RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

sexta-feira, julho 07, 2017

Procurador-Geral da República diz que Cabral é 'líder de organização criminosa'

O ex-governador Sérgio Cabral presta depoimento ao juiz Marcelo Bretas no Rio (Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo)

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou, em parecer publicado nesta sexta-feira (7), que o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, é "líder de uma organização criminosa". No mesmo documento, ele pede a manutenção da prisão de Luiz Carlos Bezerra, ex-assessor de Cabral. Segundo Janot, a quadrilha estava "dedicada a dilapidar sistematicamente o erário público, sem nenhum escrúpulo". O parecer foi protocolado no Supremo Tribunal Federal (STF).
Janot explica que a prisão preventiva é necessária, já que que a organização criminosa "permaneceu ativa muito tempo depois da renúncia do ex-governador Sérgio Cabral", e lembrou que o ex-governador, de acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, "reiteradamente cobrava propina no valor de 5% de todos os contratos celebrados com o Governo do Estado do Rio de Janeiro".
De acordo com o procurador-geral, Bezerra era um dos que recebiam o dinheiro das propinas, "além de repassar os valores aos demais membros da organização criminosa e realizar controle contábil paralelo das receitas e despesas".
Luiz Carlos Bezerra foi um dos nove presos na Operação Calicute, em novembro do ano passado. Em interrogatório no dia 4 de maio deste ano, na 7ª Vara Federal Criminal no Centro do Rio, ele admitiu que era o responsável pelo transporte de dinheiro do grupo. Bezerra disse que, pelos seus cálculos, foram movimentados pela quadrilha mais de R$ 37 milhões em 5 anos - entre 2011 e 2016.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!