Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

quarta-feira, julho 05, 2017

Por falta de dinheiro, PRF suspende serviços e reduz horário de atendimento ao público no RN

Serviço de fiscalização da PRF está comprometido com a falta de recursos (Foto: PRF/Divulgação)

A redução de serviços anunciada pelo Departamento Nacional da Polícia Rodoviária Federal, em razão da falta de recursos, também vai afetar as atividades realizadas no Rio Grande do Norte. No estado, inclusive, até o horário de atendimento à população vai ser diminuído. Na tarde desta quarta (5), segundo a assessoria de comunicação do órgão no estado, será definido se algum posto de fiscalização será fechado.
No Rio Grande do Norte, sete postos funcionam efetivamente e um, localizado na BR-304, em Lajes, opera esporadicamente. “Vamos fazer uma coletiva logo mais à tarde e explicar toda essa situação. Até o momento todos os postos seguem funcionamento normalmente, mas pode ser que isso mude”, ressaltou o inspetor Roberto Cabral, no núcleo de comunicação da PRF no estado.
A mudança no horário de atendimento e a suspensão dos serviços acontecem a partir do dia 10 de julho. “Até agora, a PRF vem atendendo sempre de 8h às 12h e de 13h às 16h. A partir do dia 10 será apenas de 9h às 13h”, afirmou Cabral.
O que vai acontecer
Com limites para a aquisição de combustível, manutenção e diárias, a PRF anunciou as seguintes medidas que valem para todo o território nacional:
Suspensão imediata das atividades aéreas (policiamento e resgate aéreo);
Redução imediata dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento;
Desativação de unidades operacionais;
Alteração do horário de funcionamento das unidades administrativas, com priorização de atendimento ao público entre 9h e 13h.
A PRF diz que os cortes de serviços decorrem de um contingenciamento de verbas decretado pelo governo federal em março deste ano, e que buscará diminuir o prejuízo no atendimento de ocorrências emergenciais.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!