Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

sexta-feira, julho 14, 2017

STJD mantém pena de Kleber e deixa jogador suspenso por 15 partidas

Kleber deu um soco e cuspiu no jogador Edson, do Bahia. Gancho foi mantido pelo STJD (Foto: Futura Press)

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) confirmou a condenação a 15 partidas de suspensão (três delas já cumpridas) para Kleber, do Coritiba, pela expulsão contra o Bahia, pela sétima rodada. O julgamento ocorrido nesta quinta-feira atendeu o recurso do Coritiba, que tentava diminuir ou acabar com a pena. O jogador atuou duas partidas com efeito suspensivo e ainda joga nesta quinta contra o Avaí, pelo Brasileirão.

A maioria dos relatores negou o recurso de Kleber. Sua pena começa a valer neste domingo, quando o Coritiba enfrenta o Fluminense. Ele somente deve voltar a jogar pelo time na 26ª rodada, no mês de setembro, e curiosamente, contra o Bahia, no returno do Brasileirão.
O Coritiba poderia ter reduzido a pena de Kleber com um artifício do STJD chamado transação disciplinar, que converte parte da suspensão em pagamento de multa. A procuradoria ofereceu redução para sete partidas e pagamento de R$ 230 mil, mas o Coritiba se negou oferecendo queda para seis jogos e R$ 200 mil, que não foram aceitos.
O advogado do Coritiba, Itamar Cortes, pediu ao STJD que a pena fosse reduzida para seis partidas por considerar que 15 jogos foi excessiva. A defesa apelou até para a família de Kleber dizendo que os filhos sofrem com a repercussão dentro da escola.
O argumento foi rebatido pelo procurador, Felipe Bevilacqua, que lembrou que Kleber é um jogador experiente e que atos como cusparadas e agressões precisam ser combatidos para que não sejam exemplos para os filhos e também outras crianças. Ele pediu a manutenção da punição de 15 partidas.
O Gladiador pôde participar do empate por 2 a 2 com o Vasco e da derrota por 3 a 0 para o Sport. Antes, já havia ficado de fora automaticamente do empate sem gols com o Corinthians.

Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!