RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

quinta-feira, julho 13, 2017

Em jogo com três bolas na trave, Roger marca, Bota segura o Flu e vence o clássico


No clássico entre Fluminense e Botafogo, a trave dividiu o protagonismo no Maracanã. Mesmo com três bolas explodindo no poste - duas de jogadores alvinegros - e atuação destacada de Júlio Cesar, Roger, de cabeça, definiu o placar de 1 a 0 a favor do time de Jair Ventura e encerrou jejum de três jogos sem vitórias no Brasileirão. Já Abel não sabe o que é vencer há quatro jogos na competição. 


PANORAMA
O triunfo deixa o Botafogo na 8ª posição na tabela do Brasileirão, com 19 pontos. Na segunda, às 20h (de Brasília), o time de Jair Ventura encara o Sport, no Nilton Santos. O Flu – 10º colocado, com 17 pontos – tenta a recuperação no domingo, às 19h, contra o Coritiba, no Couto Pereira.

PRIMEIRO TEMPO
O Flu tomou a iniciativa. Em cinco minutos, duas finalizações com perigo, dois escanteios e trabalho para Jefferson. A resposta alvinegra foi rápida, mais precisamente com três minutos de intervalo. Arnaldo invadiu a área pela direita e cruzou buscando Roger. Júlio César tentou bloquear, deu rebote nos pés de Marcos Vinícius e se recuperou com grande defesa abafando o meia-atacante adversário. As duas equipes abusaram das bolas levantadas na área, mas sem eficiência.

O Bota começou a ser perigoso a partir da metade da primeira etapa. Aos 20 minutos, Marcos Vinícius, no primeiro jogo como titular, levantou a torcida com uma bomba da intermediária, que parou na trave. Voltou a ser perigoso num belo chute após domínio na área, mas viu Júlio César salvar o Tricolor com uma mão. Mas nem mesmo a grande noite do goleiro conseguiu impedir o gol de Roger. João Paulo cobrou escanteio da direita, a defesa não achou nada, e o atacante só ajeitou o corpo para balançar a rede: 1 a 0.  


SEGUNDO TEMPO

O ritmo diminuiu no segundo tempo. A primeira chegada foi do Botafogo, com Victor Luis numa cobrança de falta que assustou Júlio César. Buscando mais velocidade, Abel optou por Calazans, Lucas Fernandes e Matheus Alessandro. E aos 32 minutos, por pouco o treinador não é premiado. Matheus apareceu na segunda trave e completou de cabeça, livre, o cruzamento de Lucas, mas carimbou o travessão.

A pressão aumentou do Tricolor, que deixou espaços no campo de defesa. Scarpa, de falta, obrigou Jefferson a fazer boa defesa. No contra-ataque, o Alvinegro por muito pouco não ampliou, mas parou na trave mais uma vez após finalização de Guilherme - na sobra, Pimpão mandou para o fundo da rede, mas o lance estava parado por uma falta de Camilo. 

 

MARCOS VINÍCIUS X JÚLIO CÉSAR

O jogo reservou um confronto à parte. Marcos Vinícius, primeira vez titular do Botafogo, não foi feliz contra Júlio César. Foram três jogadas entre os dois na partida. 

Na primeira, o goleiro deu rebote nos pés do meia-atacante, mas conseguiu abafar na hora da finalização e evitar o que seria o primeiro gol alvinegro no jogo. Na segunda tentativa, o jogador do Botafogo acertou uma bomba no travessão. Na terceira, ainda na primeira etapa, Júlio César voou para espalmar após finalização do camisa 11 já na grande área. 

PALMAS PRA VOCÊS!
Quando o assunto foi categoria, Fluminense e Botafogo passaram com louvor. Roger, Victor Luis, Wellington Silva e Mascarenhas deixaram os marcadores na saudade com quatro balõezinhos. Até Jair Ventura tirou onda. Dominou com estilo e fez embaixadinhas após saída da bola. 

Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!