Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

Loading ...

quinta-feira, julho 06, 2017

Quatro pessoas são mortas e oito ficam feridas durante tiroteio em centro espírita no Grande Recife

Objetos recolhidos pelos bandidos foram apreendidos pela Polícia Civil depois da tentativa de assalto no Geap (Foto: Reprodução TV Globo)

Quatro pessoas foram mortas e oito ficaram feridas em uma tentativa de assalto ocorrida na noite de quarta-feira (5), em um centro espírita localizado em Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, entre os mortos estão um policial militar, uma mulher e dois suspeitos de participar da investida ocorrida na sede do Grupo Espírita Amor ao Próximo (Geap). Um homem apontado como integrante da quadrilha acabou preso.
O Geap sediava uma palestra, por volta das 21h30. O policial militar, de 45 anos, que participava do encontro, tentou impedir a ação criminosa. Houve troca de tiros. Ferido, o PM ainda foi levado para o Hospital da Restauração (HR), no Derby, na área central do Recife, e morreu por volta da 1h desta quinta-feira (6). A mulher que também morreu no local, de 57 anos, era uma das frequentadoras do centro espírita.
O crime aconteceu no fim da palestra. Segundo a delegada Gleide Angelo, responsável pelo início das investigações, pelo menos seis homens participaram da ação. Dois deles fingiram participar do evento. No momento do tiroteio, cerca de 150 pessoas estavam no Geap.
Mais cedo, familiares das vítimas estiveram no Instituto de Medicina Legal (IML) para a liberação dos corpos. Eles preferiram não comentar o assunto.

A ação
A delegada Gleide Angelo afirmou que dois suspeitos ficaram no salão assistindo à palestra. No final da apresentação, um deles se levantou e anunciou o assalto. Eles começaram a recolher objetos das pessoas que participavam do encontro.
“Um dos bandidos mandou que todos levantassem as roupas para mostrar que não estavam armados. Nesse momento, o PM sacou a arma. Ele levou dois tiros na cabeça”, apontou a delegada.
Gleide Angelo disse, ainda, que a mulher que morreu estava no salão. O marido dela se encontrava do lado de fora do centro e foi rendido pelos bandidos, que apontaram uma arma para a cabeça dele. Quando houve a reação do policial militar, ela foi baleada.

 (Foto: Arte/G1)
(Foto: Arte/G1)

Com os suspeitos que morreram no local, a polícia encontrou uma bolsa com celulares e objetos roubados. Eram cerca de 30 telefones. Eles também estavam com armas usadas na investida.
Um dos integrantes da quadrilha, segundo Gleide Angelo, está no Hospital Getúlio Vargas (HGV), no Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, sob custódia policial após tentar fugir, mesmo ferido. Ele levou tiros nas costas e na barriga e foi levado ao bloco cirúrgico. Mesmo ferido, o suspeito chamou um táxi e foi até uma Unidade de Pronto Atendimento da (UPA), de onde foi transferido para o HGV. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o suspeito está na emergência do hospital. Seu estado de saúde é estável.
Entre os frequentadores do Geap que ficaram feridos, um teve alta e outro, de 30 anos, encontra-se no Hospital da Restauração. Ele está estável na unidade de trauma, em observação. Há pessoas internadas em hospitais particulares do Grande Recife. O G1 busca informações sobre o estado de saúde delas.
“Três ou quatro integrantes do grupo fugiram em um carro preto em direção a uma comunidade na Zona Sul”, acrescentou a delegada.

Vizinho do Geap, Gilberto Oliveira estava guardando o carro da mulher na garagem (Foto: Reprodução/TV Globo)
Vizinho do Geap, Gilberto Oliveira estava guardando o carro da mulher na garagem (Foto: Reprodução/TV Globo)

Testemunha
O empresário Gilberto Oliveira mora em frente ao Grupo Espírita Amor ao Próximo (Geap), localizado em Piedade, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Ao chegar em casa após um dia de trabalho, ele presenciou a tentativa de assalto no centro. "Ouvi várias pessoas atirando e crianças gritando", declarou.
Oliveira contou com detalhes como ocorreu a ação dos bandidos. “No momento que abri o portão [de casa] comecei a escutar os tiros repetitivos. Eram várias pessoas atirando ao mesmo tempo. Foi um desespero. Vi um idoso baleado na perna e pais e mães conduzindo seus filhos de 2 e 3 anos. Foi uma coisa horrível. Foi muito triste”, recorda.
Gilberto estava guardando o carro da mulher na garagem. No começo, conta que não sabia ao certo se o barulho era de tiros ou de fogos de artifício. Quando percebeu o que estava acontecendo, trancou o portão da residência e orientou uma mulher, que estava no veículo, a se abaixar.

“Tudo isso não durou mais de dois, três minutos. Um bandido correu para o lado da minha casa, lado Oeste. Vi dois deles sendo perseguidos. Um ficou baleado na porta da minha casa e o outro estava mais à frente, caído no chão”.
Policiamento
Em nota, a Polícia Militar informou que segue em busca dos outros suspeitos de participar do crime. A corporação também lamenta a morte do policial e afirma que policiamento em Piedade é realizado com Patrulhas do Bairro, motopatrulhamento, guarnição tática e com Grupo de Apoio Tático Itinerante.
"O Comandante do 6º Batalhão informa que vêm intensificando o policiamento na área e que vêm realizando prisões de traficantes e assaltantes em Jaboatão dos Guararapes, complementou que no mês de Junho não houve nenhum homicídio em Piedade. A PMPE afirma que dará atenção as denúncias feitas pela comunidade com relação a esta localidade", diz a nota.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!