto do acidente deixou sem vida o senhor Evaildo Targino Maranhão, e provocou vários ferimentos no ocupante do banco do carona, José Elosman Ferreira. Esse último foi socorrido pelo SAMU e conduzido até o Hospital de Patos.
Segundo José Elosman, ele juntamente com Evaildo Targino viajavam de Campina Grande com destino à Condado, onde pretendiam participar de uma pescaria.
Escute a entrevista com o inspetor da PRF de Patos, Paulo Gil.

acidente
acidente
acidente
acidente


Fonte: Patos Online/Sentinelas do Apodi/cidade News Itaú
Leia Mais ››

Jovem tenta cometer suicídio pulando de uma torre de telefonia com 70 metros de altura



Na tarde desta quinta-feira (26), no Município de Marizópolis, um jovem de apenas 16 anos, ameaçou se jogar do alto da Antena Telefônica de 70 metros de altura, próxima á BR 230. 
A mãe do adolescente, Juvaneide Dantas Militão, residente da Rua Ambrosino Maria de Lira, Bairro Vila Nova, nos informou que o seu filho sofre de problemas mentais. Devido não ter tomado seus medicamentos tarja preta, saiu de casa afirmando que iria se jogar do alto da antena. 

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros de Sousa foram acionados, e através de muita conversa o jovem desistiu de se jogar. Após trinta minutos de negociação, o jovem  foi resgatado.

No local onde a Torre Telefônica está situada, não há infra estrutura apropriada para isolação da antena. O local é de fácil acesso, já que o muro que a cerca está derrubado. Fato que preocupa a população.


Fonte: Folha do Sertão/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

HOMEM É ASSASSINADO A BALA EM QUIXELÔ-CE.



Na quinta feira dia (26), por volta das 18h30, a policia foi informada de uma homicídio que tinha acontecido, no Sitio Chapada/Quixelô. Os policias compareceram ao local e constataram o fato. Tratava-se de um homem aproximadamente 38 anos e conhecido por (Erondin) residente no Sitio Salsa/Quixelô, o mesmo foi surpreendido por dois Homens fortemente armados que, segundo moradores, os mesmo seguiam a vitima em uma moto XLR de cor vermelha de placa HXT 8429-Fortaleza-CE, quando efetuaram vários disparos contra a vitima, que chegou a falecer dentro do seu próprio veiculo um Vectra de cor Branca Placa HYL 9696 Itapipoca-CE.

Ainda ouve troca de tiros contra os elementos, que segunda a testemunha que estava no carro com a vitima ressaltou. A moto dos acusado ficou sem condições de trafego por que o tanque de combustível da mesma foi perfurado de Bala.


Fonte: Sentinelas do Apodi/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Túnel é encontrado por acaso em Alcaçuz


Imagem Ilustratica

Mais uma fuga em massa na penitenciária estadual de Alcaçuz foi abortada, no município de Nísia Floresta. Dessa vez, a situação foi evitada por "acidente", quando um policial militar caiu em um buraco no Pavilhão 4 durante uma troca de guariteiro na madrugada desta sexta-feira(26). A queda, que não causou danos físicos ao policial, apresentou um túnel pronto para uma nova ação dos apenados.

Após a descoberta, policiais e agentes penitenciários conseguiram tapar o túnel e intensificaram a guarda no local para evitar a fuga dos presos.

Segundo Dinorá Simas, diretora da unidade, o Grupo de Operações Especiais do Sistema Penitenciário(GOE) realizará uma inspeção na área interna do presídio para verificar a localidade e dimensão do túnel. 

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Brasil terá caixas eletrônicos para trocar real por outras moedas


O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou, nesta quinta-feira, a autorização para instalar em todo o País máquinas para troca de real por outras moedas. Os equipamentos vão funcionar como caixas eletrônicos e vão fazer o câmbio de real e outras moedas até o limite de US$ 3 mil por operação. Ainda não há prazo para que as máquinas entrem em funcionamento, já que a contratação do serviço depende apenas dos bancos.

