RÁDIO CIDADE AO VIVO

quinta-feira, setembro 13, 2012

Prefeito de Antônio Martins retém salários e professores ameaçam paralisar as atividades.


O Prefeito de Antônio Martins, Edmilson Fernandes de Amorim (PMDB), segundo informações do "Blog S.O.S Antônio Martins", aprontou mais uma das suas, sendo que, desta vez, reteve o salário de Agosto dos professores do município, que deveria ter sido pago nos dois últimos dias úteis daquele mês. De lá para cá, já se foram 13 dias e nada.

O Prefeito tem alegado que houve um atraso no repasse para o pagamento, feito pelo Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica), que destina 60% dos recursos para essa finalidade, através de convênio com o Governo Federal, via Ministério da Educação (MEC).

O problema é que esses repasses nunca atrasam. O dinheiro sempre é disponibilizado em dia. Por isso mesmo, os professores da rede municipal de Educação ameaçam agora paralisar as atividades, até que seus vencimentos sejam normalizados. 

Em Agosto, as três parcelas somadas do Fundeb, repassadas à Prefeitura de Antônio Martins totalizaram R$ 277.154, 91, conforme informações do Portal da Transparência.

Outros R$ 91.589,10 já foram disponibilizados, referentes a primeira parcela do mês de Setembro, de acordo com dados consultados no site do Banco do Brasil. 

Portanto, o Prefeito Edmilson Fernandes tem em caixa nada menos que R$ 368.744,01 e, possivelmente, estaria mentindo ao dizer aos educadores que não tem dinheiro para pagá-los.

De posse dos dados, os professores marcaram uma reunião, com a participação do presidente do Conselho Municipal de Educação, Vânia Alves, para comunicarem a decisão conjunta de paralisar as atividades, como forma de pressionar o pagamento do mês passado.

As aulas na Escola Municipal José Inácio de Carvalho e demais unidades da rede de ensino deverão ser suspensas devido à paralisação, prejudicando mais de 600 estudantes da cidade e zona rural, mas que infelizmente os professores não vêem outra alternativa para receberem seus salários de Agosto.

Mais de 80 educadores se encontram nesta situação, o que expõe a fragilidade de uma administração sem rumo e prestes a entrar para a história como a pior de todos os tempos.

Fonte: Política Pauferrense/Cidade news Itaú
Leia Mais ››

Pastor pedófilo que jurava ejacular ‘esperma de Deus’ em obreiras é preso


A polícia de Manaus (AM) prendeu o pastor Cleyson Alves de Souza (foto), 37, sob a acusação de estuprar duas obreiras, uma de 15 e outra de 17 anos. Segundo as vítimas, ele dizia que ejaculava “esperma de Deus” e que tinha de ser engolido para “purificar a alma”.
A Depca (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente) pediu à Justiça na semana passada prisão preventiva do pastor, após ter recebido a denúncia das adolescentes. O pastor foi preso quando pregava na Igreja Pentecostal Deus Altíssimo, na região centro-oeste da cidade. A polícia soube que ele estava ali por intermédio de uma denúncia anônima. Uma das vítimas contou que Souza dizia que, por ser pastor, podia ter o corpo da fiel que quisesse. Ela contou que foi obrigada a assistir a um vídeo onde um menino de 11 anos aparece sendo estuprado pelo pastor com o uso de um cabo de vassoura.   As jovens estão recebendo apoio psicológico. Uma delas foi colocada no Provita (Programa de Proteção Vítima e Testemunhas Ameaçadas). Segundo a delegada Raquel Sabat, Souza dizia às vítimas que também era da polícia e usava um revolver e um distintivo. A polícia pediu um mandado de busca e apreensão para examinar a casa do suspeito. Até este momento, nenhum advogado falou à imprensa para dar a versão do pastor. Sabat informou que o evangélico vai responder por crimes de estupro de vulnerável e, caso confirmado o uso do distintivo policial, por falsidade ideológica.

Fonte: Intervalo da Notícia/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

POLICIA PROCURA EM TODO O BRASIL ESTUPRADOR DE MENOR.


Essa Garotinha de 10 anos que se chamava  Márcia Andréia do Prado Constantino foi pega dentro da Igreja Assembléia de Deus, no Paraná, por um membro que já havia sido pastor, foi afastado por suspeita de abuso. Nada confirmado. O mesmo conhecia a família e até tinha um convívio com os pais. 


CENAS FORTES ABAIXO

 O acontecido não foi planejado. Segundo Natanael, o Buffalo, deu vontade, ele falou com a garota que lhe daria um pedaço de bolo, ela entrou no seu carro e foi levada por ele até a sua casa onde lá ele abusou e a matou com uma sacola na cabeça asfixiada.A DESGRAÇA AINDA ERA PASTOR E FEZ TODA ESSA CRUELDADE,EITA PASTOR DO SATANÁS;


 Não satisfeito levou para um matagal com ela já morta, abusou mais um pouco sobre o capu do carro e depois jogou álcool sobre seu corpo e colocou fogo.


 Esse animal foi no velório da menina para consolar os pais. Só foi identificado pelos exames colhidos nos órgãos da adolescente.


 Natanael de tal, está foragido e quem souber o seu paradeiro, ligue para 190

FONTE: PORTAL A DESGRAÇA/VERMELHINHO/ENCONTRO DA NOTÍCIA/CIDADE NEWS ITAÚ/PATRULHA DO RN
Leia Mais ››

Pneu de caminhão estoura e atinge rosto de homem no interior do RN


Um grave acidente de trabalho foi registrado na manhã desta quinta-feira no município de Jardim do Seridó. Um borracheiro identificado como Severino Ramos Oliveira de Medeiros, mais conhecido por Lico, 43 anos, estava enchendo um pneu de um caminhão quando este veio a estourar acidentalmente próximo ao seu rosto.

Devido a pressão, os estilhaços do pneu atingiram gravemente parte do rosto e braço de Lico. O borracheiro foi imediatamente socorrido ao Hospital Dr. Rui Mariz, onde recebeu os primeiros socorros do Médico Iron Lucas e, em seguida, foi transferido para um hospital em Natal.

Font: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Revistas e visitas íntimas no sistema prisional do RN serão regulamentadas

Penitenciária Estadual de Alcaçuz (Foto: Ricardo Araújo/G1)
Penitenciária Estadual de Alcaçuz (Foto: Ricardo Araújo/G1)


O sistema prisional potiguar passará por mudanças nos procedimentos que atualmente são adotados durante as visitas sociais e os encontros íntimos dos apenados. Significa dizer que, em aproximadamente duas semanas, a Vara de Execuções Penais irá publicar uma portaria regulamentando o acesso às unidades carcerárias mantidas pelo Estado. “Vamos padronizar para corrigir erros, evitar prostituição e diminuir os constrangimentos”, confirmou o juiz Henrique Baltazar.

