RÁDIO CIDADE AO VIVO

sexta-feira, maio 12, 2017

Mônica Moura: descoberta de conta de marqueteiros na Suíça preocupava Dilma


A empresária Mônica Moura relatou em delação premiada a procuradores da República que, no final de 2014, a então presidente Dilma Rousseff manifestou a ela preocupação com o avanço da Operação Lava Jato sobre a empreiteira Odebrecht e o risco de que fosse descoberta uma conta na Suíça do casal de marqueteiros da campanha (a própria Mônica Moura e João Santana).
De acordo com a investigação da Operação Lava Jato, parte dos pagamentos pelos serviços prestados nas campanhas eleitorais de Dilma era feita de forma ilícita pela Odebrecht por meio de depósitos na conta do casal em um banco suíço.
O relato de Mônica Moura está gravado em vídeo divulgado nesta sexta-feira (12), um dia depois de o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), ter retirado o sigilo das delações dos dois marqueteiros.
Em nota, a assessoria de Dilma Rousseff afirmou que João Santana e Mônica Moura "prestaram falso testemunho" e "faltaram com a verdade" (leia íntegra da nota ao final desta reportagem). "João Santana e Monica Moura prestaram falso testemunho e faltaram com a verdade em seus depoimentos, provavelmente pressionados pelas ameaças dos investigadores", diz a nota.
Segundo Mônica Moura, ela estava em férias em Nova York, junto com Santana, após a campanha de 2014 que reelegeu Dilma, e recebeu um telefonema do então ministro da Comunicação Social, Edinho Silva. De acordo com a empresária, o ministro disse que a então presidente necessitava falar com ela "com urgência".
A empresária disse ter argumentado que voltaria em uma semana ou dez dias, mas Silva teria insistido: "Não, não não, ela quer falar com você já". Diante do apelo, Mônica Moura disse que pegou um avião à noite, desembarcou pela manhã em São Paulo e, de lá, para Brasília. Afirmou que o assessor especial de Dilma, Giles Azevedo, foi buscá-la no aeroporto no próprio carro e a levou para o Palácio da Alvorada.
"Quando eu subi, a presidente estava me esperando já. Conversamos no jardim, passeando no jardim, só eu e ela. Giles não estava, quando ela disse na conversa que ela estava muito preocupada porque a operação estava avançando muito, na Odebrecht principalmente, e como a Odebrecht tinha pago a campanha dela... Desde 2010 que ela sabia que a gente tinha conta na Suíça, ela sabia de tudo isso", declarou aos procuradores.
Segundo Mônica Moura, Dilma quis saber se a conta do casal na Suíça era protegida e disse à marqueteira que a suposta conta na Suíça do então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já tinha sido descoberta e que "iam pegar o Cunha". Embora esse diálogo tenha ocorrido no final de 2014, segundo o relato de Mônica Moura, a conta da qual Cunha seria titular na Suíça só foi revelada no ano seguinte.
"Eu falei pra ela: presidente, protegida, protegida, não sei. Como lhe falei, eu tenho conta como offshore, enfim... a conversa foi nesse teor", disse a marqueteira. Segundo ela, em razão da descoberta da conta de Cunha, a preocupação dela era "que não descobrissem a nossa, a do João, que é óbvio, tinha uma ligação com ela, que tinham as campanhas que a Odebrecht fazia na nossa conta".
Segundo Mônica Moura, Dilma tinha recebido as informações do então ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. "Ela sempre me falou que o José Eduardo sabia dos próximos passos. Na época eu achava que o ministro da Justiça sabia mesmo, tinha todas as informações, por ser chefe da Polícia Federal. Mas ela nunca me disse nada como era. Só dizia: 'o José Eduardo tá avisando aí'", afirmou.
E-mail
Mônica Moura afirmou que Dilma disse necessitar de um canal de contato permanente com ela, que as duas não podiam conversar por telefone. "Criei um formato que eu sugeri a ela, de a gente fazer um e-mail, no Google, um e-mail desses Google, que nós duas teríamos a senha desse e-mail, era como se fosse um e-mail das duas", declarou.
Segundo a marqueteira, o contato por esse e-mail era feito depois que ela recebesse alguma mensagem pelo aplicativo WhatsApp de Giles Azevedo ou de Anderson Dornellles, outro assessor de Dilma. Ela exemplificou o tipo de mensagem: "Tá passando um filme muito legal, você tem que ver, ou então, descobri um vinho maravilhoso, vocês precisam provar".
"Quando eu recebia um recadinho assim, eu já abria esse email. E tinha algum recadinho dela", afirmou. Indagada por um dos procuradores, ela disse que não tinha mais os recados dos assessores por WhatsApp porque apagava todos.
Nota da assessoria de Dilma
Leia íntegra de nota da assessoria da ex-presidente Dilma Rousseff:
Sobre os depoimentos sigilosos de João Santana e Monica Moura, liberados na tarde desta quinta-feira, 11 de maio, a Assessoria de Imprensa de Dilma Rousseff destaca:
1. Infelizmente, chega tarde a decisão do relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Edson Fachin, suspendendo o sigilo dos depoimentos de João Santana e Monica Moura.
2. Há semanas, a defesa da presidenta eleita Dilma Rousseff havia feito tal pedido ao Tribunal Superior Eleitoral, a fim de apresentar suas alegações finais ao relator do caso das contas de campanha, ministro Herman Benjamin.
3. A defesa foi prejudicada pela negativa do relator. Não foi possível cotejar os depoimentos prestados pelo casal à Justiça Eleitoral e na Lava Jato.
4. As contradições e falsos testemunhos foram vislumbrados, apesar disso, pelo que foi divulgado amplamente pela imprensa, na velha estratégia do vazamento seletivo dos depoimentos – uma rotina nos últimos tempos.
5. Agora mesmo, os depoimentos são entregues à imprensa, mas não repassados oficialmente à defesa da presidente eleita.
6. Dilma Rousseff, contudo, reitera o que apontou antes: João Santana e Monica Moura prestaram falso testemunho e faltaram com a verdade em seus depoimentos, provavelmente pressionados pelas ameaças dos investigadores.
7. Apesar de tudo, a presidente eleita acredita na Justiça e sabe que a verdade virá à tona e será restabelecida.
ASSESSORIA DE IMPRENSA
DILMA ROUSSEFF

