Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

segunda-feira, julho 10, 2017

Jefferson brilha, Atlético-MG perde muitas chances, e Botafogo busca empate no fim


Tinha tudo para ser um resultado positivo para um e frustrante para outro. Tinha. Foi aí que a máxima que o jogo só termina quando o árbitro apita veio à tona. Até os 47 minutos do segundo tempo, a vitória estava nas mãos do Atlético-MG. Mas o Botafogo não desistiu e, no último lance do jogo, alcançou o empate no Nilton Santos. Roger, no rebote de pênalti, marcou aos 48. Antes, o gol atleticano veio com Marlone, aos 22 do primeiro tempo, após chute de fora da área e desvio de Emerson Silva. Com o resultado, o Botafogo continua em 10º lugar com 16 pontos, enquanto a equipe mineira segue em oitavo, com 17.

PRIMEIRO TEMPO
Com praticamente todo o time titular, era de se prever que o Botafogo tomaria as rédeas contra uma equipe mista do Atlético-MG. Não foi o que aconteceu. O Galo tomou atitude e foi em busca dos gols. Com boas atuações pelo lado direito do ataque, o time alvinegro encontrava espaço para atacar e chutar ao gol de Jefferson, voltando ao Alvinegro após 14 meses fora. O gol, entretanto, começou pelo lado esquerdo. Robinho avançou e tocou para Marlone. Aos 22, o meia arriscou de fora, a bola desviou em Emerson Silva e morreu dentro do gol. O time da casa tentou reagir, com lançamentos na grande área, mas sem muito sucesso. Assim, a primeira etapa ficou na mão dos times mineiros, com a vitória parcial por 1 a 0.


SEGUNDO TEMPO
Na segunda etapa, a equipe mineira teve uma chance de ouro para aumentar, logo aos 3 minutos. Rafael Moura cruzou na área, e a bola bateu no braço de Emerson Silva. Pênalti. Na cobrança, entretanto, apareceu Jefferson para fazer grande defesa, caindo no canto esquerdo e espalmando. O Atlético-MG teve outras grandes chances, mas parou em Jefferson ou na falta de capricho, e não ampliou o resultado. Cazares e Robinho perderam gols na cara. O castigo veio nos acréscimos. Marcos Vinícius invadiu a área, se chocou com Matheus Mancini e caiu na área. Pênalti cobrado por Roger. Victor defendeu no canto direito dele, mas o atacante, no rebote, empatou. Um alívio para a torcida do Glorioso e frustração para os alvinegros mineiros.


QUE RETORNO!
A volta de Jefferson foi praticamente perfeita. Faltou a vitória para o Botafogo, mas, individualmente, a atuação foi perfeita. O gol do Atlético-MG saiu em um chute desviado, sem chances de defesa. Depois, o goleiro assumiu o protagonismo no jogo. Pegou pênalti e salvou o Botafogo em outras quatro chances claríssimas de gol dos mineiros, com defesas difíceis. No fim do jogo, comemorou a grande atuação e reiterou o amor pelo clube: "Estou feliz no Botafogo. Quando visto essa camisa, é sangue no olho, vontade, raça. Estou aí pra ajudar a equipe e recuperar meu espaço. A torcida é 10".


CHANCES NÃO FALTARAM
O Atlético-MG, até os 47 minutos do primeiro tempo, tinha a vitória nas mãos, mas com o resultado mínimo de 1 a 0. O placar era esse apenas porque o time abusou de perder chances, já que teve várias para ampliar. A grande atuação de Jefferson precisa ser destacada, mas as decisões erradas tomadas pelos jogadores de frente do Galo também são relevantes. Nos minutos finais, Cazares e Robinho ficaram cara a cara com Jefferson e tinham, nas duas ocasiões, a opção do passe para Fred, que tinha melhor posição para finalizar e é o artilheiro do time. Optaram por tentar o gol e perderam as chances, que fizeram muita falta.


AGENDA
Na próxima rodada, o Botafogo tem o clássico com o Fluminense, quarta-feira, às 21h (de Brasília), no Maracanã. Já o Atlético, no mesmo dia, mas mais cedo (19h30), recebe o Santos, no Independência.

Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!