RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

segunda-feira, março 20, 2017

Eurico nega que Vasco tenha procurado Luxemburgo e provoca Flamengo


O presidente do Vasco, Eurico Miranda, fez uma longa abertura de coletiva de apresentação do novo técnico Milton Mendes. O mandatário aproveitou a oportunidade para negar que tenha procurado Vanderlei Luxemburgo para ocupar o cargo. Além disso, o dirigente provocou o Flamengo após algumas perguntas sobre o rival do próximo domingo."Para tirar qualquer dúvida e especulação feita. Vale o que estou afirmando. Não fizemos nenhuma sondagem com A, B ou C. Tudo o que foi dito não procede. O nome do Milton Mendes me foi trazido e aprovei. Foi o único treinador com quem se falou. Não falei com nenhum outro. Foi direto", explicou o presidente."O Milton, independente das qualidades profissionais e conhecimento que tem e que para mim é algo que para mim é importante, pesou muito na decisão que tomamos em relação à escolha do treinador. O Milton jogou no Vasco, conhece o Vasco. Ainda há pouco conversávamos e lembrávamos de alguns episódios. Não só conhece o Vasco como me conhece. É fundamental isso. Ele morou aqui no Vasco. Curto período, mas morou. Teve oportunidade de conquistar títulos no Vasco. Eu ainda era junto e corríamos juntos no campo", completou o mandatário do Vasco.Em seguida, surgiram perguntas sobre o Flamengo, adversário do Vasco no domingo (antes tem o Madureira, na quarta, em São Januário). Milton Mendes foi perguntado se uma vitória sobre o rival poderia ajudar nesse início de trabalho. Eurico assumiu a responsabilidade e provocou o Rubro-negro."Sou obrigado a ter que responder essa pergunta. O normal é o Vasco ganhar do Flamengo, é só pegar os números. O anormal é eles vencerem o Vasco. Pode pesquisar. Então, não tem muito o que falar sobre além disso. O normal é o Vasco vencer o Flamengo", alfinetou o mandatário.

Fonte: Uol
Leia Mais ››

Seca prolongada dizima mais de 70% da produção de caju e castanha no RN


A cadeia produtiva do setor de cajucultura, responsável também pela produção de castanhas, um dos produtos de maior destaque da economia potiguar, enfrenta grave crise com os cinco anos seguidos de seca que foram responsáveis por reduzir em mais de 70% a área de produção em solo potiguar.

Segundo José Simplício de Holanda, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Emparn, um estudo realizado em parceira com a Emater junto as regiões produtoras de caju, mostrou uma queda vertiginosa nas áreas de plantação.

“Até meados de 2011 o Estado contava com cerca de 120 mil hectares de cajucultura, principalmente em Serra do mel, sertão do Apodi e Mossoró, porém com os anos seguidos de seca e algumas pragas na plantação houve uma redução de 60% da área, hoje temos em média 70 mil hectares”, explicou Simplício.

No Sertão do Apodi e Serra do Mel mais de 80% da área de plantação foi dizimada. “A produção que chagava ser de até 50 mil toneladas de castanha, hoje fica em média 15 mil toneladas”, detalhou Simplício.

Os empregos sazonais gerados na colheita entre setembro e fevereiro também sofreram impactos, chegavam a ser contratados cerca de 120 mil trabalhadores, já atualmente é menos da metade. “Mais de 75% da área de produção são de pequenos produtores, o que aumenta o drama da situação”, disse o pesquisador.

Ainda segundo ele, seriam necessárias cerca de 10 milhões de mudas de cajueiro para reequilibrar a produção que também sofre a concorrência do mercado externo, principalmente da África.

Fonte: Portal Noar
Leia Mais ››

Mãe de Eliza Samudio volta a recorrer ao STF contra soltura do goleiro Bruno


Sônia de Fátima de Moura, mãe de Eliza Samudio, recorreu novamente à Justiça contra a soltura do goleiro Bruno Fernandes. No recurso, ela pede que o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), reconsidere a decisão que manteve Bruno em liberdade. Por meio da advogada Maria Lúcia Borges Gomes, é solicitado também que o recurso seja apreciado pelo colegiado de ministros.
“Requer-se à Vossa Excelência a reconsideração da decisão agravada; se esse não for o caso, que Vossa Excelência coloque o feito em mesa, a fim de que o órgão colegiado possa examinar o recurso de agravo e, ao final , dar - lhe provimento, reformando a decisão monocrática agravada [...]', diz trecho do recurso, com data de 17 de março.
Em 10 de março, Marco Aurélio Mello rejeitou o primeiro recurso apresentado pela mãe de Eliza, no qual ela pedia a revogação da liminar (decisão provisória) que ordenou a soltura do goleiro Bruno Fernandes. Sônia de Moura apresentou o recurso na condição de assistente de acusação, que atua ao lado do Ministério Público no processo contra o goleiro.
Condenado a 22 anos e 3 meses de prisão pela morte da modelo, Bruno foi libertado no mês passado após obter um habeas corpus de Marco Aurélio. A decisão monocrática do magistrado ainda será analisada por uma das turmas do Supremo, que contém cinco ministros. Antes, no entanto, a PGR ainda vai se manifestar sobre o caso.
O goleiro chegou a ficar preso em regime fechado durante 6 anos e 7 meses preventivamente (prisão sem tempo determinado).
Recurso negado por ministro
No primeiro recurso, os advogados da mãe de Eliza afirmaram que Bruno é uma “pessoa fria, violenta e dissimulada” e que sua personalidade é “desvirtuada” e “foge dos padrões mínimos de normalidade”. Segundo os defensores de Sônia, o goleiro representa risco à vida do neto dela, filho de Bruno com a modelo assassinada.

“O paciente [goleiro Bruno] não só oferece risco, como também já manifestou seu interesse de colocar as mãos na vítima Bruno Samudio de Souza [filho do goleiro com Eliza] e, teme a embargante [Sônia], que possa ocorrer com seu neto e consigo mesma o que aconteceu com sua filha, ser morta”, diz trecho do recurso contra o habeas corpus do goleiro.

Bruno foi condenado, em 2013, pelo Tribunal de Júri de Contagem (MG) pela morte de Elisa Samudio, mas sua prisão era provisória desde as investigações, ou seja, ele ainda não estava cumprindo a pena.

Para o ministro do STF que determinou a soltura do goleiro, nada justifica a espera pelo recurso de apelação (leia a íntegra da decisão). Com a liminar, Bruno pode responder ao restante do processo em liberdade. Se o recurso contra o júri for negado, ele pode ser preso novamente.

Entenda o caso

O goleiro Bruno Fernandes – que atuou no Flamengo e no Atlético Mineiro – foi condenado como mandante da morte da ex-amante Eliza Samudio a uma pena de 22 anos e 3 meses de prisão.

