Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

Loading ...

sexta-feira, junho 23, 2017

Sesed garante trabalhar com dados oficiais e transparência na estatística de mortes


Em contato com a reportagem do PORTAL NO AR, o coordenador de Informações Estatísticas e Análises Criminais, da Secretaria de Segurança Pública (Sesed), Kleber Maciel, detalhou que o órgão trabalha com o cruzamento de dados oficiais para garantir a transparência dos números de crimes violentos leitais intencionais.

“Nós trabalhamos a partir dos dados oficiais da Polícia Militar, Polícia Civil e Itep-RN, por meio do boletins eletrônicos, em que detalhamos áreas de ocorrência, para delimitar nossas manchas criminais com horários e coordenadas geográficas, identificação da vítima, endereço, seguindo o padrão nacional do Ministério da Justiça”, detalhou Maciel.

As estatísticas da Sesed contabilizam os homicídios dolosos (com intenção de matar), lesão corporal seguida de morte, latrocínio e mortes em confronto com a Polícia Militar. “Além disso quando há alguma dúvida se a morte ocorrida se encaixa em algum desses casos, fazemos todo o trabalho de investigação para adicionar ou retirar da estatística, se por exemplo for um caso de suicídio ou acidente”, afirmou o coordenador da Sesed.

A Sesed também trabalha com dados de hospitais para identificar os casos de lesão corporal seguida de morte, de forma a investigar se a causa do óbito tem referência direta com o crime.

“Aqui no Rio Grande do Norte também temos o diferencial em relação aos outros estados, pois contabilizamos as mortes que ocorrem em confronto com a polícia, além de te rum baixo índice de casos de morte a esclarecer, ficando menos de 10%, enquanto outros estados como São Paulo as mortes indeterminadas estão acima de 40%, mesmo com nossa deficiência de efetivo e estrutura”, pontuou Maciel.

Por fim o coordenador da Sesed afirma que os números são auditados mensalmente pelo Ministério Público do RN, e apresentados a outras instituições como OAB, Direitos Humanos, UFRN, UERN e secretarias municipais que formam a Câmara Técnica de Mapeamento de Crimes Violentos Letais Intencionais – CVLI.

Fonte: Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!