RÁDIO CIDADE AO VIVO

quarta-feira, dezembro 12, 2012

MULHER É PRESA EM ASSU ACUSADA DE MATAR O MARIDO COM ÁGUA QUENTE NO OUVIDO


Após uma semana de buscas a Equipe de Investigação da Delegacia de Polícia Civil de Assu, sob o comando do Delegado Emerson Valente, localizou e prendeu ontem 11/12 nesta cidade a pessoa de Lucileide Neves de Lima, 41 anos, por força de mandado de prisão preventiva. Lucileide é acusada de ter matado seu companheiro no ano de 1997, jogando água quente no ouvido do mesmo. Em decorrência deste crime a acusada irá ser julgada pelo Tribunal do Júri da Comarca de Assu, na próxima sexta feira dia 14/12/2012.
Essa foi mais uma prisão no dia de ontem, realizada pela Delegacia de Polícia Civil de Assu, contabilizando um total de 05 presos só nesta data. Dentre eles 02 foragidos do sistema prisional potiguar.
Parabéns a toda a equipe de policiais civis de Assu comandado pelo incansável Dr. Ermenson Valente delegado de Assu.

Fonte: Focoelho/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Presidente da Anatel não quer operadoras usando termos “infinito” e “ilimitado”


João Rezende, presidente da Anatel, não está contente com a situação da telefonia móvel no Brasil. Em julho, a agência chegou a proibir Claro, Oi e TIM de ativarem novas linhas enquanto não mostrassem como iriam melhorar o serviço. Desde então, diz ele, o serviço ainda não melhorou.

Em audiência pública, Rezende disse que “ainda não dá para inferir que houve uma melhoria substancial, apenas estamos constatando que há uma estabilidade na prestação de serviço”. Ou seja, o serviço só não piorou.

Para voltarem a ativar linhas, TIM, Oi e Claro apresentaram planos de investirem valores que, somados, chegam a R$20 bilhões, distribuídos até 2014. Rezende disse que a Anatel continuará cobrando mais investimentos das operadoras, e acompanhando a execução dos planos de melhoria.

E esta não é a única crítica às operadoras. O presidente da Anatel não gosta de vê-las usando os termos “infinito” e “ilimitado”, e explica o motivo:

"Isso leva o usuário a achar que ele pode utilizar o serviço sem custo nenhum. Na verdade, nada é infinito, nada é ilimitado, existe limite para tudo e as empresas devem ter consciência para não confundir o consumidor."

Há outros problemas no uso do termo “ilimitado”. A Claro, por exemplo, oferecia ligações “ilimitadas” no pré-pago, mas limitadas a 30 minutos. (Hoje elas realmente não têm limite de duração.) A Oi diz oferecer internet “ilimitada” nos planos Smartphone, mas tem franquia de 200MB – quando você chega ao limite de dados, surge o limite de velocidade (150Kbps).

Às vezes, mesmo quando o plano é “ilimitado”, a operadora pode encontrar meios de limitá-lo. A Anatel levantou a suspeita de que a TIM derruba ligações de propósito, já que cobra por chamada. Isso ainda não foi confirmado, mas a Anatel agiu: ligações sucessivas de celular contarão como uma única chamada a partir de março.

E por vezes, o “ilimitado” pode levar a uma sobrecarga de rede, que não consegue aguentar a demanda. É o que temia a Anatel quando a TIM passou a testar o Infinity Day: ele ofeceria ligações ilimitadas para TIM a R$0,50 por dia, e você poderia fazer quantas chamadas quisesse. O plano foi suspenso por determinação da agência.

Este ano, a Anatel mostrou que não está brincando em serviço: proibiu operadoras de ativarem linhas móveis, impôs regras exigentes para a banda larga, e pressionou empresas de TV paga. Mas ainda há muito o que fazer. Esperamos ver algo no sentido de retirar a palavra “ilimitado” do vocabulário das operadoras.

Fonte: É Sertão/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Por celular, detento de presídio da Paraíba ordena morte de rival


Elvis Carneiro

Gravações telefônicas autorizadas pela Justiça paraibana - que fazem parte das investigações da Polícia Civil sobre o tráfico de drogas em João Pessoa e na região metropolitana da Capital - mostram a facilidade da comunicação entre traficantes presos e seus comparsas do lado de fora dos presídios paraibanos. 
O Portal Correio teve acesso com exclusividade a duas interceptações telefônicas, feitas durante 20 dias de investigações, onde um apenado da Penitenciária Flósculo da Nóbrega, conhecida como Presídio do Roger, encomenda a morte de um rival. Em outro trecho da gravação, é possível ouvir a ordem para execução, os tiros e a comemoração do assassinato. São escutados diversos disparos de arma de fogo.

Novato executor do crime
Roberto Rosemberg

No áudio, é possível ouvir o presidiário Elvis Carneiro da Silva – que responde a cinco homicídios e teria ordenado à morte de mais sete – dá instruções como o seu comparsa, identificado como Roberto Rosemberg Silva de Farias (Novato ou Neguinho), proceder para a execução. Severino Ramos dos Santos, conhecido como “Coroa Ramos”, que está recolhido no Presídio Sílvio Porto, integra a quadrilha de homícida.
De acordo com informações colhidas junto a Polícia Civil, ainda integram o grupo do Elvis: Rayanderson da Silva Barbosa, conhecido por “Ray ou Demônio”; Móises, Pinto, Romero Santiago da Silva, ‘o Romero’; e Elane Mendes da Silva (Galega ou Gordinha).
As escutas telefônicas integram as investigações da ‘Operação Abadir’ deflagrada durante a madrugada desta quarta-feira (12), nas cidades de João Pessoa e Cabedelo (região metropolitana da Capital).
Durante a incursão policial em vários bairros das cidades, dez pessoas foram presas em cumprimento a mandados de prisão em flagrante. Drogas, armas e dinheiro em espécie foram apreendidos. 
A Polícia Civil informou que a operação teve que ser antecipada para evitar que os criminosos matassem mais pessoas. Segundo a Polícia, estavam sendo planejadas as mortes de mais sete pessoas.

