Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

terça-feira, junho 27, 2017

Chile admite que parar Cristiano Ronaldo será prioridade em semifinal


Na véspera de enfrentar Portugal pelas semifinais da Copa das Confederações, o volante chileno Marcelo Díaz avaliou nesta terça-feira que Cristiano Ronaldo é o principal responsável pela classificação da equipe europeia ao mata-mata do torneio e reconheceu que pará-lo será a prioridade da sua seleção no confronto agendado para Kazan.

“Ele jogou uma temporada maravilhosa na Espanha e acho que está jogando aqui com a mesma força. Esse é o motivo pelo qual eles também estão nas semifinais”, afirmou o jogador do Chile. “Vamos tentar detê-lo e reduzir o espaço que ele tem para se movimentar, evitar que pegue a bola e marque”, acrescentou.

Mas se Portugal tem Cristiano Ronaldo, o Chile também conta com suas armas ofensivas, sendo a principal delas Alexis Sánchez, autor de um gol na Copa das Confederações, na partida contra a Alemanha. E o atacante disputa o torneio na Rússia ao mesmo tempo em que está envolvido em especulações sobre uma possível saída do Arsenal.

Na avaliação do técnico do Chile, Juan Antonio Pizzi, a situação não tira a concentração do jogador, com o interesse de outros clubes até servindo como estímulo para o atacante brilhar na Copa das Confederações com a camisa chilena.

“Suponhamos que ele esteja muito feliz porque está passando por uma situação muito especial e acho que todos gostariam de estar nessa situação porque os melhores clubes do mundo desejam tê-lo em seus elencos”, afirmou, em opinião compartilhada por Díaz. “Ele poderá se manter desenvolvendo durante este verão (europeu) e acho que sua situação pessoal vai ajudá-lo a crescer”, acrescentou.

Além de enfrentar Cristiano Ronaldo, Pizzi vai se reencontrar o técnico Fernando Santos, que o dirigiu há 17 anos no Porto. “Ele merece nosso maior respeito, sua experiência é incrível e acho que todos os que conhecem futebol o respeitam. Ele é ótimo para o futebol português”, disse.

Fonte: Estadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!