RÁDIO CIDADE AO VIVO

quinta-feira, março 23, 2017

No RN, maioria dos abatedouros municipais está irregular, diz secretário de Agricultura


Os dois abatedouros estaduais em funcionamento no Rio Grande do Norte parecem não estar dando conta da demanda que os produtores rurais necessitam. Para o secretário estadual da agricultura, pecuária e da pesca (SAPE), Guilherme Saldanha, essa fato acaba permitindo que grande parte da carne abatida no Estado ocorra em matadouros municipais, os quais muitos são irregulares.

No RN, o Serviço de Inspeção Estadual (SIE), coordenado pelo Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (IDIARN), atua nos rigores de abate de frango e manipulação de carne bovina e suína. Atualmente, apenas dois abatedouros funcionam com esse serviço de inspeção estadual: um localizado em São Paulo do Potengi e o outro em Parnamirim.

Tal situação acaba deixando grande parte do Estado com uma falta de locais bem fiscalizados para receberem o abate, principalmente nas regiões Oeste e Central. O que resta para os produtores é levarem seus gados à abatedouros municipais, já que 85% dos municípios possuem.

Entretanto, Saldanha diz que uma grande parte desses locais está interditada por irregularidades na legislação, abatendo animais fora dos padrões firmados na legislação. “Alguns já estão interditados, seja por agentes, o Ministério Público também está presente em quase todos os municípios, mas há falha de fiscalização e uma falta da presença do Estado”, afirma em entrevista à rádio 94 FM.

Mesmo que pouca parte dessa carne seja consumida localmente, cerca de no máximo 10% ou 15%, ainda é comum a venda desses alimentos em feiras.

“Você imagina que toda região Oeste, se você for na feira de Mossoró ou Caicó, as carnes vendidas infelizmente será de animais abatidos no chão, e a gente precisa ter essa preocupação, precisamos ter abatedouros municipais e estaduais, devidamente fiscalizados, e que atendam os critérios”, diz o secretário.

Tentando minimizar essa situação, ele diz que já é previsto a construção de mais sete abatedouros estaduais até o final do ano: um que já pretende ser inaugurando em Lages, para ovinos e caprinos; outro concluindo em Ceará-mirim; obras em andamento em Baraúnas; Angicos, Pedro Avelino, Santa Cruz e o último ainda sem definição.

O RN tem três laboratórios (na UFRN, UFERSA e no LACEN) que podem fazer análise dos alimentos, porém Saldanha aponta que eles ainda não usados da forma como deveriam ser. “Não adianta que uma indústria tenha estrutura enorme, se a qualidade não seja boa”, afirma sobre os próximos abatedouros a serem construídos.

As obras que serão realizadas pela EMATERN e Secretaria de Agricultura, com um convenio do Governo Federal, custarão, para os abatedouro de 30 animais por dia, um valor de 600 a 700 mil reais; e para os de 100 animais, cerca de R$ 1 milhão.

9 anos e 2 inaugurações depois, Centro de Agricultura Familiar irá funcionar

Após nove anos, e depois de duas inaugurações, o Centro da Agricultura Familiar passa a funcionar no Rio Grande do Norte. O objetivo do centro é comercializar os produtos da agricultura familiar, alimentos orgânicos (carne de cordeiro, alface, tomate, feijão verde, milho verde) e produção agrícola artesanal.

O secretário diz que a feira irá abrigar 32 boxes com funcionamento de segunda à sexta. Para vender os produtos os produtores devem ser, obrigatoriamente, agricultores familiar, sejam sozinhos, onde terão disponíveis 50 barracas, ou através de associação ou cooperativas.

“Nós temos um restaurante regional que vem de Apodi, administrado por pessoas da agricultura familiar, produzindo produtos da culinária regional, nós temos padarias, temos peixe, vai ter ostra para degustação. Queremos fazer um espação não somente para a população de Natal, mas que a gente também atraia turistas”, diz Saldanha.

E o Centro de Agricultura não será o único a lugar a concentrar a comercialização de alimentos rurais e industrializados. O Terminal Pesqueiro de Natal, visto por alguns como o mais importante do Nordeste, está com suas obras paradas desde 2011, mas pretende-se funcionar ainda na atual gestão.

O secretário aponta que houve diversos problemas no decorrer desse tempo, como abandono e processo pela construtora e o difícil acesso ao local, mas que agora pouco falta para sua inauguração.

“Conseguimos com a CBTU autorização para ter acesso ao Terminal via terreno da CBTU, negociamos com a construtora esse débito de R$ 1,9 milhões em quatro parcelas de R$ 125 mil e R$ 500 mil, e por último, o Governo Federal através da SPU e o Ministério da Agricultura, já deu parecer favorável”, afirma.

O valor final da obra cotado há cinco anos foi de R$ 36,6 milhões, e hoje ainda faltam R$ 3,9 milhões para ser concluída, mas Sadanha garante que o Governo tem esse dinheiro. As únicas providências que faltam, segundo o secretário, é “fazer a licitação para entregar à iniciativa privada”.

Fonte: Agora RN
Leia Mais ››

TCE anula concurso para agentes de saúde em Florânia

TCE

Segunda Câmara do Tribunal de Contas concedeu medida cautelar anulando parte do concurso publico realizado pela Prefeitura Municipal de Florânia, deflagrado pelo edital nº 01/2014,  no que se refere à contratação de agentes comunitários de saúde e de combate às endemias. De acordo com o relatório apresentado pelo conselheiro Renato Costa Dias, tanto o corpo técnico quanto o Ministério Público de Contas detectaram irregularidades não sanadas pelos ordenadores da despesa, o que motivou a decisão, acatada à unanimidade pelos conselheiros.

