RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net

Ouça pelo Listen 2 My Rádio

Imagem relacionada
Loading ...
Loading ...

quinta-feira, agosto 10, 2017

Governo vai distribuir vibradores de borracha em escolas? Não é verdade!

Governo vai distribuir vibradores de borracha em escolas? Não é verdade!

Circula pelo Facebook uma notícia que diz que o Ministério da Educação e Cultura (MEC) irá comprar e distribuir gratuitamente 500 mil vibradores de borracha para uso nas escolas. Não é verdade.
O texto diz que as empresas interessadas poderão encaminhar propostas até o dia 15 e que o MEC dará início ao certame na modalidade "concorrência".

 (Foto: Arte/G1)
(Foto: Arte/G1)

O Ministério da Educação e Cultura diz que a notícia é "inteiramente falsa" e já foi publicada outras vezes na internet. De acordo com o órgão, o texto foi remodelado, mas a própria montagem do Diário Oficial, sem data, já denota a não veracidade das informações.
Além disso, uma pesquisa rápida no Diário Oficial da União mostra que não há nenhuma menção a essa licitação.
A falsa notícia afirma que o edital prevê a compra de objetos com até 22 cm ao custo de R$ 284,40 mil. O texto finaliza ainda dizendo que os vibradores irão compor um kit com livros e CDs para entender a sexualidade e que ele "não será entregue a alunos, mas às escolas".
Apesar do tom de deboche da publicação em vários trechos, o texto tem bombado na web e as pessoas, acreditado em seu teor.
"Meu Deus, onde vamos parar?", questiona uma das pessoas que compartilharam o link. "Lamentável esse governo. Ridículo. Tanta coisa de útil pra fazer", afirma outro.
"Nada contra o ensino da compreensão da sexualidade em sala de aula, mas será este o momento no país de onerar mais ainda os cofres públicos?", pergunta um usuário do Facebook.

MEC desmentiu notícia falsa sobre compra de vibradores (Foto: Reprodução/ Facebook)

É ou não é?’, seção de fact-checking (checagem de fatos) do G1, tem como objetivo conferir os discursos de políticos e outras personalidades públicas e atestar a veracidade de notícias e informações espalhadas pelas redes sociais e pela web. Sugestões podem ser enviadas pelo VC no G1, pelo Fale Conosco ou pelo Whatsapp/Viber, no telefone (11) 94200-4444, com a hashtag #eounaoe (caso prefira, a hashtag pode ser enviada logo após a mensagem também!)

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!