Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

Loading ...

terça-feira, julho 11, 2017

Pais processam Comitê Olímpico dos EUA por abuso de médico contra ginasta

Julia Nagy/Lansing State Journal via AP

O Comitê Olímpico dos Estados Unidos (Usoc) e a USA Gymnastics (Usag, órgão regulamentador da ginástica no país) estão sendo processados pelos pais de uma atleta por suposta responsabilidade em um caso de abuso sexual. As informações são do jornal USA Today.

De acordo com a publicação, as duas entidades acobertaram Larry Nassar, ex-médico da Usag acusado pelo crime em questão. A denúncia foi registrada na cidade de Los Angeles em 30 de junho.

Nassar é alvo de denúncias por parte de “dezenas de mulheres”, segundo a imprensa dos EUA. Ao todo, seriam 115 processos por crimes como abuso sexual e assédio – sempre durante consultas médicas. O médico também é julgado por pedofilia.

A Usag já havia sido citada em outros casos e não comentou o caso. O Usoc, por sua vez, aparece pela primeira vez em uma queixa – e promete colaborar com as investigações referentes ao médico.

“As alegações a respeito de Nassar são surpreendentes e tristes”, afirmou Patrick Sandusky, porta-voz do Comitê Olímpico. “Não estávamos cientes delas até que Nassar já tivesse sido comunicado por autoridades. Iremos providenciar todo o apoio para esclarecer os fatos e identificar falhas de sistema que tenham contribuído para o abuso sofrido por estar jovens mulheres”, completou.

Segundo a denúncia anônima, a atleta sofreu recorrentes abusos por parte do médico entre 2009 e 2013. Os crimes ocorreram durante treinamentos domésticos e internacionais – de acordo com a queixa, nos quais “Usag e Usoc eram responsáveis por supervisionar a filha dos queixosos”.


Fonte: Uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!