Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

terça-feira, novembro 27, 2012

Capotamento na BR 405 envolvendo família pauferrense em Itaú com danos materiais


Por volta das 19:30h desta terça-feira (27), foi registrado um capotamento envolvendo um veículo do tipo Halux de placa HYY1342 de Pau dos Ferros-RN com dano materiais. O veículo era ocupado pela família (3 pessoas) Antenor Fernandes Neto (Motorista) Denelita Aparecida da Silva (esposa) e Francisco Hugo Fernandes (filho do casal) todos residentes em Pau dos Ferros-RN, que vinham da capital do Estado onde os pais acompanhavam o filho que foi realizar uma prova.
AsVTR’s de Itaú e Rodolfo Fernandes comparecem no local do acidente para fazer o isolamento da área enquanto aguardavam a retirada do veículo do local.
A mulher de nome Cida, foi encaminha para o hospital Maternidade Marcolino Bessa de Itaú-RN, apenas para averiguação, pois os ocupantes tiveram apenas ferimentos leves.
De acordo com informações do Motorista da Halux, o acidente foi ocasionado devido o mesmo ter entrado em contato com a brita no acostamento da BR, causando o capotamento. O veículo foi retirado do local com ajuda de um guincho.








Fotos: Pepeta
Arlindo Maia da Redação do Cidade News
Leia Mais ››

Prisão por violência doméstica em Itaú-RN


 A polícia militar da cidade de Itaú, sob o comando do Sgt. Xavier, realizou na tarde de hoje uma prisão em flagrante pelo crime de violência doméstica, previsto na lei Maria da Penha, onde na ocasião uma mulher estaria sendo agredida por seu marido.
  A prisão ocorreu Por volta das 16h00min, quando a PM da cidade foi acionada via telefone por um popular dando conta de que havia um homem batendo na esposa no meio da rua. Imediatamente a RP da cidade composta pelo Sgt. Xavier o Sd Albeci foi ao local indicado e ao chegar flagraram o senhor Antônio Carlos De Lima ao lado de sua esposa. Indagada sobre o acontecido, a vítima falou aos policiais que seu marido estava batendo nela e a arrastando para casa a força, ela ainda disse aos policiais que não era a primeira vez que isso acontecia, segundo ela, ele já havia batido várias vezes e ultimamente estava ameaçando tirar a vida dela.
  Antonio Carlos foi preso em flagrante e conduzido até a delegacia de polícia Civil de Apodi onde foram feitos os procedimentos legais. O acusado foi enquadrado na Lei Maria Da Penha e após o pagamento da fiança será devidamente liberado.


  A vítima apresentava vário sinais de espancamento pelo corpo. Os hematomas foram apresentados a um médico no hospital de Apodi e foi feito o exame de corpo de delito, que deverá ser anexado no processo.


Fonte: Plantão Apodi/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Novo presidente da câmara de Taboleiro Grande poderá assumir o cargo de prefeito


O processo que determinou que haja uma nova eleição para prefeito em Taboleiro Grande/RN, reflete diretamente na eleição a presidência da câmara municipal.
Na hipótese que venha acontecer a nova eleição como determinou o juiz da 63ª Zona Eleitoral, imagine aí vocês caro leitores que o presidente da câmara assumirá o cargo de prefeito no período de vacância do cargo do executivo e até a realização da nova eleição.
Até agora, três vereadores lutam pela presidência: Vágner Rodrigues, Aluízio Paulino e José de Theófilo.

Agora imagine aí de novo caro leitor, se a presidência da câmara já era cobiçada por si só e agora, que o presidente poderá ser prefeito?
Creio que os pretendentes aumentarão e os três acima citados poderão ter mais concorrência.

Fonte: João Moacir/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Prefeita eleita de Taboleiro Grande é cassada por compra de votos


O processo de nº 18392 referente a representação da coligação “Vitória do Povo” contra a prefeita eleita Klébia Ferreira Bessa Filgueira, de Taboleiro Grande/RN, acusada de poder econômico e compra de votos acaba de ser deferido pelo juiz da 63ª Zona Eleitoral, Cornélio Alves de Azevedo Neto. 
O juiz entendeu que as provas são suficientes para o cancelamento da eleição em Taboleiro Grande, já que a candidata eleita obteve mais de 50% dos votos.
A coligação "Unidos Venceremos" irá recorrer ao TRE em Natal e está confiante que a situação será revertida e que Klébia Bessa possa assumir o cargo a partir de 1º de janeiro de 2013.
Com isso a incerteza sobre o futuro da administração taboleirense continuará por mais algum tempo.

Coligação "Unidos Venceremos" entrará com recurso para garantir diplomação e posse de Klébia Bessa

A decisão do juiz Cornélio Alves de Azevedo Neto favorável ao cancelamento da eleição em Taboleiro Grande não é definitivo e cabe recurso.
Em contato com o advogado Aliatá Júnior, da coligação “Unidos Venceremos” que deu sustentação a candidatura de Klébia Bessa, o mesmo falou que entrará com recurso pedindo suspensão do processo e acredita que conseguirá junto ao TRE essa decisão favorável, o que garantirá a diplomação de Klébia Bessa e consequentemente sua posse no dia 1º de janeiro de 2013.
Aliatá Júnior ainda destacou que, mesmo sendo favorável a uma nova eleição, o juiz Cornélio Alves de Azevedo Neto, optou por não cassar os direitos políticos de Klébia Bessa, o que garante a ela, na hipótese de uma nova eleição se candidatar de novo ao cargo de prefeita.

Fonte: João Moacir/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Papa Bento XVI abrirá conta no Twitter


O papa Bento XVI anunciou nesta terça (27) que vai abrir uma conta no Twitter em dezembro. Segundo o Vaticano, o microblog do religioso será anunciado oficialmente no dia 3 – quando será apresentado pelo arcebispo Claudio Maria Celli, presidente do Conselho Pontifício das Comunicações Sociais; pelo secretário do órgão, Paul Tighe; pelo porta-voz vaticano, Federico Lombardi; pelo diretor do L”Osservatore Romano, Gian María Vian; e pelo novo assessor de comunicação Greg Burke. Ainda não se sabe qual será o nome da conta do papa.

