Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

sábado, junho 10, 2017

Morre vítima de explosão de caldeira em navio na Bacia de Campos, no RJ


Morreu um dos quatro trabalhadores vítimas de uma explosão em uma caldeira de máquinas do navio sonda NS-32 (Norbe VIII) no Campo de Marlim, na Bacia de Campos, na manhã desta sexta-feira (9). A informação foi confirmada na tarde desta sexta pelo Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro/NF) e pela Odebrecht, empresa responsável pela embarcação. De acordo com a Petrobras, outras duas vítimas têm o estado de saúde grave. Elas estão internadas no Hospital Público de Macaé.
Segundo a Odebrecht, o homem que morreu tinha 28 anos e era técnico em inspeções e calibração da empresa prestadora de serviços IMI (Instituto de Metrologia Industrial Ltda). A empresa ainda informou, em nota, "que está prestando todo o suporte necessário aos familiares".

De acordo com a assessoria de comunicação do Sindipetro/NF, "das quatro pessoas que foram atingidas de forma direta, uma pessoa foi removida primeiramente por ordem de critério de gravidade para o HPM (Hospital Público de Macaé). Depois foi removida uma segunda pessoa, e essa pessoa que veio a óbito ficou para ser atendida a bordo. Ainda não temos certeza, mas ela teria morrido ainda na aeronave".
A explosão
A explosão no navio ocorreu às 7h48 desta sexta (9). Segundo o Sindipetro/NF, dois trabalhadores foram socorridos pela aeronave de emergência e os outros dois passaram por avaliação médica inicial a bordo da unidade, antes de serem levados para o hospital.
De acordo com a Petrobras, não houve incêndio. Segundo o Sindipetro/NF, a explosão aconteceu durante manutenção em uma caldeira que não estava operando. Ainda conforme o sindicato, o navio foi afretado pela Odebrecht, que disse, por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, que "as operações foram imediatamente paralisadas e uma investigação já foi iniciada para apurar as causas do acidente".

A Odebrecht afirma também que não houve dano ao meio ambiente e que as análises preliminares indicam não haver dano estrutural à embarcação. "As famílias dos trabalhadores e as autoridades competentes já foram notificadas:, diz a nota.
De acordo com o site Marine Traffic, no momento da explosão, o navio seguia, no Campo de Marlim, em direção ao Porto do Açu, em São João da Barra, no Norte Fluminense. O navio tem bandeira das Bahamas e foi construído em 2011.
Em nota, a Petrobras informou que "o plano de emergência foi acionado imediatamente e equipes especializadas estão monitorando a sonda, que já se encontra em condição segura. A companhia investigará as causas do acidente".

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!