Com a operação, a Polícia desarticulou esquema de tráfico de drogas em João Pessoa e Cabedelo. Os policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil prenderam, na madrugada, dez pessoas acusadas de tráfico de drogas e associação para o tráfico. A organização criminosa era comandada de dentro dos presídios de João Pessoa (Róger e Sílvio Porto). 

A ação intitulada ‘Abadir’ – nome de origem fenícia que significa pedra – foi realizada nas duas cidades da região metropolitana da Capital. 

Os detalhes sobre operação foram apresentados pelo delegado Cristiano Jacques, às 10h, durante coletiva de imprensa na sede do grupo.  Com a ‘Abadir’, o GOE conseguiu efetuar a marca de 100 prisões em cinco meses.

Fonte: Portal Correio/É Sertão/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Polícia espanhola prende mulher que levava cocaína em implantes de seios.


Polícia espanhola prende mulher que levava cocaína em implantes de seios (Foto: Polícia da Espanha/Divulgação)
Polícia espanhola prende mulher que levava cocaína em implantes de seios. Panamenha tinha 1,377 quilo da droga escondida em seios postiços. Policiais suspeitaram porque as cicatrizes ainda eram recentes. A polícia da Espanha prendeu uma mulher panamenha que levava 1,377 quilo de cocaína escondidos em implantes de seios, no aeroporto El Prat, em Barcelona, nesta quarta-feira (12).
Ela foi presa ao chegar de Bogotá. Os policiais suspeitaram dela porque as cicatrizes dos implantes aida eram recentes.

Polícia espanhola prende mulher que levava cocaína em implantes de seios (Foto: Polícia da Espanha/Divulgação)

Fonte: Extra/Cassinho Morais/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Capotamento registrado na RN-288 entre as cidades de Caicó e São José do Seridó


Um acidente de transito oo tipo capotamento foi registrado na manhã desta quarta-feira, por volta de 10h30, na RN-288 entre a cidades de Caicó e São José do Seridó.

De acordo com informações repassadas a nossa reportagem,  o acidente envolveu um veiculo modelo corsa de placas MZC-1104 Natal/RN que era conduzido por Diego Bruno Medeiros da Silva, 26 anos,  representante de vendas.

A vitima foi removida para o Hospital Regional do Seridó onde foi atendido pela equipe médica de plantão e não corre risco de morte apesar de ter ficado desacordado por um certo tempo.

A ocorrência foi registrada pelos Policiais do 3º Distrito de Policia Rodoviaria Estadual que fizeram os procedimentos de praxe no local do fato e o registro na Delegacia de Policia Civil.

Fonte: Eduardo Dantas/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Adolescente foi baleado na noite desta terça-feira na cidade de Parelhas/RN


Por volta das 20h20 desta Terça-Feira (11) de Dezembro, foi registrada uma tentativa de homicídio em Parelhas, mais precisamente no Bairro São Sebastião zona Norte da Cidade. 

A vitima foi um adolescente de 14 anos. No local foram ouvidos cerca de seis disparos, mais segundo informações um disparo acertou o adolescente na região das costas ficando a bala alojada nas proximidades das costelas. 

A vitima foi socorrida para o Hospital Dr. José Augusto Dantas de Parelhas, onde recebeu os primeiros atendimentos médicos e em seguida foi transferido para o Hospital Regional de Currais Novos. 

A Policia foi comunicada do caso e conseguiu prender o acusado, que foi identificado como Edinaldo Ferreira da Silva (Bôbô) de aproximadamente 30 anos, residente no Bairro São Sebastião. 

A Policia Militar conduziu o acusado para a delegacia de Policia Civil de Parelhas onde o mesmo encontra-se detido a disposição da justiça.   A motivação do crime será investigado pela Policia Civil. A arma possivelmente um revolver calibre 38 não foi encontrado. 

Fonte: Marcos Silva/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Mulher tenta contra a vida do vizinho em Umarizal-RN


Por volta das 06:00hs desta terça-feira (11), Antônia Elisoneide Nunes, conhecida por Lilica, 27 anos, de posse de uma foice tentou desferir um golpe no Sr. Antônio Magno Rodrigues de Oliveira, conhecido por Antônio de fogoso, 50 anos, ambos residentes na  Avenida da Integração, Bairro Rua Nova, em Umarizal/RN.

Lilica e Antonio de Fogoso são intrigados e hoje quase que a intriga chega a um fim trágico, não acontecendo devido a vítima ter sido mais ágil e se defendeu se desviando da agressão e do golpe desferido pela acusada. 

Os policiais Militares ao tomarem conhecimento do fato, se dirigiram ao local, detiveram a infratora e a conduziram para a Delegacia de Polícia para as medidas cabíveis. 

Fonte: Nosso Paraná/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Desaparecimento de mãe e filho ainda é mistério para polícia


Foto: Reprodução / Sérgio Costa
A polícia ainda não tem pistas do rapto de mãe e filho ocorrido na madrugada da segunda-feira (10), no bairro de Cidade Nova, zona Oeste de Natal. Os dois estavam dormindo em casa quando foram surpreendidos por homens armados que chegaram procurando pelo adolescente de 17 anos.