Segundo o secretário-executivo do Banco Central (BC), Geraldo Magela Siqueira, a medida vai servir, principalmente, aos turistas estrangeiros que visitarem o Brasil durante os próximos grandes eventos esportivos que o País vai sediar - Copa das Confederações em 2013, Copa do Mundo em 2014 e Olimpíada em 2016. As máquinas ficarão em pontos estratégicos definidos pelas instituições autorizadas a operar em câmbio, como aeroportos e hotéis.

"Vai chegar um turista com dólar na mão, por exemplo, querendo trocar por real, então ele vai inserir as notas na máquina e receber o valor correspondente em reais em troca, dependendo do câmbio do dia. Essa medida vai observar os princípios do mercado de câmbio, que são compra e venda exclusivamente com instituição autorizada a funcionar pelo BC, identificação dos clientes e prestação das informações ao BC", explicou Magela. A identificação será feita mediante a inserção de um cartão de crédito de uso internacional.

Na reunião do CMN, os conselheiros também derrubaram restrição para que qualquer estabelecimento comercial funcione como casa de câmbio. Atualmente, apenas pessoas jurídicas credenciadas junto ao Ministério do Turismo têm autorização para fazer as trocas de moedas. "Algumas empresas estão em locais com trânsito de turistas, mas não são cadastradas (junto ao ministério). Um exemplo são as lojas perto de hotéis e ao redor de pontos turísticos, como o Cristo Redentor", afirmou Magela.

Fonte: Terra/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Juazeiro do Norte-CE: “Cabelo do Cão” é condenado a 29 anos de prisão


Evandro Rogério dos Santos, de 35 anos, acusado do assassinato de Geraldo Alves da Silva no final da noite do dia 30 de março de 2009 na porta da agência centro do Banco do Brasil. (Foto: Chinês/Agência Miséria)


Durou quase oito horas o julgamento do andarilho Evandro Rogério dos Santos, de 35 anos, acusado do assassinato de Geraldo Alves da Silva no final da noite do dia 30 de março de 2009 na porta da agência centro do Banco do Brasil. A sentença foi lida por volta das 16 horas pela Juíza de Direito, Ana Raquel Colares dos Santos Linard, condenando-o a uma pena de 29 anos em regime fechado por crime triplamente qualificado com motivação torpe e requintes de crueldade.

O Conselho de Sentença admitiu a acusação formulada pelo representante do Ministério Público, Gustavo Henrique Morgado, repelindo a tese defensiva erguida pelo defensor público Iranildo Feitosa. A sentença vai mais além invocando a culpabilidade exacerbada de “Cabelo do Cão” - como é apelidado - vez que a vítima foi atingida na região da cabeça enquanto dormia e, em nenhum momento, de acordo com os autos, Geraldo causou motivos para ser morto.

O andarilho Evandro Rogério dos Santos, de 35 anos, foi condenado a uma pena de 29 anos. (Foto: Chinês/Agência Miséria)


Outro aspecto mencionado que contribuiu para uma penalidade maior foi a presença de antecedentes conforme os termos da certidão emitida pelo Comarca de Poção (PE), cuja conduta social revela um homem agressivo. A sentença cita mais a existência nos autos de provas periciais que possibilitam avaliar a personalidade do acusado, “evidenciando mecanismos defensivos dissimulatórios e sem nenhum sinal psicopatológico nos termos do laudo”.

Finalmente, observa que as consequências extrapenais do crime são graves, considerando o clamor e repercussão no meio social. O conselho não deixou de reconhecer a atenuante da confissão, vez que o acusado admitiu diante da autoridade policial ter assassinado a vítima. Na época, o assassinato se deu com uma pedra de paralelepípedo que Cabelo do Cão encontrou sob a calçada do Banco do Brasil. Geraldo era um andarilho e apresentava problemas mentais.

O mesmo dormia na porta da agência após ter saído em busca de um bom banho e alimento. Na sua confissão, o acusado usou de evasivas dizendo que tinha discutido momentos antes com dois taxistas e estava disposto a matar um deles. Todavia saiu com sua ira incontida pela Rua São Pedro e dobrando na São Francisco até encontrar Geraldo que decidiu matar sem qualquer motivo ou justificativa. “Me deu vontade de matar. Só isso”, revelou ao ser preso acrescentando que já havia matado uma mulher sua no Pernambuco.