Fonte: G1
Leia Mais ››

Mulher é presa suspeita de matar o próprio marido enquanto ele dormia

Resultado de imagem para Mulher é presa suspeita de matar o próprio marido enquanto ele dormia

Uma mulher de 35 anos foi presa na tarde desta quinta-feira (11) suspeita de matar o próprio marido em Carrasco Bonito, na região sul do Tocantins. De acordo com a Polícia Civil, a mulher esfaqueou o companheiro nas costas e tórax enquanto ele dormia e depois fugiu para Araguatins.

O homem chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. O crime aconteceu no último mês de abril. Segundo a polícia de Araguatins, os agentes tinham informações de que a suspeita estava morando no local após cometer o crime. A suspeita foi presa em uma casa no setor Nova Araguatins.

A mulher foi levada para a Delegacia e em seguida para cadeia pública da cidade, onde ficará à disposição da Justiça.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Assaltante de bancos famoso no CE morre em confronto com PM


A Polícia registrou, nesta quinta-feira (11), a morte de um dos bandidos mais perigosos do estado e que ficou famoso no começo da década no noticiário policial do Ceará. José Marcos Alves da Silva, o “Zé Parada”. Ele tombou numa troca de tiros com a Polícia Militar depois de uma série de assaltos entre os Municípios de Pacajus e Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Segundo as autoridades, após a sequência de assaltos nas duas cidades, os criminosos foram cercados por várias viaturas da PM no bairro Banguê, em Pacajus (a 49Km de Fortaleza), por volta de 15 horas, quando houve o confronto. No final da operação, a Polícia apreendeu várias armas de fogo e recuperou três carros e três motocicletas roubados. Um bandido adulto e um adolescente foram também detidos e o assaltante que chefiava a quadrilha, baleado e morto.

“Zé Parada” foi chefe de uma quadrilha responsável por diversos assaltos a bancos e carros-fortes no Ceará entre os anos 1998 e 2015, sendo literalmente “caçado”pelas polícias de vários estados nordestinos. No Ceará era acusado também de envolvimento em crimes de estupro e latrocínios. Foi protagonista de várias fugas espetaculares em presídios locais e do Rio Grande do Norte.

Em outubro de 2000, condenado a 17 anos de cadeia, ele escapou do Instituto Presídio Professor Olavo Oliveira (IPPOO), mas acabou sendo recapturado no ano seguinte, na Praia de Rendinha, em Natal (RN). Foi trazido de volta ao Ceará e, meses depois, foi solto em regime semi-aberto. Contudo, meses depois violou o regime, teve novamente prisão preventiva decretada, e foi detido por policiais do Ronda do Quarteirão com um carro roubado na Avenida Recreio, no bairro Lagoa Redonda, em Fortaleza.


“Selva de Pedra”

Durante anos, o bandido ficou recolhido na ala mais temida do Instituto Penal Paulo Sarasate, o IPPS, em Aquiraz, considerada, na época, a maior unidade carcerária do estado. O local ficou conhecido como “Selva de Pedra” e era destinado aos presos mais periculosos do Ceará.

“Zé Parada” atacou carros-fortes e agências bancárias em vários estados, formando uma quadrilha composta também pelos irmãos maranhenses José Adauto Lima de Sousa, o “Zé Roberto”; e Cairo Lima de Sousa, que acabaram mortos durante uma rebelião no IPPS. Também fazia parte do bando o assaltante e latrocida Cláudio Leite Alves, o “Tourinho”.