De acordo com a polícia, após encontrarem o rapaz, os homens obrigaram que a mãe dele também saísse de casa junto com o filho e entrasse em um carro que estava estacionado na rua Augusto Calheiros. Jaqueline Duarte Bonifácio e o adolescente Leonardo Lima foram levados pelos homens para um destino ainda desconhecido.

Ainda segundo a polícia, o desaparecimento pode ter relação com o tráfico de drogas visto que o local é conhecido como sendo ponto de encontro de viciados, no entanto, a Polícia Civil já investiga o caso.

Qualquer informação sobre as vítimas pode ser repassada para polícia, através do telefone 190 ou para familiares dos raptados nos telefones 8769-9426 ou 8881-7350.

Fonte: Portal BO/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Dehom desvenda morte de adolescente no Ouro Negro


Agentes da Delegacia Especializada em Homicídios de Mossoró, Dehom, esclarece morte de "Daniel Cardoso da Silva", 17 anos de idade, morto no ultimo domingo, no Bairro Ouro Negro.

Elison Rafael da Silva Caboclo, 20 anos de idade, residente no Bairro, foi detido e confessou o crime. Como não houve flagrante, o acusado foi ouvido e liberado. Ele disse em seu depoimento, que estava sendo ameaçado por Daniel e que no dia anterior ao crime, foi vitima de uma tentativa de homicídio. Elison, não apresentou a arma utilizada para matar Daniel, segundo o Delegado, ele disse que na fuga, a arma tinha caído.

De acordo com o Delegado "Roberto Moura" titular da Dehom, as investigações sobre a morte de Daniel continuam, mesmo com o acusado tendo sido liberado. Na conclusão do inquérito, caso seja necessário, o delegado pode pedir a prisão preventiva do acusado.

Fonte: O Câmera/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

OPERAÇÃO REGAAE NIGTH EM AREIA BRANCA APREENDE MAIS DE 500 GRAMAS DE MACONHA.


Uma operação realizada na Cidade de Areia branca pela policia civil e militar sob o comando do delegado Renato Batista e o Cap. PM  Andrelino, resultou na prisão 2 elementos.

 Material apreendido em Areia Branca


JOAQUIM GONÇALVES DE OLIVEIRA FILHO e MARIO SERGIO DA COSTA NETO, os dois foram presos e autuados em flagrante de delito quando transportava mais de 500 gramas de maconha. Na madrugada do dia 09/12/2012.


Os elementos conduzia a droga para ser vendida em uma festa de REGAAE, na praia de Upanema, Os policiais receberam informações que um veiculo tipo gol de cor branca estaria levando a droga, e na BR 110, conseguiram interceptar o veiculo e apreenderam a droga.

O trabalho conjunto das policia civil e militar na Cidade de Areia Branca sob o comando do Bacharel Renato Batista e do Cap. PM Andrelino, vem surtindo efeitos já foram tirados de circulações vários elementos indesejáveis a sociedade areia-branquense que praticavam assaltos e comercializavam drogas na cidade praiana. Como também armas que serviam para as praticas crimes que acontecem na cidade e região.

Informações: Cap. PM Andrelino
Comandante da 2ª CIA de Policia de Areia Branca 

Fonte: Jr. Dantas/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Dupla detida em Baraúna acusado de trafico de drogas


Agentes da Policia Civil da cidade de Baraúna, comandada pelo Bacharel Ricardo Adriano, prenderam no final da manhã de quarta feira 12 de Dezembro de 2012, quatro pessoas acusadas de trafico de droga na cidade.

Francisco Wellison Olímpio Xavier, de 23 anos de idade e sua namorada Kelly Simone da Silva de 22 anos, alem do casal responsável pela residencia no bairro da Estação. Os agentes procuravam uma pessoa acusada de assaltar um comercio de joias na cidade no dia 30 de Novembro e receberam a informação que os acusados estavam na residencia e que haviam chegado na cidade há poucos dias.

Na residencia, os agentes encontraram 21 papelotes de maconha, prontos para sere entregues, 15 papelotes de cocaína, prontos para o consumo e dois maiores que ainda iriam ser fatiados, um pacote com um pó branco, que segundo os agentes seria utilizado para aumentar a quantidade da cocaína, uma pistola calibre 380, com cinco munições e uma espingarda bate bucha de fabricação caseira.

Alem de Wellison e Kelly, o casal foi conduzido para a delegacia e segundo o delegado, todos serão responsabilizados pela droga e posse da arma de fogo. Welisson disse que a droga e a arma , pertence a Kelly. Ele disse ainda que o casal, não sabia que a droga estava na residencia e nem tem qualquer envolvimento com atividades ilícitas.

Wellison e Kelly, já cumpriram pena acusados de trafico de droga e porte ilegal de arma de fogo. Eles foram detidos em Mossoró no dia 23 de Outubro e só passaram 6 dias presos. Kelly é apontada como responsável por um crime de homicídio em Mossoró.

Fonte: O Câmera/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Assembleia aprova Orçamento Geral do Estado 2013 à unanimidade


Os deputados aprovaram à unanimidade o projeto do Orçamento Geral do Estado (OGE 2013), que prevê a receita e estipula uma despesa de cerca de R$ 11 bilhões (11,4 bi) O valor original, de cerca de R$ 10 bilhões, foi posteriormente modificado pelo Governo, que acrescentou à proposta R$ 42,4 milhões, totalizando um valor global de R$ 11,4 bilhões. O OGE foi aprovado com 318 emendas, entre coletivas e individuais, que foram encartadas pelo relator do projeto, deputado José Dias (PSD) na Comissão de Fiscalização e Finanças (FFC), onde o projeto tramitou.

