Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

sexta-feira, junho 09, 2017

Inter é denunciado e pode até cair para a Série C. Julgamento será na terça

Artigo 61 do Código Disciplinar da Fifa (Foto: Reprodução)

O Internacional foi denunciado pela Procuradoria do STJD, pelo uso dos e-mails adulterados no caso Victor Ramos, na noite desta quinta-feira. O Colorado foi enquadrado no artigo 61 do Código Disciplinar da Fifa, que trata de documentos falsificados. Entre as possíveis punições previstas, estão a exclusão de competições, a proibição de contratação de jogadores e o pagamento de multas. Assim, se for considerado culpado, o Inter poderá ficar fora da Série B e estaria automaticamente rebaixado.
O julgamento na primeira instância está marcado para a próxima terça-feira, às 17h. A Procuradoria e o Inter ainda têm a possibilidade de recorrer ao Pleno do STJD após o resultado. 
O artigo 61 do Código Disciplinar da Fifa trata da falsificação de documentos. O parágrafo 1 afirma que "alguém que, em atividades relacionadas ao futebol, forjar um documento, falsificar um documento autêntico ou usar um documento forjado ou falsificado para ludibriar em relações legais será sancionado com uma multa".
No quinto parágrafo, diz que "um clube pode ser considerado responsável pela infração definida no parágrafo 1 por um de seus representantes e/ou jogadores. Neste caso, uma expulsão da competição e/ou uma proibição de transferências podem ser aplicadas, em adição à multa para o clube em questão". 
O ex-presidente Vitório Piffero também foi denunciado, nos artigos 234 (uso de documento falsificado) e 258 (conduta antidesportiva) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Os advogados do clube não foram enquadrados em nenhum artigo.

Entenda o caso:
Rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Internacional entrou com uma ação no STJD contra o Vitória. O argumento era que o zagueiro Victor Ramos estaria em situação irregular. O jogador chegou ao clube baiano por empréstimo, vindo do Palmeiras, onde também estava atuando por empréstimo, já que seus direitos pertencem ao Monterrey, do México.
Como o jogador estava no Palmeiras, a transferência foi feita dentro do Brasil e não precisou esperar a abertura da janela internacional. O Inter alegou que o Alviverde devolveu Victor Ramos ao clube mexicano, que então o emprestou ao Vitória. Assim, a inscrição pelo clube baiano só poderia ter sido feita na janela internacional. Logo, o zagueiro teria atuado todo o Brasileirão de forma irregular. O clube gaúcho, porém, foi derrotado nas duas instâncias do STJD e também no CAS, a Corte Arbitral do Esporte, na Suíça.
Na sua argumentação no STJD, o Colorado usou uma troca de emails entre dirigentes do Leão e Reynaldo Buzzoni, diretor de registros e transferências da CBF. No entanto, uma perícia constatou que as mensagens haviam sido adulteradas por Francisco Godoy, representante de Victor Ramos.

Internacional Inter STJD documentos Victor Ramos Vitória Inter (Foto: Reprodução)
Ação do Internacional no STJD pedia punição ao Vitória por causa de Victor Ramos (Foto: Reprodução)

Fonte: Sportv

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!