Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

quinta-feira, agosto 03, 2017

PR decide abrir processo disciplinar contra deputados que votaram pela denúncia

O PR informou nesta quinta-feira (3) que abrirá processo disciplinar contra os deputados que votaram a favor do prosseguimento da denúncia contra o presidente Michel Temer.
A legenda compõe a base aliada do governo. Atualmente, o partido comanda dois ministérios: Transportes (Maurício Quintella) e Agricultura (Blairo Maggi).
A denúncia foi rejeitada por 263 votos a 227. Dos 40 deputados do PR, 9 votaram contra o relatório de Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomendou a rejeição da denúncia. Ou seja, votaram contra o presidente Temer. Entre esses parlamentares está Tiririca (PR-SP).
SAIBA COMO VOTOU CADA DEPUTADO
Mas o PR havia fechado questão contra a denúncia, ou seja, havia determinado aos deputados que votassem a favor do presidente Michel Temer. Na prática, quando há o fechamento de questão, o parlamentar pode vir a ser punido, até mesmo com a expulsão do partido.
Como parte dos parlamentares votou de maneira diferente da orientação, o PR informou que eles estão "sujeitos a sanções" a partir de agora

Os votos do PR
Saiba abaixo como vou cada deputado do PR sobre a denúncia contra Temer (voto 'não' era a favor do prosseguimento da denúncia; voto 'sim', contra o prosseguimento):
Adelson Barreto (PR-SE): Não
Aelton Freitas (PR-MG): Sim
Alexandre Valle (PR-RJ): Sim
Alfredo Nascimento (PR-AM): Sim
Bilac Pinto (PR-MG): Sim
Brunny (PR-MG): Sim
Cabo Sabino (PR-CE): Não
Cajar Nardes (PR-RS): Sim
Capitão Augusto (PR-SP): Não
Christiane de Souza Yared (PR-PR): Não
Delegado Edson Moreira (PR-MG): Sim
Delegado Waldir (PR-GO): Ausente
Edio Lopes (PR-RR): Sim
Giacobo (PR-PR): Sim
Giovani Cherini (PR-RS): Ausente
Gorete Pereira (PR-CE): Sim
João Carlos Bacelar (PR-BA): Sim
Jorginho Mello (PR-SC): Não
José Carlos Araújo (PR-BA): Sim
José Rocha (PR-BA): Sim
Laerte Bessa (PR-DF): Sim
Lúcio Vale (PR-PA): Sim
Luiz Cláudio (PR-RO): Sim
Luiz Nishimori (PR-PR): Sim
Magda Mofatto (PR-GO): Sim
Marcelo Álvaro Antônio (PR-MG): Não
Marcelo Delaroli (PR-RJ): Sim
Marcio Alvino (PR-SP): Sim
Maurício Quintella Lessa (PR-AL): Sim
Miguel Lombardi (PR-SP): Sim
Milton Monti (PR-SP): Sim
Paulo Feijó (PR-RJ): Sim
Paulo Freire (PR-SP): Sim
Remídio Monai (PR-RR): Sim
Sebastião Oliveira (PR-PE): Sim
Tiririca (PR-SP): Não
Vicentinho Júnior (PR-TO): Ausente
Vinicius Gurgel (PR-AP): Sim
Wellington Roberto (PR-PB): Não
Zenaide Maia (PR-RN): Não

Íntegra
Leia abaixo a íntegra da nota do PR:
NOTA À IMPRENSA
Sobre as solicitações dos meios de comunicação que apuram a repercussão dos casos em que deputados do Partido da República não acompanharam o fechamento de questão decidido pela legenda, por ocasião da votação que rejeitou a abertura de processo contra o presidnete Michel Temer, temos a esclarecer:
1 - A Executiva Nacional do Partido da República notificará os casos de desobediência ao Conselho de Ética e Disciplina da legenda;
2 - O Conselho de Ética e Disciplina do PR procederá à abertura de processo disciplinar que, ao arbitrar pena pelo desobediência ao fechamento de questão, tratará o comportamento do parlamentar no curso de outras votações como fator agravante ou atenuante;
3 - Encerrado o processo disciplinar, respeitando o direito de ampla defesa, o parlamentar estará sujeito a sanções previstas no Estatuto, segundo a gravidade da conduta apurada, além de punições que retiram do parlamentar a preferência na composição das Comissões permanentes da Câmara e o impedimento prévio para relatorias e presidências.
Assessoria de imprensa

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!