Eliza desapareceu, em 2010, quando ela estava com 25 anos e seu corpo nunca foi achado. Na ocasião do crime, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade da criança.

Embora já tenha sido condenado, Bruno estava preso preventivamente, enquanto aguarda o julgamento de sua apelação ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG).

O goleiro também foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro por cárcere privado, lesão corporal e constrangimento ilegal contra Eliza Samudio. Mas, segundo a defesa de Bruno, ele já cumpriu essa pena.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Papa Francisco pede perdão a Deus por falhas da igreja durante genocídio em Ruanda


O Papa Francisco pede perdão a Deus por “pecados e falhas “ da igreja católica cometidos durante genocídio em Ruanda, que deixou mais de 800 mil mortos em 1994. A declaração foi dada durante encontro com o presidente do país africano, Paul Kagame, no Vaticano, nesta segunda-feira (20).
"Imploro o perdão a Deus pelos pecados e faltas da Igreja e de seus membros, entre eles padres, religiosos e religiosas, que cederam ao ódio e à violência, traíram sua missão evangélica", afirmou o pontífice, segundo a France Presse.
O genocídio, termo adotado após muito debate nos comitês da ONU, foi um dos episódios mais sangrentos da segunda metade do século XX, e afetou quase um terço da população do pequeno país do centro da África.
A matança de tutsis, etnia minoritária de Ruanda, começou a ser organizada poucos anos antes pelo governo de maioria hutu. O estopim foi a morte do presidente Juvenal Habyarimana, que teve seu avião alvejado, num crime que não foi esclarecido. Sem o presidente, os radicais do governo se apropriaram da administração e eliminaram opositores. A extinção tutsi virou política de Estado, campanha promovida com incentivos e ameaças e enfatizada em discursos na rádio e na TV.
A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que mais de 800 mil pessoas morreram no massacre.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Prefeito Marcelo Crivella é diagnosticado com tumor na próstata


O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, foi diagnosticado com um tumor na próstata. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (20) pela assessoria da prefeitura, que não divulgou se ele já está em tratamento.
A notícia sobre o tumor de Crivella foi publicada pelo colunista do Lauro Jardim, do jornal "O Globo". O jornalista disse que o tumor tem dois milímetros.
A assessoria de Crivella disse que a doença tem várias formas de tratamento, não necessariamente cirúrgico, e afirmou que o prefeito está trabalhando normalmente.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Empresas do setor de carne perdem quase R$ 8 bi em valor de mercado após operação da PF


O Setor de carnes na BM&FBovespa já perdeu quase R$ 8 bilhões em valor de mercado desde o lançamento da operação Carne Fraca, da Polícia Federal, na sexta-feira, com a JBS sendo responsável por mais da metade deste total.
Na sexta-feira, a Polícia Federal lançou a operação para desarticular uma organização criminosa envolvendo fiscais agropecuários federais e cerca de 40 empresas. A PF afirmou que entre elas estavam unidades dos grupos JBS e BRF.
Embora Marfrig e Minerva não tenham sido citadas pela Polícia Federal, as ações das empresas também são prejudicadas em meio aos receios causados no setor e com uma série de países anunciando suspensão de importação da carne brasileira.
Desde sexta-feira e até as 13h40 desta segunda-feira, as ações da JBS, BRF, Marfrig e Minerva já acumulam perda de R$ 7,72 bilhões em valor de mercado, segundo levantamemento da Reuters. Considerando apenas JBS, a queda era de cerca de U$ 4 bilhões no período.
Por volta do mesmo horário, as ações da JBS, da BRF e da Marfrig caíam 1,9%, 3,2% e 4,1%, respectivamente. Os papéis da Minerva, que não fazem parte do Ibovespa perdiam 6,84%.
Após a Operação Carne Fraca, que apontou fiscalização irregular de frigoríficos no Brasil, alguns países importadores anunciaram restrições temporárias à entrada de carne brasileira, entre eles a União Europeia, Coreia do Sul e China. Estes 3 países juntos responderam por 27% das exportações brasileiras de carne em 2016.
Mais cedo, o governo chinês suspendeu importação de carne brasileira e pediu explicações ao governo brasileiro.
A Coreia do Sul afirmou que vai intensificar fiscalizações de carne de frango importada do Brasil e suspendeu temporariamente vendas de produtos de frango da BRF. A Comissão Europeia afirmou que está monitorando importações de carne do Brasil e que todas as empresas envolvidas no escândalo terão acesso negado à UE.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Fifa bane árbitro ganês por manipulação de resultado em jogo das eliminatórias


A Fifa baniu o árbitro ganês Joseph Odartei Lamptey para sempre de qualquer atividade relacionada ao futebol por causa de manipulação de resultado. O juiz foi considerado culpado de influenciar ilegalmente o resultado do jogo entre África do Sul e Senegal pelas eliminatórias, mas a entidade ainda não pronunciou uma decisão sobre a partida.
If you do not remember the match in question - here are the highlights > https://t.co/GIIOGoLQ4j
— March 20, 2017
A partida foi disputada no dia 12 de novembro de 2016, na África do Sul, com a equipe da casa vencendo por 2 a 1. O primeiro gol sul-africano saiu aos 43 do primeiro tempo, com Hlatshwayo, em pênalti inexistente após o árbitro marcar toque de mão em uma bola que bateu na perna de um senegalês. Serero ampliou três minutos depois após cobrança rápida de falta, e N’Doye descontou aos 30 do segundo tempo.
O árbitro David Lionheart Nii Lartey Laryea, também de Gana, também vinha sendo investigado, mas teve as acusações contra ele rejeitadas.
Confira o comunicado da Fifa na íntegra:
O Comitê Disciplinar da Fifa decidiu banir o árbitro ganês Joseph Odartei Lamptey de participar de qualquer tipo de atividade relacionada ao futebol (administrativa, esportiva ou qualquer outra) a nível nacional e internacional.
O juiz foi considerado culpado de violar o artigo 69 parágrafo 1 (influência ilegal em resultados de jogo) do Código Disciplinar da Fifa durante o jogo das eliminatórias africanas para a Copa do Mundo de entre África do Sul e Senegal, no dia 12 de novembro de 2016.
Por outro lado, todas as acusações contra o juiz ganês David Lionheart Nii Lartey Laryea, cujo comportamento também tinha sido alvo de investigações, foram rejeitadas pelo Comitê Disciplinar da Fifa.
Informações adicionais sobre o jogo entre África do Sul e Senegal serão fornecidas quando uma decisão se tornar final e compulsória.
A Fifa segue uma política de tolerância zero na manipulação de resultados e está empenhada em proteger a integridade do futebol. Como resultado, a Fifa continuará com seus esforços contínuos para combater a manipulação de resultados através de uma diversidade de iniciativas, que incluem o monitoramento de apostas internacionais e um sistema de relatórios confidenciais.