O Vaticano admitiu que é pouco improvável que Bento XVI escreva os textos de no máximo 140 caracteres que serão publicados na rede, mas garantiu: todos passarão por sua aprovação.

Fonte: Robson Pires/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Estudante de direito Mossoroense morreu em acidente envolvendo carretas no Ceará



Um grave acidente ocorreu pela madrugada, por volta das 03h desta terça-feira (27), BR 116, Km 360, nas proximidades da localidade de Três Bodegas, distante 15 Km da cidade de Icó no vizinho estado do Ceará. 

De acordo com o que foi apurado pela policia, uma carreta Volvo Baú de placa HVM 9063, com inscrição de Tabuleiro do Norte, conduzido pelo acadêmico de direito Luan de Oliveira Maia de 22 anos, que residia em Tabuleiro do Norte, colidiu lateralmente com outras duas carretas carregadas com refrigerantes, pertencentes à empresa sousense Pau Brasil, placas OFE 7650 e NQF 0365, Sousa, conduzida por José Aragão e Cesar.

Com o impacto as carretas da empresa sousense ficaram desgovernada e acabou descendo um abismo e capotando, ficando totalmente destroçada. Parte de uma das cargas de refrigerantes se desprendeu da carreta que seguia para cidade sorriso da Paraíba.

No acidente, o jovem Luan de Oliveira, ficou preso nas ferragens tendo morte instantânea no local. Luan era filho do empresário Antônio Osterne Maia, proprietário de várias carretas. O jovem seguia viagem de São Paulo para sua cidade natal. A policia acredita que ele tenha cochilado ao volante indo de encontro as carretas que vinham em sentido oposto. Somente na tarde de hoje o corpo do jovem acadêmico foi encontrado na boleia da carreta que ficou totalmente destroçada. Policiais Rodoviários Federais contaram com o apoio de uma máquina pá mecânica para localizar o corpo.

Segundo uma tia da vítima que estava inconsolada no local, Luan fazia o terceiro ano de direito em Mossoró no Rio Grande do Norte e ultimamente tinha trancado a faculdade e suas viagens eram de contragosto do pai. O corpo totalmente mutilado foi encaminhado ao de Icó para ser necropsiado no IML de Iguatu. 

O inquérito policial a cerca da tragédia ficará a cargo do delegado regional de policia civil Marcos Sandro Nazaré de Lira.   No asfalto ficou um verdadeiro rastro de destruição por todas as partes, onde até parte da mecânica da carreta se desprendeu do veículo. 

Fonte: Sertão Informado/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Câmara aprova MP que destina R$ 676 milhões para atender atingidos pela seca


A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória (MP) 583 que abre crédito extraordinário de R$ 676 milhões para os municípios, principalmente do Semiárido do Nordeste, que sofrem com a falta de chuva. A MP já havia sido aprovada pela Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional. A matéria será agora apreciada pelo Senado.

De acordo com a MP, o dinheiro será destinado ao Ministério da Integração Nacional para a adoção de medidas de defesa civil. Do total dos recursos liberados, R$ 500 milhões deverão ser reservados para aquisição de alimentos, entrega de cestas básicas e para o abastecimento de água, por meio de carros-pipa, para o consumo da população das áreas atingidas pela estiagem. O restante do dinheiro será usado para auxílio emergencial financeiro dos municípios.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Mega-Sena sorteia R$ 2,5 milhões nesta quarta


O concurso 1.446 da Mega-Sena, que será sorteado nesta quarta-feira (28), pode pagar um prêmio de R$ 2,5 milhões ao apostador que acertar os seis números. O sorteio será realizado às 20h25 (horário de Brasília), no Caminhão da Sorte da CAIXA, estacionado na Praça São José dos Bandeirantes, em Jaguapitã (PR), com transmitido ao vivo pela TV Bandeirantes, no programa Momento da Sorte.

Caso somente um apostador ganhe o prêmio, ele poderá receber uma renda de mais de R$ 10 mil por mês, apenas investindo o valor na Poupança da CAIXA. A bolada é suficiente ainda, para comprar 100 carros populares ou 12 imóveis no valor de R$ 200 mil cada.

A aposta mínima na Mega-Sena é de R$ 2 e pode ser efetuada até as 19h desta quarta-feira (horário de Brasília), em qualquer uma das mais de 11.900 lotéricas do país. Clientes com acesso ao Internet Banking CAIXA (IBC) contam com a facilidade de fazer suas apostas sem sair de casa. Basta ter conta no banco e ser maior de 18 anos.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Taxista escapa da morte e polícia prende os dois assaltantes


Um taxista escapou por pouco da morte no início da tarde desta terça-feira, na Zona Norte. Dois "clientes" pediram o táxi no Conjunto Soledade 2 e quando chegaram na Rua Angra dos Reis, no Loteamento Dom Pedro anunciaram o assalto. Hudson Pereira da Silva, 19 anos, e Antônio Alexandre dos Santos, 18 anos, roubaram R$ 240, e Antônio ainda atirou contra o taxista, que não reagiu em nenhum momento, segundo informações da Delegacia de Plantão da Zona Norte. O disparo não atingiu o taxista. 

A polícia foi acionada. Após um cerco na região, os dois assaltantes foram pegos enquanto pulavam muros de residências. Ambos foram encaminhados à 6ª Delegacia de Polícia, em Pajuçara. Eles foram presos em flagrante e autuados por tentativa de homicídio, porte ilegal de armas e assalto. Antônio, que disparou contra o taxista, é reincidente, já acusado de porte ilegal de armas quando ainda era menor de idade.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Mulher assiste o marido morrer e é presa em seguida por receptação


Um provável "acerto de contas" acabou com a vida de Tony Alex dos Santos, 31 anos. Ele foi atingido por vários disparos de arma de fogo de grosso calibre no Bairro Nordeste. O crime aconteceu na tarde desta terça-feira (27). Um veículo ainda não identificado passou já disparando contra Tony e sua mulher, Eglayne Eulizia do Nascimento, 29 anos, e se evadiu.

