RÁDIO CIDADE AO VIVO

sexta-feira, junho 16, 2017

No depósito do Detran-PE há seis meses, 36 toneladas de motos 'cinquentinhas' são prensadas

Atualmente, encontram-se estocadas 1.786 cinquentinhas, de um total de 3.185 recolhidas nas ruas e estradas (Foto: Paulo Maciel/Detran-PE)

Após passarem seis meses ocupando espaço no depósito de veículos do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco, na Zona Oeste do Recife, 36 toneladas de motos de até 50 cilindradas foram prensadas na manhã desta quinta-feira (15). Nos próximos dias, outras 70 toneladas passarão pelo mesmo processo. Ao todo, são 1.786 cinquentinhas estocadas que serão transformadas em aço e ferro para a construção civil.
Depois do processo de prensa, elas são levadas ao forno siderúrgico para virar o material usado na construção civil. Atualmente, encontram-se estocadas 1.786 cinquentinhas, de um total de 3.185 recolhidas nas ruas e estradas. Ou seja, serão prensadas mais da metade das motos que foram apreendidas.
“Esse produto entra como matéria prima para a produção do aço. Ou seja, ela é derretida e transformada em tarugos e vergalhões”, explicou o gerente regional da Gerdau, empresa responsável pelo processo, Eli André.
O diretor-presidente do Detran, Charles Ribeiro, explicou que, depois da apreensão, o condutor da cinquentinha tem um prazo de 60 dias para recuperar a moto. Caso ele não o faça, o veículo pode ser leiloado ou virar sucata. 
“Se ele não regularizar, o órgão executivo de trânsito já está autorizado por lei para iniciar o processo de leilão. Ou você leiloa o veículo para sucata ou leiloa para que o usuário tenha uma moto regularizada. Nesse primeiro lote nós vamos conseguir captar o recurso de algo próximo a R$ 100 mil. Esse valor será revertido, totalmente, para a coordenação de educação do trânsito”, pontuou Charles Ribeiro.
Ainda segundo o diretor-presidente, outros 20 mil veículos, entre carros e motos, que ocupam espaço nos depósitos do Detran também devem ser reciclados até 2018. Mais da metade dos ciclomotores são retirados de circulação por causa de irregularidades e de falta de documentação exigida aos condutores.
Pernambuco tem uma frota de 37.252 motos desse tipo. Desde novembro de 2016, está em vigor a norma do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que só permite o uso de cinquentinhas por motoristas habilitados. Quem descumpre a lei é autuado por infração gravíssima e paga multa de R$ 574,62.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!