Para isso, a Justiça está estudando uma série de sugestões elaboradas pelo Ministério Público, uma vez que a Lei de Execuções Penais não especifica como devem acontecer as visitas ou quantas vezes isso deve ocorrer. Segundo o artigo 41, que trata dos direitos dos presos, a única referência que se tem fala que o apenados devem receber “visita do cônjuge, da companheira, de parentes e amigos em dias determinados”.
Hoje, em Alcaçuz, a maior unidade penitenciária do Rio Grande do Norte, localizada na Grande Natal, os presidiários recebem visitas íntimas oito vezes no mês, embora somente as quartas-feiras sejam destinadas aos encontros sexuais. “Nos fins de semana, onde deveriam ocorrer apenas as visitas sociais, dias em que os pais e os filhos podem se ver e conversar, também acabam se tornando momentos de contato mais íntimo. E isso favorece a prostituição”, disse Henrique Baltazar. “Recebi informações de que durante os fins de semana, crianças e prostitutas são oferecidas como pagamento de dívidas de drogas dentro das unidades prisionais, principalmente em Alcaçuz. É isso que nós queremos combater”, acrescentou.
Dia único para crianças e adolescentes
Para coibir a prostituição infantil, ou mesmo que menores de idade estejam expostos a momentos de constrangimento, o magistrado adiantou que uma das sugestões do Ministério Público é justamente definir um dia exclusivo para as visitas de crianças e adolescentes. “A ideia é que as visitas dos filhos ocorra uma vez no mês. E neste dia não pode ter visita íntima”, explicou.
Visitas íntimas podem ser reduzidas
Com a regulamentação da entrada de familiares nas unidades prisionais, a tendência, ainda segundo o juiz Henrique Baltazar, é que o controle seja mais rígido e as visitas sociais sejam separadas das visitas íntimas. Ele explicou que, à princípio, as visitas íntimas podem continuar ocorrendo nas quartas-feiras, mas provavelmente nos fins de semana só serão permitidas as visitas sociais, sem contato sexual. Se isso acontecer, os encontros sexuais seriam reduzidos de oito para, no máximo, quatro vezes no mês.
Locais apropriados
O local onde acontecem as visitas íntimas também é alvo da Justiça. Hoje, os presos se encontram com suas companheiras, ou as presas com seus companheiros, dentro das celas. Isso acontece porque, em nenhum unidade prisional do estado existe um lugar reservado para a intimidade dos apenados. “Com a portaria regulamentando as visitas, cada estabelecimento prisional terá que se adequar e criar um ambiente propício, de preferência que não seja dentro das celas”, afirmou o juiz.
Menos constrangimento
Outra medida que deve constar na portaria, de acordo com o Baltazar, trata do constrangimento que passam os parentes dos apenados. As mulheres, especificamente, são submetidas a revistas íntimas severas para evitar a entrada de drogas, armas, aparelhos celulares ou outros objetos proibidos dentro das unidades prisionais. “Estamos estudando um forma para que essa revista seja menos agressiva”, disse o magistrado. A ideia é que, ao invés de as mulheres serem revistadas antes de estarem com seus parceiros, sejam os presos revistados antes e depois dos encontros. Caso isso não seja possível, o juiz estuda outras formas de diminuir os constrangimentos a que se submetem os familiares dos presos.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Moradora de Natal encontra feto dentro de um vidro jogado no lixo


Imagem Ilustrativa retirada da internet
Uma moradora do bairro de Lagoa Azul, na Zona Norte da capital potiguar, acionou a polícia na manhã desta quinta-feira (13) para comunicar que havia encontrado um feto jogado no lixo. Segundo a mulher, o feto aparenta ter entre 5 e 6 meses de gestação e estava dentro de uma embalagem de vidro usada para guardar bombons.
Ao G1, Marinês Duarte disse que crianças que caminhavam para a escola e passavam próximo a linha do trem avistaram o feto e a chamaram. Em seguida, a mulher ligou para a polícia. Uma viatura da PM foi enviada ao local e isolou a área. Peritos criminais do Instituto Técnico-Científico de Polícia também foram enviados para recolher o feto.
Até o momento não há suspeitas sobre quem jogou o feto no lixo. "As crianças viram que tinha um bebê dentro do vidro. E quando abriram, o feto caiu na lama. É horrível. Como é que alguém pode fazer uma coisas dessas?", indignou-se Marinês.
Chama-se de feto o estágio de desenvolvimento intrauterino que tem início após oito semanas de vida embrionária, quando já se podem ser observados braços, pernas, olhos, nariz e boca, e vai até o fim da gestação. O estágio anterior a este é conhecido como embrião. Após o parto, o feto passa então a ser considerado um recém-nascido.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Sesap cadastra parteiras tradicionais no RN


O Grupo Auxiliar de Saúde da Mulher da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) está realizando o cadastro das parteiras tradicionais em todo o Rio Grande do Norte, por meio das regionais de saúde. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde (MS), as parteiras estão presentes principalmente nas áreas rurais, ribeirinhas, locais de difícil acesso e nas populações tradicionais (quilombola e indígena) e excluídas socialmente.

O trabalho com parteiras tradicionais, que faz parte da Rede Cegonha, é uma das recomendações do Plano Nacional pela Redução da Morte Materna e Neonatal. Além disso, representa um compromisso de gestão com a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher, a Agenda de Compromissos com a Saúde Integral da Criança e a Redução da Mortalidade Infantil e com o Pacto pela Saúde, que reúne as grandes linhas de gestão da saúde pública no Brasil.

A implantação da Rede Cegonha pelo MS é uma forma de fortalecer a atenção obstétrica e neonatal, inclusive com o apoio às parteiras que muitas vezes atendem as gestantes em condições precárias e podem contribuir para o aumento da mortalidade materna e neonatal.

