RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

sexta-feira, julho 21, 2017

Fluminense e Cruzeiro desperdiçam chance de voltar ao G-6: 1 a 1 no Giulite Coutinho


Com desempenho parecidos no Brasileirão, Fluminense e Cruzeiro ficaram no 1 a 1, na noite desta quinta-feira, no Giulite Coutinho, em Mesquita. Com o resultado, perderam a chance de voltar ao G-6 do Brasileirão.

PANORAMA
A Raposa termina a 15ª rodada na oitava posição, com 22 pontos. O Tricolor, em nono, tem 21. Os dois times voltam a campo às 16h (de Brasília) de domingo. O Flu recebe o Corinthians, no Maracanã. O Cruzeiro, na Ressacada, encara o Avaí.

PRIMEIRO TEMPO
O Cruzeiro foi melhor, porém, permitiu o empate. Com Thiago Neves inspirado, a Raposa dominou as ações até o intervalo. Com mais posse de bola (51% a 49%), criou seis chances de gol, contra duas do Tricolor. Antes e depois do gol de Sassá, levou perigo. Foram dois chutes de Thiago Neves e uma conclusão de Léo. O dono da casa, com muita dificuldade de sair jogando, viveu de jogadas de bola parada. Em um escanteio, Léo cabeceou e obrigou a grande defesa de Fábio. Richarlison sofreu pênalti de Romero e converteu com categoria: 1 a 1 na etapa inicial.

SEGUNDO TEMPO
A segunda etapa pouco mudou. O Cruzeiro continuou com a iniciativa, perdendo chances. Sassá, de cabeça, Thiago Neves, em chute na trave. O Flu pouco ameaçou, apesar da troca de Abel: Pedro saiu para a entrada de Calazans, deixando o time sem centroavante. Scarpa, após passe de Richarlison, livre, chutou para fora na melhor oportunidade criada.

JEJUM DE SCARPA
Gustavo Scarpa perdeu grande chance ao Flu no segundo tempo. Ao ser lançado por Richarlison, chutou para fora mesmo estando dentro da área. Ele vive jejum de gol desde que retornou de lesão, em 14 de maio. O período total sem marcar é maior: a última bola na rede foi diante do Globo-RN, pela Copa do Brasil, em 15 de fevereiro.

NADA DE LEI DO EX
Thiago Neves reencontrou o Fluminense, time pelo qual teve duas passagens e conquistas importantes, como a Copa do Brasil (2007) e Brasileirão (2012). Verdade que deu uma assistência a Sassá, mas não marcou. A Lei do Ex, portanto, não foi cumprida. Ele manteve, ao menos, a invencibilidade contra o ex-clube.

Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!