Entre as distorções apontadas pelo corpo técnico, encontra-se a previsão do cadastro de reserva, no edital, sem no entanto existir tais vagas criadas por lei; nomeação de novos servidores, sem autorização expressa na Lei de Diretrizes Orçamentária e exigência legal da necessidade de conclusão com aproveitamento de curso introdutório de formação inicial e continuada, além de conclusão de ensino fundamental, para o exercício dos cargos públicos de Agente Comunitário de Saúde e de Agente de Combate a Endemias, fixados na Lei Federal nº 11.350/2006, em seus art. 6º, inc. II e 7º, inc.

Fonte: Robinson Pires
Leia Mais ››

Atentado em São Gonçalo do Amarante deixa dois homens mortos e uma mulher baleada

sirene-policia-viatura-300x200

Dois homens  foram executados e uma mulher foi baleada, na noite dessa quarta-feira (23), na rua Ladeira do Sol, no bairro Santo Antônio do Potengi, no município de São Gonçalo do Amarante, região metropolitana de Natal. Informações dão conta que durante a ação criminosa, fiéis que participavam de uma missa na mesma rua onde ocorreu os homicídios foram impedidos por de sair da igreja.

Segundo testemunhas, as vítimas estavam sentadas na frente de uma residência, quando foram surpreendidas por diversos disparos partindo de um veículo que passava pelo local. Durante os tiros, as vítimas ainda tentaram correr, mas foram alcançadas dentro de dois imóveis.

Fonte: Robinson Pires
Leia Mais ››

Homicídio registrado em São Gonçalo do Amarante-RN

A imagem pode conter: 2 pessoas

Um homicídio foi registrado na noite desta quarta-feira (22) no bairro de Santo Antônio em São Gonçalo do Amarante, onde um jovem identificado apenas por Janailson foi morto a tiros. Uma mulher também teria sido baleada, mas até o momento não temos informações sobre o seu estado de saúde.
O crime aconteceu próximo a praça da antiga igreja Matriz.
Uma equipe do ITEP foi acionada neste momento para realizar os procedimentos de praxe.

Fonte: Na Ficha da Polícia
Leia Mais ››

Homem mata namorado a marteladas em SP após descobrir suposta traição


Um homem matou o companheiro de 60 anos com várias marteladas na cabeça, na noite desta quarta-feira (22), dentro de uma casa em Guarujá, no litoral de São Paulo. O autor do homícidio fugiu após o crime e ainda não foi preso. De acordo com informações obtidas pelo G1, a suspeita é que o crime tenha sido motivado por uma suposta traição.
De acordo com informações da Polícia Militar, a corporação foi acionada pelo 190, por volta das 21h30, para atender um caso de uma briga entre um casal na Rua Bernardete Pereira de Mello, na Vila Zilda. Quando a equipe chegou ao local, Álvaro Luiz dos Reis Dias, de 60 anos, foi encontrado caído no chão do quarto com vários buracos na cabeça.
Segundo testemunhas ouvidas pela polícia, o companheiro dele, identificado como Leonardo, teria desferido golpes em Álvaro, utilizando um martelo, e depois fugiu. Além dos dois, um jovem que morava com eles foi ouvido pelos policiais e alegou não ter visto nada. A versão do rapaz será investigada antes que a participação dele no crime seja descartada.
A Polícia Militar acionou o SAMU, que constatou a morte de Álvaro ainda no local. A Polícia Militar apreendeu o martelo e o celular da vítima. O caso foi encaminhado a Delegacia Sede de Guarujá. Por enquanto, o autor do homicídio ainda não foi preso. Outros depoimentos devem ser colhidos nos próximos dias para que o caso seja totalmente esclarecido.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Pato aponta Cannavaro como "culpado" por sua transferência para a China


Alexandre Pato surpreendeu muitos torcedores do Villarreal ao aceitar, depois de apenas alguns meses no clube, uma proposta do Tianjin Quanjian e rumar para o futebol chinês. A inesperada transferência chamou ainda mais a atenção diante do fato de o atacante ter recusado a chance de ir para o clube um ano antes, quando o Corinthians teve boa oferta. Mas o brasileiro explicou o que fez a diferença para que ele mudasse de opinião: o convencimento de Fabio Cannavaro, seu comandante na equipe asiática.
- Eu poderia ter vindo há um ano, na segunda divisão, quando Vanderlei Luxemburgo chegou no começo da temporada passada. Eu estive falando com Fabio durante muito tempo. Ele me perguntou se eu teria vontade de jogar no futebol chinês, eu respondi que deveria pensar. E assim falamos durante alguns meses. Se não fosse por Fabio, eu não estaria aqui. Estava bem no Villarreal, poderia ter ficado, mas Fabio foi quem me fez mudar de ideia para vir para cá. A culpa de eu estar aqui é quase toda dele - disse Pato ao jornal "Marca".
Questionado se a transferência para a China dará fim à sua trajetória no futebol europeu, Pato foi vago e disse que não pode falar nada sobre o futuro. Citando que pensou que ficaria por quatro anos no Villarreal, lembrou que seu vínculo com o Tianjin é de três anos, e ao fim dele ainda terá 30 anos, uma idade que não é alta hoje em dia. O atacante também apontou estar animado com um possível retorno à seleção brasileira, citando como exemplos Paulinho e Renato Augusto, que "são importantes" para o time de Tite, sendo convocados atuando na China.
- Tite tem uma grande comissão técnica, que vem ver ao vivo os jogos do Campeonato Chinês. Se alguém estiver jogando bem, irá à Seleção. Tite sempre disse que todos os que estejam bem terão a oportunidade de jogar na Seleção. Depende do jogador. É normal que eu pense em voltar. Para isso, tenho que ir muito bem no Tianjian Quanjian. Esse é meu objetivo para poder jogar a Copa de 2018 na Rússia.

