RÁDIO CIDADE AO VIVO

quarta-feira, maio 17, 2017

Israel repassou informação confidencial que Trump compartilhou com Lavrov, diz 'NYT'


A informação confidencial que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, compartilhou com o governo da Rússia na semana passada foi fornecida por Israel, informou nesta terça-feira (16) o jornal "The New York Times", citando duas fontes próximas do assunto.
O jornal baseou sua informação em dados apresentados por um funcionário e um ex-funcionário acostumados com a forma com a qual os EUA obtêm esses tipos de relatórios, e não citou seu nomes.
O "NYT" e o "Washington Post" informaram nesta segunda que na quarta-feira passada, quando Trump se reuniu na Casa Branca com o ministro de Relações Exteriores russo, Serguei Lavrov, ele compartilhou uma informação confidencial sobre um plano do grupo Estado Islâmico (EI) de uso de laptops em voos comerciais.
Trump admitiu nesta terça que compartilhou com a Rússia informação sobre o terrorismo islâmico, mas assegurou que tem "o direito absoluto" de fazer isso, sem qualquer confirmação oficial sobre de onde procedia a informação compartilhada.
O presidente americano tem autoridade para "desclassificar" informações consideradas confidenciais. Mas, para a maioria dos funcionários do governo, a revelação de informações secretas seria considerada um ato ilegal.
Segundo o "NYT", a possibilidade que os EUA tenham compartilhado informação tão delicada com a Rússia pode prejudicar a relação entre Washington e Jerusalém. O jornal lembrou que o Irã, um dos principais inimigos de Israel, é um dos aliados mais estreitos da Rússia no Oriente Médio.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!