Fonte: Globo Esporte
Leia Mais ››

Corinthians anuncia renovação de contrato do meia Rodriguinho

Rodriguinho Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)

O Corinthians divulgou nesta segunda-feira a renovação de contrato do meia Rodriguinho, um dos principais jogadores do elenco. O vínculo dele com o Timão vencia em dezembro de 2017 e foi estendido até o fim de 2019.
Rodriguinho discutia a renovação desde o ano passado e chegou a ser procurado pelo Fenerbahce, da Turquia, no início de 2017. O Corinthians, porém, não aceitou vendê-lo e optou por segurar o armador, apostando na formalização de um novo contrato.
Com uma boa oferta dos turcos em mãos, Rodriguinho exigiu um reajuste salarial para permanecer, condição prontamente aceita pela direção. Os novos valores não foram divulgados pelo clube.
O meio-campista, de 28 anos, tem 92 partidas pelo Corinthians e 15 gols. Ele foi reserva na conquista do título brasileiro de 2015 e virou titular no ano passado, se transformando em uma das principais peças do elenco. 

Fonte: Globo Esporte
Leia Mais ››

Homens armados invadem hospital e executam líder do MST no Pará


Um grupo de homens armados invadiu nesta segunda-feira (20) o Hospital Geral de Parauapebas, no sudeste do Pará, e executou a tiros Waldomiro Costa Pereira, assessor do gabinete da Prefeitura do município e um dos principais líderes do Movimento dos Sem Terra (MST) na região.
Os vigilantes do hospital relatam que, por volta de 2h30, foram rendidos por cinco homens armados e encapuzados que chegaram em duas motocicletas. Três dos suspeitos entraram no prédio em direção à UTI, onde a vítima estava internada há dois dias, após sofrer um ataque dentro do próprio sítio, no município.

Segundo os vigilantes, toda a ação, que durou cerca de três minutos, foi registrada pelas câmeras de segurança do hospital. A Polícia Civil informou que abriu inquérito para investigar o caso.
Em nota, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informou que irá disponibilizar todas as imagens do circuito interno de gravação do hospital para as autoridades policiais.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Grave acidente entre carro e animal na manhã desta segunda-feira 20, em Brejinho-RN

A imagem pode conter: carro, céu e atividades ao ar livre

Um grave acidente tipo colisão com um animal foi registrado nas primeiras horas da manhã de hoje (20) em Brejinho/RN, onde um carro se chocou violentamente com um cavalo.

O animal veio à óbito e o carro ficou bastante danificado. Sem mais detalhes.

A imagem pode conter: carro, céu e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre

Fonte: Na ficha da Polícia
Leia Mais ››

Queda de árvore mata pelo menos 18 pessoas em catarata em Gana


Pelo menos 18 pessoas morreram, a maioria estudantes, e outras 30 ficaram feridas depois que um grande árvore caiu nas populares cataratas Kintampo, no centro de Gana, durante uma tempestade, informaram nesta segunda-feira (20) os serviços de emergência locais.
O acidente ocorreu na tarde de domingo, quando o temporal fez com que várias árvores desabassem do alto das cataratas, sendo que uma delas caiu sobre um grande número de pessoas que estavam nadando.
As vítimas eram em sua maioria estudantes de um colégio e da Universidade de Energia e Recursos Naturais que participavam de uma excursão à região.
Fontes do Serviço Nacional de Bombeiros explicaram que, por enquanto, foram resgatados 18 corpos, embora esse número possa aumentar porque as equipes de resgate continuam trabalhando na área.
Além disso, 30 feridos foram transferidos aos hospitais próximos, onde alguns deles seguem recebendo assistência médica.
Algumas testemunhas relataram que os serviços de emergência tentaram resgatar as pessoas presas na catarata cortando os galhos da árvore com motosserras.
As cataratas Kintampo se encontram no rio Pumpum, na região de Brong Ahafo, cerca de 400 quilômetros ao norte da capital Acra.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Ministério do Trabalho reconhece mais 21 ocupações profissionais


O Ministério do Trabalho atualizou a tabela de Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) e incluiu 21 novas categorias. Na lista, passam a constar, por exemplo, as funções de sanitarista, técnico em espirometria (exame que mede velocidade de entrada e saída de ar dos pulmões), estoquista e monitor de ressocialização prisional. Com as novas inclusões, o país conta agora com 2.638 ocupações reconhecidas.

A pasta destacou que a CBO é o documento que reconhece a existência de determinada ocupação e não sua regulamentação, que deve ser feita por lei e sancionada pela Presidência da República. A atualização da tabela é feita levando em conta mudanças nos cenários tecnológico, cultural, econômico e social do país, que provocam alterações na dinâmica do mercado de trabalho brasileiro.

“Os dados da CBO alimentam as bases estatísticas de trabalho e servem de subsídio para a formulação de políticas públicas de emprego”, informou.

Ainda segundo o ministério, o reconhecimento de uma ocupação é feito após um estudo das atividades e do perfil da categoria. São levadas em consideração informações descritas na Relação Anual de Informações Sociais, demandas geradas pelo Sistema Nacional de Emprego, pelas associações e sindicatos (trabalhistas e patronais) e por profissionais autônomos.

Confira abaixo as 21 novas ocupações profissionais reconhecidas pelo governo:

Sanitarista – planeja, coordena e avalia ações de saúde; define estratégias para unidades e/ou programas de saúde; coordena interfaces com entidades sociais e profissionais.

Técnico em espirometria – realiza exames de diagnóstico ou de tratamento; planeja atendimento; organiza área de trabalho, equipamentos e acessórios; opera equipamentos; prepara paciente para exame de diagnóstico ou de tratamento; atua na orientação de pacientes.

Técnicos de sinalização náutica – administra sinalização náutica e registra os sinais.

Técnico em manobras em equipamentos de convés – administra sinalização náutica e realiza a manutenção dos sinais náuticos.

Técnico em sinais navais – executa os serviços de sinalização náutica.

Auxiliar técnico de sinalização náutica – auxilia na execução dos serviços de sinalização náutica.

Analista de desembaraço aduaneiro – executa atividades burocráticas do processo de desembaraço alfandegário, analisa a viabilidade de importação ou exportação, dá assistência aos clientes, analisa documentação, realiza classificação fiscal da mercadoria, acompanha a carga, recolhe impostos devidos, auxilia despachante na resolução de problemas junto à Receita Federal e outros órgãos governamentais.

Supervisor de logística – supervisiona e controla serviços logísticos, administra processos logísticos e gerencia almoxarifado/estoque; supervisiona equipes, orientando e avaliando desempenho em busca da melhor qualidade no trabalho.