Uma das emendas mais importantes foi a que reduziu de 15% para 5% a margem de remanejamento de verbas pelo governo do estado, sem autorização prévia da Assembleia Legislativa, de autoria do deputado Fernando Mineiro (PT). “Trata-se de um momento importante, histórico na relação da Assembleia com o governo e acho que fortalece o poder legislativo criando um processo de mais transparência e debate futuro”, disse Mineiro. O relator elogiou a atuação do presidente da Casa, deputado Ricardo Motta (PMN) por sua atuação correta e democrática, sem interferir no processo de apreciação do projeto.

As emendas individuais dos deputados somaram R$ 48 milhões, sendo R$ 2 milhões para cada deputado. Nas emendas coletivas foram aprovados R$ 74 milhões, perfazendo um total de R$ 125 milhões em emendas, o que corresponde a 1,14% do valor global do orçamento.

Emendas coletivas

As emendas coletivas foram distribuídas da seguinte maneira: R$ 26 milhões para o Tribunal de Justiça; R$ 19 milhões para o Ministério Público; R$ 18 milhões para a própria Assembleia; R$ 7 milhões para o Tribunal de Contas do Estado; R$ 1 milhão para Defensoria Pública e R$ 6 milhões para ações administrativas do Corpo de Bombeiros, Hospital da Polícia Militar, aquisição de equipamentos para a área médica, construção de hospitais, compra de medicamentos e para entidades de assistência social.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

SINPOL e agentes e escrivães repudiam Portaria do Ministério Público


O SINPOL/RN e os agentes e escrivães de Polícia Civil do Rio Grande do Norte repudiam uma Portaria expedida nesta quarta-feira (12) pelo Ministério Público, através do promotor de Justiça Wendell Beethoven Ribeiro Agra. A entidade e categoria consideram que o procedimento preparatório instaurado se constitui em uma séria ameaça ao processo de evolução da Polícia Civil no estado, para não dizer um passo no caminho inverso: do temido retrocesso e que estranha que tenha partido justamente do MP.

Segundo a Portaria número 12/2012 – NUCAP – o MP visa avaliar, junto à Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, da Polícia Civil e da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, a possibilidade de, mediante a formalização de termo de ajustamento de conduta (ou convênio entre as diversas instituições), a SESED, através de ato administrativo específico, cometer à PMRN, a atribuição de lavrar boletins de ocorrência e termos circunstanciados de ocorrência.

O SINPOL repudia essa portaria por entender que o MP, enquanto fiscal da lei, e tendo essa importante prerrogativa quanto à atuação da justiça e das policias, pode e deve exigir, sim, do governo do estado investimentos necessários para que a polícia civil atue de maneira eficaz. Isso pode acontecer através de medidas que cobrem a convocação de suplentes do concurso de 2009, para que façam curso de formação, e até mesmo abrindo novos processos seletivos, visto que menos de 25% dos cargos previstos pela lei 417/10 estão ocupados, restando ainda cerca de 4 mil vagas em aberto.

“Para nós da Polícia Civil essa medida visa tão somente ´tapar o sol com a peneira´ tirando a PM do trabalho ostensivo nas ruas. Somos citados na Portaria por termos enviado Ofício denunciando fechamento de delegacias por falta de efetivo, mas queremos deixar claro que não concordamos com esta portaria, que consideramos inadmissível, e lutaremos contra a efetivação deste termo de ajustamento de conduta”, destaca o presidente do SINPOL, Djair Oliveira. 

O SINPOL reforça ainda que é contra o retorno de PMs para as delegacias, uma luta já conquistada em 2005, quando conseguiram que sargentos da PM que faziam trabalho de delegados no interior, remetendo, inclusive, inquéritos a justiça e fazendo lavraturas de flagrantes e TCOs, fossem afastados desses cargos.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Correios lançam selo em homenagem ao centenário de Luiz Gonzaga


Os Correios lançam, nesta quinta-feira, um selo em homenagem ao centenário do nascimento do cantor e sanfoneiro Luiz Gonzaga, conhecido como o Rei do Baião, nas cidades de Juazeiro do Norte (CE), Recife e Exu (PE). Os selos terão tiragem de 300 mil exemplares, com valor facial de R$1,20 cada.

A arte é do pernambucano Jô Oliveira, que usou o desenho a nanquim e a pintura para produzi-la. Na imagem, o artista utilizou vários elementos retratando a vida sertaneja do cantor e a música Asa Branca, um de seus grandes sucessos. Em primeiro plano, a imagem do cantor vestido com a tradicional roupa de vaqueiro nordestino e chapéu de couro, segurando uma sanfona. Ao alto, no canto direito, a coroa representa a majestosa obra do cantor, batizado de Rei do Baião por seus fãs.

Os selos podem ser adquiridas na loja virtual, na Central de Vendas à Distância - centralvendas@correios.com.br - e nas agências dos Correios em todo o Brasil. 

Estado de Minas/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Acidente entre buggy e moto deixa um morto na Grande Natal



Um acidente fatal envolvendo uma motocicleta e um buggy foi registrado nesta quarta-feira (12), na Grande Natal. O fato aconteceu na rua São José, na localidade Pé do Galo, em Macaíba. A vítima foi identificada como José Moreno de Lima, de 47 anos. 

De acordo com a polícia, José Moreno conduzia uma moto quando foi atingido pelo buggy. A vítima não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu no local.

Outras três mortes violentas foram registradas pelo Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP) nesta quarta. Duas vítimas ainda não foram identificadas.

