Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

Loading ...

segunda-feira, julho 03, 2017

Aplicativo de táxi chega a Natal este mês com desconto de até 40%


Até o fim de julho, Natal deve contar com mais um aplicativo de transporte – desta vez, feito por taxistas. O ‘Táxi 10’ é uma maneira encontrada pela categoria de concorrer com a Uber. Dentre outros atrativos, a novidade promete conceder descontos que vão variar entre 30% e 40% para os passageiros.

A informação foi repassada ao PORTAL NO AR pelo Sindicato dos Trabalhadores em Táxi da Cidade do Natal, o STTN. O gestor regional da instituição, Elissandro Alves, conhecido como Filhão, contou alguns dos benefícios que o Táxi 10 vai trazer para a população da Grande Natal.

“O cliente vai poder escolher um táxi dirigido por uma mulher; um carro de seis lugares; utilitário (com porta-malas grande); acessível, para que o passageiro cadeirante nem precise sair da cadeira de rodas, e também o compartilhamento de rota, isso permite que um pai saiba por onde anda o veículo que está conduzindo a filha, por exemplo,” contou Filhão.

O dirigente do STTN diz que o Táxi 10 já funciona “bem” em Curitiba (PR) e que a ideia é de que se popularize em todo o Brasil. Em Natal, de acordo com ele, aproximadamente 100 taxistas já manifestaram interesse em se cadastrar. A ideia é ter 200 profissionais até o fim do mês, para então se inaugurar o aplicativo em terras potiguares.

O Táxi 10 vai estar disponível nas lojas de aplicativos dos smartphones e vai aceitar pagamento em cartão. O aplicativo também será a forma dos taxistas se cadastrarem.

Protesto

Na manhã desta segunda-feira, 3, taxistas da Grande Natal protestaram contra a atuação da Uber. De acordo com o STTN, 1.000 profissionais participaram de uma carreata pelas ruas da capital potiguar. Nesta terça, uma comissão deverá ser ouvida pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, o TJRN.

Os taxistas cobram a regulamentação da Uber. Querem que exista um limite de veículos no aplicativo, que estes tenham placa de cidades da Grande Natal e que sejam alvo de fiscalizações.

Fonte: Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!