Conferente de mercadoria (exceto carga e descarga) – recebe e confere produtos e materiais em almoxarifados, verificando se está na quantidade correta para distribuição, embarque ou venda.

Estoquista – promove o acondicionamento de qualquer tipo de mercadoria, preservando o estoque limpo e organizado; empacota ou desempacota os produtos e organiza-os no estoque da melhor maneira, para facilitar a movimentação dos itens armazenados e sua constante verificação.

Expedidor de mercadorias – expede materiais e produtos, examinando-os, providenciando os despachos dos mesmos e efetuando os registros necessários para fazer os encaminhamentos de acordo com as requisições.

Auxiliar de logística – auxilia no processo de logística, realizando lançamento de notas fiscais no sistema e entrada e saída de materiais, monitora entregas aos clientes e controla abastecimento do estoque.

Monitor de ressocialização prisional – controla acesso de pessoas e veículos em unidade penal, distribuem alimentação, conduzem presos ou internados para desenvolvimento de atividades culturais, esportivas, escolares, laborativas, recreativas e ressocializadoras. Não possui nenhum poder de polícia.

Trabalhador portuário de capatazia – prepara cargas e descargas de mercadorias; movimenta e fixa mercadorias e cargas em navios, aeronaves, caminhões, vagões e instalações portuárias; manuseia cargas especiais; opera equipamentos de carga e descarga; estabelece comunicação, emitindo, recebendo e verificando mensagens.

Analista de Planejamento e Controle da Produção (PCP) – planeja processos produtivos e logísticos; acompanha implantação de novos projetos logísticos e controla o desenvolvimento das atividades dos processos produtivos e logísticos com o objetivo de verificar o cumprimento das metas estabelecidas.

Analista de planejamento de materiais – planeja processos produtivos e logísticos definindo os recursos necessários, estabelecendo metas e criando indicadores de produtividade; elabora projetos logísticos dimensionando as necessidades de recursos humanos, materiais e outros que se façam necessários; acompanha implantação de novos projetos logísticos.

Analista de logística – planeja processos produtivos e logísticos; elabora projetos logísticos; acompanha implantação de novos projetos logísticos e controla o desenvolvimento das atividades dos processos produtivos e logísticos com o objetivo de verificar o cumprimento das metas estabelecidas.

Analista de projetos logísticos – planeja processos produtivos e logísticos definindo os recursos necessários, estabelecendo metas e criando indicadores de produtividade; elabora projetos logísticos dimensionando as necessidades de recursos humanos, materiais e outros que se façam necessários; acompanha implantação de novos projetos logísticos e controla o desenvolvimento das atividades dos processos produtivos e logísticos com o objetivo de verificar o cumprimento das metas estabelecidas.

Analista de estoques – elabora projetos logísticos dimensionando as necessidades de recursos humanos, materiais e outros que se façam necessários; acompanha implantação de novos projetos e controla o desenvolvimento das atividades.

Coordenador de aplicação de provas (concursos, avaliação, exame) – aplica provas (concurso, avaliação e exame), seguindo as normas de segurança e sigilo do evento; planeja as ações e prepara o evento; seleciona espaços físicos de acordo com o perfil do evento; gerencia equipe de colaboradores, capacitando-os e alocando-os de acordo com a função e perfil.

Aplicador de provas – aplica provas (concurso, avaliação e exame), seguindo as normas de segurança e sigilo do evento.

Fonte: Agência Brasil
Leia Mais ››

Governo quer retomar gestão do Forte dos Reis Magos


A diretora geral da Fundação José Augusto, Isaura Rosado recebeu na manhã desta segunda-feira (20), o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) no RN, Armando Holanda para debater temas relativos à Fortaleza dos Reis Magos.
A principal pauta do encontro foi a transferência da fortificação ao Governo do Estado, que está sob a posse da União deste 2013.
No encontro, a superintendência do órgão federal deu aceno positivo para o retorno do equipamento à administração estadual, cujos recursos já estão assegurados pelo governador Robinson Faria, através do Programa RN Sustentável.
Participaram da reunião, o Coordenador de Obras, Sérgio Wiclif, a arquiteta Luana Cibele, a engenheira Luanda Cardoso e a assessora jurídica Maria Helena, pertencentes ao corpo técnico da FJA.

Fonte: Portal Noar
Leia Mais ››

Inscrições para concurso do Corpo de Bombeiros seguem até 6 de abril


As inscrições do concurso público para o cargo de Soldado do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte seguem abertas até o dia 6 de abril. Até a última sexta-feira (17), 13.334 pessoas já haviam efetuado a inscrição para concorrer a uma das 70 vagas oferecidas, em ampla concorrência, tanto para homens quanto para mulheres. A remuneração inicial é de R$ 2.904,00.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente por meio da internet, no site do Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan):www.idecan.org.br. O interessado tem até às 17h do dia 6 de abril de 2017 para se inscrever. A taxa é de R$ 80,00.

O concurso será realizado em seis etapas. A primeira constará de prova objetiva de múltipla escolha, a ser aplicada na data provável de 21 de maio de 2017, simultaneamente nas cidades do Natal, Mossoró e Caicó.

As fases seguintes consistirão de Avaliação Médica e Odontológica, Exame de Avaliação de Condicionamento Físico, Avaliação Psicológica e Investigação Social e da Vida Pregressa do candidato. A última etapa consistirá no Curso de Formação de Praças Bombeiro Militar, com duração média de 12 meses.

Ainda que o salário inicial seja de R$ 2.904,00, a remuneração pode chegar, nos termos da legislação pertinente às promoções referentes ao quadro de praças, ao valor de R$ 9.472,65, subsídio correspondente ao cargo de Subtenente Nível X.

O concurso público terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período.

Fonte: Portal Noar
Leia Mais ››

Produção de galinha caipira ganha impulso na região do Trairi


O Rio Grande do Norte terá, pela primeira vez, uma produção regular e em escala comercial de galinhas caipiras a partir deste ano. Um grupo de 25 pequenos avicultores da região do Trairi, que é considerada o polo avícola do estado, está se reunindo para investir na produção de aves caipiras para corte e obtenção de ovos em contraposição ao frango industrial, também chamado de frango de granja. A expectativa é chegar dezembro com uma produção mensal em torno de 8 mil aves e 30 mil ovos, que devem abastecer o mercado consumidor local, tanto privado – como as redes de supermercados – quanto o de compras públicas para suprir programas governamentais, como o da merenda escolar.

Onze dos 25 avicultores já estão com a produção em pleno funcionamento. Um deles é Rafael Souza, que tem apostado na atividade há dois anos e meio e atualmente cria duas mil aves desse tipo. Os demais estão em busca de financiamento para estruturar ou otimizar o negócio. “Há uma carência no mercado de aves caipiras, que tem um valor agregado por serem mais saudáveis”, diz o avicultor, que está à frente da Associação dos Produtores de Aves Caipiras da Região do Trairi (Apac).  “A associação surgiu em fevereiro do ano passado a partir da necessidade de unir esforços para mostrar a viabilidade dessa atividade, que tem baixo custo”, explica o presidente da Apac.