Quando completou um ano da morte de Geraldo, o Site Miséria divulgou a seguinte crônica escrita pelo repórter Demontier Tenório:

Quando completou um ano da morte de Geraldo, o Site Miséria divulgou a seguinte crônica escrita pelo repórter Demontier Tenório:
Perito retira a tampa da cabeça de Geraldo. (Foto: Arquivo/Agência Miséria)


O vento frio sopra mais intensamente no início da madrugada e atinge o rosto de Geraldo. Ele ergue a mão, desdobra o ededron e cobre até porque o sono já lhe batia à porta. Naquele momento, o “dono do Banco do Brasil” parava de olhar o movimento em frente à "sua agência" para atender ao convite em nome de uma dormida tranqüila como via de regra eram as anteriores. Nenhuma preocupação pela falta de um teto enquanto muitos se encontravam no aconchego do seu lar e junto da família. Até parece que posses nunca foram o objetivo dele.

O prazer de Geraldo era estar ali recostado ao seu “patrimônio”, olhando as pessoas passando e tragando o seu cigarro a exemplo do que acabara de fazer pela última vez. Antes de atirar o filtro no meio da rua ainda lhe sobra o último cumprimento de um homem que pergunta sobre o frio intenso e ele responde: “não se preocupe mano. O cobertor é bom”. Estava ali terminando o mês mais chuvoso de 2009 e a brisa teimava em não parar.

A madrugada se entrega ao silêncio por completo e Geraldo mergulha junto sem imaginar que seriam os últimos instantes da sua vida. No dia seguinte, ele já não estaria mais de pé para acolher, como sempre fazia, os seus “clientes” no setor de caixas eletrônicos da agência. Na correria do cotidiano, poucos eram os cumprimentos para Geraldo. Um comportamento que divergia da tranqüilidade das noites quando muitos paravam e tinham momentos de prosa com àquele homem.

Àquelas alturas, alguém já o havia lhe garantido a alimentação e o mesmo estava banhado, tragando o seu cigarro e vendo as horas correr para mais uma noite de sono. Tão logo o movimento cessou, Geraldo foi em busca do ededron, se deitou em frente a porta e o esparramou pelo corpo. O cansaço por mais um dia de “trabalho” tomou conta daquele homem e o sono profundo não demorou a chegar. Só que Geraldo não imaginava que, junto com ele, viria ao seu encontro a maldade das ruas.

A passos firmes se aproxima outro homem que vive perambulando pelas ruas centrais de Juazeiro. Faltava-lhe uma arma, mas sobrava o instinto violento de quem estava desejoso de matar alguém. Vendo Geraldo coberto dos pés à cabeça, àquele rapaz de 33 anos, descabelado, maltrapilho e embriagado o elegeu como se o mesmo não tivesse mais o direito de viver. A arma não demorou a surgir, pois, quase ao lado, havia uma pedra em concreto guardando o registro da água no jardim sob a rampa de acesso.

O assassino não pensa duas vezes e apanha o lajedo nos braços. No mais absurdo gesto de frieza, mira na cabeça do pobre Geraldo, ergue um pouco mais a pedra para que o impacto seja maior ainda e solta. Com a tranqüilidade de quem jamais fizera o mal a alguém, ele recebe o golpe fatal e dá o último suspiro após um impacto tão forte que o fez erguer as pernas como se ainda quisesse saber do que se tratava ou correr para fugir da morte.

Quando o cortejo fúnebre com milhares de carros, motos, bicicletas e pessoas seguia na direção do cemitério, eis que surge a idéia de uma última passagem em frente ao Banco do Brasil com o corpo daquele homem simples que ganhava as homenagens o socializando como se fora realmente o dono do banco. Das janelas, uma chuva de pétalas e, na rampa, onde Geraldo dormia e foi morto naquela madrugada, os funcionários não escondiam as lágrimas e as deixavam rolar sobre o rosto em momentos de profunda tristeza e revolta.