Pato também falou sobre possíveis reforços do Tianjin nos próximos meses, quando será aberta a janela de transferências de verão na Europa, que costuma apresentar grandes tranferências. Perguntado se Diego Costa ainda é um alvo do clube, o brasileiro desconversou, mas afirmou que também prevê uma cotnratação de peso em breve.
- Eu fui companheiro de Diego Costa no Chelsea, é um bom companheiro, poderia nos ajudar muito. Mas nós não sabemos nada. O que penso é que no verão (meio do ano) vamos contratar um jogador importante, de alto nível. Me limito a jogar, quem se ocupa dessas coisas é Fabio Cannavaro junto ao presidente. Sou sincero. Só sei que agora os jogadores estrangeiros que temos no time são eu, Witsel, Geuvanio, Junior Moraes e Kwon Kyun-Won. Estes são os que podem jogar agora.
O atacante comentou sua breve passagem pelo Villarreal, admitindo que a eliminação nos playoffs da Liga dos Campeões, diante do Monaco, atrapalhou o começo de temporada da equipe. E agradeceu o carinho da diretoria e da torcida.
- Nos seis meses em que estive, coloquei todo o meu coração no time. Queria jogar sempre, marcar, passar. Espero o melhor para o Villarreal no futuro. Todos ali amam o Villarreal. As pessoas são muito apaixonadas pelos jogadores e pelo time. O clube tem uma grande estrutura, o presidente Fernando Roig e seu filho são pessoas muito competentes, muito boas. Conheci os dois e são pessoas magníficas, têm tudo organizado. Por isso, Villarreal é o que é. Me trataram muito bem, todo o tempo, mesmo quando decidi saí.

Fonte: Globo Esporte
Leia Mais ››

Operação da PF mira esquema na pesca no Pará e faz busca na Câmara


A Polícia Federal deflagrou nesta quinta (23) a segunda fase da operação "História de Pescador", com o objetivo de desarticular organização criminosa envolvida em supostas ações de estelionato na Superintendência da Pesca no Estado do Pará, que era ligado ao extinto Ministério da Pesca.

A PF cumpriu buscas no gabinete da deputada Simone Morgado (PMDB-PA), mulher do senador Jader Barbalho (PMDB-PA), mas ela não é alvo das investigações. De acordo com o presidente da Casa, Rodrigo Maia, o alvo era uma mulher que ocupa um "cargo de natureza especial", um dos cargos em comissão da Câmara.

Segundo a Folha apurou, a servidora, que não teve o nome divulgado, foi superintendente da Pesca no Pará. De acordo com o gabinete da deputada, a ação da PF durou poucos minutos e não tem relação com a parlamentar. A PF não recolheu nenhum documento ou objeto do gabinete.

A primeira fase da operação apurou irregularidades nos cadastros de 5.100 pescadores entre fevereiro e março de 2016.

A PF cumpre sete mandados de busca e apreensão e três mandados de condução coercitiva, que foram expedidos pela 4.° da Vara da Seção Judiciária Federal em Belém.

A primeira fase da operação foi concluída em 18 de maio de 2016 e teve como objetivo "aferir a regularidade administrativa das inclusões, alterações e supressões promovidas no período de 15/02/2016 a 14/03/2016, no sistema informatizado do registro geral da Atividade Pesqueira e em outros sistemas correlatos", informa a PF em nota.

Segundo os investigadores, cinco pessoas, "em tese sem vínculo no órgão" teriam efetuado quase 5.100 inclusões de cadastro de pescadores no sistema informatizado do Ministério da Pesca.

O número é considerado elevado para a rotina da administração pública e "grande parcela desses cadastrados não possuíam a qualificação necessária para obter o seguro defeso e estimava-se que a fraude teria movimentado cerca de R$ 10 milhões", informa a PF. 

Fonte: Folha de São Paulo
Leia Mais ››

Corrupção na arbitragem da Paraíba? "Áudio-bomba" vira caso de polícia

Walter, Botafogo-PB (Foto: Divulgação / Botafogo-PB)

Quanto tempo é necessário para colocar em xeque toda a credibilidade da arbitragem da Paraíba? Dez anos? Cinco anos? Uma temporada inteira? Que nada! Um áudio de apenas 1min29s, gravado aparentemente via WhatsApp e sem paternidade assumida, está provando que tudo pode ruir bem mais rápido do que se parece a princípio. E é exatamente isto o que está acontecendo ao longo desta semana, num momento em que a primeira fase do Campeonato Paraibano de 2017 se encaminha para a sua reta final.
O caso é aparentemente simples. Mas ao mesmo tempo devastador. Um áudio atribuído ao zagueiro Walter (atualmente no Rio Claro, mas que jogou no Botafogo-PB em 2015) detalha o que parece ser um esquema de compra de árbitros que seria orquestrado por dirigentes do Belo. O arquivo de áudio se tornou público na segunda-feira e rapidamente se espalhou. Chegou à torcida, à imprensa e aos dirigentes. Que começaram a se mobilizar, seja para se defender (no caso do Botafogo), seja para atacar o rival (no caso do Auto Esporte, citado no áudio como um dos clubes prejudicados).
E neste turbilhão em que se transformaram os bastidores do futebol paraibano, o caso chegou à polícia. À Federação Paraibana de Futebol. À Comissão de Arbitragem da Paraíba.