Fonte: DN Online/Cidade news Itaú
Leia Mais ››

Prefeita de Natal declara voto no maior adversário nas eleições


Micarla de Sousa, prefeita de Natal, anunciou voto no adversário Carlos Eduardo (Foto: Canindé Soares/Cedida)
A prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), emitiu carta aberta à população na tarde desta quinta-feira (13), declarando que vai votar no maior adversário político dela, o ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT), na eleição do próximo dia 7 de outubro. Micarla, de acordo com pesquisa Ibope divulgada no dia 5 de setembro, tem gestão avaliada como ruim ou péssima por 92% da população natalense - dado que influenciou na decisão dela de não disputar a reeleição ao palácio Felipe Camarão. Carlos Eduardo já anunciou que não aceita o voto da rival.
Na carta, intitulada "Sobre Ódio e Esperança", Micarla explica o porquê da decisão. "Eu, assim como milhares de natalenses, me permiti a assistir a exibição dos programas eleitorais, e assim poder decidir o meu voto. Foi exatamente assistindo a esses programas que cheguei à conclusão de quem estaria melhor representando os meus anseios enquanto natalense. E, neste caso, nada mais natural que este anseio venha a favor de uma candidatura que possa dar continuidade a minha gestão".
Para Micarla, Carlos Eduardo se "manifestou diversas vezes sobre estas questões que estão,certamente, dentro do seu programa de Governo e que, por isso mesmo, estão tendo destaque no período da sua propaganda eleitoral".
A prefeita de Natal, ainda na nota, diz que decidiu "colocar de lado todas as diferenças que me afastaram do ex-prefeito nos últimos anos e anunciar o meu voto para ele. Até porque jamais poderei retirar da minha história de vida o início da minha carreira política, a partir de um convite feito pelo seu pai, Agnelo Alves e pela sua candidata a vice-prefeita, Wilma de Faria".
Ainda na carta, Micarla lembra que Carlos Eduardo é membro de uma das famílias mais tradicionais do Estado. "Com o coração aberto, sem mágoa ou rancor, desejo que o ex-prefeito possa fazer o que não tive oportunidade de fazer. Carlos Eduardo é de uma família tradicional da política do nosso Estado. Sempre se dedicou à política. Nunca teve sequer tempo de exercer a sua profissão de advogado".
Micarla chegou a se dirigir pessoalmente, na carta, a Carlos Eduardo: "Não permita que o ódio invada o seu ser. Alguém que recebe de Deus a possibilidade de governar não pode se deixar levar por sentimentos tão pequenos como o ódio, a ira, o destempero. Quando você coloca que me tem como inimiga, saiba que eu não o vejo assim. Muito pelo contrário. Como cristã que sou e buscando o exemplo do homem que transformou para sempre a história do nosso planeta, Jesus, quero que saiba que continuarei clamando a Deus por você e sua família. Com amor e perdão. Nunca com ódio. Seja Feliz e que Deus o abençoe!".

Carlos Eduardo diz não aceitar voto da adversária Micarla de Sousa (Foto: Alex Regis/Cedida)

Carlos Eduardo

Do outro lado, Carlos Eduardo diz recusar o voto de Micarla. "Tenho vergonha na cara, coisa que ela não tem”, falou. O ex-prefeito chegou a historiar uma série de conflitos que o separa politicamente da atual prefeita. "Ela desconstruiu o meu trabalho e só me perseguiu".

Ele acusa Micarla de estar por trás do processo em que a Câmara Municipal julgou e reprovou suas contas, ainda que contrariando parecer técnico do Tribunal de Contas do Estado (TCE). “Somos adversários políticos e inimigos pessoais. Ela é capaz de fazer qualquer papel, inclusive este, que revela mais uma vez a faceta da falta de caráter dela”.
Carlos Eduardo antecipou que, caso eleito, vai fazer uma auditoria para "ver o que explica esse caos administrativo em Natal”.
Rejeição

Questionada pelo jornal "O Globo" sobre qual nota daria ao período em que administrou a cidade, Micarla afirmou: "Como eu dou sempre muito valor a essa questão do humano, tanto que fiz essa opção, eu daria 10".
A gestão Micarla de Sousa em Natal se tornou um paradigma para a política nacional. Isso porque nunca houve um índice de rejeição tão alto como o registrado pelo Ibope em Natal: 92%. "Não temos nenhuma pesquisa de avaliação de prefeitos pior do que a que verificamos na pesquisa de Natal", explica a diretora do instituto, Márcia Cavallari, em entrevista ao jornal.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Mãe entrega à polícia menor acusado de envolvimento em chacina no RJ




Mesmo confiante na inocência do filho, a mãe de um dos menores acusados de participar da chacina de seis jovens na Baixada Fluminense resolveu entregar o filho à polícia nesta quinta-feira (13).
“Entreguei o meu filho para que ele pudesse se defender. Ele não quer ser acusado por esse crime”, contou a mãe, que se identificou apenas como Luciene.
Ela conta que o filho não a procurava há cerca de quatro meses, mas que na quarta-feira (12), ele ligou pedindo ajuda ao tomar conhecimento que a polícia o apontara como um dos envolvidos na morte dos rapazes.
Luciene disse que o filho de 16 anos estava foragido desde maio de um Centro de Recurso Integrado de Atendimento ao Menor (Criam). O adolescente cumpria medida socioeducativa, após ser apreendido pela polícia dirigindo um carro que transportava drogas.
Segundo a mãe, o menino ficou no Criam de janeiro a maio deste ano. Desde a fuga do Criam, ele não a procurou.
“Ele me ligou ontem à noite e me falou: ‘mãe estão me acusando e não fui eu que fiz nada disso’”, falou a mãe, moradora da localidade de Jacutinga, na Baixada Fluminense.
Executores do crime
Para o delegado Júlio da Silva Filho, da 53ª DP (Mesquita), os dois menores presos, nesta quinta-feira (13), na operação na policial na Chatuba tiveram participação ativa nas mortes dos seis jovens e de outras três pessoas no último fim de semana. “Eles constam como executores dos crimes”, afirmou o delegado.
Segundo a polícia, um adolescente de 15 anos foi preso por policiais da 53ª DP na casa da tia e não ofereceu resistência à prisão. Já o outro, de 16 anos, foi preso por policiais do 20º BPM, e ofereceu resistência. Os jovens, segundo o delegado, são gerentes do tráfico na localidade conhecida como Bicão. O delegado explicou ainda que os dois chegaram a ser indiciados pelos crimes antes de a polícia constatar que são menores de 18 anos. Mas, como são adolescentes, não podem ser indiciados pela polícia. 
Os adolescentes, no entanto, não admitem participação em nenhuma das nove mortes. “Eles admitem que são da comunidade, que viram os garotos na ocasião dos fatos, que conhecem alguns dos nomes que estamos procurando, mas negam participação no crime”, afirmou o delegado, destacando que eles foram reconhecidos e que a polícia já tinha depoimentos de testemunhas sobre a participação deles nos crimes.

Ainda há mandado de prisão contra cinco suspeitos de envolvimento nas mortes, mas que ainda estão foragidos.

