RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net

Ouça pelo Listen 2 My Rádio

Imagem relacionada
Loading ...
Loading ...

terça-feira, junho 20, 2017

Polícia de Seattle causa polêmica ao matar a tiros grávida com problemas mentais

Laurie Davis, tia de Charleena Lyles, abraça outro membro da família durante vigília do lado de fora do prédio onde a sobrinha morava e foi morta por policiais no domingo (18), em Seattle (Foto: Genna Martin/seattlepi.com via AP)

A polícia de Seattle, no estado de Washington, se encontrava no centro de uma polêmica nesta segunda-feira (19) depois de atirar contra uma mulher negra grávida, armada com uma faca, que ligou relatando um roubo.
Os dois agentes que foram ao local "enfrentaram uma mulher de 30 anos, armada com uma faca. Os dois policiais atiraram, ferindo a mulher", informou a polícia em um comunicado emitido poucas horas após o caso.
Logo depois os bombeiros chegaram e declararam a morte da jovem, segundo a polícia, que aponta que "várias crianças estavam no apartamento no momento dos disparos, mas não ficaram feridas".

Florida Carroll, irmã de Charleena Lyles, participa de vigília do lado de fora do prédio onde a jovem morava e foi morta por policiais no domingo (18), em Seattle (Foto: Genna Martin/seattlepi.com via AP)
Florida Carroll, irmã de Charleena Lyles, participa de vigília do lado de fora do prédio onde a jovem morava e foi morta por policiais no domingo (18), em Seattle (Foto: Genna Martin/seattlepi.com via AP)

De acordo com membros da família, citados pela imprensa local, a mulher identificada pelos meios de comunicação como Charleena Lyles era mãe de três crianças, estava grávida de três meses e sofria de problemas mentais.
Foi iniciada uma investigação para analisar o uso da força por parte dos dois agentes, sob licença administrativa enquanto durar a averiguação, disse a polícia de Seattle.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!