É importante dizer que o próprio Walter, dois dias depois do primeiro áudio aparecer, gravou um segundo áudio. E este foi oficialmente divulgado pela FPF, que tenta apaziguar os ânimos e minimizar os efeitos das acusações. Neste segundo áudio, um Walter que está claramente desconfortável e lendo um texto desmente ser ele o autor das acusações.
- Boa tarde, aqui quem está falando é o Walter. Sobre o áudio que tem circulado no WhatsApp, venho a esclarecer que encaminhei para os meus advogados e para o jurídico do Sindicato dos Atletas para que tomem as devidas providências. Uma vez que não falei nem muito menos acusei ninguém. Trata-se de uma gravação clandestina, uma montagem. Tenho muito respeito pelo Botafogo da Paraíba, onde joguei. Nunca presenciei ato que desabonasse arbitragem, muito menos meu ex-clube. Acredito ser uma perseguição para me desestabilizar e manchar minha impecável carreira, tendo em vista que no início de abril tenho uma audiência trabalhista na Paraíba.
Não funcionou. Ou, ao menos, não foi suficiente para encerrar o debate e as trocas de acusações que prosseguem entre dirigentes, que prometem ir até o fim em busca de respostas. Belo e Auto já disseram que vão exigir apurações do caso, ainda que para motivos diferentes.
A ACUSAÇÃO
Como dito, não se tem como afirmar categoricamente que se trata mesmo do zagueiro Walter no áudio que iniciou toda a polêmica. Mas as palavras são duras. E mexeram com as partes citadas.
O contexto do áudio (seja ele verídico ou não) é facilmente identificável. Trata-se de uma pessoa respondendo a um amigo (o nome deste amigo é citado no início da fala, mas o nome é de difícil entendimento) sobre se vale a pena jogar futebol profissionalmente na Paraíba. A resposta, atribuída ao zagueiro, é violenta. E grave:

- Já joguei lá, mano. O Breno paga os caras. Juiz... paga tudo, mano, para ganhar. É a maior várzea, mano. E os caras se vendem lá mesmo, mano. Dá 50 mil pros caras. E os caras se vendem tudo lá. Maior zica – fala-se numa parte do áudio.
Depois, num trecho mais emblemático, que resume bem o rumo da conversa, ouve-se:
- Ali nem adianta. Esquema do caralho nesta Paraíba, mano. Roubam na cara de pau.
A última parte do áudio é a que seria mais esclarecedora. A que a pessoa descreve como seria o esquema:
- Sabe como eles faziam? Ele chegava no vestiário. Chegava no atacante: “Já está tudo certo. Chegar na área, dá o tapa e cai, que ele vai dar o pênalti”. Eu ficava olhando e pensava: “mentira, não precisa”. E tipo assim, contra time pequeno. Não precisa. O Botafogo ia ganhar, se o jogo fosse normal. Aí teve um último jogo que a gente foi vice-campeão. A gente precisava ganhar para ficar com a vaga na Copa do Brasil e na Copa do Nordeste. Aí ele chegou: “O juiz já está comprado. É só a gente fazer o que tem que fazer certo. Já está tudo pago. Na dúvida, vai dar para a gente. Se estiver na dúvida para dar pros caras, vai dar pra gente também. Falei: “Não precisa”. A gente ganhou o jogo sem o juiz dar pênalti nem nada. Até fiz gol neste jogo. A gente ganhou de 4 a 0 do Auto Esporte. E mesmo assim já estava comprado. Ali é foda. É muito sujo. Os caras são safados demais.
A REAÇÃO DO BOTAFOGO-PB
Não tardou. E Botafogo-PB e Auto Esporte reagiram. Arquirrivais, protagonistas do clássico Botauto, de João Pessoa, agora se vêm numa disputa fora de campo.
No Belo, quem falou foi Breno Morais, atualmente diretor de futebol do clube e que em 2015 era o vice-presidente botafoguense. É ele o “Breno” a quem se refere o tal áudio, ainda que seja sempre importante relembrar que este não tenha paternidade assumida.


Breno Morais, conselheiro do Botafogo-PB (Foto: Larissa Keren/Globoesporte.com)Breno Morais quer saber se o áudio é verdadeiro ou não (Foto: Larissa Keren/Globoesporte.com)
Breno disse que o clube já foi à Central de Polícia da Paraíba, em João Pessoa, e solicitou uma perícia do Instituto de Polícia Científica sobre a autoria do áudio. Mas ao mesmo tempo se diz tranquilo da lisura do Botafogo:
- Ou o áudio é do jogador ou é montado. A polícia técnica vai dizer. Caso o áudio seja uma montagem como o próprio jogador já falou em outro audio, nós vamos por via judicial atrás do IP do aparelho que produziu. Mas vamos até o fim com essa história – destacou Breno, deixando claro em seguida que é o advogado do clube quem está cuidando de tudo isto.
O advogado, no caso, é Alexandre Cavalcanti, diretor jurídico do Belo. Ele também conversou com a reportagem e deu informações mais técnicas sobre o que pretende o Botafogo indo à polícia.

- O laudo do Instituto de Polícia Científica vai nos dizer se é a voz do atleta que se ouve no áudio e se no arquivo existe algum tipo de montagem ou corte indevido. Caso o laudo seja conclusivo pela veracidade do áudio, nós vamos tomar as medidas cabíveis nas esferas penal, cível e desportiva. Neste caso ele vai ter que provar o que disse. Agora, se o áudio for falso, não teria muito mais o que fazer. Mas ao menos esclareceríamos a verdade – explicou.
Alexandre explica que o IPC deve comparar a voz que está no áudio com a voz do jogador em entrevistas realizadas na época em que ele jogava no clube. Mas, caso esta comparação não seja conclusiva, o atleta pode inclusive ser intimado a prestar um depoimento, em que sua voz seria gravada para dar continuidade à perícia.
A REAÇÃO DO AUTO ESPORTE
Em um tom bem mais duro, está Watteau Rodrigues, presidente do Auto Esporte. Ele disse, inclusive, que já pediu ao presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, para que ele instaure um processo de investigação para apurar o caso. Disse, inclusive, que vai continuar pressionando a FPF para que leve isto adiante. E chegou a ameaçar transferir o Auto Esporte para outro estado caso nada seja feito.