Além de ver o marido morto, Eglayne foi presa pelos policiais da 7º Delegacia de Polícia, nas Quintas, e autuada por receptação, roubo e furto de veículo. Na ocasião, ela estava com uma moto Titan, de cor preta (placa MYX-8929) roubada. A polícia acredita que o crime foi motivado por um acerto de contas.

"Ela está sob júdice, em regime semi-aberto. Já se contradisse várias vezes ao informar a cor do veículo que disparou contra ela e o Tony. Esse povo que vem de presídio não gosta de contribuir com a investigação", reclamou o titular da 7º DP, Raimundo Lucena. Ainda segundo o delegado, Eglayne é suspeita de prática de vários assaltos na região.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Fim da assinatura básica de telefonia: boa para quem?


O fim da assinatura básica de telefonia pode voltar à pauta do plenário da Câmara Federal a qualquer momento, tendo em vista que na primeira semana de novembro o deputado André Moura (PSC/SE) apresentou um requerimento pedindo urgência à apreciação do Projeto de Lei 5.476/01, do ex-deputado Marcelo Teixeira, que prevê o fim da cobrança desta taxa. O tema lidera há oito anos consecutivos o ranking de participação popular entre as propostas que os cidadãos esperam ser votadas. De 2004 até o final de setembro de 2012, os serviços 0800 e Fale Conosco da Câmara já atenderam a 2,5 milhões de ligações sobre o fim da tarifa básica, 550 mil delas só no ano passado. Entre entidades de defesa dos direitos do consumidor e associações do setor, o assunto divide opiniões.

Pela proposta, as prestadoras de serviço de telefonia fixa prestado em regime público cobrarão do assinante apenas pelos pulsos e minutos efetivamente utilizados. Em média, o consumidor paga R$ 40 por esta taxa, que dá o direito de usar 200 minutos em chamadas locais. Para a Associação Brasileira das Concessionárias de Serviço Telefônico Fixo Comutado (Abrafix), o fim da assinatura básica prejudicaria os consumidores e inibiria investimentos em telecomunicações

Em comunicado divulgado à imprensa, a entidade defende que a cobrança da taxa fixa mensal segue “uma lógica econômica que é aplicada em outros serviços públicos, como os de energia, gás, água e esgoto”, em que também são cobradas tarifas mensais básicas. A Abrafix ainda ressalta que levantamento da União Nacional de Telecomunicações (UIT) mostra que a taxa existe em “todos os países do mundo, à exceção do Irã e da Guatemala”.

“Para assegurar o equilíbrio-financeiro, previsto nos contratos de concessão, e cobrir os custos fixos com manutenção e investimentos necessários à modernização dos serviços, o fim da assinatura exigiria uma nova fonte de remuneração pelos serviços prestados, o que poderia gerar um aumento no valor das ligações, penalizando o consumidor”, alerta a entidade em comunicado.

A Abrafix entende que todos os usuários seriam prejudicados, inclusive aqueles que dependem dos telefones públicos para fazer ligações e os de localidades remotas, atendidas principalmente pela telefonia fixa.

“A medida, que pode ser entendida como ruptura do modelo regulatório e quebra de contrato, provocaria insegurança regulatória e jurídica, inibindo investimentos, especialmente na implantação de infraestrutura de suporte a novos serviços. Adicionalmente, o fim dessa tarifa poderia ter impacto negativo para a expansão da banda larga no Brasil, já que os dados que trafegam pela internet de alta velocidade são distribuídos, em grande parte, por meio das redes fixas das concessionárias”, defende a entidade.

Pelos cálculos da Abrafix, o fim da assinatura também geraria uma queda na arrecadação dos Estados e da União, que deixariam de recolher cerca de R$ 4,5 bilhões ao ano em ICMS (governo estaduais) e R$ 3,8 bilhões ao ano em impostos federais.

Entidades de defesa do consumidor defendem extinção

Para a Proteste - Associação de Consumidores, “não tem sentido o consumidor ser onerado com esta cobrança, que se tornou injusta, pois já pagou, e muito caro, pela expansão da infraestrutura”. O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) também é contra a cobrança. Para a entidade, a taxa de cerca de R$ 40 é um “grande empecilho para o acesso à telefonia fixa, serviço considerado essencial, e inviabiliza o cumprimento da obrigação da universalização e do princípio da modicidade tarifária".

Como a competência de legislar sobre o assunto é da União, o Idec defende que a questão da assinatura básica seja debatida nacionalmente.

A assinatura básica foi criada com a privatização do setor de telecomunicações em 1998. Hoje, de acordo com a Proteste, há cerca de 45 milhões de linhas de telefone fixo e mais de 10 milhões delas estão ociosas. “Dados da ONU mostram como o serviço de telefonia no Brasil é caro e ruim. A telefonia fixa no Brasil é 14 vezes mais cara que nos Estados Unidos, seis vezes mais cara que na Argentina, três vezes mais cara que na China, e quase duas vezes mais cara que no México”, ressaltou a entidade.

Anatel não comenta o assunto

A matéria aguarda a instalação de uma comissão especial criada em 2005. Em 2004, a Comissão de Defesa do Consumidor havia aprovado um substitutivo estendendo a regra para as contas de celulares. Sua análise depende também da aprovação de um requerimento de urgência, o que permitiria a designação de um relator em Plenário.

O Idec também tem uma ação civil pública em andamento, na qual pede o reconhecimento da ilegalidade e inconstitucionalidade da cobrança da tarifa de assinatura básica, cobrada pelas empresas de telefonia fixa (Anatel, Telecom, CTBC, Sercomtel, Telemar Norte Leste, Telesp - Telefônica), com consequente proibição da cobrança e devolução, em dobro, dos valores já pagos pelos consumidores.

Procurada para comentar o assunto, a Anatel, reguladora do setor, informa que não se manifesta sobre temas que estão em discussão no Legislativo.

Fonte: O Globo/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Morreu o escritor potiguar Raimundo Soares de Brito


O escritor potiguar Raimundo Soares de Brito morreu nesta terça-feira aos 92 anos. O velório será realizado em Natal e o sepultamento em Mossoró, segundo informou a família, que ainda decide pelos locais. 

A Secretaria Extraordinária de Cultura e a Fundação José Augusto emitiu nota na tarde desta terça-feira (27) lamentando a morte do escritor potiguar Raimundo Soares de Brito, Raibrito. 