Os menores também teriam participado ativamente das mortes do cadete da PM, do pastor e do jovem José Aldeci Jr, que está desaparecido.
O adolescente de 16 anos, que já tem passagem pela polícia, nega as acusações de envolvimento na chacina, mas confirma que é gerente do tráfico na Chatuba, conforme mostrou o RJTV. Ele seria o terceiro na hierarquia do tráfico do local, segundo a polícia.
O secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, solicitou à Corregedoria a apuração das denúncias dos moradores de que policiais militares estariam comentendo abusos na abordagem aos moradores. Até o fim da manhã desta quinta-feira, o Disque Denúncia recebeu 301 ligações com informações sobre criminosos, armas e drogas.
Policiais acham roupas na cachoeira
Agentes das polícias Militar e Civil realizaram na manhã desta quinta uma perícia na cachoeira onde os seis jovens podem ter sido mortos no Parque de Gericinó, próximo à favela da Chatuba. No local, eles encontraram roupas, panelas, garfos, facas, um tipo óleo que serve para lubrificar armas, lixa, fita adesiva, escova e pincel.
A polícia também apreendeu em um dos acessos à cachoeira uma gaiola que pode ser do rapaz desaparecido. O material arrecadado está sendo analisado e será encaminhado para exame.

Os corpos das vítimas foram encontrados na segunda-feira (10), em uma área perto da Via Dutra, em Jacutinga. Os amigos estavam lado a lado, enrolados em lençóis, nus, amordaçados e com sinais de facadas e marcas de tiro.

Policiais encontraram roupas próximo a cachoeira, nesta quinta (13)  (Foto: Janaína Carvalho/G1)
Policiais encontraram roupas próximo a cachoeira, nesta quinta-feira (13)
 (Foto: Janaína Carvalho/G1)

Na quarta-feira (12), a polícia encontrou duas facas em uma gruta, que fica perto da cachoeira. Já nesta quinta-feira, a área onde fica localizada a gruta estava remexida. Segundo os policiais, tudo indica que os criminosos foram ao lugar durante a madrugada para tentar apagar pistas do crime.

Lâmina foi encontrada no acampamento que a polícia acredita ser de traficantes (Foto: Janaína Carvalho/G1)
Lâmina encontrada no acampamento, que a polícia acredita ser de traficantes
(Foto: Janaína Carvalho/G1)

De acordo com o perito criminal Ângelo Silvares, a mata onde foi encontrada alguns pertences das vítimas, não seria o local onde os jovens foram mortos, porque não havia muito sangue.

Matagal onde foram encontradas roupas e pertences dos jovens mortos (Foto: Janaína Carvalho/G1)Matagal onde foram encontrados roupas e
pertences dos seis jovens mortos na chacina
(Foto: Janaína Carvalho/G1)
Bope ocupa favela
Policiais Militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) ocupam a favela desde segunda-feira (10), após a morte dos seis adolescentes. No mesmo fim de semana, outras duas pessoas foram mortas no local - um cadete da PM e um pastor - e ainda há um homem desparecido.
Em três dias de operação, a polícia já prendeu 19 pessoas e apreendeu dois menores. A polícia ainda procura pelo chefe do tráfico da Chatuba, conhecido como Juninho, e por outros homens que ordenaram e participaram da execução dos jovens.
De acordo com o Comando Militar do Leste, pessoas não envolvidas diretamente com as investigações afirmaram que a morte dos jovens ocorreu em área de responsabilidade do Exército, mas que não há evidências oficiais e não foram pedidas informações pelo Ministério Público Militar (MPM) a esse respeito. 
Ainda segundo o comando, a região patrulhada por eles tem 53 km², sendo 48 km² em área plana e 5 km² de plano inclinado, e é monitorada por uma guarda fixa de 35 homens.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Médico diz que operário do vergalhão tem mastigação comprometida




Em uma coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (13), o diretor geral do Hospital Miguel Couto, Luiz Alexandre Essinger e o médico responsável pela cirurgia, Alexandre Azevedo, falaram sobre o estado de saúde do operário Francisco Bento Barroso, de 47 anos, que teve o pescoço perfurado por um vergalhão após cair de uma laje. O acidente ocorreu na quarta-feira (12).
Segundo os médicos, Francisco está lúcido, sendo medicado com antibióticos e permanece em observação. Conforme informou Alexandre, o vergalhão atingiu pequenos nervos da face, que estão comprometendo o perfeito funcionamento da mastigação da vítima. O médico ressaltou, contudo, que acredita que esta dormência deve ser passageira e deve estar sendo causada pelo edema no local.
Apesar do inchaço que está comprometendo a mastigação de Francisco, ele já se alimentou hoje, conforme informou o diretor geral do hospital. Segundo Essinger, Francisco chegou falando ao hospital e se recorda do que aconteceu na hora do acidente. "Ele disse que estava sentado na laje, fumando um cigarro, quando deu uma cochilada e caiu", informou Essinger.
Diretor Geral do Miguel Couto aponta tamanho do vergalhão Retirado. Médico Responsável pela cirurgia diz que operário tem mastigação comprometida (Foto: Cristiane Cardoso/G1)Essinger aponta tamanho do vergalhão retirado. 
Alexandre Azevedo diz que operário tem mastigação
comprometida (Foto: Cristiane Cardoso/G1)
De acordo com Alexandre Azevedo, a imagem é mais impactante do que a cirurgia em si. Ele explicou que a cirurgia consiste em isolar as lesões que o vergalhão poderia causar e retirar o objeto em posição direta.
"Após 2 horas de cirurgia para retirada do vergalhão, ele foi encaminhado para unidade de internação semi intensiva. Ele deve ficar 4 dias lá e não tem previsão de alta", informou Essinger que afirmou que ainda há risco de infecção.
Ainda de acordo com o médico, o vergalhão estava encostado na jugular e à 2 cm da carótida. Se tivesse causado lesão na artéria, Francisco poderia ter morrido de hemorragia, conforme informou Alexandre.
Sobre a possibilidade de Francisco estar alcoolizado, o médico informou que é normal o paciente com uma lesão como aquela chegar ao hospital em estado de torpor ou agitação e que este diagnóstico só é feito por perícia. Segundo o diretor geral do hospital, o vergalhão foi encaminhado para polícia para inquérito.

Fazendo uma comparação com o caso de Eduardo Leite, de 24 anos, que também sobreviveu após um vergalhão de 2 metros atravessar sua cabeça, Essinger afirmou que os dois casos tem complexidades similares já que o pescoço também é uma região onde "não sobra espaço".
A dificuldade no caso do vergalhão de Francisco, porém, foi devido ao seu tamanho, segundo informou Alexandre, uma vez que ele não podia deitar na maca, já que o vergalhão atravessava a nuca.
Crea-RJ diz que obra era irregular
Em entrevista a Rádio CBN na manhã desta quinta-feira (13), o vice-presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ), Jaques Sherique, disse que é irregular a obra em Copacabana, na Zona Sul da cidade, onde o operário trabalhava.

Operário teve o pescoço perfurado por um vergalhão (Foto: Reprodução/TV Globo)
Operário teve o pescoço perfurado por um vergalhão, na quarta-feira (12)
 (Foto: Reprodução/TV Globo)

"Na verdade é uma obra irregular, que não tem placa. É uma obra que está sendo feita em uma área de comunidade e dessa maneira, não tem proteções, não tem guarda-corpo e não tem as linhas de vida para atrelar o cinto de segurança. Provavelmente ele se desequilibrou da laje durante alguma atividade e caiu de uma altura de aproximadamente de seis metros”, explicou o engenheiro.