Watteau Rodrigues, presidente do Auto Esporte (Foto: Larissa Keren / GloboEsporte.com/pb)Watteau fala em "fortes indícios" de que a denúncia seja mesmo verdadeira e exige apuração rígida
(Foto: Larissa Keren / GloboEsporte.com/pb)
Para ele, existem evidências claras de que o áudio e as irregularidades sejam reais:
- Há fortes indícios de que a denúncia seja verdadeira. Se relembrarmos aquele jogo (no caso, pelas características descritas no áudio, é fácil concluir que se trata do Botauto de 13 de junho de 2015, válido pela última rodada do Quadrangular Final do Campeonato Paraibano daquele ano), aconteceu exatamente o que Walter relatou. O árbitro marcou dois pênaltis contra a gente, em lances parecidos ao descrito no áudio. Na época a gente estranhou muito. O fato é que a gente não tinha provas. Agora tem. Falando em valores. Falando em nome de dirigentes - disparou.
O áudio atribuído a Walter possui algumas distorções e algumas semelhanças. O jogo, por exemplo, não foi 4 a 0, mas 3 a 1. O zagueiro de fato faz um dos gols do Belo. E dois pênaltis são marcados a favor do Alvinegro pelo árbitro João Bosco Sátiro. Um foi marcado ainda no primeiro tempo, quando o meia Doda caiu na área. Neste primeiro lance, o goleiro Vladimir defendeu chute de Rafael Oliveira. No segundo pênalti, o árbitro marca mão de Filipe Ramon dentro da área, gerando muitas reclamações dos atletas automobilistas. Desta vez, Rafael Oliveira converteu.

Para Watteau, algumas providências precisam ser tomadas:
- A primeira providência é investigar a veracidade do áudio. Depois, saber por que ele grava o segundo áudio. Temos que saber se ele sofreu algum tipo de pressão. Mas para mim, me parece que os dois áudios são da mesma pessoa. As vozes são muito parecidas. De forma que tem que haver uma apuração.
Por fim, o presidente automobilista arremata: 
- Não acho que Walter seja o investigado. Ele tem que ser convocado como testemunha. Ele precisa esclarecer o que aconteceu. E que o dirigente do Botafogo também tenha a oportunidade de se defender dentro do processo legal. O que não podemos fazer é fingir que nada aconteceu.
A reportagem tentou contato com o presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues; e com o árbitro João Bosco, mas não obteve respostas.

Fonte: Globo Esporte
Leia Mais ››

Chuva de granizo assusta moradores em cidade da Paraíba


Uma chuva de granizo assustou os moradores da cidade de Nova Floresta, no Curimataú paraibano, na tarde desta quarta-feira (22).
A chuva chegou a causar pequenos estragos na casa de alguns moradores. O G1 tentou entrar em contato com a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), mas as ligações não foram atendidas
Continua depois da Publicidade
O vigilante José Neto, de 30 anos, natural de Nova Floresta, disse que nunca havia visto uma chuva de granizo. “As pedras [de gelo] eram um pouco grandes, mas quando caiam no chão, quebravam. A chuva normal ocorreu por uns 30 minutos, mas a queda de grazino durou 5 minutos”, disse o morador.
José Neto conta ainda que a chuva pegou todos de surpresa na cidade. “Estava fazendo um calor muito forte. De repente começou chover muito forte. Até aí tudo normal. Mas quando começou a cair o granizo, as pessoas que estavam na rua procuraram abrigo”, explicou o vigilante.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Dinheiro falso é colocado à venda nas redes sociais


As redes sociais estão sendo usadas para divulgar a venda de notas falsas de dinheiro na região de Umuarama, noroeste do Paraná.

O Portal Cidade Umuarama destaca que a denúncia foi feita por leitores e mostram R$1100 reais falsos sendo vendidos por R# 100.

Na publicidade, um dos falsificadores chega a dizer que as notas são "perfeitas", que passam "na caneta luz negra" e que são facilmente repassadas "em qualquer lugar".

A polícia da cidade já investiga desde o início do ano o alto índice de notas falsas na região. Um homem já foi preso portando várias notas falsas de R$ 50 e R$ 100.

A publicação destaca que a falsificação de moeda ou papel-moeda é crime e tem pena de reclusão de três a doze anos, além de multa. Tanto o fabricante, como a pessoa que repassa são punidos pelo crime.

Fonte: Notícias ao Minuto
Leia Mais ››

Mulher que espancou adolescente até a morte por ciúmes é presa em PE


A polícia de Pernambuco prendeu em Tuparetama, no sertão pernambucano, a mulher suspeita de assassinar uma adolescente de 15 anos por causa de ciúmes. Joyce Gislaine Cosme (foto acima), de 21 anos, teve um relacionamento com um ex-namorado de Maria Raquel, a vítima, que foi morta durante a festa Nazaré Folia, em Natal, no Rio Grande do Norte. A polícia diz que esse foi o motivo do crime.

De acordo com a Record TV, a suspeita tirou a vida da vítima com golpes de faca e ainda foi ajudada por uma amiga, identificada como Taís, de 25 anos. A cúmplice teria segurado a mãe de Maria enquanto a adolescente era atacada.

As duas presas estão no Centro de Detenção Provisória de Parnamirim, em Natal, e estão à disposição da Justiça.

Fonte: Notícias ao Minuto
Leia Mais ››

Homem com transtornos mentais diz ter sido estuprado em RO


Um homem de 51 anos, morador de Ouro Preto do Oeste, em Rondônia, alegou ter sido estuprado na última terça-feira (21). A irmã da vítima relatou à Polícia Civil que ele tem transtornos mentais e que percebeu no irmão um comportamento estranho nele ao chegar na casa onde moram.