"Raimundo Soares de Brito, popularmente conhecido como Raibrito, foi uma dos grandes expoentes da literatura potiguar, tendo escrito 50 títulos e ocupado a cadeira número 4 da Academia Mossoroense de Letras. 

Do seu hábito de colecionador, reuniu recortes de jornais, documentos históricos, catalogando-os e preservando parte viva da história contemporâneo do Rio Grande do Norte. 

De suas pesquisas nasceu um dos mais importantes registros sobre as ruas da cidade de Mossoró, o livro Ruas e Patronos de Mossoró.

Ao longo de seus 92 anos de história, foi um escritor de raros dotes e pesquisador autodidata, tendo entre suas grandes contribuições a criação da maior hemeroteca do Estado, o acervo virtual Raibrito, com o apoio da Petrobrás e do Instituto Cultural do Oeste Potiguar (ICOP). 

Além de ter sido sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço, sócio-efetivo do Instituto Cultural do Oeste Potiguar (ICOP), sócio-efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte (IHGRN). 

Em 1995, foi homenageado com o título Doutor Honoris Causa da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte e, em 1997, com o diploma Amigo da Cultura. 

Sua trajetória evolutiva foi um testemunho de independência cognitiva, que ficará de exemplo para as próximas gerações".

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Homem quase tem braço decepado após colocá-lo para fora do ônibus


Elias Medeiros/EspDN/D.A. Press
Um grave acidente foi registrado na tarde desta terça-feira (27) na Zona Norte. Um mecânico identificado como Francinaldo Costa da Silva quase teve o braço decepado ao colocá-lo para fora da janela do ônibus da linha Natal-Extremoz, na altura do Gancho de Igapó, na av. Tomaz Landim. O braço direito do mecânico se chocou em um poste e ele sofreu um grave corte e teve fratura exposta, mas foi socorrido pelo Samu e não corre risco de amputação.

O acidente aconteceu por volta das 15h45 quando o motorista do ônibus identificado como Jurandilson Fernandes trafegava na faixa de acostamento no sentido Natal-Extremoz. Segundo populares, o ônibus seguia irregularmente quando, ao se aproximar da parada, passou muito próximo a um poste. Nesse momento, Francinaldo estava sentado no último banco e com o braço para fora e não teve tempo de evitar o choque.

Elias Medeiros/EspDN/D.A. Press

Com o impacto da lesão, o braço de Francinildo foi imprensado entre a janela e o poste. O ônibus parou alguns metros depois e o Samu foi acionado. A vítima ainda sangrou bastante nos degraus do ônibus e foi socorrido pelos médicos que fizeram os primeiros socorros e em seguida o encaminharam para o pronto-socorro Clóvis Sarinho.

O trânsito no local ficou bastante congestionado e a Polícia Rodoviária Federal está realizando as providências de rotina.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Deputados discutem redução do número de exames práticos no Detran


O deputado Gustavo Carvalho (PSB) denunciou a redução do número de provas práticas realizadas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RN), durante sessão desta terça-feira (27). O parlamentar alegou que tal mudança tem prejudicado alunos e proprietários de autoescolas no interior do Estado, destacando os municípios do Alto e Médio Oeste. “Existem centenas de alunos que já estão formados, mas não conseguem a habilitação, pois não passaram pelo teste de volante”, declarou Gustavo.

Segundo o deputado, há 90 dias os exames práticos estão reduzidos, sendo feitos apenas 30 por mês. Somente em uma das escolas do município de Apodi, cerca de 300 alunos estão aguardando o teste de volante. “Essas pessoas estão há quase quatro meses nessa espera. E para agravar a situação, todo mês mais 60 alunos são formados. Gostaria de pedir ao Governo do Estado que tivesse mais atenção com este assunto, tendo em vista que essas empresas de formação de motoristas também geram empregos em suas cidades”, disse Gustavo.

O líder do Governo na Casa, o deputado Getúlio Rêgo (DEM), pediu as informações apresentadas pelo deputado Gustavo e se comprometeu em levá-las ao diretor do Detran, Antônio Willy Saldanha.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

IMAGENS FORTES:JOGADOR DE FUTEBOL É MORTO A TIROS DURANTE PARTIDA DE FUTEBOL EM SOBRAL./CE

IMAGENS FORTES ABAIXO 
Quando tudo tinha que ser apenas uma diversão, acabou em uma tragédia. Uma partida de futebol no distrito do Bonfim Sobral-Ce, na tarde deste domingo, 25 / 11, entre as equipes Paissandu de Sobral e o União do Bonfim, termina com um crime. Segundo o presidente do time de Sobral, logo no jogo do segundo quadro, aconteceu uma confusão deixando a equipe visitante, temerosa e querendo desistir do jogo. Mas continuou. No jogo principal, quando a partida já estava quase no final e o placar estava 1 a 1, aconteceu uma falta contra o time do local e começou uma briga. Um dos suspeitos do crime, com um chute, atingiu um dos jogadores, que não reagiu. O acusado, depois de ter dado um chute em um dos jogadores, saiu do campo, e fora, com outro individuo, pegou um revolver e já foi atirando contra os jogadores do time sobralense. Ele aproximou-se da vítima de nome Antônio Aldo dos Santos de30 anos, residia na rua Trancredo Neves no bairro dos Terrenos Novos e o acertou na cabeça, mesmo já baleado, segundo o presidente do time visitante, outro individuo ainda efetuou outros tiros contra a vítima que já estava caída. A companheira do Junior de nome Rocilda de Sousa Mota que presenciou tudo, disse que foi um ato covarde, seu parceiro, já baleado, outro bandido ainda atirou nele. Logo na primeira confusão ele quis ir embora, mais foi convencido em ficar pelo presidente do time local com a garantia que não ia acontecer nada, só para perder a vida. Ela ainda falou que o único vicio de seu parceiro, era jogar. A polícia, baseada nas testemunhas oculares, já tem o nome dos dois suspeitos, “TATÁ E MURIÇOCA” que já são conhecidos da polícia. A perita Fátima, constatou no local, três tiros, um na cabeça, um no peito direito e outro no esquerdo. O presidente do time de Sobral que não conseguimos saber o nome do mesmo, disse que os jogadores do time do Bonfim, são covardes, pois se quisessem ter evitado, teriam, mais de nada fizeram. Ele ainda falou que nunca mais que saber de futebol amador. Acabou para ele.











