RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

sexta-feira, julho 07, 2017

Sérgio Serra renuncia à presidência do Paysandu

Sérgio Serra renuncia à presidência do Paysandu

O engenheiro eletricista Sérgio Serra renunciou à presidência do Paysandu. Em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, no Estádio da Curuzu, em Belém, o clube anunciou a decisão após Serra e seu filho terem sido agredidos por duas pessoas no último domingo - que estariam inclusive armadas. Ele vinha recebendo sucessivas críticas e pressões em razão da campanha ruim na Série B do Brasileiro. Tony Couceiro, vice-presidente de operações, assume o Papão a partir de agora, como rege o estatuto do clube.
A entrevista contou com boa parte da diretoria do Paysandu, com exceção de Sérgio Serra. Os responsáveis por falar com a imprensa presente na Curuzu foram, além de Tony, o vice-presidente de gestão, Ricardo Gluck Paul; o presidente do Conselho Deliberativo, Paulo Maciel; e o presidente da Assembleia Geral, Antonio Maciel.

Antonio Maciel, Ricardo Gluck Paul, Tony Couceiro e Paulo Maciel anunciaram e lamentaram a saída de Serra (Foto: Pedro Cruz)
Antonio Maciel, Ricardo Gluck Paul, Tony Couceiro e Paulo Maciel anunciaram e lamentaram a saída de Serra (Foto: Pedro Cruz)

– O Paysandu está muito triste com essa notícia. Temos uns 20 anos sem uma renúncia. A do Sérgio foi totalmente de foro pessoal, nós não podemos concordar com uma coisa dessa, uma agressão sofrida por uma pessoa que trabalha e doa o seu tempo pelo Paysandu. A decisão foi nos repassada na segunda-feira, nós ainda tentamos, de algum jeito, mudar isso, mas ele foi irredutível. A família teve um peso muito grande nisso. Nós temos que agradecer ao Sérgio tudo o que foi feito e continuar o trabalho que está sendo feito com seriedade e austeridade. O nosso papel, enquanto vice, era dar apoio ao presidente. Hoje, colocado nessa função de presidente, é uma tristeza e, ao mesmo tempo, uma alegria poder contribuir com o clube cada vez mais. Eu não queria que fosse dessa forma, mas foi e, a partir de hoje, eu sou o presidente do Paysandu. Vamos trabalhar para melhorar a nossa situação na tabela e procurar dar alegria para a nossa torcida – disse Tony Couceiro, já empossado pelo Condel como novo presidente do Paysandu.
Tony afirmou que dará continuidade ao trabalho que vinha sendo feito e que deverá contar com "reforços" na gestão do clube e no time principal.
– Hoje (quinta-feira) à noite já tem marcada uma reunião com a diretoria. Não vão haver mudanças na diretoria. Eu fazia parte da diretoria, era vice até ainda agora, então não estou pensando em mudanças drásticas. Vou conversar com todo mundo para dizer que conto com todo mundo. A nossa grande intenção é agregar mais pessoas para ajudar o Paysandu. Nós temos que ter pés no chão e responsabilidade. Nossa gestão é uma gestão continuada, que se define por ter os pés no chão, seriedade. Nós vamos continuar assim. Se depender de mim não haverão mudanças na diretoria, mas sim reforços, tanto no time quanto na diretoria – adiantou.

Ex-vice de operações, Tony Couceiro assume a presidência do Paysandu, como rege o estatuto do clube. (Foto: Fernando Torres/Paysandu)
Ex-vice de operações, Tony Couceiro assume a presidência do Paysandu, como rege o estatuto do clube. (Foto: Fernando Torres/Paysandu)

Sérgio Serra foi o terceiro presidente eleito pelo grupo denominado Novos Rumos, que vem fazendo parte da administração do Paysandu desde 2013. Antes dele, Vandick Lima e Alberto Maia haviam passado pelo cargo na gestão. Na eleição realizada no dia 6 de dezembro do ano passado, Serra, candidato único, foi aclamado como presidente do Paysandu com 442 votos. A posse oficial aconteceu no dia 17 de janeiro.
Como presiente, Sérgio Serra foi campeão paraense, vice da Copa Verde e viu o time ser eliminado nas oitavas de final da Copa do Brasil, para o Santos. Na Série B a equipe vive momento descendente. Chegou a liderar a competição, mas não vence há oito jogo e corre o risco de terminar a 12ª rodada na zona de rebaixamento.
A fase ruim no Brasileiro tem gerado muitos protestos da torcida, virtuais e presenciais. Na madrugada do último sábado, inclusive, um grupo de torcedores arremessou uma pedra que quebrou uma vidraça da sede social bicolor. Desde então o clube reforçou a segurança no local.

Carta de renúncia de Sérgio Serra (Foto: Divulgação)
Carta de renúncia de Sérgio Serra (Foto: Divulgação)

Confira, abaixo, a nota oficial divulgada pelo Conselho Deliberativo do Paysandu sobre a renúncia de Serra:

É com imensa tristeza que o Paysandu Sport Club informa o recebimento da carta de renúncia do presidente Sérgio Serra. Os motivos que o levaram a abdicar do cargo foram expostos por mensagem enviada à Diretoria e imprensa.
Somos solidários a Sérgio Serra, e temos certeza de que não são agressões a seus dirigentes que continuarão fazendo do Paysandu o maior clube da Amazônia.
O novo presidente, já empossado, é Tony Couceiro, que ocupava o cargo de vice-presidente de Operações, exatamente como define o estatuto do clube.
Direção, funcionários e plantel estão unidos e todos imbuídos da missão de fazer o Paysandu ascender à Série A do futebol brasileiro. A gestão responsável e ética, e a busca por resultados continuarão sendo as pedras basilares desta Diretoria.

Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!