De acordo com o G1, com informações do boletim de ocorrências, o homem costuma passar o dia fora de casa. A irmã o sobre o que estava acontecendo e o irmão reclamou de dores no abdômen, na virilha e no ânus, além de sugerir o que tinha ocorrido. Ela então considerou a possibilidade de estupro.

A irmão do homem o levou ao Hospital Municipal de Ouro Preto do Oeste, onde foi requisitado pelo IML um exame para comprovar o estupro. A Polícia ainda não divulgou o laudo.

Fonte: Notícias ao Minuto
Leia Mais ››

Zeca Pagodinho leva golpe de R$ 180 mil de funcionária de confiança


Dez anos de trabalho e muita confiança depois, Zeca Pagodinho se viu chocado com o golpe que levou de uma das funcionárias do seu escritório. Segundo informações do Extra, o cantor está em choque por ter perdido R$ 180 mil para uma pessoa que frequentava sua casa, suas festas e era amiga de sua família.

O pagodeiro ainda analisa as medidas judiciais que irá tomar contra a ex-funcionária, mas segue inconformado com o que aconteceu.

A decepção aconteceu na sequência de outra tristeza na vida de Pagodinho: a internação do amigo Arlindo Cruz, que sofreu um AVC na última sexta (17) e ainda está em estado grave, embora tenha apresentador melhoras.

Fonte: Notícias ao Minuto
Leia Mais ››

Justiça determina exumação do corpo de adolescente que morreu após confusão no Habib's


A Justiça de São Paulo determinou a exumação do corpo de João Victor Souza de Carvalho, de 13 anos, que morreu após uma confusão em frente ao Habib's na Vila Nova Cachoeirinha, Zona Norte da capital, em 26 de fevereiro.
A exumação foi determinada porque, segundo o advogado da família do adolescente, Francisco Carlos da Silva, há dúvidas sobre a causa da morte de João: se ela foi provocada pelo uso de drogas, como apontou o laudo oficial, ou se aconteceu em decorrência de supostas agressões, como informou um parecer particular.
Segundo a assessoria do Ministério Público (MP), a exumação teria de ser confirmada com o advogado da família do adolescente. Uma fonte da Promotoria, porém, confirmou a decisão judicial. A assessoria da Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou somente que a Polícia Civil havia pedido a exumação à Justiça.
Imagens de câmeras de segurança mostram que o garoto foi perseguido e arrastado por funcionários da lanchonete antes de ser socorrido quase sem vida ao lado do Habib's.
Antes, ele havia ameaçado jogar paus nos vidros do Habib's e em carros de clientes, segundo o registro policial. João era conhecido na região por pedir esmolas.
“A exumação terá de ser feita até o dia 20 de abril”, disse o advogado Carlos da Silva. “Mas acho que já comece a ser feita na semana que vem mesmo”. O corpo do adolescente está enterrado no cemitério da Vila Nova Cachoeirinha.

Exumação
De acordo com o advogado, a decisão pela exumação foi dada na quarta-feira (22) pela juíza Flavia Castellar Oliverio, da 2ª Vara do Júri, no Fórum de Santana, também na Zona Norte.
O advogado explicou que o pedido de exumação foi feito por ele após contratar um perito particular, que contestou a conclusão do laudo do Instituto Médico Legal (IML) da Superintendência da Polícia Técnico-Científica para a morte de João.
Segundo o documento oficial do IML, o garoto morreu após ter uma parada cardiorrespiratória causada pelo uso de cocaína e lança-perfume.
“Esse perito particular apontou em seu parecer que a morte foi em razão de agressões que ele teria sofrido”, afirmou Carlos da Silva.
O pedido de exumação havia sido entregue ao 28º Distrito Policial (DP), Freguesia do Ó, que investiga o caso como "morte suspeita a esclarecer". Em seguida, a delegacia remeteu a solicitação à Justiça.
A Polícia Civil investiga se dois empregados do Habib's, um gerente e um supervisor, teriam agredido João. Gravações mostram dois funcionários da rede puxando o adolescente, aparentemente desacordado, e depois o jogando na calçada.
Testemunhas ouvidas pela investigação contaram ter visto o menor ser agredido por empregados do Habib's. Em depoimento à polícia e em entrevista ao G1, funcionários da loja negaram ter batido em João. Apesar disso, eles foram afastados pela empresa.
Novas imagens das câmeras de segurança também mostram o garoto discutindo com empregados da lanchonete enquanto segura um pedaço de madeira.
O MP acompanha as investigações do caso. A Promotoria da Infância e Juventude vai instaurar um procedimento para apurar a conduta do Habib’s ao divulgar, em comunicado à imprensa, registros policiais envolvendo João.
Segundo o MP, a empresa infringiu o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Em nota, o Habib’s disse que lamenta a morte e está à disposição das autoridades.


Câmera de segurança mostra João Victor sendo arrastado pelos braços por funcionários do Habib's (Foto: Reprodução/TV Globo)Câmera de segurança mostra João Victor sendo arrastado pelos braços por funcionários do Habib's (Foto: Reprodução/TV Globo)
Câmera de segurança mostra João Victor sendo arrastado pelos braços por funcionários do Habib's (Foto: Reprodução/TV Globo)

Fonte: G1
Leia Mais ››

Menino de 10 anos mata irmã de 9 com espingarda do pai



Um menino de 10 anos de idade matou a irmã de 9 com um tiro acidental disparado de uma espingarda que o pai deles guardava em casa. A tragédia aconteceu na tarde da última terça-feira (21), em Machadinho D’Oeste, em Rondônia.