Enquanto isso, as perguntas não calavam: “quem teria feito àquilo com um homem tão acolhedor e sincero?”. Em poucas horas, a polícia deu a resposta: “Evandro Rogério dos Santos, vulgo “Cabelo do Cão”.

Fonte: Portal Miséria/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Filho mata mãe idosa com golpes de marreta em Pedras de Fogo-PB


Fernando José matou a mãe dentro de casa em Pedras de Fogo. (Foto: Emerson Machado)

A idosa Julita Maria do Nascimento, 84 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada desta sexta-feira (27) no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. A anciã foi morta a golpes de marretas dentro de casa no município de Pedras de Fogo, na Mata paraibana, na noite desta quinta-feira (26).

De acordo com vizinhos que presenciaram o crime, Fernando José da Costa de 64 anos, que é deficiente auditivo, deitou a mãe no chão da casa e em seguida começou a torturar a idosa.

O acusado desferiu violentos golpes de marretas na cabeça da mulher que parte de massa encefálica ficou no chão.

Fernando José foi preso em flagrante por policiais da 2ª Companhia da Polícia Militar.

Julita Maria ainda foi socorrida para o Trauma-JP, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Fonte: Portal Correio/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

DETALHES DA MORTE DE CÍNTHIA LÍVIA E FOTOS DO CRIMINOSO.


DIVIPOE apresentou na noite de hoje (26/07), por volta das 19:30hs, Poliano Cantarelle Fernandes Lacerda, 35 anos acusado confesso do crime brutal contra a pequena Cinthia Lívia, 12 anos de idade, que estava desaparecida desde o último sábado em Tibau-RN.
Em uma coletiva de imprensa realizada na sede da DIVIPOE, no bairro Nova Betânia os delegados, Dr. Renato Batista, Dr. Odilon Teodósio, Dr. Clayton Pinho, Dra. Daniele Filgueira e Dra. Carla Viviane, apresentaram o acusado e os detalhes do crime e da investigação.
De acordo com Dr. Renato Batista, as investigações começaram no domingo (22/07), pela manhã, logo que a polícia tomou conhecimento do desaparecimento da garotinha Cinthia Lívia. Ele revelou detalhes e disse que vários boatos surgiram e todos foram averiguados, mas nada de concreto. Então resolveram ouvir funcionários de um Mercadinho de onde a menina foi vista pela última vez. Daí várias pessoas eram ouvidas e simultaneamente outros delegados o ajudavam em colher provas até chegar a Cinthia.
Com o corpo localizado, e com a chegada da Polícia Civil no local, os caseiros que encontraram o corpo e outras pessoas foram ouvidas,  e perguntadas quem costumeiramente andava e ou circulava por aquela região. E dentre nomes surgiu o de Poliano Cantarelle. De imediato fomos a sua residência próximo a casa da vitima, e seu filho de 14 anos nos informou que a pelo menos dez minutos ele teria saído de casa para pegar um taxi e ir para Mossoró.
Como ficou difícil a nossa equipe acompanhar o taxi, já que seríamos mais de dez minutos atrasados, nós contactamos uma equipe de Mossoró que interceptou o carro na entrada da cidade e logramos êxito. De imediato foi dado voz de prisão a ele e ele em seguida confessou o crime. Ele disse que a menina tinha pedido R$ 5,00 reais a ele e ele disse que não tinha. Como ele tinha amizade com toda a família já que no ano 2010 teria terminado um relacionamento com a irmã de Cinthia, a chamou para ir em sua moto com ele para uma casa onde ele iria limpar uma piscina. E ela consentiu e subiu em sua moto sem ser pressionada.
Após alguns minutos ele sentiu um desejo em fazer sexo com a garota. Foi ai que ele resolveu agir e ela tentou escapar dele, mas não conseguiu. Ele disse que ela o azunhou no braço, e ele imobilizou a garota ao ponto de ela desfalecer e defecar. Depois ele escutou o coração dela e disse que batia lentamente, daí, ele achando que ela tava morrendo tirou as veste da garota uma calcinha preta suja de fezes, jogou fora junto com a chinela dela e em seguida deu banho na menina e vestiu uma calcinha branca nela antes de jogá-la no poço. “Ele disse que vestiu a menina para preservar o corpo dela”.
Dr. Odilon foi enfático em falar que muitos comentários surgiam a respeito de que no caso de Popó Porcino toda polícia tinha sido mobilizada e no caso da garota isso não estava acontecendo. Ele afirmou que desde que souberam do desaparecimento todos os esforços e trabalhos foram intensos no intuito de dar uma resposta à população a respeito do caso Cinthia Lívia, que lamentavelmente não teve o mesmo fim do Popó Porcino.
Junto com o assassino um vasto material erótico, como filmes pornôs, revistas, a roupa que ele usava no dia do crime, e fotos de crianças nuas que não foram mostradas foram recolhidas como prova para fortalecer apesar da confissão do acusado o inquérito policial. De acordo com a polícia ele se manteve calmo e pelas provas foi visível perceber que ele tinha um desejo grande por sexo com menores. Sua prisão preventiva foi decretada pela Juíza a  Dra. Kátia Cristina da comarca de Areia Branca. Poliano trabalhava em uma casa em frente onde a menina foi morta.