Para incentivar a atividade, o Sebrae no Rio Grande do Norte e o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), juntamente com a prefeitura de Santa Cruz, fecharam um acordo de cooperação para dar apoio e suporte técnico aos avicultores. O termo foi assinado nesta semana e prevê uma série de medidas que viabiliza a atividade na região, inclusive com projetos de financiamento a ser obtido no Banco do Brasil, parceiro da iniciativa.

O Sebrae vai atuar na elaboração de projetos técnico-econômicos para financiamento e dar suporte técnico aos empreendedores na área de gestão empresarial. A instituição também terá um papel decisivo na articulação dos produtores, principalmente para escoamento da produção. De acordo com o diretor técnico do Sebrae-RN, João Hélio Cavalcanti, o próximo passo será firmar uma parceria para sanar o problema da falta de selo de inspeção.

A ideia é terceirizar para empresa Bonaves, que já tem o selo do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Estado (Idiarn), o abate das aves, facilitando a comercialização e alcançando os mercados privado e institucional. O abatedouro da Bonaves tem capacidade para processar até 5 mil aves por dia

“Existe um mercado comprador que atualmente é abastecido por estados vizinhos, principalmente a Paraíba. Queremos fortalecer essa atividade aqui, no estado, e ajudar esses avicultores a conquistar esse mercado consumidor. Eles têm volume suficiente para abastecer o Rio Grande do Norte”, garante o diretor. Segundo João Hélio Cavalcanti, a proposta é, num segundo momento, com a produção consolidada, incentivar a criação de galinhas caipiras orgânicas.

O município de Santa Cruz já é o maior produtor potiguar de frangos com cerca de 70 estabelecimentos da avicultura industrial integrada, cada um com pelo menos 15 mil aves alojadas. Por isso, a avicultura caipira se apresenta como uma alternativa para pequenos produtores. Com um sabor mais acentuado, gema de amarelo forte, carne firme e cor mais intensa, a galinha caipira tem preço que é, em média, mais que o dobro do frango comum. Em contrapartida, enquanto um frango de granja leva cerca de 30 dias para chegar ao ponto de abate, o caipira demora 90 dias. 80% das aves que deverão ser criadas serão destinadas para corte e as demais para postura de ovos.

Plano de negócio

Antes da assinatura dessa parceria, o Sebrae já atendia avicultores da região e incentivava a criação de galinha caipira. Um deles é Antônio José Pequeno, que tem uma pequena criação dessas aves na comunidade de Umbu, zona rural de Santa Cruz. Ele buscou o Sebrae para obter informações e orientações de forma a estruturar o negócio e ter um plano de manejo nutricional para os animais.

 “A minha estrutura hoje está completamente diferente do que era, bem melhor do que antes. As minhas vendas estão praticamente todas garantidas, inclusive com fornecimento para a prefeitura ”. Os pintos com uma semana de nascidos são comprados em Pernambuco e com 90 dias já estão prontos para serem comercializados. A atividade rende um lucro líquido mensal de R$ 2 mil.

Consultores do Sebrae desenvolveram um plano de negócio para quem pretende investir nesse ramo. Pelo plano, as aves são alojadas em galpões até 30 dias de vida e depois passar a ter acesso a piquetes de pastejo, onde se alimentam de forragens e insetos e recebem ração como parte de sua exigência nutricional. A estrutura operacional envolve três galpões para 250 aves, cada um.

Com um investimento inicial de R$ 12 mil, o produtor pode obter um faturamento bruto mensal de aproximadamente R$ 3,2 mil, com margem de lucro em torno de 40% do faturamento mensal, o que corresponde aproximadamente a R$ 1,4 mil.

Fonte: Agência SEBRAE
Leia Mais ››

PGR prepara pedido para federalizar investigação no sistema prisional do RN


A Procuradoria Geral da República poderá apresentar ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) um pedido de incidente de deslocamento de competência (IDC) sobre o sistema prisional do Rio Grande do Norte.

O dispositivo é, na prática, a federalização de uma investigação por crimes que violam tratados internacionais de direitos humanos, divergindo de uma intervenção federal, que tem por praxe a nomeação de um interventor para gerir determinado sistema.

O procurador-geral República, Rodrigo Janot, solicitou ao Governo do Estado informações a respeito do sistema prisional do RN. À PGR, o Executivo remeteu um calhamaço com o timbre de sigilo, levando a PGR a decretar restrições sobre o acesso aos documentos.

Uma análise prévia da documentação não foi suficiente para a PGR formar suas convicções, pedindo novas informações ao Executivo. Até a manhã desta segunda-feira, o governo não havia sido oficiado sobre a nova demanda.

IDC

O Procedimento Preparatório de Incidente de Deslocamento de Competência aberto pela PGR implicará na destituição de todos os órgãos públicos envolvidos no sistema prisional.

Isso porque, caso o STJ aceite o pedido, perdem competência o Executivo, o Judiciário Estadual e o Ministério Público do RN. O caso passa a ser tratado pelo MPF, Polícia Federal e Justiça Federal, caso o PGR não atue diretamente na investigação, cenário em que o STJ será a Corte que decidirá sobre os rumos da investigação.

Além disso, o IDC tem desempenho no processo penal. Através dele se buscará as responsabilização pelos crimes que resultaram na matança transmitira para o mundo, em Alcaçuz, no início do ano.

Operação

O sistema prisional do Rio Grande do Norte volta ao noticiário com as intervenções que vêm sendo realizadas na manhã desta segunda-feira (20) nos presídios de Alcaçuz e Rogério Coutinho, abrigados numa mesma área do município de Nísia Floresta.

Agentes penitenciários federais, a quem foi repassado parte do controle do sistema prisional do RN, estão colocando em uma mesma unidade presos de facções rivais.

A operação manobra cerca de 800 presos dos pavilhões 1, 2 e 3, identificados com a facção Sindicato do RN, para o pavilhão 5 (Penitenciária Rogério Coutinho), onde estão presos 460 homens ligados ao PCC.

Fonte: Portal Noar
Leia Mais ››

Jurisprudência dá aval a voto para cassar chapa Dilma-Temer


Uma pesquisa na jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral, obtida pelo jornal O Estado de S. Paulo, mostra os casos concretos em que o ministro e relator Herman Benjamin vai balizar o seu parecer no processo que pede a cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, reeleita em 2014. Entre esses casos, estão os processos em que o TSE cassou os mandatos de governadores, com seus respectivos vices, por prática de ilícitos eleitorais: Francisco de Assis de Moraes Souza (PMDB), o Mão Santa, do Piauí, eleito em 1998; Cássio Cunha Lima (PSDB), da Paraíba; Marcelo Miranda (PMDB), do Tocantins, e Jackson Lago (PDT), do Maranhão, estes eleitos em 2006.