De acordo com o G1, as crianças encontraram a arma encostada na parede do quarto do pai. O menino então pegou e disparou acidentalmente, acertando a irmão na região do peito. O homem estaria trabalhando no momento do ocorrido, segundo informações da Polícia Militar.

“O homem trabalha em uma balsa e antes de sair teria deixado a espingarda de calibre 36 em um canto da parede, perto do guarda-roupa. As crianças ficaram sozinhas na casa e o menino foi tentar manusear a arma e acabou efetuando um disparo, como a irmã dele estava na frente, da direção da arma, ela acabou sendo atingida pelo tiro no lado esquerdo do peito”, contou à reportagem o Sargento Tarso Lourenço.

O pai das crianças prestou depoimento na Polícia Civil da cidade e foi liberado depois.

Fonte: Notícias ao Minuto
Leia Mais ››

TSE suspende julgamento de recurso do governador do Amazonas


O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu nesta quinta-feira (23) o julgamento do recurso do governador do Amazonas, José Melo (PROS), contra decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE) que cassou o mandato dele e do vice Henrique Oliveira (SD). Durante o julgamento no TSE, a ministra Luciana Lóssio pediu vista, que significa mais tempo para analisar o recurso.
A expectativa é que o julgamento seja retomado antes de maio, que é quando acaba o período da ministra Luciana Lóssio no TSE.
O governador e o vice, Henrique Oliveira (SD), tiveram o mandato cassado pelo TRE-AM em janeiro do ano passado. Eles são acusados de esquema de compra de votos e de uso irregular da Polícia Militar na campanha eleitoral de 2014. A ação foi proposta pela coligação adversária "Renovação e Experiência", que tinha como candidato o atual senador Eduardo Braga (PMDB), derrotado no segundo turno.
Mesmo após cassados, o governador e o vice permaneceram nos cargos por decisão do próprio Tribunal Regional Eleitoral. Em março, o TRE negou o recurso da Coligação "Renovação e Experiência" que pedia a posse imediata de Eduardo Braga como governador e de Rebecca Garcia como vice.
A defesa de Melo entrou com o recurso no TSE em abril de 2016 com base no argumento de que não há provas de compra de votos no processo originado.
Antes do pedido de vista feito pela ministra Lóssio, o relator do recurso no TSE, , ministro Napoleão Nunes Maia Filho, afirmou que não há no processo provas da participação direta do governador na compra de votos. Napoleão afirmou que, para haver condenação, seriam necessárias provas "robustas, conclusivas e suficientes".
"Chego à conclusão porque não encontrei provas conclusivas, fortes e seguras que me levasse a convicção que existiria aquela conexão entre contrato e o comportamento, o que me conduziu ao não reconhecimento da tal conexão [...] Apenas para pontuar, não foi ouvido um só eleitor que afirmasse ter sido abordado, aliciado ou seduzido em troca de dinheiro para votar no então candidato José Melo", afirmou.
Ligação com empresa fantasma
O governador e o vice também foram denunciados devido a um contrato de R$ 1 milhão firmado para monitoramento de delegações que participaram da Copa do Mundo 2014 em Manaus. Irregularidades nesse acordo foram reveladas em reportagem do Fantástico, da TV Globo.
De acordo com a denúncia, em vez de contratar uma empresa especializada em segurança, o governo teria contratado uma associação sem fins lucrativos.
A dona da empresa contratada pelo governo amazonense foi denunciada por crime eleitoral na campanha à reeleição do governador. Na época, a Polícia Federal recebeu uma denúncia anônima sobre compra de votos que aconteceria no prédio onde funcionava o comitê da campanha do governador José Melo.
Antes do segundo turno da eleição, dois agentes da Polícia Federal se infiltraram em uma reunião onde aconteceria a distribuição do dinheiro. Na reunião, a polícia encontrou R$ 7,7 mil nos pertences dela e apreenderam documentos. No extrato bancário da empresa havia o depósito de R$ 1 milhão pago pelo governo do Amazonas.
Ainda segundo o ministro Napoleão, nesse caso, não há ligação comprovada do governador com a empresa.
Para o relator, as provas documentais estariam ligadas, até o momento, apenas à dona da empresa e não há relato que a vincule à campanha dos candidatos do Amazonas. Ele também ressaltou que nenhuma das testemunhas relatou que o governador ou o vice tenham comprado votos pessoalmente.
Posição da defesa
O advogado do governador, Marcelo Ribeiro, disse que o voto do relator já era esperado. Ele alega que não há provas da ligação de Melo com a compra de votos e negou qualquer ligação da Agência Nacional de Segurança e Defesa com a campanha do governador de 2014.
"Nós esperávamos ser vitoriosos nesse recurso porque, ao nosso ver, com todo o respeito, o TRE do Amazonas não andou bem nesse caso em promover a condenação. A prova é inexistente, não há prova alguma da condenação. [...] Compra de votos sem identificar quem vendeu o voto, seria a primeira vez que vejo na vida porque se os documentos estão lá, alegam que aquelas pessoas venderam o voto, deveriam ser pelo menos identificadas", afirmou.
“Não há qualquer ligação entre essa empresa, ANSD, com a campanha. Nenhuma ligação foi demonstrada, não há nenhuma prova que ligue qualquer recebimento de recursos dessa empresa com qualquer tipo de ilícito eleitoral, ou mesmo de participação em qualquer evento da campanha“, completou.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Adolescente é torturada e agressores filmam a ação


Um jovem de 17 anos foi vítima de espancamento e teve o vídeo da agressão divulgado nas redes sociais. Ela segue internada na unidade de trauma de um hospital do Recife, nesta quarta-feira (22). De acordo com o delegado Diego Acioli, a jovem foi gravemente ferida e humilhada, na segunda (20), por ter saído de uma comunidade para outra no bairro de Santo Amaro.