PASSANDO NA HORA

FOTO: TIBAU NOTÍCIA (Assassino de Cinthia Poliano Cantarele)


PASSANDO NA HORA
PASSANDO NA HORA


PASSANDO NA HORA (Material erótico apreendido na casa que o acusado trabalhava)

PASSANDO NA HORA (Material erótico apreendido na casa que o acusado trabalhava)

PASSANDO NA HORA (Toda a imprensa de Mossoró acompanhou a coletiva)



Fonte: Passando na Hora/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Matador de Cinthia é apresentado; Perito criminal acredita que morte tenha ocorrido entre sábado e domingo


Poliano Cantarelelle Fernandes, de 35 anos, confessou ter matado a menina Cinthia Lívia, e foi apresentado nesta quinta-feira à noite pela polícia (foto: Marcos Garcia)


À Polícia, Poliano Cantarelelle Fernandes da Silva, que foi apresentado nesta quinta-feira à noite, disse que tentou estuprar a pequena Cinthia Lívia. Ele estava encapuzado no momento em que foi apresentado à imprensa. Segundo Poliano, Cinthia resistiu, foi estrangulada e depois jogada no poço. Segundo o perito criminal Joaquim Guimarães, do Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP) de Mossoró, o corpo havia sido deixado no poço entre sábado e domingo.
A constatação foi feita a partir do estado avançado de putrefação (apodrecimento) pelo qual o corpo de Cinthia Lívia foi encontrado ontem pela manhã. Joaquim afirma que, a princípio, não é possível precisar o tempo exato da morte.
O corpo da pequena foi levado ainda ontem para o Instituto Técnico-Científico de Polícia (I-TEP) de Natal para ser submetido a um exame de raios-X (o Itep de Mossoró não tem).
A previsão era de que o corpo chegaria por volta das 22h, quando começaria a ser analisado. Até o fechamento desta edição, a causa verdadeira da morte era desconhecida.
Segundo Joaquim Guimarães, havia uma apa-rente marca de lesão no pescoço da jovem, que pode ter sido provocada pelo agressor (como ele mesmo confessa) ou quando ela foi jogada no po-ço, que não é raso.

Imprensa estava em peso fazendo a cobertura do momento da apresentação do acusado de matar Cinthia Líva (foto Marcos Garcia)


O exame de “raios-X” vai dizer se a menina morreu devido ao estrangulamento praticado pelo agressor, se morreu devido à queda no poço ou se, após tudo isso, morreu afogada.
“Pode ter sido provocada pela queda. Ela não tinha vestígio nenhum de perfuração. A morte pode ter sido por afogamento, após ter sido jogada na cacimba, ou ele quebrou o pescoço dela”, explica o perito.

Fonte: Defato/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Caseiro diz que tentou fazer sexo com Cinthia, a estrangulou e a jogou no cacimbão


Marcelo Bento
Bombeiros preparam equipamentos para resgatar o corpo de Cinthia do poço

O caseiro Poliano Cantarelle Fernandes Lacerda, de 35 anos, disse que matou a menina Cínthia Lívia, de 12 anos, porque a irmã e a mãe dela não o queriam mais.

