Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

quinta-feira, julho 20, 2017

Suspenso, auxiliar de lambança em gol do Inter coleciona polêmicas; relembre casos

Márcio Eustáquio tomou para si boa parte dos holofotes da vitória do Inter por 1 a 0 sobre o Luverdense, na noite de terça-feira, no Beira-Rio, pela 15ª rodada da Série B. E graças a uma lambança protagonizada pelo assistente ao erguer a bandeira e assinalar impedimento de William Pottker, em jogada que teve sequência com Joanderson, sem a participação do camisa 99, que só tocou na bola para empurrar para as redes.
A atitude do bandeirinha fez todo o sistema defensivo do Luverdense ficar estático, mesmo sem o apito do árbitro Igor Benevenuto, e logo despertou a ira da equipe visitante, que reclamou com direito da presença do presidente à beira do campo em uma confusão por cerca de 15 minutos.
Mas a lambança não é fato isolado na carreira do assistente, responsável por uma série de decisões polêmicas em sua trajetória percorrendeo a beira do campo. E, inclusive, renderá a ele uma suspensão. Nesta quarta-feira, a CBF confirmou que o auxiliar terá de passar por um curso de reciclagem e ficará algum tempo afastado dos gramados.
O GloboEsporte.com resgata abaixo outras marcações duvidosas – nem todas erradas – de Márcio Eustáquio, que chegou a virar meme nas redes sociais após o episódio (veja acima). Explica-se: após erguer a bandeira, o assistente levou a mão à cabeça em um sinal de que se equivocou na decisão, o que despertou algumas piadas na internet.

> Vasco 1 x 1 Chapecoense – 30ª rodada do Brasileirão de 2015
Um dos lances mais emblemáticos do assistente ocorreu em pleno Maracanã, no Brasileirão de 2015, já nos minutos finais do 1 a 1 entre Vasco e Chapecoense. O Cruz-Maltino se lançou ao ataque, após sofrer gol de empate de Bruno Rangel. Andrezinho cobrou escanteio da esquerda, na direção de Nenê, que armava o domínio, mas Tiago Luís se antecipou, errou o tempo da bola e tocou com a mão. Próximo ao lance, Eustáquio nada sinalizou, e o árbitro mandou o jogo seguir.

> Ponte Preta 0 x 1 Figueirense – 35ª rodada do Brasileirão de 2015
Ainda em 2015, o assistente participou de lambança protagonizada pelo árbitro Francisco Carlos do Nascimento, que assinalou pênalti de Ferron após cruzamento da direita. O zagueiro da Ponte Preta deu um carrinho para interceptar, e a bola bateu em sua cabeça. Perto do lance, Eustáquio não alertou o árbitro da jogada legal, e Clayton anotou para o Figueirense o gol da vitória na cobrança da penalidade.

> Santos 0 x 0 Ponte Preta – 8ª rodada do Brasileirão
Em duelo mais recente, inclusive com Igor Benevenuto como árbitro, Márcio Eustáquio acertou ao anular um gol contra de David Braz para a Ponte Preta. Após cobrança de falta, o zagueiro cabeceou contra o patrimônio, mas o assistente assinalou corretamente o impedimento de um jogador da Macaca, que interferiu no lance ao subir para a disputa com o defensor rival.

Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!