Ainda de acordo com a Polícia, mais recentemente o bandido estava envolvido no tráfico de drogas no Município de Viçosa do Ceará (a 345Km de Fortaleza).

Fonte: Ceará News 7
Leia Mais ››

BNB renegocia R$ 91,4 milhões de dívidas rurais no RN


O Banco do Nordeste registra R$ 1,3 bilhão em regularização de dívidas rurais em toda a sua área de atuação (Região Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo), distribuídos em mais de 40 mil operações. Os números dizem respeito às renegociações realizadas com base na Lei 13.340, regulamentada em dezembro de 2016.

A lei de regularização contempla operações de crédito contratadas até 2011, com descontos para liquidação de até 95%. O Rio Grande do Norte conta com 2.195 operações regularizadas. Ao todo, o volume liquidado ou renegociado no Estado chega a R$ 91,4 milhões.

Fonte: Robinson Pires
Leia Mais ››

MPRN recomenda que prefeitura de Apodi anule Processo Seletivo


O Ministério Público, através do Promotor de Justiça Substituto da Comarca de Apodi, Victor Hugo de Freitas Leite, recomendou ao prefeito de Apodi, Alan Silveira, que anule, no prazo de 15 dias, o Processo Seletivo realizado pelo Poder Executivo. 

O fato é atribuído a constatação de vícios que torna o processo ilegal, especialmente sobre a realização de entrevistas orais sem espelho objetivo de avaliação e com notas baseadas em critérios subjetivos, vagos e imprecisos.

O Ministério Público ainda caracterizou a forte existência de indícios de direcionamento e favorecimento pessoal no certame, notadamente porque, no Edital 004/2017, não constava o cargo de EDU-0237 (nutricionista educação) para inscrição, todavia, na ata de resultado do processo seletivo surgiu 01 (uma) vaga para preenchimento e somente uma profissional inscrita e classificada.

Em caso de não acatamento desta recomendação, o Ministério Público adotará todas as medidas judiciais ao cargo do prefeito, com vistas a efetivar o cumprimento, incluindo, Ação Civil Pública com Pedido Liminar para rescisão dos contratos de trabalho, com aplicação de multa pessoal ao gestor, a fim de assegurar o cumprimento da Constituição Federal.

Fonte: Jair Gomes
Leia Mais ››

Doria diz que Lula é o “maior mentiroso que o país já viu”


O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), voltou a criticar o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva na manhã dessa quinta-feira, 11, dia seguinte ao primeiro depoimento como réu do petista ao juiz Sergio Moro.
“O Lula cada vez mais se apresenta como um ator, o ator da mentira, o ator que engana, o ator que usa até a sua falecida ex-esposa para justificar a sua conduta e a incapacidade de defender o indefensável. Lamentável o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mostra que cada vez mais ele se apresenta como o maior mentiroso que este País já viu”, declarou.
As declarações de Doria foram feitas em evento no qual o prefeito anunciou a doação de equipamentos eletrônicos a escolas do município.
PSDB
Sobre a situação dentro de seu partido, Doria disse não estar incomodado em não aparecer na propaganda televisiva dos tucanos, ocupada principalmente por nomes tradicionais dentro da legenda, como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.
“Não, nenhum (incômodo). Eu não tenho a obrigação, nem a síntese de ter de estar presente na propaganda partidária do PSDB: tudo a seu tempo”, afirmou.

Fonte: Exame com Estadão
Leia Mais ››

Policiais vão processar Lula após insinuação durante depoimento


A Federação Nacional dos Policiais Federais afirmou, por meio de nota, nesta quinta-feira, 11, que vai processar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por “denunciação caluniosa”.
A entidade afirmou que, ao ser apresentado a um documento pelo juiz Sérgio Moro, durante interrogatório, o ex-presidente Lula “insinuou” que agentes federais teriam “plantado provas em seu apartamento”.
As declarações, segundo a entidade, foram feitas no âmbito de processo em que Lula é réu pelo suposto recebimento de R$ 3,7 milhões de propinas da OAS.
O presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Luís Boudens, afirmou que “atribuir a inserção de provas dentro do local de busca é uma afronta à Polícia Federal”.
Lula teria feito a insinuação de prova plantada quando o juiz Sérgio Moro, que o interrogou nesta quarta-feira, 10, o questionou sobre documento sem assinatura que agentes da Polícia Federal apreenderam no apartamento em São Bernardo do Campo onde o ex-presidente mora.
O endereço foi alvo de buscas na Operação Aletheia, desdobramento da Lava Jato, no dia 4 de março de 2016. Naquele mesmo dia, os federais conduziram coercitivamente o petista para depor em uma sala no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Congonhas.
“Lula foi pego de surpresa pelo documento exibido por Moro. Ele reagiu de pronto, não pode ter uma reação calculada ou ensaiada. Não vamos permitir que essa alegação de Lula gere como efeitos processos administrativos contra os colegas federais ofendidos”, declarou Luís Boudens.
A entidade ainda afirma que “a fala de Lula vai gerar consequências” e que o ex-presidente fez uma “denunciação caluniosa contra a PF”.
“Vamos esperar os efeitos do judiciário em resposta ao que Lula alegou. A fala dele exige uma reação, foi uma afronta à PF jamais ocorrida durante toda a Lava Jato”, afirmou o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais.
A reportagem entrou em contato com a defesa do ex-presidente Lula, mas não obteve resposta.

