RÁDIO CIDADE AO VIVO

segunda-feira, junho 12, 2017

Ato em Salvador pede a saída de Temer e novas eleições

Daniela Mercury e Margareth Menezes chegaram ao local da manifestação por volta das 17h30 (Foto: Maiana Belo/G1 Bahia)

Um ato político-cultural que pede a saída de Michel Temer da presidência da república e a realização de novas eleições começou por volta das 15h20 deste domingo (11), no Farol da Barra, em Salvador. Mais de 20 atrações musicais estão na programação do evento, dentre eles Daniela Mercury, Margareth Menezes, Baiana System, Márcia Castro, Mano Góes, Gerônimo, Zelito Miranda e Márcia Short. A primeira atração do dia foi Pedro de Rosa Morais.
O encontro foi organizado pela Frente Brasil Popular, que informou que cerca de 100 mil pessoas participam da manifestação. A Polícia Militar disse que não divulgará estimativa de público. Os participantes ocupam toda área do Farol da Barra e parte da Av. Oceânica.
De acordo com a Transalvador, a gentes do órgãos estão no local organizando o trãnsito, com apoio da Polícia Militar. Não registro de engarrafamentos.
Por volta das 16h30, a cantora Marcia Short, ex-vocalista da Banda Mel, subiu no trio e, antes de cantar "Crença e Fé", um dos grandes sucessos da antiga banda, gritou "Fora Temer. "Nós podemos fazer a diferença e queremos eleições diretas".

As cantoras Daniela Mercury e Margareth Menezes chegaram ao local por volta das 17h30. Daniela falou com a imprensa e classificou a união de artistas nesta manifestação como "importantíssima". “A gente está vivendo um estado de exceção, e precisamos iluminar essa rua com democracia. É o que a gente deseja para nós”.
Já Margareth Menezes disse que é importante que o povo se manifeste. “São milhares e milhares de vidas sacrificadas em função dessa corrupção, dessa falta de oportunidades, dos princípios básicos que todo ser humano precisa, que é trabalho, saúde e educação. Essa dignidade não pode ser negada”, disse a cantora.
Daniela subiu no trio por volta das 18h30 e começou a apresentação com a música "Canto da Cidade". Enquanto cantava "Pérola Negra", Daniela falou que "quem é brasileiro não desiste da luta". Em seguida, Margareth Menezes se juntou à Daniela, e as duas cantaram "Faraó".
De cima do trio, Margareth mandou um recado ao público. "A gente também é cidadão. Nascemos neste país e estamos aqui para que nossa voz seja ouvida. A gente está cansado de ser usado como massa de manobra", disse.
A atriz Tânia Tôko também foi ao ato e falou sobre a importância do engajamento de artistas. "Com tantas delações, provas, tanto roubo, se os artistas podem contribuir de alguma forma, com certeza estaremos presentes, falando que está errado, pedindo que as pessoas não parem, não desistam de ter um país melhor. Diante de tantas delações nada acontece", disse Tânia.

Por volta de 13h, o público começou a se concentrar no Farol da Barra. Além de populares, participam do ato entidades de classe, como o Sindicato dos Químicos da Bahia, Sindicato dos Petroleiros, Sindicato dos Bancários, Sindicato dos professores, Central Única dos Trabalhadores e Assufba.
Cedro Silva, presidente da CUT na Bahia, falou sobre a participação dos artistas nos movimentos. "O povo brasileiro não concorda como golpe, e por isso o país está unido pra pedir 'Fora Temer'. Os artistas são pessoas que habitam o sentimento do povo e que transformam isso em arte. Eles também não concordam com o rumo que o país está seguindo e, por isso, todos temos de andar junto com o povo para pedir um 'Fora Temer' e eleições diretas" , disse.

A operadora de logística Júlia Barbosa saiu de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador, para ir ao Farol da Barra, uma viagem de cerca de 40 quilômetros, participar do ato que pede a saída do presidente Michel Temer. "Pelo andar dessa política mal administrada é que estamos aqui. Queremos uma solução. Estamos todos falando em uma só voz: 'Fora Temer'", disse Júlia.
Já o jornalista Marcos Carvalho se disse estupefato com o atual momento político do país. "Na minha visão está tudo errado. Agora que a chapa Dilma-Temer foi absolvida piorou. As provas são tão evidentes, claras e eles deixaram passar. Isso é um absurdo", disse Marcos Carvalho.

Ato em Salvador pede a saída de Temer e a realização de novas eleições (Foto: Maiana Belo/G1 Bahia)
Ato em Salvador pede a saída de Temer e a realização de novas eleições (Foto: Maiana Belo/G1 Bahia)

Ato em Salvador pede a saída de Temer e a realização de eleições (Foto: Maiana Belo/G1 Bahia)
Ato em Salvador pede a saída de Temer e a realização de eleições (Foto: Maiana Belo/G1 Bahia)

Ato é realizado no Farol da Barra (Foto: Maiana Belo/G1 Bahia)
Ato é realizado no Farol da Barra (Foto: Maiana Belo/G1 Bahia)

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!