De acordo Jacques, a princípio, na havia nenhum engenheiro responsável pela obra. Segundo ele, não há placa de profissional no local da construção. 

"O objetivo do conselho é verificar se existe um engenheiro responsável para gente poder fazer as verificações, mas no caso, até o momento, neste caso, não existe nenhuma placa de profissional responsável. Mas eu vou conversar com os familiares, para saber se tinha algum profissional responsável pela obra. A princípio, me parece que não", concluiu.
O engenheiro disse ainda que a obra pode ser embargada e também que a prefeitura poderia fazer algumas exigências.
Operário passou por cirurgia
Francisco caiu de uma laje em cima do objeto e foi socorrido por uma equipe dos Bombeiros, por volta das 13h de quarta. Segundo a Secretaria municipal de Saúde, ele foi operado ainda na tarde de quarta, passa bem, mas segue sem previsão de alta. Os bombeiros informaram que a obra ocorre em uma casa de número 621, na Ladeira dos Tabajaras.

Laje onde operário sofreu acidente no Rio (Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo)
Laje onde operário sofreu acidente na Ladeira dos Tabajaras
(Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo)

Polícia instaura inquérito
O delegado Márcio Mendonça, da 12ª DP (Copacabana) instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias do fato e todos os procedimentos de praxe foram tomados. Duas equipes foram destacadas para atuar no fato.
Por volta das 11h30, uma equipe da delegacia estava no Hospital Miguel Couto para colher o depoimento da vítima e a outra estava no local do fato para interrogar testemunhas que ajudarm o operário logo após a acidente e acompanhar a perícia.

Outro caso
No dia 15 de agosto, um operário de uma obra em Botafogo, na Zona Sul, sobreviveu após um vergalhão de 2 metros de comprimento atravessar sua cabeça. Eduardo Leite de 24 anos passou por uma cirurgia de 5 horas que consertou a parte rasgada do cérebro e reconstituiu toda a região perfurada. A vítima, que é moradora de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, teve alta no dia 30 do mesmo mês. 

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Trânsito muda para evento da Jornada Mundial da Juventude no Rio



Ruas do bairro de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, sofrerão mudanças e interdições para receber o evento de lançamento do hino da Jornada Mundial da Juventude, o “Aventura da Cruz”, nesta sexta-feira (14). A informação foi divulgada pela CET-Rio (Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro).
De acordo com a companhia, será implantado um esquema especial ao tráfego na região e 6 painéis de mensagens variáveis passarão orientações aos motoristas sobre as condições do tráfego. A operação será iniciada às 12h desta sexta e a previsão é de que o evento acabe por volta de 1h de sábado (15).
Alteração na circulação
Haverá interdição na Rua Lucindo Passos (entre Rua Teresa Cristina e Rua Felipe Cardoso) e na Rua Lopes de Moura (entre Rua Barão de Laguna e Rua Lucindo Passos).
Como rota alternativa para os veículos que seguem em direção à Barra da Tijuca, também na Zona Oeste, a CET-Rio sugere a utilização do seguinte trajeto: Rua Tereza Cristina, Praça Dom Romualdo, Rua Fernanda, Rua Primeira e Rua Felipe Cardoso.
Proibição de estacionamento
Estará proibido o estacionamento na região durante o horário do evento. A SEOP - Secretaria de Ordem Pública atuará com reboques posicionados em pontos estratégicos e circulando na área de abrangência do evento com a finalidade de reprimir o estacionamento irregular e garantir a fluidez do tráfego.
A CET Rio não recomenda que a população utilize o carro para ir ao evento, dando preferência aos transportes públicos. Os motoristas que não necessitarem passar na região do evento podem utilizar as rotas alternativas.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Justiça nega habeas corpus para integrante da New Hit e para policial


A Justiça negou a liminar em habeas corpus para um dos integrantes da banda de pagode New Hit, suspeito de estuprar duas adolescentes no dia 26 de agosto, no município de Ruy Barbosa, na Bahia, e para um policial militar que fazia a segurança do grupo, suspeito de conivência no crime. As decisões foram publicadas nesta quinta-feira (13) no Diário da Justiça Eletrônico. Outros oito pedidos de habeas corpus foram negados no dia 6 de setembro pelo desembargador e relator do processo, Lourival Almeida Trindade, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).
De acordo com o TJ-BA, nos últimos pedidos que faltava ser julgado, o desembargador solicitou mais informações à Vara Crime da Comarca de Ruy Barbosa para embasar seu julgamento. Em conversa nesta semana com o G1, Leite Matos, advogado do integrante da banda, falou sobre a expectativa para a concessão do habeas corpus, argumentando que não havia comprovação testemunhal do envolvimento de seu cliente no crime. "Os depoimentos das testemunhas foram transcritos e entregues com a solicitação de habeas corpus", disse Leite Matos.
Nesta quinta-feira (13), o G1 tentou ouvir os advogados Leite Matos e Eduardo Bouza Carracedo, que representa o PM, mas não conseguiu contato.
Todos os nove suspeitos de estupro, entre vocalista, músicos, um produtor e assistentes, estão detidos no presídio de Feira de Santana, a 100 km da capital. Já o policial suspeito de conivência por não ter interferido na suposta ação do grupo está custodiado na Coordenadoria de Custódia Provisória (CCP) da corporação, localizada no Batalhão de Choque em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador.

Caso New Hit (Foto: Reprodução/TV Subaé)Delegado diz que exames de corpo de delito
confirmam versão de garotas
(Foto: Reprodução/TV Subaé)
Investigação
A polícia de Ruy Barbosa já começou a ouvir os depoimentos das testemunhas envolvidas no caso dos integrantes da banda New Hit. Deve sair em até 15 dias o resultado do exame que vai identificar o material genético encontrado nas roupas das duas adolescentes, que possuem 16 anos.
Os resultados dos exames de corpo de delito confirmam que as duas garotas de 16 anos foram estupradas por integrantes da banda de pagode New Hit, de acordo com informações do delegado Marcelo Cavalcanti, da cidade de Ruy Barbosa. O laudo foi concluído no dia 31 de agosto e divulgado apenas no dia 3 de setembro. "O laudo corrobora com as informações prestadas pelas menores. Não vou dar detalhes porque elas são menores", afirmou o delegado responsável.
Denúncia
Segundo relato das vítimas, elas foram até o trio da banda para pedir autógrafos e tirar fotos com os artistas. Um produtor do grupo teria orientado as garotas a ir para o ônibus da banda, onde denunciaram ter ocorrido a violência sexual. Segundo a polícia, dois integrantes admitiram que fizeram sexo com as adolescentes, porém com consentimento. Os outros negaram que tiveram relação sexual com as garotas.