Fonte: Exame com Estadão
Leia Mais ››

Estado adquire sistema para modernizar e evitar fraudes na emissão de identidade


Para melhoria na segurança no processo de identificação do cidadão, o Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (ITEP-RN) aderiu um sistema de coleta e gerenciamento de dados biométrico para emissão de carteiras de identidade.
O programa virtual, desenvolvido pela coordenadoria de Tecnologia da Informação (TI) da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), permite uma maior segurança na emissão de identidades. Além de evitar tentativas de fraudes e até a duplicidade das carteiras de identidade. Garantia também da modernização nos atendimentos do Instituto de Identificação.
“Essa nova tecnologia é mais uma oferta de serviço público que proporciona maior segurança à população evitando tentativas de fraudes e maiores transtornos com erros de dados pessoais”, explica Vagner Araújo, secretário de Gestão e Metas do Governo.
Segundo o diretor-geral do ITEP, Marcos Brandão, a aquisição deste software é essencial para garantir a autenticidade do documento. “Esse sistema, em conjunto com um que está sendo desenvolvido para o agendamento eletrônico de atendimento, promoverá um salto de qualidade nos serviços do Instituto de Identificação, que é o responsável pela emissão do documento de identidade”, destaca.
O software foi adquirido com o investimento de R$ 111 mil, do Governo Estado, através do Governo Cidadão, com recursos do Acordo de Empréstimo do Banco Mundial, e será entregue pela empresa VIASOFT SOLUÇÕES TECNOLOGICAS LTDA-ME em 30 dias.

Fonte: Blog do BG
Leia Mais ››

Bandidos tomam de assalto malote do posto Frei Damião no centro de Assu


Na tarde desta sexta-feira, 12 de maio, por volta das 15;hs, aconteceu um assalto no centro da cidade de Assu. Segundo informações, dois elementos em uma moto tomaram de assalto o malote do Posto Frei Damião no centro de Assu.

Após o ato, os bandidos fugiram, sentido a Praça do Rosário. A polícia foi informada e realiza diligências na tentativa de localizar a dupla de assaltantes. A quantia levada pela dupla, não foi revelada.

Fonte: Focoelho
Leia Mais ››

Polícia Civil de Parnamirim prende suspeito por ter assassinado jovem dentro de um banheiro


Uma equipe de policiais civis da 1a. Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim, com apoio da Delegacia Municipal de Arez, prendeu Marcelo Soares Silva, em cumprimento a um mandado de prisão, na manhã desta sexta-feira (12). Ele foi preso por ser um dos suspeitos de ter assassinado Yure Leyserson de Paula, 22 anos, no dia 16 de outubro de 2016, na cidade de Parnamirim. A vítima foi assassinada quando buscou abrigar-se em um banheiro, dentro de um condomínio da cidade.

“Nossa investigação descobriu que o crime foi praticado por três homens e um adolescente. Além de Marcelo, já havíamos prendido na semana passada Leonardo Medeiros. De acordo com que o apuramos, existiu uma motivação passional para a execução do homicídio”, afirmou o delegado Luiz Lucena.

Fonte: Focoelho
Leia Mais ››

Maior pronto-socorro público do RN passa a atender apenas pacientes politraumatizados e vítimas de AVC

Pronto-socorro Clóvis Sarinho vai regular porta de entrada (Foto: Divulgação/Assessoria Hospital Walfredo Gurgel)