Fonte: DN Online/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Vereadores de Natal aumentam próprios salários e de prefeito


Palácio Frei Miguelinho, sede da Câmara de Vereadores de Natal (Foto: Ricardo Araújo/G1)
Os vereadores de Natal aprovaram nesta quarta-feira (12) um reajuste salarial para a próxima legislatura e para prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, procuradores geral da Câmara e do Município, e para presidentes de órgãos da Administração Indireta. Segundo nota emitida pela Câmara Municipal, o Projeto de de Lei número 87/2012 foi aprovado por 11 dos 12 vereadores presentes no plenário.

O subsídio do prefeito foi fixado em R$ 25 mil. O salário atual é de R$ 14 mil. Para o vice-prefeito R$ 20 mil.
Os vereadores ganham atualmente R$ 15.019 e vão passar a ganhar R$ 18 mil. Para as funções de secretário municipal, procurador geral do município, procurador geral da Câmara e presidente de órgãos da administração indireta ficou determinado o teto de R$ 15 mil.
Segundo a nota da Câmara, os valores aprovados no projeto são válidos de 2013 a 2016. Participaram da sessão os parlamentares Adão Eridan (PR), Aquino Neto (PV), Assis Oliveira (PR), Bispo Francisco de Assis (PSB), Chagas Catarino (PP), Dickson Nasser (PSB), Franklin Capistrano (PSB), Júlia Arruda (PSB), Maurício Gurgel (PHS), Ney Lopes Jr (DEM) e Raniere Barbosa (PRB). O vereador George Câmara (PCdoB) votou contra o reajuste.
Votação da LOA
O projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA 2013) será votado em segunda discussão na sessão ordinária desta quinta-feira (13), durante o grande expediente, que inicia às 15h30. Foram aprovadas pelas comissões de Legislação, Justiça e Redação Final; e Finanças, Orçamento e Fiscalização 37 emendas que serão apreciadas em plenário. A primeira votação da LOA foi realizada no dia 27 de novembro.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Policial nega envolvimento com quadrilha que clonava cartões no RN


O policial civil José Carlos Barbosa, agente lotado da 14ª DP,  em Natal, negou ter qualquer tipo de participação na quadrilha especializada em clonar cartões de crédito, esquema investigado pela Polícia Civil do RN e que resultou, na última quinta-feira (6), na deflagração da Operação Clone, que apura golpes de R$ 3 milhões no mercado potiguar e nos estados de Alagoas, Pernambuco e Paraíba.
Em depoimento ao delegado Márcio Lemos, na tarde desta quarta (12), o investigado alegou que as ligações telefônicas, entre ele e um integrante da quadrilha, foram feitas para cobrar uma dívida. Segundo o delegado, as declarações serão analisadas. Depois de ser interrogado, o policial foi encaminhado ao Comando Geral da Polícia Militar, onde permanece preso.

“Ele disse que vendeu uma moto a um dos integrantes e que o comprador ficou devendo a metade do preço cobrado. Como já havia entregue a moto, ele ficou ligando para cobrar o resto”, contou o delegado.
O investigado disse também, ainda segundo Márcio Lemos, que recebeu alguns pertences de um integrante da quadrilha, os quais foram entregues para sanar o débito. “Como esta versão vai de encontro ao depoimento do integrante, de que José Carlos praticou extorsão, terei que buscar mais provas. Estas irão apontar se o que ele disse é verdadeiro ou não”, ressaltou o delegado.
Ao G1, o delegado também contou que terá acesso aos áudios da investigação ainda na noite desta quarta. As gravações, segundo ele, contêm as ligações entre o policial e a suposta quadrilha. “Pode ser que nestas gravações eu confirme quem está falando a verdade. Caso não, talvez eu peça uma acareação entre os envolvidos”, concluiu Márcio Lemos.
Operação Clone
A Polícia Civil do Rio Grande do Norte deflagrou, na manhã da última quinta-feira (6), uma operação para prender falsificadores de cartões de crédito que atuam no RN e ainda em Alagoas, Pernambuco e Paraíba. A ação, batizada de Clone, objetivou o cumprimento de 28 mandados de prisão temporária (20 foram cumpridos na ocasião) e outros 32 de busca e apreensão.
Segundo o delegado Júlio Costa, titular da Delegacia Especializada em Falsificações e Defraudações, a quadrilha aplicou golpes de aproximadamente R$ 3 milhões. "Eles compravam equipamentos para clonar cartões de crédito em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, e falsificavam cartões aqui em Natal. Depois, aplicavam golpes no Rio Grande do Norte, em Alagoas, em Pernambuco e na Paraíba", contou o delegado. Em Ribeirão Preto, 100 mil cartões falsos foram apreendidos.
Para clonar as tarjas magnéticas dos cartões de crédito, a quadrilha contava com o apoio de pelo menos três funcionárias de uma rede de supermercados com atuação em todo o Nordeste. Elas eram pagas por cada cartão clonado. Por cada dado de cartão clonado, cada uma delas recebia entre R$ 50 e R$ 100.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

FPM beneficiava irmãos da tesoureira de Jardim de Angicos, no RN, diz MP


Os saques da ordem de R$ 4,4 milhões efetuados por Helena Bandeira de Lima Lisboa,  tesoureira do município de Jardim de Angicos, distante 85 quilômetros de Natal, beneficiavam também seus três irmãos, segundo investigações do Ministério Público do Rio Grande do Norte, que resultou na manhã desta quarta-feira (12) na Operação Ilíada, que cumpriu quatro mandados de busca e apreensão na cidade. A tesoureira teve mandado de prisão decretado, mas não foi encontrada e é considerada foragida.
As identidades dos irmãos de Helena serão preservadas em razão do segredo de Justiça do processo. As informações constam no Procedimento de Investigação Criminal nº 007/2012 da Promotoria de Justiça da Comarca de João Câmara. O G1 teve acesso ao documento com exclusividade.
Apesar de ter deposto ao Ministério Público Estadual no dia 29 de novembro passado e de ter argumentado que os recursos sacados seriam utilizados para pagamento de fornecedores e funcionários que não dispunham de conta bancária para transferência, o Ministério Público constatou que a informação era 'inverossímil'. Visto que, no depoimento da secretária de Recursos Humanos de Jardim de Angicos, foi confirmado que menos de 10 pessoas recebiam seus pagamentos em dinheiro vivo. 


