RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

quinta-feira, julho 20, 2017

Sheik faz dois, e Ponte sai do sufoco com goleada sobre Coxa, que demite Pachequinho

Na hora que a Ponte Preta mais precisou de alguém para chamar a responsabilidade, Emerson Sheik, acostumado com pressão e momentos decisivos, apareceu para tirar o time do sufoco. Com dois gols no segundo tempo, ele comandou a vitória por 4 a 0 sobre o Coritiba, na noite desta quarta-feira, no Majestoso, que reabilitou a Macaca após três derrotas seguidas e cinco partidas de jejum. Léo Artur, antes do intervalo, e Lucca, também na etapa final, também marcaram. Já o Coxa perde a segunda consecutiva e também fica sem Pachequinho, demitido logo após a partida.


ALÍVIO DE UM LADO, CRISE DO OUTRO!
O resultado alivia a situação da Macaca. Com mais três pontos na conta, chega a 18 e ganha posições importantes na parte de baixo da tabela. Apesar da derrota, o Coxa segue à frente dos campineiros, com 19 pontos, mas sem muita perspectiva. Com a saída de Pachequinho, o time vai em busca de um novo treinador para reagir no Brasileirão. Foi apenas um resultado positivo nas últimas dez rodadas. 


NA AGENDA
As equipes voltam a campo no fim de semana. Novamente fora de casa, o Coritiba tem uma parada dura contra o Flamengo, sábado, às 19h, na Ilha do Urubu. Já a Ponte faz novo confronto direto contra um paranaense, desta vez diante do Atlético-PR, domingo, às 19h, em Curitiba. 

SÓ ASSIM MESMO...
 Em um primeiro tempo fraco tecnicamente, foram raros os lances de emoção. Pouco depois de Wilson salvar o Coritiba em finalização de Sheik, Edinho praticamente entregou o primeiro gol para Léo Artur, que interceptou o passe, invadiu a área e soltou a bomba. Ao sair na frente aos 17 minutos, a Macaca ganhou a tranquilidade que precisava, mas quem cresceu no jogo foi o Coxa. Diante de uma Ponte lenta na transição, os visitantes assustaram com Henrique Almeida, de cabeça, e depois em chute de Rildo defendido por Aranha. Com apenas duas chegadas perigosas para cada lado, a eficiência fez a diferença a favor dos campineiros.


OUTRO NÍVEL!
 Se o primeiro tempo deixou a desejar, as duas equipes compensaram na etapa final. Foi lá e cá, com ótimas chances para os dois lados. Henrique teve a chance de empatar, mas errou a finalização. Do lado da Ponte, Sheik não desperdiçou após cruzamento de Jeferson e ampliou. Isso tudo com 15 minutos. Ainda tinha mais. Muito mais. Aranha fez linda defesa em chute de William Matheus, Márcio salvou na linha o gol de Lucca, Wilson parou Rodrigo após cobrança de escanteio, Aranha voltou a trabalhar em bomba de Neto Berola... Ufa!

Acha que parou por aí? Com a defesa do Coritiba dando muitos espaços, Lucca aproveitou para deixar o dele, em tabela com Elton, e liquidar a fatura, aos 38 minutos. Ainda teve tempo para Sheik fazer seu segundo gol, após belo passe de Nino Paraíba, para lavar a alma de vez da Macaca no Majestoso.  


COM A MACACA
A cada partida, Sheik confirma o status de principal contratação da Ponte nos últimos anos. Além dos gols, mostra uma disposição impressionante para um jogador de 38 anos. Bem ao seu estilo, atua com raça o tempo todo, dando carrinho e ajudando a defesa quando necessário. Não à toa que já caiu nas graças do torcedor. Ainda mais depois desta quarta, quando deixou o campo como o grande destaque individual na partida mais importante da Macaca até aqui no Brasileirão.

- Eu tenho me dedicado para caramba e nem sempre as coisas acontecem da maneira que merecemos, como também o torcedor exige. Estou me dedicando, estou feliz desde que cheguei. Tenho dado o meu melhor. Vou ajudar, vou colaborar. Seguir nessa pegada que está bacana. 

PURA EMOÇÃO
Léo Artur abriu o caminho para a vitória da Ponte ao aproveitar erro de Edinho e desabou na comemoração. Colocou a mão no rosto e chorou. A emoção nem foi tanto pela fase delicada da Macaca na competição, mas pelo drama que ele passou no ano passado, quando perdeu o filho de três anos, que morreu afogado na piscina de casa.

 - Nesse último ano tem sido bastante difícil para mim, para minha esposa, para a família, mas com a graça de Deus, com o futebol, estou me tornando um outro homem, estou conseguindo recuperar de novo a vida. Minha esposa está grávida de novo, lógico que nada vai substituir meu filho, mas vem para amenizar, trazer um pouco de paz. O Leonardo Júnior, tenho certeza que está olhando para mim lá de cima. Na hora do hino conversei com ele, pedi para me iluminar, e tenho certeza que ele me ouviu.


Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!