O Pronto-Socorro Clóvis Sarinho (PSCS) dá início na próxima segunda-feira (15) à regulagem da porta de emergência para casos clínicos de média e baixa complexidade. Na prática, o pronto-socorro garantirá o acesso exclusivamente para pacientes politraumatizados e vítimas de acidente vascular cerebral (AVC). Os demais casos, que eventualmente cheguem à porta do PS, serão referenciados para as unidades da rede (Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Hospital Regional de Natal ou hospital da cidade de origem do paciente), conforme a complexidade do caso.
A implantação do regime de porta regulada segue os critérios definidos nas normas técnicas: Fluxo de Pacientes Clínicos Entre Hospitais Gerais Estaduais, Fluxo de Pacientes Cirúrgicos Entre Hospitais Estaduais e Fluxo de Ortopedia Entre as Unidades Hospitalares da Região Metropolitana, regulamentadas desde 2014, e que desenham o atendimento na unidade para pacientes politraumatizados de lesões neurológicas graves (casos exclusivos de seu perfil assistencial).
O processo de discussão que culminou com a implantação da porta regulada do Pronto-Socorro Clóvis Sarinho teve início em fevereiro passado e foi direcionado pelos grupos de trabalho que compõem o Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar (NAQH). “Não havia como postergar mais esse momento do Walfredo Gurgel. As normas existem há três anos, mas ainda precisávamos ter tudo pactuado com outros entes da saúde do RN. Jamais tomaríamos uma decisão tão séria sem o apoio do Ministério Público (MP) ou Secretaria Estadual de Saúde (Sesap)”, relata a diretora geral do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, do qual o pronto-socorro faz parte, MWG, Maria de Fátima Pereira.
A pactuação citada pela diretora foi motivo inclusive de comunicação também para o Conselho Regional de Medicina (CRM), de Enfermagem (COREN), Coordenadoria de Hospitais de Unidades de Referência (Cohur) da Sesap e Secretaria Municipal de Saúde (SMS), durante o mês de março. Todos cientes e de acordo com a mudança no atendimento do hospital.
“Há 44 anos temos absorvido um contingente de pacientes que nunca foi nosso. Isso historicamente nos prejudicou sobremaneira, desde a escassez de medicamentos, na constante superlotação e pior: deixando de prestar, muitas vezes, uma assistência de melhor qualidade ao paciente grave, porque estávamos sobrecarregados de pacientes clínicos de baixa e média complexidade”, afirma Fátima.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Pai é suspeito de se masturbar ao ver filha no banho em Luís Gomes/RN


De acordo com a menina de 13 anos, por volta das 06h20 desta quinta-feira(11), se encontrava dormindo quando foi acordado por sua mãe para ir à escola, indo tomar banho e quando saia do banheiro avistou seu pai de 29 anos praticando atos libidinosos na porta de seu quarto que se encontrava aberta. 

Desesperada ela foi ao encontro de sua mãe que estava trabalhando relatando o ocorrido, de imediato mãe e filha foram ao Conselho Tutelar que levou ao conhecimento do representante do ministério público, os quais adotaram todas medidas cabíveis para elucidação dos fatos e segurança da adolescente.

Fonte: Nosso Paraná RN
Leia Mais ››

Jovem é libertada após ser mantida em cativeiro pelo pai por ao menos dois anos, em Mogi

Jovem, de Mogi das Cruzes, tem 21 anos e diz que não frequenta a escola desde os 12 anos (Foto: Maiara Barbosa/G1)

Uma jovem, de 21 anos, de Mogi das Cruzes, foi libertada depois de ter sido mantida em cárcere privado pelo próprio pai por ao menos dois anos. O caso foi denunciado à Polícia Militar na quinta-feira (11). A moça afirmou que estava trancada no interior da casa sem ter contato com ninguém. Ela disse que passou fome e foi maltratada e que até cigarros eram apagados na sua pele. A jovem contou ainda que está com o pai desde que a mãe faleceu em 2006 e que desde os 12 anos não frequenta a escola.
O pai, um segurança de 46 anos, foi preso por sequestro e cárcere privado. Segundo a polícia, ele confessou que mantinha a filha trancada no interior da residência para evitar que ela mantivesse relação sexual com homens desconhecidos e disse que precisava trabalhar. Como não apresentou advogado, o caso será encaminhado à Defensoria Pública.
Os policiais foram até o endereço e encontraram a vítima trancada no interior da casa sem iluminação e em condições impróprias na tarde de quinta-feira. Segundo a polícia, todas as portas estavam trancadas. A polícia localizou o pai da garota na Rua Thuller, no Jardim Universo, em Mogi das Cruzes. Ele foi levado até a casa. Os policiais abriram a porta e libertaram a vítima. Testemunhas, vítima e o pai foram encaminhados ao 2º Distrito Policial.
Sem família
A vítima estava na delegacia durante a manhã desta sexta-feira (12), porque não tinha para onde ir. Na delegacia, a jovem parecia não compreender o que estava acontecendo. Enquanto aguardava a resposta de disponibilidade de um abrigo para recebê-la, ela estava na sala do delegado plantonista quieta, segurando as mãos e com olhar distante. A maioria das perguntas feitas pela reportagem foi respondida apenas com um “sim”, “não” ou com um gesto com a cabeça, depois de um longo silêncio pensativo.

Ainda em choque e, um pouco confusa, ela disse que seus pais eram separados e que, após o falecimento da sua mãe, uma tia teria lhe entregado ao pai.
A Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social, informou que "tomará todas as medidas de proteção à vítima."