Fonte: Plantão Alerta/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Motorista é assassinado a tiros em Natal; PM suspeita de crime passional


O motorista de ônibus da empresa Reunidas, identificado como João Maria Inácio, de 52 anos, foi assassinado a tiros na tarde desta terça-feira (27), na zona Norte de Natal, segundo informações da Polícia Militar. De acordo com o tenente Júlio César Alves de Araújo, do 4º BPM, o motorista teria sido vítima de crime passional. “Há informações de que sua atual companheira teria mandado matá-lo por ciúmes da ex-mulher”, afirmou o oficial.

O crime, ainda segundo o tenente, aconteceu por volta das 13h, em frente a um bar localizado na rua Centenário da Abolição, no conjunto Cidade Praia, bairro de Lagoa Azul. “Não sabemos quem efetuou os disparos, nem quantos eram. Mas alguns moradores disseram que a vítima morreu próximo à casa de sua ex-mulher, e que foi a atual companheira quem teria mandado alguém matá-lo”, reafirmou.
A polícia realiza diligências na tentativa de encontrar a ex-mulher do motorista, cujo nome não foi revelado, além de procurar o suspeito de ter realizado os disparos. O oficial da PM contou que João Maria Inácio foi atingido em um dos braços, nas costas e na cabeça.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

'Jesus' vai a julgamento no RN por matar madrasta de 70 anos a pedrada


Francisco Genilson Rosa da Silva, o 'Jesus' (Foto: Sidney Silva)
O pescador Francisco Genilson Rosa da Silva, de 32 anos, mais conhecido como 'Jesus', vai a julgamento na manhã desta quarta-feira (28) acusado de assassinar sua própria madrasta, a aposentada Tereza Maria de Oliveira, de 70 anos, segundo informações do Fórum Emídio Avelino, de Macau, onde será realizado o júri. O crime aconteceu em agosto de 2010 e, de acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público, o réu confessou o crime e admitiu ter matado a idosa com uma pedrada.

Ainda segundo a denúncia, Teresa foi morta por volta das 2h do dia 19 de agosto de 2010, quando o réu, com o emprego de meio cruel, além de uma pedra, utilizou-se de um pedaço de madeira e uma faca para executar o crime. “O denunciado teria encontrado a vítima e, após uma discussão, pegou uma pedra que estava na rua e desferiu um golpe contra a cabeça dela. Já com a ofendida caída no chão, o acusado desferiu várias cutiladas nela com uma faca”, relata a acusação.
Consta também, de acordo com o Ministério Público, que a vítima convivia maritalmente com o pai do acusado. No entanto, o próprio Francisco Genilson relata, em seu depoimento, o motivo que o levou a assassinar sua madrasta. Ao ser interrogado em juízo, o réu relata que matou a Tereza “por que não aguentava mais, já que ela e seu pai viviam brigando e envolviam os filhos”.
Conta também, no depoimento de Francisco, “que seu pai sempre arrumava confusões e que chegou a lhe ameaçar. Afirmou que já tinha brigado com a vítima; que quase morreu por causa dela e que tinha raiva dela porque ela era muito falsa”.

Indagado sobre como os fatos ocorreram no dia do crime, Francisco disse, ainda de acordo com depoimento em juízo, “lembrou de uma faca que tinha em cima da estante e partiu para cima dela”. Dando continuidade à narrativa, ele acrescentou que, “como já ia pegar uma cadeia mesmo", resolveu bater com um pau na vítima e depois ainda a atingiu com uma pedra.
Por fim, perguntado se teve ajuda na execução do delito, o réu respondeu que fez tudo só, “que ninguém viu e que seu pai não teve nada a ver com o crime”.
O julgamento de 'Jesus' está previsto para começar às 9h, no Fórum Emídio Avelino. Como acusação, o julgamento terá o promotor Wilmar Carlos de Paiva Leite Filho. A defesa ficará por conta do defensor público Ewerton Florêncio da Costa e o júri será presidido pela juíza Cristiane Maria de Vasconcelos Batista.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Mãe adotiva de SP diz que família da Bahia 'encenou' sobre adoção ilegal


A mãe adotiva de uma das crianças retiradas de uma família do interior da Bahia e entregues a moradores de Campinas (SP) e Indaiatuba (SP) afirmou, nesta terça-feira (27), que houve “encenação” dos pais baianos quando relataram ao Fantástico a relação que tinham com os filhos. Na primeira entrevista concedida após a denúncia de que o processo de guarda deu-se de forma ilegal, a mulher, que não quis se identificar, afirmou que as crianças eram maltratadas e que não houve tráfico de pessoas. As famílias paulistas vão recorrer da decisão da Justiça, que determinou que os irmãos sejam devolvidos aos pais biológicos.

monte santo; bahia (Foto: Reprodução/TV Bahia)Mãe biológica na casa onde vivia com os filhos,
(Foto: Reprodução/TV Bahia)
A denúncia, no dia 14 de outubro, quando Silvânia e Gerôncio, moradores de Monte Santo (BA), relataram ter tido os filhos arrancados de dentro de casa por policiais que não deram nenhuma explicação, apenas afirmaram estar cumprindo uma determinação do juiz. Na ocasião da reportagem, pai, mãe e familiares falaram do sofrimento que têm passado sem saber do paradeiro das crianças.
A mãe biológica discorda. “Se você pegasse o processo, você diria que não existe juiz em sã consciência que devolva essas crianças [aos pais biológicos]. Porque lá eles [os pais] falam em bebedeira, eles falam que não trabalham, que trabalha dia sim, dia não por causa da bebida, que ela [ a mãe] sai de casa e demora dias para voltar... Então foi encenado sim”, disse a moradora de Indaiatuba.

