RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

domingo, julho 16, 2017

Corregedoria da polícia apura morte de homem em cela de delegacia do DF

Luis Cláudio Rodrigues completaria 49 anos neste sábado. A vítima era motorista da Caixa Econômica Federal (Foto: Arquivo pessoal)
A Corregedoria da Polícia Civil do Distrito Federal instaurou um inquérito para apurar a morte de um homem de 48 anos dentro de uma cela da 13ª Delegacia de Polícia, em Sobradinho. O caso ocorreu na última sexta-feira (14).
Em entrevista ao G1, o primo da vítima, Eduardo Feitoza, contou que após ter se desentendido com um policial militar, próximo a uma distribuidora de bebidas em Sobradinho, Luis Cláudio Rodrigues foi levado para a 13ª DP. No local, Rodrigues fez o teste do bafômetro e foi constatado que ele havia ingerido bebida alcoólica. O exame indicou 1,35 miligrama de álcool por litro de ar expelido.
“A nossa família foi chamada. Só após o pagamento da fiança, de R$ 1,2 mil, recebemos a notícia de que o meu primo teria se matado dentro da cela”, disse Eduardo Feitoza. Segundo o parente, os agentes da delegacia informaram que Rodrigues se enforcou com a camisa que estava usando no momento da prisão.
“Meu primo foi levado para a cela sem as medidas de segurança necessárias. Ele vestia uma camisa polo. Como uma pessoa se mata com uma camisa? Na delegacia, havia seis agentes, um escrivão e o delegado. Como ninguém impediu isso?"
Em nota enviada à TV Globo, às 13h30, a Polícia Civil informou que Luis Cláudio Rodrigues foi levado à 13ª DP, na sexta, por volta das 15h, depois de se envolver em um acidente de trânsito. Após o resultado do teste de alcoolemia, a "autoridade policial o autuou em flagrante por crime de embriaguez ao volante (art. 306, CTB), tendo sido arbitrada fiança de R$ 1,2 mil".
A corporação afirmou também que a família da vítima foi "devidamente comunicada" e, por volta das 19h, os policiais encontraram Rodrigues no interior da cela "enforcado com a própria camisa". "Foi providenciado imediato socorro a Luis, através do Corpo de Bombeiros Militar, mas infelizmente não foi possível evitar o óbito."
Peritos do Instituto de Criminalística periciaram o local. O laudo será concluído no prazo de 30 dias. Até as 11h50 deste sábado (15), a polícia havia apenas informado ao G1 que “foi instaurado procedimento que será apurado na Corregedoria Geral de Polícia Civil”.
Feitoza informou que um advogado da família pediu para acompanhar a perícia, mas não foi autorizado. “A própria Polícia Civil vai fazer a perícia. A gente fica preocupado. Não há esclarecimentos sobre os fatos.”
De acordo com Feitoza, Luis Cláudio Rodrigues completaria 49 anos neste sábado. A vítima era motorista da Caixa Econômica Federal. Separado, Rodrigues deixa um filho e dois netos.
A reportagem perguntou à Secretaria de Segurança Pública sobre a responsabilidade do estado neste caso. Até as 11h50, o órgão não tinha se posicionado.

Fachada da 13ª Delegacia de Polícia, em Sobradinho, no Distrito Federal (Foto: Google Maps/Reprodução)
Fachada da 13ª Delegacia de Polícia, em Sobradinho, no Distrito Federal (Foto: Google Maps/Reprodução)

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!