Denunciante afirmou à polícia que orelhas de jovem ficou deformada por causa de facada (Foto: Maiara Barbosa/G1)
Denunciante afirmou à polícia que orelhas de jovem ficou deformada por causa de facada (Foto: Maiara Barbosa/G1)

Agressões
Segundo a jovem, as marcas em seu rosto são por causa das agressões que sofria. O pai costumava apagar bitucas de cigarro em seu rosto. Além das manchas escuras na pele, sua orelha esquerda também estava deformada por causa de uma facada.
A vítima ainda disse que um dia tentou fugir pela porta, mas ela estava trancada. Logo depois que seu pai descobriu, ela relatou ter sido agredida. Apesar de tantas agressões, entre tapas, queimaduras e orelha deformada, para a jovem, a pior agressão foi outra. “Ficar sem comida”, conta.
Denúncias
Uma das testemunhas, uma mulher de 25 anos, explicou que a mãe dela era companheira do segurança e, por cinco meses, morou na mesma casa que ele. A mulher disse que viu diversas vezes a vítima ser algemada e mal tratada e que o pai a mantinha trancada por meses.
A testemunha completou que o segurança agredia a filha com socos, apagava cigarro em seu corpo, e inclusive, deu uma facada na região do pescoço, deformando totalmente a orelha da vítima. Ela disse ainda que, em outras oportunidades houve denúncias, mas ele não deixava ninguém entrar na casa.
A testemunha contou que o indiciado sempre foi muito agressivo e ameaçava as pessoas caso a polícia chegasse ao local. A jovem também relatou que ele deixava a vítima sem estudos e alimentos básicos para sua sobrevivência.

Vítima contou que pai apagava cigarros em seu rosto, em Mogi das Cruzes (Foto: Maiara Barbosa/G1)
Vítima contou que pai apagava cigarros em seu rosto, em Mogi das Cruzes (Foto: Maiara Barbosa/G1)

A outra testemunha, um operador de empilhadeira de 52 anos, contou que é o dono do imóvel alugado pelo segurança há cerca de quatro anos. Ele relatou que o homem usava o imóvel como cativeiro, deixando a filha trancada no interior da casa, ocorrendo maus-tratos com ela.
O operador detalhou que a jovem ficava trancada sem televisão, estudos e alimentos que a casa é bem fechada com grades nas janelas e quartos e não possui energia. Ele destacou que a vítima vivia em condições desumanas, passando fome.
O caso foi registrado como sequestro e cárcere privado. O segurança foi preso e encaminhado para a cadeia de Mogi das Cruzes. Como não tem advogado, a Polícia Civil encaminhou pedido para que a Defensoria Pública faça a defesa do suspeito.
A Secretaria Municipal de Assistência Social informou que por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social, tomará todas as medidas de proteção à vítima.
Das poucas vezes que falou um a frase um pouco mais longa, a jovem acabou mostrando seus dentes com caries com manchas pretas logo na frente, talvez pela falta de cuidados nos últimos anos. Ainda assim, ela se disse feliz por estar livre e já tem planos para o futuro: “quero voltar a estudar e ser cantora”, finaliza.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Francisco percorre Fátima em papamóvel e vai a santuário para celebração

Papa reza em frente a imagem da Nossa Senhora de Fátima (Foto: Nuno Andre Ferreira/Reuters)

O papa Francisco percorreu no papamóvel os 4,5 quilômetros que separam o Estádio de Fátima, onde a comitiva do pontífice chegou nesta sexta-feira (12) de helicóptero, até o santuário, sendo saudado por milhares de peregrinos que estão no local para celebrar o centenário das aparições da Virgem Maria.
O helicóptero papal aterrissou no estádio que foi batizado com o nome do pontífice e partiu no papamóvel pelas ruas de Fátima, em direção ao santuário. Milhares de pessoas foram às ruas para poder cumprimentar o pontífice e jogar pétalas de rosa enquanto ele passava.
Após a chegada ao santuário, o papa foi à Capelinha das Aparições, construída no mesmo lugar onde há 100 anos os pequenos pastorinhos Lúcia, Francisco e Jacinta garantem ter visto a Virgem.
No local, Francisco ainda participa da tradicional procissão das velas e da oração noturna do rosário.
Neste sábado, o pontífice canonizará os dois irmãos que, junto com sua prima Lúcia, foram testemunhas do aparecimento da Virgem Maria. Na sequência, o papa retorna para Roma.
Nesta quinta, os pais brasileiros de um menino cuja cura foi atribuída a um milagre dos Pastorinhos falaram sobre a alegria pela canonização dos beatos. João Batista e Lucia Yurie, moradores de Juranda, no centro-oeste do Paraná, estão em Portugal e relataram a recuperação do filho Lucas, de 9 anos, após um traumatismo craniano.

Papamóvel percorre Fátima nesta sexta-feira (12) (Foto: Andre Kosters/Reuters)
Papamóvel percorre Fátima nesta sexta-feira (12) (Foto: Andre Kosters/Reuters)

Milagre reconhecido
O milagre da cura de Lucas foi reconhecido em 23 de março de 2017 e o Papa Francisco anunciou a cerimônia de canonização em 20 de abril. Os beatos serão os mais jovens santos não-mártires da Igreja Católica.
Durante o testemunho, os pais dirigiram os agradecimentos a Francisco e Jacinta, aos profissionais de saúde que trabalharam na recuperação de Lucas, à Postulação da Canonização dos dois beatos e ao Santuário de Fátima.
De acordo com Batista, o menino caiu de uma janela com 6,5 metros, quando tinha cinco anos. Com a queda, ele bateu a cabeça no chão e sofreu um traumatismo craniano, com perda de tecido cerebral. Lucas foi internado em estado grave e sofreu duas paradas cardíacas. Os médicos deram poucas esperanças de sobrevivência.