Em todos os casos se aplicou automaticamente a perda de diplomas aos governadores e, pelo princípio da indivisibilidade, aos vice-governadores. Os relatores respectivos desses processos foram à época os ministros do TSE Nelson Jobim (no caso de Mão Santa), Eros Grau (Cunha Lima e Lago) e Felix Fisher (Marcelo Miranda). Nenhum dos acórdãos suscita dúvida sobre a inclusão dos vices na cassação dos titulares.

Consta do levantamento um caso que não resultou em cassação, mas que está sendo considerado relevante. É o que envolveu o governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira, eleito em 2006, relatado pelo ministro Felix Fisher. Silveira foi absolvido da acusação de abuso do poder econômico. Mas a discussão, na fase preliminar do caso, a de instrução, apontou para a necessidade de o vice compor o polo passivo em ações nas quais se pretenda cassar o seu mandato e o do titular. Essa posição mudou a jurisprudência do TSE sobre o tema, desde então pacífica.

O tribunal concluiu, ali, que “em razão da unicidade monolítica da chapa majoritária, a responsabilidade dos atos do titular repercute na situação jurídica do vice, ainda que este nada tenha feito de ilegal, comportando-se exemplarmente”.

A jurisprudência de casos envolvendo prefeitos também reforça os argumentos pela indivisibilidade da chapa eleita. Um dos casos, relatado pelo ministro Napoleão Nunes Maia Filho, é o do prefeito de Itaboraí (RJ), Helil Cardozo, eleito em 2012 pelo PMDB e acusado de uso indevido de meios de comunicação social. A cassação foi revogada no TSE, por 4 a 3. Durante a discussão do caso, o ministro Herman Benjamin defendeu a indivisibilidade da chapa para fins de cassação.

Outro dos casos da jurisprudência que integra a pesquisa sobre princípio da indivisibilidade é o Recurso Especial 695-41, de Goiás, relatado pelo ministro Gilmar Mendes, hoje presidente do TSE. Gilmar escreveu: “Cassação de diploma de vice-prefeito. O mero benefício é suficiente para cassar o registro ou o diploma do candidato beneficiário do abuso de poder”. Também está incluído, na pesquisa, caso semelhante relatado pelo ministro Henrique Neves (Recurso Especial 1089-74/MG).

O levantamento ainda enumera, como apoio à tese da indivisibilidade, processos relatados em períodos diversos pelos ministros Luciana Lóssio, Nancy Andrighi, Dias Toffoli, Laurita Vaz, Cármen Lúcia, Arnaldo Versiani, Marco Aurélio, Ayres Britto, Cesar Asfor Rocha e Ellen Gracie.

Inelegibilidade

O levantamento mostra, ainda, que a jurisprudência do TSE é igualmente pacífica quanto à decretação de inelegibilidade. Nesse caso, há necessidade de provar que o acusado tinha conhecimento direto dos delitos cometidos. “A inelegibilidade constitui sanção de natureza personalíssima e aplica-se apenas a quem cometeu, participou ou anuiu com o ilícito, e não ao mero beneficiário”, diz a pesquisa. Entre os precedentes estão decisões dos relatores Gilmar Mendes e Henrique Neves. Para fins de inelegibilidade individual, diz trecho de um dos acórdãos citados, “deve ser feita distinção entre o autor da conduta abusiva e o mero beneficiário dela. Caso o candidato seja apenas beneficiário da conduta, sem participação direta ou indireta nos fatos, cabe eventualmente somente a cassação do registro ou do diploma, já que ele não contribuiu com o ato”.

Se a jurisprudência indica que não há mais dúvida de que o parecer do ministro-relator vai pedir a cassação dos dois eleitos – Dilma Rousseff e Michel Temer -, ainda há sobre o quesito inelegibilidade. Os autos precisam provar se os dois, ou um dos dois, tinham conhecimento pessoal de fatos que caracterizam abuso de poder econômico. Se não é fácil chegar a uma conclusão com os depoimentos e perícias que estão disponíveis no site do TSE, resta aguardar a divulgação integral dos depoimentos ainda sob sigilo dos delatores da Odebrecht.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

China e Coreia do Sul suspendem temporariamente importação de carne brasileira


China e Coreia do Sul já informaram oficialmente ao Ministério da Agricultura a suspensão de importação de carnes brasileiras, em consequência das revelações da Operação Carne Fraca da Polícia Federal, deflagrada na sexta-feira, 17. No caso da China, os embarques programados para lá foram suspensos por uma semana.

Já a Coreia do Sul bloqueou apenas os embarques da BRF, especificamente. As informações foram confirmadas nesta segunda-feira, 20, pelo Ministério da Agricultura.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

Excesso de pacientes no HMI causou superbactéria que matou 2, diz diretora

Excesso de pacientes no HMI causou superbactéria que matou 2, diz diretora em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

A diretora técnica do Hospital Materno Infantil (HMI), Sara Gardênia, disse que superbactéria Klebsiella pneumoniae Carbapenemase (KPC), que matou dois recém-nascidos na unidade, em Goiânia, foi causada por excesso de pacientes internados. A situação provocou o isolamento da Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (Ucin), onde os bebês estavam. Segundo ela, desde a última sexta-feira (17), a ala não está recebendo novas internações.
“Isso foi reflexo de uma superlotação de que o Materno Infantil enfrentou desde o carnaval e que agora a gente está vendo aí o resultado, uma unidade onde tinha capacidade para 22 bebês, a gente chegou a ter 35", revelou Sara.
Os bebês morreram na última quarta-feira (15). O HMI informou que ainda investiga a situação de outros quatro recém-nascidos onde há a suspeita de infecção. Dois deles estão internados na Ucin, onde também estão outros 13 bebês, e outros dois na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do hospital.
Segundo Sara, todos os cuidados necessários estão sendo realizados para que eles também não sejam infectados. "Eles estão sob isolamento de contato, em uso de incubadora, com equipe específica para poder tomar conta, redução de visitas. Todas essas medidas são para coibir novos casos de infecção", salienta.
Segundo informou ao G1 a assessoria de imprensa do HMI, a previsão é que a Ucin permaneça isolada até a próxima quarta-feira (22).