“A questão é, basicamente, uma briga entre quadrilhas que disputam o domínio do tráfico no bairro de Santo Amaro [mesma região da capital pernambucana]. Ela morava na comunidade do Campo do Onze e se mudou para a comunidade Ilha do Joaneiro. É tudo dentro do mesmo bairro”, explica.

Segundo o hospital, a jovem segue em observação por apresentar muitos hematomas pelo corpo. A unidade de saúde ainda irá avaliar se ela vai passar por cirurgia. O caso foi registrado como tentativa de homicídio, mas, segundo o delegado, como os agressores a liberaram, o fato será tratado como tortura e lesão corporal grave.

“Já temos suspeitos. Ela está com muito medo. Conversamos com ela informalmente e hoje vamos ouvi-la formalmente, assim como sua família. Não é tentativa de homicídio porque eles a mandam correr. Vamos individualizar a conduta porque também queremos pegar quem gravou e divulgou o vídeo”, concluiu Diego Acioli.

Imagens fortes

Nas imagens, divulgadas nas redes sociais e que chegou no WhatsApp da TV Globo, é possível ver dois homens mascarados e dois sem máscara. O vídeo, que tem imagens fortes, inicia com ela sentada em cima de uma poça, que parece sangue, no chão. Nesse momento, dois homens pedem que ela estenda as mãos para esmagá-las com pedaços de madeira.

Em seguida, um dos suspeitos, sem máscara, tira a blusa e o short da jovem. Um dos homens chega a perguntar para quem está filmando: “filmou o rosto dele não, né comparsa? ”. O que está filmando nega. “Pegou um pouquinho de lado só”, responde.

Por fim, mandam a vítima levantar e correr. Cambaleando e nua, ela corre um pouco desnorteada e gritando de dor. Eles a seguem desferindo golpes com pedaços de madeira. Em certo momento, um deles a chuta. Ela cai e outro a golpeia no rosto. “Ai? Não diz ai”, fala para vítima. O mesmo que a chutou levanta a jovem pelos cabelos. O vídeo termina com ela correndo em uma avenida, entre os carros.

Quem tiver informações, pode entrar em contato com o Disque-Denúncia pelo telefone (81) 3421-9595. Não é preciso se identificar.


Tocador de vídeo
00:00
01:18

Fonte: G1
Leia Mais ››

Desembargadores discordam sobre necessidade da reforma trabalhista


Em audiência pública da Comissão Especial da Reforma Trabalhista na Câmara, com o tema Súmulas e Segurança Jurídica, o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, João Bosco Pinto Lara, defendeu hoje (23) a reforma como necessária para a retomada do crescimento do país e avaliou que as medidas propostas não vão retirar direitos dos trabalhadores.

“Ouço nos discursos de quem é contra a reforma trabalhista que ela retira direitos. Pergunto: Onde? De quem? Não retira. Os direitos trabalhistas fundamentais estão enumerados um a um no Artigo 7 da Constituição Federal. Pelo meu conhecimento, não há nenhuma proposta de reforma constitucional”, disse João Bosco.

O desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, José Maria Quadros de Alencar, discordou de João Bosco e disse que a reforma é desnecessária. “Tenho presenciado ao longo dos anos várias tentativas de reforma trabalhista que simplesmente não vingam e pretendo lhes convencer de que essa é mais uma reforma trabalhista que é desnecessária ou não vingará”, disse. Para ele, a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) regula bem o mercado de trabalho industrial.

Ao tratar do tema proposto na audiência, o desembargador João Bosco criticou o excesso de súmulas editadas pelos tribunais para regular questões trabalhistas. Para ele, as instituições abandonaram a forma simples de lidar com o Direito do Trabalho.

“Como nossa legislação já é vencida pelo tempo, começamos tentar regular as relações do trabalho através das teorias. Na falta da legislação, os tribunais trabalhistas começaram a editar súmulas supostamente para resolver conflitos de interpretação do Direito do Trabalho. Isso cria insegurança, incerteza na contratação do trabalho”, disse.

O juiz Quadros de Alencar tem opinião contrária e considera que as súmulas dos tribunais aumentam a segurança jurídica. “A súmula, seja ela de um tribunal regional até uma súmula vinculante do Supremo Tribunal Federal, ela aumenta a segurança jurídica e não o contrário”.

O presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait), Carlos Fernando da Silva Filho, fez críticas à proposta de reforma trabalhista. Para ele, as novas regras vão diminuir os salários e o número de vagas de trabalho em tempo integral, precarizando a vida dos trabalhadores.

O presidente do Sinait avalia que proposta vai incentivar a contratação de mais trabalhadores de tempo parcial pelas empresas, ao permitir que esses empregados trabalhem 32 horas semanais, em vez das 25 horas semanais.

“O que está na reforma sobre o trabalho em tempo parcial é na verdade uma das iniciativas que vai promover a redução salarial e assim concorrer com as vagas que queremos aumentar que são as vaga em tempo integral e por prazo indeterminado porque são essas que têm uma ligação direta com a própria natureza do trabalho e do emprego”, disse.

O projeto de lei da reforma trabalhista (PL 6.787/16) foi enviado pelo Executivo ao Congresso Nacional e recebeu 840 emendas ao texto original. O relator, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), fixou o dia 13 de abril como data para apresentar seu parecer à proposta. Durante a audiência, Marinho também afirmou que a proposta não retira direitos do trabalhador, garantidos no Artigo 7º da Constituição.

O projeto altera as regras da CLT e outros dispositivos. Também permite que, nas negociações entre patrão e empregado, os acordos coletivos tenham mais valor do que o previsto na legislação, permitindo, entre outros pontos, o parcelamento de férias e mudanças na jornada de trabalho.

Fonte: Agência Brasil
Leia Mais ››