Papa acena a fiéis ao chegar ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima (Foto: Nuno Veiga/Reuters)
Papa acena a fiéis ao chegar ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima (Foto: Nuno Veiga/Reuters)

Conforme relato do pai, a família começou a rezar a Jesus e a Nossa Senhora de Fátima, a quem tem muita devoção. No dia seguinte ao acidente, eles ligaram para o Carmelo de Campo Mourão, também na região centro-oeste do Paraná, pedindo orações para Lucas.
Na primeira ligação, a irmã que recebeu o telefonema não passou o recado, pensando que a criança não sobreviveria. A mensagem só foi transmitida à comunidade no dia seguinte.
“Uma irmã correu para as relíquias dos Beatos Francisco e Jacinta, que estavam junto do Sacrário e sentiu esse impulso de oração: “Pastorinhos, salvem esse menino, que é uma criança como vocês”. Conseguiu convencer toda a comunidade do Carmelo a rezar apenas com a intercessão dos Pastorinhos”, diz o relato do pai.
Em 9 de março, Lucas já apresentou melhoras, acordando bem e lúcido, perguntando pela irmã. Em 11 de março saiu da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e no dia 15 do mesmo mês teve alta.
Ainda de acordo com Batista, a criança não teve nenhuma sequela.

. Nesta quinta-feira (11), os pais de Lucas, João Batista e Lucila Yurie, falaram sobre o milagre na cidade de Fátima, em Portugal. (Foto: Divulgação/Santuário de Fátima)
. Nesta quinta-feira (11), os pais de Lucas, João Batista e Lucila Yurie, falaram sobre o milagre na cidade de Fátima, em Portugal. (Foto: Divulgação/Santuário de Fátima)

Pastorinhos de Fátima
Francisco e Jacinta Marto eram irmãos, nasceram em Aljustrel e foram batizados na paróquia de Fátima, em Portugal. Ele nasceu em 11 de junho de 1908 e ela em 05 de março de 1910. Os dois acompanhavam a prima Lúcia, um ano mais velha que Francisco, também Pastorinha de Fátima.
Os três afirmaram ter visto um anjo por três vezes, em 1916, que os convidou à adoração de Deus. Entre maio e outubro de 1917, eles afirmaram ter visto seis aparições de Nossa Senhora.
Francisco morreu aos 10 anos e Jacinta aos 9 anos. A prima deles, Lúcia, morreu em 2005, aos 97 anos.
"Esta viagem é um pouco especial, é uma viagem para orar e um reencontro com Deus e a Santa Mãe de Deus", afirmou Francisco aos jornalistas a bordo de seu avião a caminho de Portugal.
O pontífice argentino foi recebido pelo presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, com quem manteve uma reunião em privado.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Trump perguntou ao ex-diretor do FBI se era alvo de investigação

O ex-diretor da Polícia Federal americana (FBI), James Comey (Foto: Joshua Roberts/ Reuters)

O presidente americano, Donald Trump, admitiu na quinta-feira (11) que perguntou ao ex-diretor do FBI James Comey - a quem acaba de demitir - se havia uma investigação sobre ele por seus vínculos com a Rússia, o que pode alimentar suspeitas de ingerência ou intimidação.
"Eu perguntei a ele", disse Trump em uma entrevista à NBC, na qual se refere a duas conversas telefônicas.
"Eu perguntei: 'Se for possível, pode me dizer se há uma investigação sobre mim?'. Ele respondeu que não havia nenhuma investigação sobre mim", explicou o presidente, referindo-se às investigações em andamento sobre vínculos entre pessoas próximas a Trump e a Rússia durante a campanha eleitoral de 2016.
Donald Trump confessou que tinha em mente a questão da Rússia quando tomou a decisão de destituir Comey. "De fato, quando me decidi, disse a mim mesmo: 'Este assunto com a Rússia, Trump e Rússia, é uma história inventada'".
Segundo o presidente, os dois homens falaram sobre isso pela primeira vez durante um "jantar muito agradável".
Comey "queria continuar sendo o chefe do FBI e eu lhe disse que pensaria sobre isso", conta Trump. "E naquele dia me disse que eu não era alvo de investigação, algo que eu já sabia de qualquer maneira".
Pressões de Trump?
Do ponto de vista jurídico, estas palavras poderiam sugerir pressão do presidente sobre o chefe do FBI.
Fazer tal pergunta "poderia se assemelhar a uma tentativa de corrupção (...) ou pelo menos a uma obstrução da justiça na qual Comey teve a idiotice de cair ao garantir" que Trump não era alvo de investigação, explica o jurista Laurence Tribe.
De acordo com o New York Times, Trump teria pedido a Comey uma promessa de lealdade em um jantar uma semana depois de sua chegada à Casa Branca.
Segundo o jornal, que cita dois sócios de Comey, ele se recusou a fazer esta promessa, mas garantiu a Trump que era "honesto". O jornal não pode dizer se este jantar é o mesmo ao qual o presidente se referiu.
A porta-voz da presidência, Sarah Huckabee Sanders, citada pelo jornal, refuta, no entanto, esta versão e garante que Trump "nunca sugeriu que esperava lealdade a sua pessoa, mas para nosso país e seu grande povo".
O FBI investiga desde o último verão as ingerências russas na campanha presidencial dos Estados Unidos de 2016, e sobre uma eventual coordenação entre membros da equipe de campanha de Trump e a Rússia.
Na terça-feira passada, Trump provocou um verdadeiro terremoto político ao demitir Comey alegando insatisfação pela forma como conduziu uma investigação sobre os e-mails de Hillary Clinton quando era secretária de Estado.
No entanto, Comey também era responsável por uma das várias investigações abertas sobre as supostas tentativas da Rússia de influenciar nas eleições presidenciais do ano passado.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Seis pessoas são presas na PB em 2ª etapa da Operação Gabarito, que investiga fraudes em concursos

