Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

sexta-feira, abril 21, 2017

Com um a menos e time reserva, Grêmio luta e arranca 1 a 1 do Guaraní-PAR fora de casa


A insólita inversão de prioridades, com foco na semifinal do Gauchão, levou Renato Gaúcho a delinear uma formação reserva para atuar fora de casa, no temido Defensores del Chaco, em plena Libertadores. Nesta quinta-feira, o Grêmio entrou em campo para defender a liderança do Grupo 8 contra o Guaraní, do Paraguai. E, mesmo desfigurado, deu amostras de que o espírito da competição continental está mesmo enraizado em seu elenco, obstinado em buscar o tri. Sem suas principais estrelas, o Tricolor precisou de muita luta para arrancar o 1 a 1. Em solo paraguaio, foi preciso superar a expulsão de Michel e a desvantagem no placar, após o gol de López. Menos mal que Pedro Rocha, um dos raros titulares em campo, fez prevalecer seu poder decisivo de herói do penta, ao anotar um golaço para construir o empate.

COMO FICA A CHAVE.
Com o resultado tão sofrido, o Grêmio mantém a liderança do Grupo 8 da Libertadorse, com os mesmos sete pontos do Guaraní-PAR. A ponta da chave é gremista graças ao número de gols marcados: 6 a 5.

PRÓXIMOS COMPROMISSOS
As duas equipes voltam a se enfrentar já na próxima quinta-feira, às 21h45, na Arena, pela 4ª rodada do Grupo 8 da competição continental. Antes, porém, o Grêmio tem compromisso pela semifinal do Campeonato Gaúcho, no domingo, às 19h, contra o Novo Hamburgo, no Estádio do Vale. Após o 1 a 1 no jogo da ida, o Tricolor precisa marcar fora de casa para avançar à grande final – uma vitória ou empate com mais de dois gols anotados dá a vaga aos gremistas.

PRIMEIRO TEMPO
Com Luan, Bolaños e companhia fora até do banco, era de se esperar que o Grêmio passasse por apertos do início ao fim, certo? Nada disso. O Tricolor iniciou a partida ligado, com intensidade e boa circulação de bola para levar perigo ao Guaraní. Prova disso, são as duas chances perdidas por Barrios em cinco minutos de jogo. Primeiro, o gringo desperdiçou, ao aparecer livre de cabeça em cobrança de escanteio. Em seguida, aproveitou sobra de chute de Fernandinho, que bateu na mão do zagueiro rival dentro da área, e mandou em cima do goleiro Aguilar.

Os paraguaios também têm um lance polêmico a reclamar. Aos 18, Thyere afastou de cabeça um lançamento para a área, mas derrubou Novick, num pênalti não marcado. Em casa, os paraguaios adiantaram suas linahs e aproveitaram os espaços nas laterais do Grêmio para levar perigo em cruzamentos. Num deles, aliás, o mesmo Novick chegou a balançar as redes, mas em impedimento.

SEGUNDO TEMPO
A chuva que começou a cair ainda no intervalo prenunciou um segundo tempo de muita pegada no Defensores del Chaco. Tanto que aos 16 o volante Michel foi expulso ao deixar o braço no rosto de Novick e receber o segundo cartão amarelo em um intervalo de oito minutos. Aí, Renato trocou Lincoln por Pedro Rocha. Porém, a substituição que deu certo naquele momento foi a do Guaraní. Rodrigo López entrou no lugar de Novick e, aos 25, brilhou para abrir o placar, após aproveitar passe na medida de Palau.

A mudança de Renato não tardaria a falhar. Aos 34,  Arthur fez lançamento na medida para o pé esquerdo de Pedro Rocha, que mandou de primeira no contrapé do goleiro e empatou. O Guaraní não se deu por vencido. Poucos minutos depois, a bola sobrou livre para Palau no segundo poste. O meia chutou, e Grohe faz um milagre. No rebote, Rolón isolou com o gol aberto.  Já no final da partida, o camisa 9 gremista girou sobre a marcação e enquadrou o corpo, num chute de bico que parou na trave.


RECLAMAÇÃO LÁ E CÁ
Os gols saíram apenas no segundo tempo, mas a primeira etapa também foi de intensidade plena, com chances e até reclamações dos dois lados. Os gremistas cobram pênalti após a bola bater na mão de Rolón, em chute de Fernandinho, no começo do jogo. Depois, os paraguaios ficaram na bronca, em um lance em que Thyere derrubou Novick dentro da área. A arbitragem ignorou as duas penalidades.

QUE ISSO, MICHEL?
Numa noite de heroísmo gremista, Michel destoou bastante da equipe. Aos 8 do segundo tempo, o volante fez falta dura em Aguilar, num carrinho atrasado. Oito minutos mais tarde, o camisa 5 deixou o braço no rosto de Novick e foi para a rua, com cartão vermelho.


BOBEIRA E GOL
O tento do Guaraní veio em bobeira da zaga gremista. Após falta erguida na área, Palau teve liberdade de sobra para voar e aparar para o meio da pequena área. Ali, López surgiu livre para empurrar para as redes.

O HERÓI RESOLVE
Em meio a uma formação quase que plenamente reserva, Renato Gaúcho teve de contar com o poder decisivo do único titular que estava no banco para salvar sua equipe. O herói do penta da Copa do Brasil, Pedro Rocha, aparou belo lançamento de Arthur com o pé esquerdo para completar de sem-pulo para as redes.


Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!