Poliano, que foi preso quando fugia de Tibau de taxi para Mossoró, confessou que pegou a menina e a levou para uma casa em frente à outra que ele tomava de conta na praia das Manoelas.

Na casa, Poliano disse que tentou (?) fazer sexo com a menina, a estrangulou e jogou no cacimbão, onde foi encontrada às 7h30 desta quinta-feira (26), pelos caseiros Raimundo Nonato da Silva e Francisco de Assis Bezerra.

Os dois informaram o fato a policia e ao Conselho Tutelar, que acionou as polícias Civil e Militar.


Ao perceber a descoberta do corpo de Cinthia (foto), Poliano contou ao delegado Renato Batista que entrou no taxi de linha e fugiu na direção de Mossoró. Acreditava que iria se esconder na casa de parentes.

“Nós chegamos ao nome dele em Tibau, através dos vizinhos, e acionamos os policiais em Mossoró”, conta o delegado Renato Batista da Costa, que preside a investigação.

Preso na BR 304,Poliano foi levado pelos agentes civis para Delegacia Regional. O delegado Renato Batista veio interroga-lo enquanto outros continuaram em campo.

“Logo no início da conversa, o suspeito Poliano confessou tudo, com detalhes”, revela o delegado Renato Batista, que hoje mesmo solicitou a Justiça mandato de prisão preventiva.

Sobre violência sexual - A delegada Daniela Silveira, que também trabalha no caso, disse que os exames realizados no ITEP vão determinar se houve violência sexual. O inquérito policial deve ser enviado à justiça

fonte: Defato/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Quadrilha já tinha feito outro sequestro e planejava mais dois


Joana Lima
Sheila Maria diz que quadrilha é numerosa e experiente

A quadrilha que seqüestrou o estudante Porcino Fernandes da Costa Segundo, “Popó Porcino”, 19 anos, no dia 17 de junho desse ano, é formada por aproximadamente dez criminosos e já tinha experiência nesse tipo de crime. A Polícia Civil do Rio Grande do Norte acredita que o grupo já tinha praticado um outro sequestro no Ceará, estado de origem de todos que foram presos.
A delegada Sheila Maria de Freitas, do Departamento Especializado em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), disse que a quadrilha está envolvida em outro sequestro, mas não disse qual seria – o caso é investigado pela polícia cearense. 
Ainda não se sabe, ao certo, se todos que participaram do sequestro de “Popó Porcino”, como é conhecido o filho do empresário Porcino Júnior, estiveram nesse outro sequestro. 
Sheila diz ter certeza da participação de Paulo Victor Lopes Monteiro, 25, que é o mais experiente entre os presos, e sua namorada, Bruna Pinho Landim, 22.
“A gente acha que ele já participou de outro sequestro no Ceará. Acreditamos que ele seja o mais experiente da quadrilha”, enfatiza Sheila Maria, que coordena as investigações.
Ela explica que o trabalho da polícia foi dividido em duas etapas. Na primeira, o foco principal era resgatar o refém com vida. “O trabalho inicial era o resgate de Popó. Todo o trabalho foi para localizar, descobrir quem eram as pessoas, e resgatá-lo. Agora vamos estudar o crime”, revela Sheila, que acredita numa formação numerosa de criminosos, podendo passar de dez.
“Com certeza irão acontecer mais prisões. A gente não quer falar sobre isso para não atrapalhar, mas haverá novas prisões”, afirma, sem explicar se os outros integrantes da quadrilha já teriam sido identificados na primeira fase da investigação. 
Sheila confirma, no entanto, que a prisão de Luís Eduardo Lima Magalhães Filho, descoberto um dia após o resgate do refém, contribuiu substancialmente para as investigações. “A prisão dele trouxe novidades a investigação, mas não podemos revelar. Posso dizer apenas que nos ajudará a identificar e prender os outros integrantes do bando”, conclui.

Fonte: Defato/Cidade News Itaú
Leia Mais ››