VALORES SACADOS
MÊS/ANOVALOR
Fevereiro/2011R$ 298.684,00
Março/2011R$ 168.919,00
Abril/2011R$ 170.135,00
Maio/2011R$ 241.446,00
Junho/2011R$ 233.205,00
Julho/2011R$ 215.520,00
Agosto/2011R$ 219.687,00
Setembro/2011R$ 142.263,00
Outubro/2011R$ 167.850,00
Novembro/2011R$ 201.760,00
Dezembro/2011R$ 306.443,00
Janeiro/2012R$ 269.213,00
Fevereiro/2012R$ 241.558,00
Março/2012R$ 202.364,00
Abril/2012R$ 240.036,00
Maio/2012R$ 297.297,00
Junho/2012R$ 213.148,00
Julho/2012R$ 277.221,00
Agosto/2012R$ 194.470,00
Setembro/2012R$ 120.440,00
Total sacado entre fevereiro/2011 e setembro/2012 - R$ 4.421,659,00

PIC nº 007/2012 - MPE
No documento confidencial, o Ministério Público Estadual também alega que "essa circunstância, somada ao fato de que são os irmãos que moram no Município e que aparecem publicamente como "secretários de fato" do atual gestor municipal, dão a exata dimensão de que os recursos sacados na "boca do caixa" servem para beneficiar outros irmãos da tesoureira, ficando patente a associação de mais de três pessoas, em quadrilha, para o fim de desviar os recursos públicos".
Em um dos depoimentos colhidos pelo órgão ministerial, inclusive, uma declarante chegou a afirmar que a irmã de Helena portava, costumeiramente, quantias estimadas em R$ 2 mil em sua bolsa a tira-colo.
"Ora, sabendo-se que a mesma não dispõe de outra fonte de renda, nem vínculos empregatícios, conforme dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), como justificar essa quantia em espécie, mormente considerando a informação trazida pelo Ofício nº 039/2010 - GAB, oriundo da Prefeitura de Jardim de Angicos, de que a mesma não faz parte do quadro de servidores municipais e presta apenas "serviços voluntários" àquela municipalidade?", indagou o MPE em sua investigação.

Já os irmãos, são reconhecidos como "funcionários públicos municipais", apesar de não constarem do quadro do funcionalismo de Jardim de Angicos. "O primeiro, aliás, é quem não raro "responde" informalmente pelo Executivo Municipal valendo trazer à baila o episódio em que o mesmo proibiu a entrada da Inter TV Cabugi em posto de saúde da cidade", relembrou o órgão ministerial em sua peça investigatória.  Consta, ainda, a informação de que o gestor municipal "há muito encontra-se ausente do Município".

O suposto sequestro relâmpago

O documento do Ministério Público Estadual discorre, também, sobre um suposto assalto ocorrido no dia 20 de junho de 2012, cuja suposta vítima foi a tesoureira de Jardim de Angicos, Helena Bandeira de Lima Lisboa. O órgão ministerial suspeita que o assalto não existiu de fato. No mesmo dia, Helena Bandeira, que é irmão do atual prefeito de Jardim de Angicos, recorreu à Delegacia de João Câmara para narrar o fato. Ao delegado, ela informou que fora abordada na saída da agência do Banco do Brasil e os criminosos teriam lhe subtraído a quantia de R$ 7 mil.
Além disso, ela teria obrigada a dirigir seu próprio veículo até o distrito de Assunção até, finalmente, ser deixada na Avenida Tomaz Landim, em Igapó, zona Norte de Natal. "Ocorre que circunstâncias estranhas estiveram associadas ao fato e têm o condão de posicionar a Sra. Helena Bandeira de Lima Lisboa, aos olhos mais atentos, não na posição de vítima, mas na de potencial executora de um delito de peculato, associado a outros injustos típicos relevantes", aponta o MPE no Procedimento de Investigação Criminal.
No dia do suposto assalto e sequestro relâmpago, ela estivera, conforme investigação do MPE, na agência do Banco do Brasil na condição de tesoureira de Jardim de Angicos efetuando um saque em dinheiro, o que vai de encontro ao que preconiza as leis de uso de verbas repassadas aos municípios pelo Estado e União. Além disso, numa nova oitiva no dia 10 de julho deste ano, a suspeita retificou o valor sacado e informou que retirou do banco R$ 49 mil naquele 20 de junho, dia do suposto assalto. Menos de um mês depois, em 7 de agosto, Helena Bandeira declarou que o valor que realmente lhe foi subtraído foi de R$ 58.400,00. De acordo com o Ofício 454/2012 do Banco do Brasil encaminhado ao MPE, a prática de saques por Helena Bandeira era constante (veja a tabela).
O MP destacou, ainda, outros pontos que "colocam em xeque a real ocorrência do sequestro que diz ter sido vítima" a pessoa de Helena Bandeira. São eles: "a) o fato de o assaltante ter supostamente levado apenas as baterias, mas não os celulares dela; b) a alegação de que, após ter passado todo o dinheiro sacado aos dois homens encapuzados que estavam em uma moto vermelha no Distrito de Assunção, teria sido levada a um grande passeio pela região - que se calcula em 100km -, até ser deixada na entrada da cidade de Natal; c) a sugestão de que os criminosos teriam motivação política, o que não condiz, a priori, com o modus operandi da operação delituosa".
Mandados de Busca e Apreensão
Foram cumpridos mandandos de busca e apreensão de documentos, agendas, computadores, netbooks e anotações nas casas dos irmãos de Helena Bandeira em Natal e Jardim de Angicos, além de um escritório de contabilidade em Parnamirim.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Familiares de mãe e filho raptados em Natal depõem à polícia