Dossiê sobre maus-tratos
Oscilando entre tom de choro e revolta, a mãe adotiva conta que a advogada das famílias que adotaram tem um dossiê com a situação em que as crianças chegaram ao estado de São Paulo. O documento foi apresentado a uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investiga o tráfico de pessoas no território nacional e que colheu depoimentos nesta terça-feira (27)
“A menorzinha quase morreu no hospital. Ela tinha berne na cabeça, ela tinha mais de 30 picadas de mosquito no rosto, ela tinha uma assadura tipo queimadura de segundo grau. Ela estava realmente abandonada”, relata. A mãe adotiva conta que as crianças menores não falam da vida que levavam em Monte Santo, ao contrário dos mais velhos, que eventualmente verbalizam lembranças que, segundo a mãe, evidenciam os maus-tratos sofridos por eles.

Silvânia (Foto: Imagem/Globo Brasília)
Silvânia, mãe das crianças deu depoimento na CPI sobre tráfico de pessoas (Foto: Imagem/Globo Brasília)

Processo
A mãe que adotou contou que está há três anos inscrita no cadastro nacional de adoção e que soube da história das crianças da Bahia por meio de uma conhecida, que a colocou em contato com Carmen, acusada de ter intermediado a doação. A mãe disse que é envolvida desde muito cedo com projetos sociais e fez questão de se certificar com as autoridades baianas que as crianças não estavam sendo retiradas dos pais por serem pobres.

“Eu questionei muito porque, pelo amor de Deus tirar filho de mãe por causa de pobreza. Eu perguntei para ela (Carmen) e ela disse: não. De maneira alguma”, disse a mãe, que explica que foi informada que havia um pedido da promotoria para que as crianças fossem retiradas da família por conta de maus-tratos.
Durante a conversa, a mãe adotiva contou, ainda, que estranhou o fato de os pais e a promotoria não terem participado da audiência sobre a adoção, mas como não se tratava de um processo de adoção, e sim de guarda provisória, imaginou que eles seriam ouvidos em outro momento.

‘Sequestro’, diz defesa
O advogado de defesa dos pais biológicos, Maurício Freire, negou todas as acusações da mãe adotiva. Segundo o defensor, as crianças eram “bem alimentadas e acarinhadas” pela família. “Isso não consta no processo e, para nós, é uma inverdade. Silvania nunca foi prostituta e, mesmo se fosse - falo em função de todas as mães que são prostitutas -, isso não seria motivo. Essas crianças nunca foram maltratadas pelos pais”, afirmou.

Freire reiterou a afirmação de que o processo que deu a guarda provisória aos casais de Campinas e Indaiatuba é nulo. “Não há motivo para este sequestro, ainda que autorizado pela Justiça. Isto é uma reação anacrônica, reação incompetente”, falou.
Sobre a tentativa da família reverter a devolução das crianças aos pais, o advogado disse que é um direito dos pais adotivos, mas que cabe à defesa “rechaçar” o recurso, já que a defesa entende o caso como um “sequestro oficializado pela Justiça”.
“Quero crer que o bom senso prevaleça. Que essas famílias reconheçam que essas crianças foram sequestradas através de um ato judicial ilegal e inconstitucional”, diz.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Mulher bengalesa é forçada a se casar com ex que a atacou com ácido


Mulher foi forçada a se casar com o ex-marido, que a atacou com ácido (Foto: Reprodução)
Uma mulher foi forçada a se casar com seu ex-marido que a atacou no rosto com ácido em Bangladesh, relata o “Daily Mail”.
Nurbanu e seu marido se divorciaram após um casamento de 18 anos porque ela flagrou o homem com outra mulher. Oito dias após a separação, o ex-marido foi à casa de Nurbanu e despejou ácido no rosto dela, cegando-a e desfigurando seu rosto.

O agressor ficou escondido por 10 meses até ser encontrado pela polícia. Ele ficou preso por um ano até sua mãe pagar a fiança. Nurbanu diz que a mãe usou seus filhos para chantageá-la, exigindo que voltasse ao marido.

Nurbanu, agora com 36 anos, diz que é agredida e ameaçada regularmente pelo marido.

Bangladesh tem cerca de 150 milhões de habitantes e já registrou 59 ataques com ácido este ano, relata a publicação. Em 2011, foram 111, sendo que, dos 118 sobreviventes , 75 são mulheres e 13 destas, menores de idade. Em 2002 foram registrados 500 casos parecidos.

Ainda segundo o periódico, os motivos mais comuns para os ataques são disputa por terra ou dinheiro, briga entre casais e ressentimento por investidas amorosas rejeitadas.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

'Cowboy' se revolta e deixa a calça cair ao passar por porta giratória


Homem deixou a calça cair após guarda pedir para tirar o cinto (Foto: Arquivo Pessoal)Homem deixou a calça cair após guarda pedir para
tirar o cinto e o chapéu (Foto: Arquivo Pessoal)
O cliente de uma agência bancária de Cascavel, no interior do Paraná, se revoltou com os seguranças do local, por não conseguir passar pela porta giratória. Para protestar, ele soltou o cinto e deixou a calça cair. O caso aconteceu no fim da manhã de segunda-feira (27) e foi flagrado por um leitor do G1, que preferiu não se identificar.
Conforme a testemunha, o homem se revoltou quando o segurança pediu que ele tirasse o chapéu e o cinto. “O guarda exigiu umas três, quatro vezes, mas ele não queria. Daí, ele tirou o cinto, deixou a calça cair na canela e entrou só de cueca, faceiro ainda”, relatou.
Ainda segundo o rapaz que registrou o fato inusitado, ele passou a porta giratória,  colocou o cinto e fez de conta que nada havia acontecido. Todos que estavam no banco ficaram rindo da situação.
Em nota, a agência bancária informou que as portas giratórias contribuem para inibir a ação de criminosos e que é obrigação proteger seus clientes, empregados e patrimônio.
Outro caso parecido aconteceu em uma agência bancária de Curitiba no fim do mês de outubro. Na ocasião, um cliente se irritou e tirou as calças após ser parado pela porta giratória. O homem tentou entrar no banco algumas vezes antes de perder a paciência.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Luan Santana lança música 'Sogrão caprichou', sobre 'falsa santinha'


Luan Santana em Barretos (Foto: Flavio Moraes/G1)Luan Santana na Festa de Barretos de 2012 (Foto:
Flavio Moraes/G1)
Luan Santana lançou nesta terça-feira (27), em seu perfil oficial no YouTube, a música "Sogrão caprichou". A letra da faixa fala sobre uma mulher "envolvente" que se comporta de maneira diferente ao lado do pai. "Perto de papai você é santinha, quando o sogrão nâo tá, você perde a linha", diz o refrão. Ouça "Sogrão caprichou", nova música de Luan Santana.

