RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net

Ouça pelo Listen 2 My Rádio

Imagem relacionada
Loading ...
Loading ...

quarta-feira, julho 19, 2017

Do jeito que deu: Inter vence Luverdense com gol polêmico e se recupera na Série B

Foi com sofrimento e luta do início ao fim. Foi com um gol polêmico, com uma lambança e tanto da arbitragem. É provável que nenhum colorado previsse tanto sofrimento dentro de casa contra o Luverdense, mas foi do jeito que deu. Na noite gélida desta terça-feira, o Inter martelou e batalhou ao longo de 90 minutos e só balançou as redes nos acréscimos, aos 48 do segundo tempo, com William Pottker, para vencer por 1 a 0 no Beira-Rio e se recuperar pela 15ª rodada da Série B.

O gol salvador, emblemático, foi cercado de toda a polêmica possível – e muito mais. Na jogada, o assistente assinalou impedimento, mas o árbitro mandou o jogo seguir, mesmo com a defesa estática. Joanderson serviu o camisa 99, que chorou ao comemorar.


NA TABELA...
 Com a vitória tão batalhada, o Inter chega a 24 pontos e sobe duas posições para ocupar a quinta colocação na tabela. O Luverdense, por sua vez, cai uma posição e é 18º, com 16.

PRÓXIMOS COMPROMISSOS
 O Inter volta a campo no próximo sábado, para encarar o Vila Nova, ás 16h30, no Serra Dourada, em confronto direto pela ponta de cima da tabela, na 15ª rodada da Série B. O Luverdense, por sua vez, tem pela frente o paraná já nesta sexta-feira, às 20h30, no Passo das Emas.

POLÊMICA E CONFUSÃO NO GOL SALVADOR
O Inter venceu o Luverdense em um jogo que se arrastou até os 62 do segundo tempo, graças a um gol circundado por toda a polêmica possível – e muito mais. Aos 46, William Pottker foi lançado dentro da área em condição de impedimento. O assistente ergueu a bandeira, a zaga do Luverdense ficou estática, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Sem qualquer resistência rival, Joanderson saiu livre e rolou para Pottker empurrar para as redes. E para despertar a ira dos visitantes, que logo foram para cima do bandeirinha, irados com a sequência do lance.

Entre empurrões e muita bronca, o policiamento foi acionado para proteger a arbitragem. Houve muito bate-boca e até empurrões entre os atletas, com direito à presença do presidente do Luverdense à beira do campo. Após 15 minutos, o jogo foi reiniciado para a vitória colorada.

AS LÁGRIMAS DA RECUPERAÇÃO
Alheio a toda a polêmica, William Pottker empurrou para as redes e irrompeu para vibrar com os torcedores, emoção pura, à flor da pele. Entre tantas cobranças pela recuperação imediata da equipe, o camisa 99 chegou a ir às lágrimas na comemoração. Não à toa. O tento não só faz o Colorado saltar na tabela, como evita mais um protesto dos torcedores no pátio do estádio.


PRIMEIRO TEMPO
A escalação inicial causou surpresa imediata, com Diego entre os titulares e o ídolo D'Alessandro no banco de reservas. Mas não impediu o Inter de se impor dentro de casa, com pressão alta e intensidade na marcação para sufocar e provocar erros do Luverdense. Deu certo, o Colorado encurralou o rival e empilhou chances nos primeiros 20 minutos, sempre que conseguiu construir jogadas combinadas. William Pottker foi o responsável pela oportunidade mais nítida, ao aparar cruzamento de Uendel e mandar de primeira, na trave.

O camisa 99 ainda tentou em lance anterior, defendido por Diogo Silva, mas Gutiérrez não conseguiu definir no rebote. O Colorado seguiu como domínio do jogo, sem correr grandes riscos na defesa. Mas abusou das jogadas individuais, em especial com Pottker e Diego, e foi bem contido pelo Luverdense, compactado com todos seus atletas no campo de defesa. 

SEGUNDO TEMPO
O cenário de superioridade deu lugar a um ambiente à beira do desespero em busca de um gol salvador na segunda etapa. O Inter voltou a campo em cima do Luverdense e criou chances, com Nico, Dourado e Gutiérrez. Sem efetividade, Guto enfim recorreu ao capitão D'Ale, aos 12 do segundo tempo. O gringo entrou na vaga de Gutiérrez, mas não conseguiu dar lá a contribuição esperada para reverter o placar. Carlos e o garoto Joanderson também entraram. O Colorado martelou, chegou a marcar com Winck impedido e ainda obrigou Diogo Silva a dois milagres aos 44 do segundo tempo.

Aos 46, Pottker foi lançado dentro da área, o assistente assinalou impedimento, mas o camisa 99 não participou do lance. O árbitro tampouco parou a jogada, ainda que a zaga do Luverdense tenha ficado estática. Joanderson avançou, sem qualquer reação rival e serviu Pottker, que empurrou para as redes. O gol foi validado, e os jogadores do Luverdense irromperam em cobranças à arbitragem, a ponto de fazer o presidente invadir o gramado.


Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!