KPC
Transmitida em ambiente hospitalar, a KPC pode causar infecções sanguíneas, urinárias e generalizada, além de pneumonia. Os sintomas são febre, dor no corpo e dor na bexiga.
A situação do HMI é monitorada pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH). A Vigilância Sanitária também acompanha os trabalhos. Segundo a superintendente de Vigilância em Saúde do Estado de Goiás, Maria Cecília Martins Brito, todos os procedimentos necessários foram adotados.
"Assim que souberam da infecção, essa comissão tomou as providências e nós começamos a verificar as medidas que deveriam ser tomadas", explicou ao G1.


Dois recém-nascidos morrem após contrair superbactéria no HMI, em Goiás (Foto: Rodrigo Mansil/TV Anhanguera)Por conta de superbactéria, ala do hospital está isolada  (Foto: Rodrigo Mansil/TV Anhanguera)

Fonte: G1
Leia Mais ››

MPRN abre concurso para nível médio e superior; salário chega a R$ 5,6 mil


O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) iniciou nesta segunda-feira (20) as inscrições para concurso com 32 vagas no quadro de pessoal efetivo – sendo 27 para a função de técnico do MPRN, três para analista de contabilidade e duas para analista de engenharia civil. A remuneração inicial do cargo de analista é de R$ 5.609,19 (incluído o vencimento, auxílio-alimentação e auxílio-saúde) e do cargo de técnico é de R$ 4.472,71.

Clique aqui para baixar o edital.

As inscrições podem ser feitas até 11 de abril pelo portal da Comperve, onde também estão disponíveis o formulário de inscrição e o edital. Segundo previsto no calendário, disposto no edital, as provas do concurso serão aplicadas no dia 7 de maio em Natal e em Mossoró. O resultado final deve ser divulgado em 23 de junho.

Os candidatos a um dos cargos de nível superior, de analista do MPRN, devem pagar taxa de inscrição de R$ 180. Quem desejar concorrer a uma vaga como técnico do MPRN, função de nível médio, pagará taxa R$ 110 para se inscrever no certame. Têm direito à isenção da taxa os doadores de sangue, cidadãos que trabalharam para a Justiça Eleitoral e as doadoras de leite materno.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Ex-ministro de Temer, Moraes assume nesta semana vaga de Teori no STF


Um mês após ter sido aprovado pelo Senado para a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-ministro da Justiça Alexandre de Moraes tomará posse nesta quarta-feira (22).
Moraes tomará posse em meio a um momento de suspense no mundo político. Na semana passada, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao STF 83 pedidos de abertura de inquérito para investigar políticos citados nas delações de ex-executivos da Odebrecht no âmbito da Operação Lava Jato.
A série de pedidos da PGR, conhecida como a "nova lista de Janot", deverá ser encaminhada ao gabinete do relator da Lava Jato, Edson Fachin, nesta segunda (20).
Após receber o material, Fachin avaliará se autoriza as investigações. Caberá ao relator também analisar se derruba o sigilo dos documentos e das gravações relacionados às delações da Odebrecht.
Para a cerimônia de posse de Alexandre de Moraes, estão previstas as presenças de alguns políticos que se tornaram alvos dos pedidos de inquérito, entre os quais os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).
O Palácio do Planalto ainda não confirma oficialmente, mas o presidente Michel Temer também deverá estar presente à posse.

Perfil
Ex-promotor de Justiça de São Paulo, Moraes passará a ser ministro da mais alta Corte do país aos 48 anos e poderá permanecer no tribunal até 2043, quando completará 75 anos – idade limite para a atuação de ministros do STF.
Ex-secretário de Segurança Pública de São Paulo e filiado ao PSDB até fevereiro deste ano, o novo ministro do Supremo substituirá Teori Zavascki, que morreu em janeiro após acidente aéreo no litoral do Rio de Janeiro. Teori era o relator dos processos da Lava Jato no Supremo.
Moraes foi indicado pelo presidente Temer em 6 de fevereiro, quando ainda comandava o Ministério da Justiça e enfrentava uma grave crise na segurança pública do país, com massacres, rebeliões e fugas em presídios de diversos estados.
Formado em direito pela Universidade de São Paulo (USP), o novo ministro do STF herdará de Teori Zavascki cerca de 7,5 mil processos. Alexandre de Moraes, no entanto, não ficará com a relatoria da Lava Jato, repassada por sorteio para Edson Fachin.
O ministro novato, contudo, será o revisor dos processos da Lava Jato que forem submetidos ao plenário do Supremo Tribunal Federal.

Câmara
Na Câmara dos Deputados, parte da pauta prevista para a semana passada foi adiada para esta semana. Um ponto que vem se arrastando há semanas é a definição do comando das comissões permanentes da Casa.
De acordo com o presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a falta de acordo entre partidos adiou as definições, já que algumas comissões são pleiteadas por mais de uma legenda.
Sem consenso, Maia marcou para terça-feira (21) uma reunião de líderes partidários para que os nomes sejam definidos. Pelo regimento da Casa, a ordem escolha das presidências deve respeitar o número de parlamentares por partidos e blocos no início da legislatura (a atual começou em 2015).
No plenário, está prevista a votação do projeto de ajuda a estados em crise fiscal. O texto do governo propõe a suspensão do pagamento das dívidas desses estados com a União, mas exige o cumprimento de contrapartidas de ajuste fiscal.
Em fevereiro, Rodrigo Maia chegou a dizer que a presença das contrapartidas (como suspensão de concursos e veto ao aumento salarial de servidores) de maneira explícita no projeto tornaria a aprovação "difícil". No ano passado, os deputados retiraram as contrapartidas ao votar um projeto semelhante.
O plenário da Câmara também deve analisar um projeto que regulamenta a terceirização. O texto, de 1998, foi aprovado pelo Senado em 2002, ainda no governo do então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Se aprovado pelos deputados sem alterações, o texto seguirá para a sanção de Temer.

Senado
Ainda no Congresso Nacional, os senadores deverão analisar nesta semana projetos de repercussão. Um deles altera o Código Civil e garante em lei a união estável entre pessoas do mesmo sexo e a posterior conversão dessa união em casamento.
O texto já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas precisa passar por um turno suplementar de análise. Se novamente aprovado, poderá seguir para a Câmara dos Deputados, a não ser que algum senador apresente requerimento para análise pelo plenário.
Outro projeto que deve ser analisado pelos senadores é o que altera a Lei de Execução Penal para determinar que sempre que um estabelecimento penal atingir a capacidade máxima, deverá ser realizado um mutirão para verificar a situação dos presos naquele local e liberar os que eventualmente estiverem em condição de deixar o presídio.
Há expectativa, ainda, que o Senado vote nesta semana alguns projetos polêmicos, como o que regulamenta o direito de greve e a proposta que põe fim ao foro privilegiado.
* Colaboraram Fabiano Costa, Gustavo Garcia, Fernanda Calgaro e Bernardo Caram, do G1, em Brasília

Fonte: G1
Leia Mais ››

Maior parte dos professores não completa conteúdo


A maioria dos professores da rede pública no País não consegue desenvolver todo o conteúdo de sua disciplina ao longo do ano. Dados do questionário contextual da Prova Brasil de 2015, a mais recente, mostram que só 45% dos docentes conseguiram desenvolver ao menos 80% do conteúdo previsto para o ano.