Ameaças
A coordenadora de polícia de Itaberaba, Maria Clécia, informou no dia 30 de agosto que as mães das meninas disseram, em depoimento, que elas têm sido ameaçadas e estão amedrontadas com toda a situação.

A 12ª Coordenadoria de Polícia de Itaberaba é responsável pela delegacia de Ruy Barbosa, e foi na unidade de Itaberaba que as mães das meninas prestaram queixa.
Em depoimento, elas disseram que as filhas não estão saindo de casa e recebem ameaças por telefone. "Elas estão assustadas e não estão indo às aulas. Na verdade, nem elas e nem seus parentes [primos e irmãos não estão indo para a escola, porque foram motivo de chacota no início da semana. As mães relataram que as meninas estão sendo ameaçadas por telefone, através do celular da família. A informação é que a ameaça é feita sempre por vozes femininas", informou a delegada Maria Clécia.
A coordenadora da 12ª Coorpin informou que as meninas se conhecem porque estudam na mesma escola, mas moram em ruas diferentes. "As duas mães disseram que existe um carro estranho que está rondando a casa delas. Estamos investigando para saber se essas ameaças possuem algum tipo de relação com o momento em que elas estão vivendo", disse.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Justiça manda igreja neopentecostal pagar direitos trabalhistas a ex-pastor em Araçatuba (SP)


Valdemiro Santiago é líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, condenada a indenizar ex-pastor
A Justiça do Trabalho de Araçatuba (527 km de São Paulo) reconheceu o vínculo empregatício de um ex-pastor da IMPD (Igreja Mundial do Poder de Deus) pelos serviços prestados por ele durante mais de quatro anos.

A decisão em primeira instância do juiz Maurício Takao Fuzita também condena o grupo religioso a pagar todos os direitos trabalhistas para o funcionário referentes ao período trabalhado e, ainda, indenização por dano moral, cujo valor só será apurado após a liquidação da sentença. O valor total dos pagamentos terá como base o salário de R$ 1.825, valor que o ex-pastor recebia da igreja.

Quando a IMPD foi fundada, em 1998, o então motorista de caminhão Givanildo de Souza, hoje com 34 anos, começava a trabalhar em Sorocaba (98 km de São Paulo). Entusiasmado com as promessas de Valdemiro Santiago, fundador da IMPD, ele resolveu trocar o caminhão pelos templos. Virou discípulo do apóstolo e obreiro da Mundial.

Givanildo passou por várias cidades, até ser transferido em setembro de 2009 para Araçatuba, onde ficou responsável por 14 igrejas. Como pastor regional, chefiava os colegas e respondia pelo dinheiro arrecadado nas unidades.

Sem registro
Segundo a ação, o ex-pastor era conhecido por “arrebanhar” fiéis e teria sido responsável pelo crescimento das diversas filiais abertas por onde ele passava. No entanto, segundo a advogada Daniela Parizotto Capóssoli, seu cliente nunca foi registrado pela IMPD, que efetuava a contribuição ao INSS sobre um salário mínimo, como se Givanildo fosse um contribuinte individual.

Além disso, todas as atividades do pastor eram fiscalizadas, com horários determinados de funcionamento do templo para pregação, funções administrativas e financeiras e até mesmo controle dos cultos. Segundo o processo, também eram estabelecidas metas de faturamento. Além do salário de R$ 1.825, a Mundial custeava despesas de moradia e convênio odontológico para toda a família do cliente.

“Tendo a igreja a necessidade de contar com o trabalho de ministros/pastores para representá-la perante os fiéis e a obrigação de sustentá-los para que sobrevivam com suas famílias, oferecendo-lhes dinheiro para tanto, é de fundamental importância que se considere esta relação como relação empregatícia”, cita a advogada na ação movida contra a sede da Mundial.

Atividade empresarial
O processo cita reportagens que apontam desvios de conduta da igreja, que teria adotado “sistemas de arrecadações forçadas através dos seus pastores”. Para a advogada, o objetivo eminentemente religioso, antes existente na criação de qualquer igreja, deu lugar ao objetivo econômico-financeiro. A Mundial estaria “exercendo atividade lucrativa com contorno empresarial” e, por isso, seus trabalhadores devem ser regidos pelas disposições da Lei Consolidada.

Em sua decisão, o juiz obriga a igreja a pagar ao ex-pastor aviso prévio, férias, décimos-terceiros, indenização do seguro-desemprego, FGTS mais 40% e adicional de transferência mais reflexos, além da indenização por dano moral.

O ex-pastor diz que foi ameaçado para confessar um crime (que ele diz não ter cometido) durante um culto com cerca de 3.000 pessoas. Após o ocorrido, Givanildo pediu substituição de suas funções e chegou a pregar escoltado por seguranças.

No entendimento do juiz, houve dano moral nesses episódios. Por conta das perseguições, Givanildo se mudou de Araçatuba e, segundo a advogada, estaria atuando como comerciante em outro Estado, onde mantém grupos de oração.

Outro lado
A reportagem do UOL tentou por telefone contato com a sede da igreja em São Paulo para saber se a IMPD irá recorrer da decisão. O único telefone disponível para informações é da central de orações do grupo. O atendente Isaac informou à reportagem que não haveria outro número disponível nem departamento de comunicação.

O primeiro templo da IMPD foi instalado em 1998 em Sorocaba, tendo como fundador Valdemiro Santiago, sua mulher, Franciléia, e um pequeno grupo de membros.

Hoje, é considerada a igreja neopentecostal que mais cresce no Brasil, tem mais de 4.000 templos no Brasil e no exterior e ocupa vários horários em canais de televisão.

Fonte: Portal Uol/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Polícia do Rio encontra mais dois corpos na favela da Chatuba; vítima estava desaparecida há 5 dias


Após dois dias de buscas, policiais civis localizaram na tarde desta quinta-feira (13) o cadáver de José Aldeci da Silva Júnior, 19, morto pelo mesmo grupo de traficantes que torturou e assassinou seis jovens em um parque próximo à favela da Chatuba, em Mesquita, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Na mesma localidade, os agentes encontraram outro corpo, ainda não identificado. Em menos de uma semana, a polícia encontrou dez cadáveres no Parque Gericinó, o que indica, segundo a polícia, que o local era uma espécie de cemitério do tráfico.

Júnior estava desaparecido desde o último sábado (8), mesmo dia no qual os seis jovens saíram de casa para tomar banho em uma cachoeira perto da comunidade. O corpo dele foi encontrado parcialmente enterrado em uma trilha do Parque Gericinó.

O reconhecimento foi possível por conta de uma tatuagem e pelas roupas encontradas junto aos restos mortais.