"Faz carinha de santa, despede do pai
Volto cedo, juro! / Sogrão, eu cuido / Ele nem imagina o que a filha é capaz /Tem que ser censurado o trupé que ela faz", diz outro verso de "Sogrão caprichou".
Luan Santana não deu informações sobre a presença da faixa em um novo disco. A música é mais dançante do que seu último álbum, seu segundo lançamento de estúdio, "Quando chega a noite", com faixas mais românticas como "Te vivo", lançado no início de 2012.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Rapaz corre em chamas em posto de gasolina após ataque em Franca, SP



Imagens feitas pelas câmeras de segurança de um posto de combustíveis em Franca (SP) e divulgadas nesta terça-feira (27) mostram o momento em que um sapateiro de 23 anos corre em chamas, após ter sido incendiado por um líquido inflamável, supostamente jogado por uma mulher.
O caso aconteceu na madrugada de sábado (24) na Avenida Major Nicácio. A Polícia Civil tenta identificar a suspeita.
Segundo informações de familiares à polícia, a vítima estava no posto com amigos quando uma mulher teria se aproximado e jogado um líquido no rapaz, semelhante à gasolina, e ateado fogo nele.

Conforme mostram as imagens registradas no posto, ao ser incendiado, o sapateiro saiu correndo em direção à rua e foi socorrido pelos amigos. Ele foi levado à Santa Casa de Franca, onde permanece internado. O rapaz sofreu queimaduras de segundo e terceiro graus em uma grande parte das costas, nos braços, nas mãos, na cabeça, no rosto, e no peito.
A mãe da vítima, que prefere não ser identificada, disse que a mulher agiu premeditadamente. “Ela estava de tocaia esperando ele passar. Foi tudo muito rápido. Ela queria matar meu filho. Se não fossem as pessoas que estavam no local ali na hora para salvá-lo, ele teria se queimado mais ainda. O que ela fez com o meu filho, ela pode fazer com qualquer um”, diz a mulher.
Segundo ela, o rapaz não tem nenhuma relação com a suspeita. “Meu filho não tem nenhum envolvimento com ela. As pessoas estão dizendo que foi a namorada dele que fez isso, mas não foi. Os dois estão juntos e eles têm uma filha juntos, de 5 anos. Essa moça que eu não conheço foi quem jogou o fogo nele”, afirma.
O caso foi registrado como lesão corporal dolosa. A polícia tenta agora identificar a mulher e descobrir o motivo do crime.

Jovem corre em chamas em posto de combustíveis em Franca, SP (Foto: Reprodução EPTV)
Jovem corre em chamas em posto de combustíveis em Franca, SP (Foto: Reprodução EPTV)

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Skol vai lançar sorvete com sabor de cerveja


Sorvete Skol será oferecido na versão em massa, em pote de 150 ml  (Foto: Divulgação)Sorvete Skol será oferecido na versão em massa,
em pote de 150 ml (Foto: Divulgação)
A Skol anunciou nesta terça-feira (27) que irá lançar no verão um sorvete com sabor de cerveja. O lançamento está previsto para janeiro e, segundo a empresa, a venda será por tempo limitado em bares selecionados de São Paulo e Rio de Janeiro.

"O sorvete Skol – versão em massa no pote de 150 ml – une a cremosidade com o sabor da cerveja", informou a marca, em comunicado.
Segundo a Skol, o sorvete não terá álcool na sua fórmula, mas por estar associado a uma marca de cerveja a venda será feita só para maiores de 18 anos.
A marca informou que não está prevista a comercialização do produto em supermercados, mas que estuda a possibilidade da venda pela página da Skol no Facebook.

“A Skol é hoje mais do que uma marca de cerveja. Buscamos, cada vez mais, estarmos próximos dos nossos consumidores, por meio de ações e produtos que buscam sempre surpreender o consumidor, além de antecipar tendências do mercado. Queremos que esta seja a sobremesa do verão!”, afirma Maria Fernanda Albuquerque, gerente de comunicação da marca.
Na Páscoa deste ano, a Skol lançou ovos de chocolate da marca com cerveja em seu recheio. O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) chegou a advertir a marca pela propaganda.
O órgão recebeu denúncias de consumidores considerando que, ao associar cerveja e ovos de páscoa, a Skol estaria gerando interesse de menores de idade na bebida, já que crianças e adolescentes têm mais interesse por ovos de chocolate. Segundo o Conar, a cervejaria alegou que, pelo fato de a campanha ter sido realizada no Facebook e em outros espaços virtuais, não tinha elementos atrativos às crianças.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Traficante FB é condenado a nove anos de prisão pela Justiça do Rio


Fabiano Atanázio, conhecido como FB, em foto de arquivo (esq.) e após ser preso nesta sexta-feira (27) (Foto: Disque-denúncia e Mario Ângelo/Sigmapress/AE)FB em foto de arquivo (esq.) e após ser preso (Foto:
Disque-Denúncia e Mario Ângelo/Sigmapress/AE)
A Justiça do Rio condenou a nove anos de prisão, por roubo e formação de quadrilha, o traficante Fabiano Atanásio da Silva, conhecido como FB, ex-chefe do tráfico na Vila Cruzeiro, na Penha, Zona Norte do Rio.
O crime em questão foi um assalto ocorrido em 1º de junho de 2009, quando três homens armados – Átila Barcelos Rodrigues, Anderson Pereira de Souza e Rodrigo dos Santos Euclides – invadiram uma agência bancária em Vicente de Carvalho, no subúrbio da cidade, levando cerca de R$ 6 mil e três revólveres de seguranças do banco.
Na sentença, o juiz Marcelo Oliveira da Silva, da 2ª Vara Criminal da capital, considerou que FB colaborou para o crime "fornecendo o armamento necessário para o roubo", em troca de receber uma parte da quantia roubada.

