RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

terça-feira, abril 18, 2017

Em carta, Papa diz a Temer que crise no Brasil não é de fácil solução


Em carta enviada recentemente ao presidente Michel Temer, o Papa Francisco afirmou que a crise que o Brasil enfrenta não é de fácil solução. Relatos obtidos pelo blog de pessoas que tiveram acesso ao texto indicam que Francisco não tomou posição partidária sobre o momento político do país. 

"Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo", escreveu o Papa num trecho da carta. 

Em seguida, Francisco faz uma reflexão sobre a situação social do Brasil. "Porém não posso deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandonados e costumam ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera meramente financeira".

O Papa respondeu uma carta enviada por Temer no ano passado, já depois de concluído o processo de impeachment. Na ocasião, o presidente fez um convite formal para que Francisco visitasse o Brasil para as comemorações dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida em 2017. 

Francisco escreveu no texto que, por causa da agenda intensa, não poderia visitar o Brasil. Em janeiro, o Blog já havia adiantado que o Papa não viria ao Brasil em 2017.

O Papa afirmou ainda que inclui o Brasil de modo especial em suas orações e ressaltou um pedido feito a Nossa Senhora Aparecida quando inaugurou a imagem da padroeira do Brasil nos Jardins do Vaticano no ano passado. Na ocasião, o Francisco pediu que Aparecida continue a proteger o país e o povo brasileiro “neste momento triste”. 

Ele disse ainda que acompanha com atenção os acontecimentos no Brasil, que ele chama de amada Nação e lembrou do encontro com Temer na despedida da viagem que fez ao Brasil em 2013, quando afirmou que já começava a sentir saudades do Brasil. 

O Papa também citou a primeira exortação apostólica que ele escreveu, intitulada “A Alegria do Evangelho”. No texto aos católicos, o Francisco afirmou que “não podemos mais confiar nas forças cegas e na mão invisível do mercado” e lembrou que o crescimento equitativo exige algo mais do que o crescimento econômico.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!