Os traficantes da Chatuba também são acusados pelas mortes de um cadete da PM e de um pastor evangélico. Segundo a investigação da 53ª DP (Mesquita), José Aldeci seria uma possível testemunha do assassinato do religioso. Em apenas três dias, ocorreram 12 mortes na mesma região.

Mais cedo, dois menores que pertenciam à cúpula do tráfico de drogas na Chatuba foram apreendidos pela Polícia Militar. Um é conhecido como "Foca", 16, e o outro é popularmente chamado de "Bola", 15. De acordo com a polícia, eles seriam subordinados ao chefe do tráfico local, Remílton Moura da Silva Júnior, o "Juninho Cagão", apontado como o mandante da chacina. A quadrilha é ligada à facção Comando Vermelho (CV).

Os dois menores estão em uma lista de oito supostos traficantes que estão sendo investigados --foram expedidos mandados de prisão contra todos, à pedido da 57ª DP (Mesquita). Foca, que seria o gerente do tráfico na comunidade, foi localizado na casa da família. Segundo a PM, ele teria feito a mãe refém antes de se entregar à polícia.

A apreensão do menor foi facilitada pela ausência de armas na casa da mãe, onde foi encontrado. Segundo o comandante do 20º BPM, ela contou aos policiais que proibia a presença de arma.

"Ela disse que não deixava entrar arma nenhuma dentro de casa. Ele só poderia ficar lá se obedecesse à ordem da mãe", disse o tenente-coronel.

Ainda segundo o comandante, Foca confirmou ser gerente do tráfico da Chatuba, mas negou envolvimento nas últimas mortes na comunidade.

O jovem teria afirmado ainda aos policiais que os líderes do tráfico da Chatuba saíram da favela com medo da reação das forças de segurança pública. Foca foi levado à delegacia de Mesquita (53ª DP). Ele já tinha passagem por tráfico, porte ilegal de armas e roubo.

Ocupação
Desde que a PM invadiu a Chatuba, na terça-feira (11), e instalou uma companhia destacada para patrulhar a comunidade 24h por dia --a medida foi tomada em caráter emergencial depois que ocorreram 12 mortes em apenas três dias--, 25 pessoas já foram presas ou apreendidas, sendo a maioria por porte de drogas.

Entre os detidos, "Bola" é o terceiro suspeito acusado de ter ligação direta com a chacina. Na quarta-feira (12), a Polícia Civil apresentou Daniel Dias Cerqueira dos Santos, 22, ex-militar do Exército. Ele foi reconhecido pelo pai de uma das vítimas.

De acordo com a investigação, Santos teria ordenado disparos contra parentes durante a busca aos jovens assassinados no Parque Natural de Gericinó, local no qual os corpos foram encontrados.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Júlio da Silva Filho, o suspeito seria um observador dos traficantes e atuaria com rádio para comunicar a aproximação de pessoas estranhas na área dominada pelo tráfico. "Ele foi localizado em uma laje fazendo a contenção para os traficantes, alertando aos comparsas sobre a aproximação da polícia. Além disso, as vestimentas encontradas no local foram reconhecidas pelos familiares, evidenciando que o palco da ocorrência foi a Chatuba", disse.

O crime
Os corpos dos adolescentes foram encontrados na última segunda-feira (10) nas margens da rodovia Presidente Dutra, no município de Mesquita, na Baixada Fluminense.

Moradores de Nilópolis, também na Baixada, eles se dirigiam, na última sexta-feira (7), para uma cachoeira no parque Gericinó, próximo à comunidade da Chatuba, quando traficantes da localidade sequestraram e mataram os seis.

Fonte: Portal Uol/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Bens de motorista que mata em acidentes de trânsito podem ir a penhora, decide STJ


O STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidiu nesta terça-feira (11) que é possível penhorar bens de motoristas que matam no trânsito para garantir o pagamento de pensão às vítimas do acidente. A determinação não leva em conta o fato de o motorista estar ou não bêbado.

A decisão é sobre a execução de uma pensão alimentícia e de indenização por danos morais de um processo de 2003, de Caxias do Sul (RS). Em 14 de junho daquele ano, um motociclista morreu quando a moto que ele dirigia foi fechada por um carro. A mãe do motociclista, Alina Maria dos Santos Reis, entrou na Justiça para receber indenização e uma pensão alimentícia até que completasse 70 anos (o filho era responsável pela maior parte da renda da família). Quando venceu a ação, ela indicou a casa do motorista como bem penhorável para garantir o pagamento. "A lei não permite penhora de único imóvel, usado por moradia, mas o pagamento de pensão alimentícia é uma exceção", disse o advogado Airton Barbosa de Almeida, autor da ação.

O motorista recorreu e venceu o processo na Justiça gaúcha. O caso, então, foi para o STJ, onde o ministro Massami Uyeda determinou que "a impenhorabilidade do bem de família não é oponível à credora da pensão alimentícia". Como o motorista é casado, a penhora é de 50% do imóvel --a parte da mulher foi preservada. A reportagem procurou o advogado do motorista, mas ele não foi encontrado. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Fonte: Portal Uol/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Felipão é demitido e deixa o Palmeiras em crise após 26 meses no comando e um título


A derrota para o Vasco e a penúltima colocação culminaram com a queda de Felipão


A segunda passagem de Luiz Felipe Scolari pelo Palmeiras terminou nesta quinta-feira. O treinador não resistiu à péssima campanha no Campeonato Brasileiro, e a derrota por 3 a 1 para o Vasco, em São Januário, foi a gota d’água para a demissão, oficializada após reunião entre a diretoria e o técnico na sede do clube.

O auxiliar Flávio Murtosa também teve o contrato rescindido. Já o ex-jogador Galeano, atual supervisor de futebol, a princípio permanece no cargo. Ainda não há uma definição de quem comandará a equipe no clássico de domingo, às 16 h, contra o Corinthians, no Pacaembu. 

Segundo o Blog do Perrone, Emerson Leão é um candidato natural à vaga por ser amigo e conselheiro de Arnaldo Tirone, mas o atual técnico do São Caetano disse que há tempos não conversa com o presidente palmeirense e não foi procurado pelo clube recentemente.

Segundo treinador com mais jogos no comando do Palmeiras, atrás apenas de Oswaldo Brandão, Felipão deixa o clube após aproximadamente 26 meses. Ele foi apresentado em julho de 2010, atravessou diversas crises e conquistou a Copa do Brasil deste ano.

Após a lua-de-mel pelo título e a vaga na Copa Libertadores de 2013, a má fase voltou no Brasileiro. O Verdão é o penúltimo colocado, soma 20 pontos e está a sete do Flamengo, primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Na última segunda-feira, o discurso era de apoio ao técnico pentacampeão mundial. Entretanto, a postura apática da equipe diante do Vasco mudou a opinião dos dirigentes.

