RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

sexta-feira, junho 30, 2017

Depen mantém suspensão de visitas sociais e íntimas em presídios federais

Determinação foi imposta após a morte da psicóloga Melissa Almeida, em maio; ela trabalhava na Penitenciária Federal de Catanduvas (PR) (Foto: Isaac Amorim/Ministério da Justiça)

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) prorrogou a suspensão das visitas íntimas e sociais nos quatro presídios de segurança máxima do país por mais 30 dias. Até o dia 28 de julho, as visitas nas penitenciárias de Catanduvas, no oeste do Paraná, Mossoró (RN), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO). serão permitidas apenas por meio de videoconferências e nos parlatórios, sem contato físico.
A portaria 327, que estabelece regras temporárias de segurança e foi divulgada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (30) leva em conta, entre outros, a morte de três agentes penitenciários federais.
O primeiro caso é o do agente Alex Belarmino Almeida da Silva, morto a tiros em setembro de 2016 em Cascavel. Ele foi assassinado em uma emboscada quando seguia para a penitenciária de Catanduvas.
De acordo com a Polícia Federal, o crime foi encomendado por uma organização criminosa. O processo é mantido em segredo de justiça.
No dia 25 de maio, a psicóloga Melissa Almeida que também trabalhava em Catanduvas, foi assassinada quando chegava em casa com os filhos e o marido, policial civil. O caso ainda não foi concluído.
Além dos agentes federais do Paraná, em abril foi morto o agente Henry Charles Gama Filho, que atuava na penitenciária de Mossoró (RN).

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!