RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio
Use o internet Explorer ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

Minicaster Radio Playhead

To listen you must . Visit for more info.

quarta-feira, abril 19, 2017

Morto em troca de tiros com a PRF era acusado de roubar bancos e carros-fortes no Ceará e RN, diz PF

Luiz Artur Freitas foi morto durante confronto com policiais rodoviários federais no RN (Foto: Divulgação/PM)

O homem morto na manhã desta terça-feira (18) após trocar tiros com policiais rodoviários federais na RN-118, próximo da entrada da cidade de Ipanguaçu, na região Oeste potiguar, foi identificado. Segundo a Polícia Federal, ele se chama Luiz Artur de Freitas, o 'Luizinho', acusado de arrombamentos, assaltos a bancos e carros-fortes no Ceará e no Rio Grande do Norte. Três fuzis, três pistolas, carregadores e mais de mil munições foram apreendidos. Um segundo suspeito conseguiu fugir.


Armas e munições foram apreendidas com o suspeito morto  (Foto: PF/Divulgação )Armas e munições foram apreendidas com o suspeito morto  (Foto: PF/Divulgação )
Armas e munições foram apreendidas com o suspeito morto (Foto: PF/Divulgação )

Segundo a PF, os policiais receberam a informação de que um dos suspeitos da morte de um agente penitenciário federal em Mossoró, no Oeste do estado, estaria deixando a cidade em uma caminhonete Amarok. A Polícia Rodoviária Federal foi acionada e um carro com características semelhantes furou o bloqueio. Luiz foi morto durante uma troca de tiros e o outro homem que estava no carro conseguiu fugir.
“Eles estavam em uma Amarok e se recusaram a obedecer a ordem de parada quando passaram por um posto de fiscalização na BR-304, em Mossoró. Como não pararam, houve perseguição. Quando a nossa viatura conseguiu se aproximar, já na entrada de Ipanguaçu, eles atiraram contra os policiais. Foi quando houve o revide”, relatou Tibério Freitas, da assessoria de comunicação da PRF.
Ainda segundo a PF, as investigações sobre o assassinato do agente penitenciário federal Henry Charles Gama Filho, no último dia 12, continuam.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!