Quarto da mãe foi totalmente revirado pelos criminosos (Foto: Rafael Barbosa/G1)

Prestaram depoimento na manhã desta quarta-feira (12), na 14ª Delegacia de Polícia, os familiares e vizinhos da empregada doméstica Jaqueline Duarte, de 40 anos, e do estudante Leonardo Duarte, de 17 anos, filho dela. Ambos foram raptados por homens encapuzados durante a madrugada desta terça (11) do bairro de Cidade Nova, na zona Oeste de Natal. Na DP, inclusive, foi ouvida a filha e irmã de Jaqueline, uma adolescente de 13 anos, única testemunha do rapto, que chegou a ser espancada pelos criminosos.


De acordo com o agente da Polícia Civil Cláudio Campelo, o ex-marido de Jaqueline Duarte e pai dos filhos dela, Leonardo Teixeira de Lima, registrou Boletim de Ocorrência na delegacia ainda na tarde desta terça. “Eles não são mais casados, mas permanecem morando na mesma rua, em casas diferentes”, explicou Campelo. “Fomos no local apurar os fatos e intimamos nove pessoas para prestar depoimentos”, pontuou.
As informações coletadas pelo policial com a filha de Jaqueline, testemunha ocular do crime, dão conta de que dois homens armados e encapuzados invadiram a residência durante a madrugada e perguntaram à família a respeito de um vizinho. “Também chamamos este jovem à delegacia para prestar esclarecimentos”, acrescentou o agente.

Quarto da mãe foi totalmente revirado pelos criminosos (Foto: Rafael Barbosa/G1)Casa de onde mãe e filho foram levados
(Foto: Rafael Barbosa/G1)
Campelo disse ao G1 que ainda é muito cedo para confirmar qualquer informação sobre o caso. “O fato dos suspeitos terem falado o nome do vizinho, por exemplo, pode ser uma forma de despistar a polícia”, observou.
As investigações seguem a cardo do delegado Genésio Menezes, titular da 14ª Delegacia de Polícia, localizada no bairro de Felipe Camarão.

Casa revirada

Na residência, que possui aspecto simples e parede rebocada, na rua Augusto Calheiros, onde ocorreu o rapto, as roupas e móveis ainda estão desarrumados. Segundo relatos de familiares que estavam no local, a desordem foi provocada pela ação dos homens que invadiram a casa e levaram Jaqueline e Leonardo.

Uma familiar que não quis se identificar detalhou ao G1 o que a filha de Jaqueline relatou. Segundo ela, a garota disse que os homens afirmavam ser da polícia. “Eles chegaram com uma lanterna iluminando a casa. Foi quando Jaqueline acordou”, contou a mulher. "Eu acho que eles entraram na casa errada", ponderou.
O portão da frente do imóvel apresentava indícios de arrombamento, mas a porta de madeira que dá acesso à sala da casa está intacta. “Não sabemos como foi que eles entraram”, disse a familiar.
Ainda segundo o depoimento da mulher, a filha de Jaqueline disse que um dos suspeitos a levou para o quarto e o outro acompanhou a mãe e o irmão até o lado de fora da residência. “Eles cobriram o rosto dela com um lençol e disseram que ela não os olhasse”, contou a mulher, acrescentando que a menina foi xingada e agredida.
O agente de polícia Cláudio Campelo disse também que a adolescente afirmou que o homem que a acompanhava no quarto pediu para que ela tirasse a roupa e lhe mostrasse as partes íntimas. “Contudo, o criminoso não abusou sexualmente dela”, confirmou o policial.
Os depoimentos na vizinhança, tanto sobre Leonardo quanto Jaqueline, são semelhantes. Todos dizem que nenhum deles tem envolvimento com crimes ou desavenças. O agente Cláudio Campelo revelou ainda que o adolescente praticava esporte e havia sido aprovado na última seletiva para se tornar jogador de futebol do ABC.
Polícia e vizinhos também confirmam a boa conduta da doméstica, que trabalha há 12 anos numa residência. “Jaqueline é uma líder comunitária muito querida na região”, afirmou o policial Campelo.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Presos suspeitos que usaram bomba em shopping de Natal, diz delegado


Artefato deixado pelos bandidos numa caixa foi detonado pelos policiais do BOPE (Foto: Sérgio Costa)
Dois homens e duas mulheres foram presos no final da manhã desta quarta-feira (12) no bairro Pitimbu, zona Sul de Natal, suspeitos de participação no roubo de uma joalheria dentro do shopping Via Direta, ocorrido na noite do último dia 30 de outubro, segundo informações do delegado Atanásio Gomes, titular da Delegacia Especializada de Furtos e Roubos (Defur). Na ocasião do assalto, os criminosos usaram uma bomba de dinamite e causaram pânico em logistas e clientes do shopping. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foi acionado e detonou o artefato. Ninguém ficou ferido, mas os suspeitos fugiram.

