RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

quarta-feira, maio 17, 2017

Em 25 horas, 19 pessoas são assassinadas no RN


Dezenove pessoas foram assassinadas entre a manhã terça-feira (16) e as 10h30 desta quarta (17). Seis dessas pessoas foram mortas com tiros na cabeça em uma chacina ocorrida na noite desta terça-feira (16) na comunidade de Vila Pará, na zona rural de Serra do Mel, município da região Oeste potiguar. De 1° de janeiro até às 11h20 desta quarta, 936 assassinatos foram contabilizados pelo Observatório da Violência Letal Intencional no RN (OBVIO). Nesse mesmo período no ano passado eram 722.
De acordo com os dados do Instituto Técnico-Científico de Perícia e o levantamento do OBVIO, os outros crimes ocorreram nos municípios de Macaíba (2), Macau (1), Ceará-Mirim (2), Currais Novos (1), São José de Mipibu (1), Parnamirim (1) e Natal (5).
O ‘Contador de Homicídios’ do site do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sinpol), até as 11h3 desta quarta, havia contabilizado 935 assassinatos no estado somente este ano – o que dá uma média de 6,8 mortes violentas por dia. Em 2016, foram registrados 1.988 homicídios (média de 5,4).
Segundo o estudioso e pesquisador Ivênio Hermes, as ações violentas estão se tornando cada vez mais cruéis. "A ausência do Estado dá espaço para que crimes cada vez mais cruéis comecem a ser perpetrados no Rio Grande do Norte. Excetuando as mortes e os desaparecimentos de Alcaçuz, crimes que aconteceram sob a tutela protetiva do Estado, do lado de fora já temos quatro chacinas em 2017 e dois assassinatos com características extremamente cruéis: uma decapitação em via pública e uma carbonização em pneus, método de tortura e ocultação de cadáveres conhecida como "micro-ondas".
Chacina
Seis pessoas foram mortas com tiros na cabeça em uma chacina ocorrida na noite desta terça-feira (16) na comunidade de Vila Pará, na zona rural de Serra do Mel, município da região Oeste potiguar. Um adolescente também foi baleado, mas foi socorrido. Outro homem que estava na casa conseguiu escapar. Os assassinos fugiram.
Até o momento, três dos seis mortos foram identificados oficialmente. São eles:
Anderson Damião Lopes Firino, de 19 anos, natural de São Paulo (SP).
Eudileuza de Jesus Santos, de 19 anos, natural de Aurelino Leal (BA).
José Orlando Silva, de 32 anos, natural de Severiano Melo (RN).
De acordo com a Polícia Militar, pelo menos quatro homens armados arrombaram a porta dos fundos, invadiram a casa e renderam as vítimas. Cinco homens e uma mulher estavam jantando quando foram surpreendidas. A perícia criminal encontrou pratos e panelas com restos de comida e muitas garrafas vazias de bebidas. Ainda não se sabe o que motivou a matança.
Quando a polícia chegou, quatro corpos foram encontrados do lado de fora da casa, e outros dois dentro do imóvel. Além dos seis mortos e do adolescente ferido, uma oitava pessoa que estava na casa conseguiu fugir.
Os criminosos teriam levado celulares, dinheiro e uma moto. A área foi isolada para o trabalho da perícia criminal. Cápsulas de armas de dois calibres diferentes foram encontradas.
A Polícia Civil vai investigar o caso.
Violência desenfreada
A violência segue desenfreada e batendo recordes negativos no Rio Grande do Norte. O estado alcançou a marca de 900 homicídios registrados somente este ano. A média é de 6,7 assassinatos por dia. Os dados são do Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) – instituto que contabiliza e analisa os crimes contra a vida no RN.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!