Penitenciária de segurança máxima
FB é um dos acusados de derrubar um helicóptero da Polícia Militar em 2009, durante a invasão do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na Zona Norte da cidade.
Com a queda, três policiais militares morreram e outros três ficaram feridos. Na ocasião, a comunidade ainda não era pacificada.
Preso em janeiro deste ano, em Campos do Jordão, São Paulo, FB está no presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Documentos do caso Rubens Paiva são entregues a comissão e família


Filha de Rubens Paiva recebe documentos que comprovam a prisão do pai pela ditadura militar (Foto: Felipe Truda/G1)Filha de Rubens Paiva, Beatriz recebeu cópia dos
documentos que comprovam prisão do ex-deputado
no DOI-Codi, em 1971 (Foto: Felipe Truda/G1)
O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, entregou na tarde desta terça-feira (27) ao coordenador da Comissão Nacional da Verdade, Claudio Fonteles, os documentos que comprovam que o ex-deputado Rubens Paiva passou pelo Destacamento de Operações e Informações – Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi), no Rio de Janeiro, durante o regime militar. Até então, ele era considerado desaparecido. O corpo de Paiva nunca foi localizado, e o Exército jamais admitiu responsabilidade sobre o sumiço do político cassado pela ditadura militar (1964 a 1985).
 A filha do ex-deputado, Maria Beatriz Paiva Keller, participou da solenidade e também teve acesso aos registros. O deputado Rubens Paiva foi preso em 20 de janeiro de 1971 e é um dos 183 desaparecidos políticos com o paradeiro a ser investigado pela Comissão Nacional da Verdade, criada pelo governo federal para examinar e esclarecer violações de direitos humanos praticadas durante o regime que vigorou entre 1964 e 1985.
"Foi realmente muito trágico. Vai acontecer muito mais coisas ainda (em investigações). Que fique claro que este é apenas um dos casos", disse Maria Beatriz ao G1.

O material foi encontrado pelo delegado Luís Fernando Martins Oliveira durante as investigações sobre a morte do coronel reformado do Exército Julio Miguel Molinas Dias, assassinado em Porto Alegre no dia 1º de novembro, aos 78 anos, quando chegava em casa. Chefe do DOI-Codi nos anos 1980, cerca de uma década após o desaparecimento de Paiva, ele teria recolhido os arquivos antes de se aposentar.
“Em outros tempos, talvez os documentos fossem levados a outras mãos, mas a Polícia Civil teve um comportamento exemplar”, discursou Tarso.

“O mais importante é o compromisso de que nunca mais brasileiros e brasileiras experimentem e admitam que a solução para nossas divergências esteja na violência. Isso não é fácil, precisamos internalizar isto” declarou Fonteles após receber o pacote com os arquivos das mãos do governador.
Os papéis agora em posse da Comissão da Verdade têm caráter histórico. Segundo autoridades, trata-se da primeira prova de que o deputado cassado em 1964 esteve preso no DOI-Codi, onde possivelmente foi torturado e morto há quase quatro décadas. Até então, havia apenas relatos verbais. O Exército jamais admitiu que teve o ex-deputado federal sob custódia.
“As pessoas narraram as torturas que sofriam, mas o outro lado ainda não está contado e a nação precisa saber o que aconteceu”, disse Tarso.

Documento comprova a prisão de ex-deputado federal Rubens Paiva (Foto: Felipe Truda/G1)
Ofício enumera objetos e pertences de Rubens Paiva no momento da prisão (Foto: Felipe Truda/G1)

Segundo o delegado que investiga a morte do coronel, os documentos mostram que Rubens Paiva foi buscado na própria residência e levado por militares no próprio carro, um Buick Opel, até a sede do DOI-Codi. Outro documento anexo registra a retirada do veículo e de pertences pessoais a serem entregues à família de Paiva.
“Ele foi buscado em casa e levado no próprio carro até o DOI-Codi. Há um intervalo de 15 dias entre a prisão e a retirada do carro”, disse o delegado.
Filha de Rubens Paiva, Maria Beatriz Paiva Keller veio de Berna, na Suíça, para representar a família na solenidade de entrega dos documentos. Ela recebeu uma cópia dos papéis que comprovam a prisão do seu pai. Emocionada, lembrou do dia em que ele foi levado de casa pelos agentes da repressão.
“Era uma manhã de férias de verão em janeiro de 1971, quando os militares invadiram a nossa casa no Rio de Janeiro, um casarão da Avenida Delfim Moreira, número 80, na praia do Leblon, e levaram o meu pai. Eu tinha apenas 10 anos, mas lembro muito bem dele. Eu recém voltara da praia com meus irmãos e descansava no andar de cima do sobrado, quando ouvimos os militares entrar. Eu sabia que algo grave estava acontecendo. Minha mãe pediu que eles escondessem as armas porque havia crianças em casa”, recorda.

Documento comprova a prisão de ex-deputado federal Rubens Paiva (Foto: Felipe Truda/G1)Anotação datada de 4 de fevereiro de 1971 informa
que oficial "retirou todos os documentos pertencente
ao carro" de Rubens Paiva (Foto: Felipe Truda/G1)
Na cópia de um dos ofícios entregues a Beatriz, datado do dia 21 de janeiro de 1971, são descritos os documentos e pertences pessoais do ex-deputado que estavam em posse dele quando da entrada no DOI-Codi, como um cartão do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura, chaveiro, dinheiro, relógios e roupas, entre outros.
“Reconheço o cartão de crédito, a caneta, o caderno de anotações e os certificados de piloto e engenheiro”, destacou Beatriz.
Os documentos vieram à tona após reportagem publicada pelo jornal Zero Hora. Além da documentação sobre o caso Rubens Paiva, também há registros sobre outro episódio até hoje nebuloso da ditadura militar: o atentado a bombas ao Riocentro, em 30 de abril de 1981. Redigidos de próprio punho pelo coronel Dias, as anotações descrevem como os militares se articularam para encobrir a participação de agentes do DOI-Codi no atentado e atribuí-lo a guerrilheiros de esquerda.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››