O delegado confirmou ao G1 que membros da quadrilha detida nesta quarta-feira têm participação no assalto. Os nomes dos suspeitos, no entanto, só serão revelados em entrevista coletiva que deve ser realizada pela Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol) nesta quinta-feira (13). “Ainda estamos realizando diligências para prender outros envolvidos. Por isso, não podemos divulgar quem são”, disse Atanásio.
Assalto à joalheria
Segundo relatório feito pela Polícia Militar na noite em que os criminosos agiram no shopping Via Direta, as funcionárias da joalheria Céu Jóias informaram que um homem trajando terno entrou na loja e abriu a vestimenta, exibindo u uma arma de fogo e anunciou o roubo. A PM afirmou que os acusados levaram as joias que estavam no mostruário e o homem deixou uma caixa alegando que em seu interior existia um artefato explosivo, que seria acionado caso a polícia fosse comunicada do roubo. O chefe de segurança do shopping foi chamado pelas vítimas ao interior da loja. Quando ele chegou ao local, e constatou que havia uma caixa com material estranho sobre o balcão da loja, resolveu ligar para o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).
Ainda de acordo com o relatório, odiante da gravidade da situação, vários policiais compareceram ao local – entre praças e oficiais da PM – e auxiliaram no isolamento da área. O tenente Alisson, oficial de serviço do BOPE, se deslocou ao estabelecimento comercial onde se encontrava o objeto deixado pelo acusado, fez a remoção da caixa até a parte posterior do shopping e executou as ações de neutralização daquele artefato. Os acusados não foram localizados.

Fonte: G1/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

PT omite doação de empresa que Valério diz ter sido beneficiada pelo mensalão


A Justiça Eleitoral detectou que o Diretório Municipal do PT em São Paulo omitiu na declaração da campanha do prefeito eleito Fernando Haddad (PT) a despesa com serviços da empresa Caso Sistema de Segurança, empresa da mulher de Freud Godoy, ex-assessor pessoal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e envolvido no escândalo que ficou conhecido como dos aloprados.

Em depoimento prestado em setembro à Procuradoria-Geral da República, e revelado pelo jornal "O Estado de S.Paulo" na terça-feira (11), o publicitário Marcos Valério afirmou que a empresa de Godoy recebia recursos para intermediar o pagamento de despesas pessoais do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2003.

O depoimento foi dado após o empresário ter sido condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

De acordo com a Justiça Eleitoral, o diretório petista em São Paulo não apresentou documento comprovando que o gasto de R$ 30.655.11 com a empresa não era destinado à campanha de Haddad.

O empresário, segundo o jornal, afirma ainda que o ex-presidente Lula deu aval para os empréstimos que serviriam de pagamentos a deputados da base aliada, esquema que ficou conhecido como mensalão e está sendo julgado pelo STF (Supremo Tribunal Superior).

Reportagem do jornal "Folha de S.Paulo" desta quarta-feira (12) afirma que Godoy continua recebendo pagamentos do PT, de cerca de R$ 26 mil por mês. Até o ano passado, a Caso recebeu mais de R$ 1 milhão do fundo partidário da sigla.

A empresa foi fundada em junho de 2003, poucos meses depois de Lula assumir a Presidência. Godoy deixou formalmente a sociedade em 2009 --a empresa apenas no nome de sua mulher, mas continua atuando como seu diretor.

No depoimento à Procuradoria-Geral da República, Valério afirmou que, em 2003, foram feitos dois repasses para Lula, por meio da empresa de Godoy, que era uma espécie de "faz tudo" do ex-presidente.

Fonte: Portal Uol/Cidade News Itaú
Leia Mais ››

Câmara e Senado aprovam urgência para análise dos vetos dos royalties; sessão tem bate-boca


Parlamentares cercam a vice-presidente da Câmara, Rose de Freitas (de amarelo), que presidia a sessão conjunta que votou a urgência para análise dos vetos
O plenário da Câmara aprovou nesta quarta-feira (12), por 348 votos a 84 e 1 abstenção, o requerimento de urgência para análise dos vetos da presidente Dilma Rousseff à lei que redistribui os royalties do petróleo (Lei 12.734/12).

O requerimento também foi aprovado no Senado, por 61 votos a 7. 

Bate-boca
Contrários à derrubada do veto, parlamentares das bancadas do Rio de Janeiro e do Espírito Santo levantaram diversas questões de ordem questionando procedimentos regimentais que estão sendo desrespeitados. Em minoria na sessão, eles tentam adiar a apreciação do requerimento de urgência.

Contudo, as bancadas dos demais Estados insistem na votação ainda hoje. A vice-presidente do Congresso, deputada Rose de Freitas (PMDB-ES), que comanda a sessão, rejeitou as questões de ordem e garantiu que a urgência será votada hoje (12). No entanto, ela assegurou que o mérito dos vetos não será votado na sessão de hoje, mesmo após a aprovação do pedido de urgência.

O requerimento de urgência foi apresentado pela maioria dos líderes da Câmara e do Senado logo após a divulgação do veto da presidente Dilma do projeto de lei dos royalties. Há no Congresso mais de 3 mil vetos presidenciais a serem analisados. Eles querem que o relacionado aos royalties seja debatido imediatamente.

Em diversos momentos, a presidente da sessão teve que suspender os trabalhos para acalmar os ânimos dos parlamentares. Aos gritos, deputados e senadores do Rio de Janeiro e do Espírito Santo – maiores produtores de petróleo do país – levantaram questões para adiar a votação.

O senador Francisco Dornelles (PP-RJ) disse que a apreciação do veto não pode ocorrer hoje porque ele ainda não foi publicado no Diário do Congresso. "Vamos votar algo fantasma", ironizou o senador. Já parlamentares de outros estados, favoráveis à votação, argumentam que o requerimento de urgência foi assinado por mais de 50% de deputados e senadores. 

Fonte: Portal Uol/Cidade News Itaú
Leia Mais ››