A Prova Brasil é realizada de dois em dois anos e mede a qualidade do ensino no País para os anos iniciais (do 1º ao 5º), anos finais (6º ao 9º) e ensino médio. Além da avaliação, professores, alunos e diretores das unidades precisam responder a um questionário que aborda temas como condições de trabalho, práticas pedagógica e percepção de aprendizado. As respostas foram compiladas pela plataforma Qedu e serão divulgadas nesta segunda (20), no site www.qedu.org.br, a partir das 12h.

Professores ouvidos pelo Estado apontam defasagem de aprendizado de novos alunos, falta de infraestrutura da escola e indisciplina dos alunos como principais desafios.

A professora de história Julia Bittencourt, de 27 anos, que está na rede estadual de ensino de São Paulo desde 2012, diz que o problema de não conseguir passar toda a matéria acontece todos os anos. Ela destaca que o número de aulas é baixo e insuficiente.”É impossível passar todo o conteúdo se você buscar uma abordagem de qualidade”, diz.

A docente cita a falta de infraestrutura de parte das escolas como uma dificuldade. “Dificulta muito você conseguir usar meios alternativos que não sejam o giz e lousa. Em muitas escolas, pela burocracia, desorganização e, muitas vezes, ausência de material e espaço, passar um filme é uma guerra”, diz ela, que já levou TV de casa para a escola e até comprou retroprojetor com dinheiro do próprio bolso.

Os dados são semelhantes tanto para as redes municipais quanto estaduais e federais. Mas há diferença entre os anos: na avaliação dos anos iniciais os professores avançam mais: 55% das respostas apontam que 80% ou mais do conteúdo foi dado em sala no ano letivo.

A professora de língua portuguesa Juliana Campelo, de 32 anos, destaca a falta de conhecimento prévio de parte dos estudantes. “Os conceitos são encadeados e eu sinto muita dificuldade, por exemplo, em ensinar orações subordinadas e coordenadas para uma turma que não conhece as classes de palavras, que não faz ideia do que sejam conjunções. Fica difícil cumprir o conteúdo”, conta. Uma mudança que ela diz ter minimizado o problema foi acompanhar uma mesma turma em anos diferentes. “Senti uma sensível melhora”. Outra dificuldade é a falta de material.

O pesquisador da Fundação Lemann Ernesto Martins Faria lembra que a dificuldade dos professores em conseguir concluir todos os conteúdos já aparecia em questionários de anos anteriores. “É um problema grave. Pode haver conteúdos de aprendizagem muito importantes que não chegam ao aluno. Isto significa que há programas curriculares que não estão sendo cumpridos”, diz.

Disciplina. Manter a disciplina dos alunos também é desafio, segundo as respostas compiladas no estudo: ao menos um em cada dez docentes (16%) usa entre 20% e 40% do tempo só para chamar a atenção dos estudantes e manter o silêncio. Atividades administrativas, como chamada e preenchimento de formulários também gastam de até 10% do tempo para a maioria dos professores (70%).

Pobreza. O levantamento aponta ainda que o cenário é mais grave ao analisar os dados por nível socioeconômico dos alunos. Escolas mais pobres tendem a ter resultados piores. A falta de recursos pedagógicos, por exemplo, está em 64% das unidades que atendem alunos de nível socioeconômico muito baixo, enquanto é inferior a 50% entre o mais alto.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

Suspeito é espancado por fiéis após tentar roubar igreja evangélica na PB

Crime foi registrado no bairro de São José, em Campina Grande

Um homem terminou preso, na noite desse domingo (19), após tentar roubar uma igreja evangélica no bairro São José, na cidade de Campina Grande, a 130 quilômetros de João Pessoa. 

De acordo com informações do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), o suspeito violou a porta da igreja e tentou roubar uma TV de 60 polegadas. Nesse momento, o homem foi detido e espancado pela população, que acionou a polícia.

O suspeito foi preso e autuado por furto após ser conduzido à delegacia para prestar depoimento. 

A ocorrência foi registrada por volta das 23h20.

Fonte: Portal Correio
Leia Mais ››

Oficial de justiça é baleado no Sertão e sindicato denuncia risco iminente à categoria

Delegacia de Pombal

Um oficial de justiça foi baleado, na tarde dessa sexta-feira (17), na Zona Rural do município de Pombal, Sertão paraibano, a 371 km de João Pessoa. Um adolescente foi apreendido suspeito de participar da ação e a Polícia Civil apura as motivações do atentado. 

De acordo com a Polícia Civil, a vítima passava em uma motocicleta quando foi abordada por dois criminosos. Ele desobedeceu à ordem de parada feita pela dupla e seguiu caminho pela estrada, mas acabou ferido com um tiro de raspão no pescoço. O oficial de justiça foi socorrido por moradores da região para o Hospital Regional da cidade e já recebeu alta.

Horas após o crime, um adolescente foi apreendido suspeito de ter participado da ação e levado para a delegacia de Polícia Civil de Pombal, que apura as motivações do crime. A polícia seguia procurando o outro rapaz que teria atuado na ação criminosa.

Falta de segurança 

Em nota, o Sindicato dos Oficiais de Justiça da Paraíba (Sindojus-PB) lamentou a violência à qual os profissionais estão expostos e destacou que a vítima dava cumprimento a mandados judiciais no momento do ataque.

“Apesar de a violência urbana ser uma realidade, o trabalho dos Oficiais de Justiça os expõem a um grau diferenciado de risco, por terem de realizar uma missão estatal diretamente vinculada a segurança pública, sem poder portar arma para defesa pessoal, sozinhos, sem coletes à prova de balas e em seus veículos particulares”, disse o diretor-secretário da entidade, Joselito Bandeira.

O Sindojus-PB disse que já requereu ao Tribunal de Justiça da Paraíba a aquisição de spray de gás de gengibre e fornecimento de cursos de capacitação em defesa e coletes balísticos individuais como medidas de proteção, mas nenhuma das solicitações foram atendidas.

“O Sindojus-PB vai acompanhar de perto todas as fases de investigação e processo judicial contra os criminosos e provocar mais uma vez o TJPB para que adote medidas que minimizem os riscos destes profissionais. Além disso, vamos continuar a defender, junto ao Congresso Nacional e aos parlamentares da Paraíba, a aprovação do Projeto de Lei da Câmara nº 30/2007, que garante ao oficial de justiça o direito ao porte de armas para defesa pessoal”, completou Joselito Bandeira.

Fonte: Portal Correio
Leia Mais ››