RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

quinta-feira, abril 20, 2017

Onyx xinga Lula de 'ladrão' e deputado do PT devolve: 'ladrão é você que está na lista'


Dois deputados bateram boca e trocaram xingamentos nesta quarta-feira (19) durante a sessão no plenário da Câmara por conta das delações dos executivos da Odebrecht. O deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) xingou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de “ladrão” e o petista Zé Geraldo (PA) revidou: “ladrão é você que está na lista da Odebrecht”.
Nos acordos de delação premiada, executivos da construtora Odebrecht relataram como funcionava o pagamento de propina a políticos. Os depoimentos embasaram a abertura de 76 inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar 98 pessoas, entre as quais 8 ministros, 39 deputados, 24 senadores e 3 governadores. Tanto Lula quanto Onyx são citados pelos delatores. Ambos negam qualquer irregularidade.
A sessão na Câmara era para discutir as emendas ao projeto de lei de socorro aos estados em crise financeira.
Zé Geraldo pediu, então, a palavra e começou a criticar o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos inquéritos da Operação Lava Jato no âmbito da primeira instância.
Entre os investigados sob jurisdição de Moro está o ex-presidente Lula, que pediu para que fossem ouvidas 87 testemunhas em sua defesa. Moro decidiu que irá ouvir todas, mas exigiu que Lula esteja presente em todos os depoimentos.
“Como ele vai ficar 87 depoimentos de testemunhas a seu favor? Então, senhor juiz, pelo amor de deus, deixa o presidente Lula. O Lula não vai ficar em campanha, não precisa prendê-lo por 87 dias para ouvir depoimento, ele tem mais o que fazer”, afirmou ao microfone.
Lorenzoni o interrompeu e disse: “O maior ladrão que o Brasil já conheceu se chama Luiz Inácio Lula da Silva”.
Teve início, então, um intenso bate-boca entre os parlamentares. “Ladrão é você, que está na [lista da Odebrecht]. Ê, rapaz, ladrão é você que está na lista da Odebrecht”, respondeu Zé Geraldo aos gritos.

Enquanto isso, o deputado do DEM continuava a falar também: “Ele [Lula] tem que responder pelos seus crimes. É isso o que ele tem que fazer lá em Curitiba”.
Vários petistas intervieram e começaram a chamá-lo de “moralista”. “Você é muito corajoso, está na lista da Odebrecht, não tem vergonha”, disse Geraldo.
Lorezoni, por sua vez, continuava também a gritar no microfone: “Ele [Lula] tem que ir lá para Curitiba para dar explicações sobre como enriqueceu nos oito anos de governo”.
A deputada Erika Kokay (PT-DF) saiu em defesa do ex-presidente petista: “Lula não enriqueceu, outras pessoas enriqueceram. Lula não enriqueceu”.
Após a discussão, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez um apelo aos deputados para que mantivessem o “alto nível do debate”. “Peço que possamos manter o alto nível do debate, acho que é isso que interessa à Câmara dos Deputados”, disse.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!