RÁDIO CIDADE AO VIVO

sábado, junho 17, 2017

Médico relata ter sido agredido por paciente com socos e chutes em pronto-socorro

Postagem feita por médico em rede social (Foto: Reprodução/Facebook)

Um médico da rede pública de Palmas relatou em uma rede social ter sofrido agressão física e verbal na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região Norte. Adojhones Santos conta que estava de plantão na madrugada da última quarta-feira (14), quando um paciente se descontrolou e começou a agredir ele e a equipe querendo mais urgência no atendimento.
"Estava atendendo um paciente mais grave, que tinha histórico de AVC [acidente vascular cerebral], quando chegou esse homem levado pelo Corpo de Bombeiros. Ele estava desacordado e logo que acordou ficou agressivo, querendo saber quem era o médico e querendo ser atendido", relatou.
O profissional da saúde conta que chegou a ser agredido com socos e pontapés e foi empurrado em contra a parede. "Uns colegas chegaram para ajudar, mas a UPA só tem um segurança que fica na recepção. Só conseguiram conter o homem quando chegou o pessoal da enfermagem e o farmacêutico", disse.
Santos afirma que a unidade precisa de mais segurança devido ao tamanho do local e à quantidade de atendimentos. "Se tivesse maior segurança isso não teria acontecido. Ele poderia pegar algum instrumento e ferir alguém", contou o médico.
Ele disse que registrou boletim de ocorrência e precisou se afastar do serviço para se recuperar. "Muitas vezes as pessoas invadem os consultórios, falta respeito porque a cham que o direito delas é maior que o dos outros. Muita coisa foi melhorada [na UPA], temos um espaço muito bom e lutamos para que seja referência, mas a segurança tem que melhorar."
A Secretaria Municipal de Saúde disse que lamenta o que ocorreu com o profissional. "Entretanto, informa que a unidade possui segurança 24 horas e que o número de seguranças no local é o preconizado para o tamanho da unidade", diz nota.
A secretaria disse ainda que o local em breve terá monitoramento melhor devido a interligação das câmeras com os sistemas de vigilância da Guarda Metropolitana e Polícia Militar.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!