A derrota acabou com o resto de apoio que Scolari tinha no Conselho Deliberativo do Palmeiras. Se antes a oposição via no treinador a única salvação da gestão de Arnaldo Tirone, hoje vê na mudança de comando uma chance do time respirar a 14 rodadas do fim do campeonato.

Ídolo pelos títulos que conquistou entre 1997 e 2000 - o principal deles foi a Copa Libertadores de 1999 - Felipão apresentou um aproveitamento de 52,47% nesta sua segunda passagem pelo Palmeiras, com 66 vitórias, 46 empates e 43 derrotas em 155 partidas. O contrato que era válido até dezembro acabou rescindido três meses e meio antes do fim. 

Fonte: Uol Esporte/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Técnico dá show e se ajoelha para ser algemado em jogo de 13 pagantes no PR :”É a várzea da várzea”


O técnico Canário, do Cambé, deu um verdadeiro show no empate sem gols contra o PSTC, em jogo válido pela terceira divisão do Campeonato Paranaense. A partida teve apenas 13 pagantes.

Cambé reclamou de uma lance da arbitragem e foi expulso. Além disso, o árbitro da partida pediu para que o treinador fosse retirado pelos policiais que faziam a segurança.

O técnico então protagonizou uma cena hilária ao se ajoelhar para que o policial lhe algemasse. No final, a confusão não deu em nada e Cambé acabou indo direto para os vestiários, sem ser preso.

“Só sei que nós somos a várzea da várzea nessa terceira divisão. Quando eu vi ele colocando a algema, eu falei ´fui para o saco de novo´. Aí ajoelhei pra ir porque eu não sabia mais o que fazer. Eu só falei que eu tinha falado para o árbitro sobre a mão. Eu falei que eu não ia sair, isso eu falei. E acabou ele tentando me algemar pra me tirar do campo”, falou Cambé.

Fonte: Uol Esporte/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Cristiano Ronaldo foi humilhado por Mourinho na frente dos jogadores do Real, diz jornal


Mourinho teria criticado falta de empenho de Ronaldo em derrota para Getafe
A insatisfação de Cristiano Ronaldo no Real Madrid está ligada a uma reunião na equipe em que o técnico José Mourinho o humilhou na frente dos demais jogadores. Segundo o diário espanhol El Economista, a atitude do português após derrota para o Getafe, por 2 a 1, no final de agosto, desencadeou a turbulência no clube. 

Mourinho criticou alguns jogadores publicamente após a partida e Casillas e Sergio Ramos entraram na discussão. O goleiro disse que o técnico era o primeiro que deveria fazer uma autocrítica, dentro e fora de campo, e pediu para que não voltasse a criticar jogadores publicamente. Sergio Ramos assumiu a culpa por um gol sofrido contra o Getafe, mas rebateu o treinador, citando que na partida anterior, em uma falha de Coentrão, o técnico culpou a arbitragem e estaria protegendo alguns jogadores.

Na manhã seguinte à derrota, Ronaldo foi o alvo de Mourinho, segundo o jornal. O técnico mostrou um vídeo do jogo, com destaque para imagens do atacante apático, principalmente no segundo tempo.

Depois de enfatizar a falta de atitude no vídeo, Mourinho tomou a palavra e afirmou que havia jogadores que não teriam vontade e que, ao invés de lutar pelo clube, se dedicaram a “passear em campo”, o que Ronaldo entendeu como um ataque do técnico.

O astro do Real Madrid retrucou e garantiu que se comprometeu ao máximo pelo Real Madrid em todas as partidas que jogou e que no início do Campeonato Espanhol ainda não estaria em perfeitas condições físicas, mas não era uma questão de atitude.

A raiva de Ronaldo ficou evidente no resto da conversa entre técnico e jogadores. A discussão aconteceu dois dias antes da decisão da Supercopa da Espanha, em que o atacante marcou na vitória sobre o Barcelona e comemorou gritando para o banco: “Eu estou aqui. Eu vim. Eu. Sempre venho”. A insatisfação de Ronaldo se tornou pública após marcar duas vezes contra o Granada e comemorar seus gols timidamente, no último dia 2.

Fonte: Uol Esporte/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Grêmio chega a acordo com Santos e 'seca' o São Paulo para contratar Ganso


O Grêmio já conversou com o Santos e tem alinhavada a contratação de Paulo Henrique Ganso. No entanto, o clube gaúcho espera o São Paulo, que tem prioridade para contar com o meia e pode fazer anúncio oficial ainda nesta quinta-feira. Segundo fontes ligadas à direção do clube gaúcho, o valor de R$ 23,8 milhões [por 45% dos direitos econômicos do atleta]  virá de investidores que estão dispostos a auxiliar na negociação, e o acerto está encaminhado.

A reportagem do UOL Esporte apurou que a negociação depende unicamente do jogador. Já houve contato entre a direção do clube gaúcho e a do Santos pelo atleta. Mesmo com a negativa oficial dos diretores, os gremistas só aguardam o desfecho da negociação com o São Paulo.

"O São Paulo tem prioridade. Mas não vamos dizer que não. O Grêmio pode sim contratar o jogador", disse uma fonte ligada à direção gremista. "Já foi conversado com o Santos", completou a mesma fonte.

Observando à distância os tricolores de Porto Alegre torcem para que o acerto com o São Paulo não seja oficializado. Até uma possível barreira envolvendo o Grupo DIS já não há. O fato do presidente do grupo, Delcyr Sonda, ser declarado torcedor do Internacional não atrapalha na negociação. Até porque o Grêmio já faz, há algum tempo, negócios com o fundo. Lincoln, do time Sub-15, por exemplo, é fruto de investimentos do grupo DIS.

O prazo para o fim da novela também está estipulado no Olímpico. O fim da semana seguinte é tida pelo Grêmio como data máxima. Até o dia 23.

O Grêmio se vê como destino ideal para a contratação. O valor também é minimizado. A soma de R$ 23,8 milhões [por 45% dos direitos econômicos] é semelhante à oferta gremista feita por Giuliano ao Dnipro-UCR no início do ano. Na época o Grêmio se dispôs a pagar 11 milhões de euros, que totalizaria o mesmo valor.

O clube gaúcho se considera local perfeito para recuperação do armador. Usando exemplo de Elano, a boa fase da equipe e o trabalho de Vanderlei Luxemburgo como base, o Grêmio espera convencer o atleta e 'melar' indiretamente a negociação do São Paulo.

Pesa em favor do time portoalegrense, também, a preferência do Santos. Em vez de reforçar um rival paulista, o clube prefere liberar para os gaúchos. Ou seja, depende somente do camisa 10 aceitar ou não o proposto.

Fonte: Uol esporte/Cidade News Itaú
Leia Mais ››