Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

Loading ...

sexta-feira, julho 14, 2017

Um ano após ser atacada por vândalos, escola continua destruída na Grande Natal

Escola foi destruída e saqueada em julho de 2016. (Foto: Reprodução / Inter TV Cabugi)

A maior escola publica do conjunto Bela Vista, em Parnamirim, na Grande Natal, continua abandonada e destruída, um ano após ser atacada e saqueada por vândalos e até mesmo por moradores da região. Mesas, cadeiras, armários, fios de cobre e até o portão foram levados em plena luz do dia, em julho de 2016.
Passado um ano, a situação do prédio da escola continua a mesma. Sem aulas, a unidade ainda apresenta as marcas da destruíção. A secretária de Educação de Parnamirim, Francisca Henrique, informou à Inter TV Cabugi que a ideia é transformar o prédio em um centro de educação infantil.
"Nós estamos em estudo para reconstruir como centro infantil e ele será gradativamente evoluindo para fundamental 1 e depois o 2", explicou a secretária.
Na semana passada, o Ministério Público ajuizou uma Ação Civil Pública contra a prefeitura de Parnamirim, prevendo multa diária de R$ 1.000 ao prefeito e à secretária caso alguma providência não seja tomada no prazo de dois meses para garantira que a escola volte a funcionar em 2018, com turmas do 1º ao 9º ano do ensino fundamental.
A secretária de Educação não acredita que isso seja possível de ser feito devido ao próprio comportamento da comunidade. "Como processo de transformação humana é lento, nós não podemos transformar uma comunidade que tem uma linha de pensamento em dois ou três meses. É preciso mais um tempo porque isso é um trabalho de formiguinha", comentou Francisca Henrique.
Os moradores do conjunto Bela Vista afirmam que, antes de reabrir a escola, é preciso garantir a segurança na região. O tenente Moisés de Almeida, do 3º Batalhão da Polícia Militar, informou que o reforço de policiamento é feito de acordo com análise de manchas criminais e disse que o 3º BPM dispõe apenas de uma viatura de ronda escolar para toda a cidade de Parnamirim.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!