Companheira de um dos irmãos chefes do grupo e irmã de agente do Detran-PB foi presa nesta sexta-feira (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Seis pessoas foram presas na manhã desta sexta-feira (12) na segunda etapa da Operação Gabarito, que desarticulou um grupo criminoso suspeito de fraudar pelo menos 60 concursos públicos desde 2005, informou o superintendente da Polícia Civil da Paraíba, delegado Marcos Paulo Vilela. A primeira etapa da operação foi deflagrada no domingo (7), com a prisão de 19 pessoas.

O superintendente não divulgou detalhes sobre as seis prisões e informou que os dados oficiais relacionados a esta etapa da operação só devem ser divulgados na segunda-feira (15). Na terça-feira (9), o delegado de defraudações e falsificações de João Pessoa, Lucas Sá, responsável pela operação, tinha informado que além dos 19 presos, outras 21 pessoas estavam sendo investigadas pela polícia suspeitas de participar do esquema.

Entre as pessoas presas nesta sexta-feira está a funcionária da Prefeitura Municipal de Santa Rita Dayane Nascimento, apontada pela Polícia Civil como sendo companheira de um dos irmãos suspeitos de chefiar o grupo criminoso, e irmã de Diogo Nascimento, agente do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) que morreu após ser atropelado durante uma blitz da operação ‘Lei Seca’ em janeiro.

Segundo o advogado de Dayane, Eduardo Luna, a prisão é temporária e a defesa vai reunir informações para saber o motivo da prisão para poder entrar com um pedido de revogação. “Vamos nos inteirar do inquérito policial para verificar quais foram os indícios que ligaram a figura dela a essa operação", disse Luna.

Além de Dayane, também foi preso nesta sexta o servidor do Detran-PB Diones Leite. Segundo o advogado do suspeito, Iarley Maia, o funcionário público nega participação no esquema. "A única coisa que existe é que ele conhece uma das pessoas envolvidas, mas isso não quer dizer que ele fez nada ilegal", disse o advogado. A defesa de Diones Leite vai pedir a revogação da prisão temporária. A assessoria de imprensa do Detran-PB confirmou a prisão do funcionário e disse que vai apurar os fatos para que as medidas cabíveis possam ser tomadas.

O concurso do Detran-PB, realizado em 2013, está na lista dos 60 concursos que teriam sido fraudados pelo grupo, segundo a polícia. O assessor jurídico do órgão, José Serpa, informou que o Detran vai esperar a finalização do inquérito policial e que caso a fraude na aprovação de candidatos seja comprovada, as medidas cabíveis vão ser tomadas para o afastamento dos envolvidos.

Suspeitos foram presos com ponto eletrônico durante prova do concurso do MPRN (Foto: Lucas Sá/DDF João Pessoa)
Suspeitos foram presos com ponto eletrônico durante prova do concurso do MPRN (Foto: Lucas Sá/DDF João Pessoa)

Como o esquema fraudava concursos

As fraudes começaram em 2005, e mais de 500 pessoas já foram beneficiadas com o esquema em concursos na Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte, Sergipe e Piauí. O valor pago pelas pessoas para o grupo já acumulava pelo menos R$ 18 milhões. A audiência de custódia dos 19 presos no domingo aconteceu na segunda-feira (8) em João Pessoa e a Justiça manteve a prisão dos suspeitos. A polícia investiga a participação de pelo menos outras 21 pessoa no esquema.

O esquema funcionava por meio de escutas e transmissões eletrônicas durante a aplicação das provas. Parte dos suspeitos ficavam na casa onde os líderes do grupo foram presos, em João Pessoa, e eram responsáveis por receber as informações das provas de outros integrantes do grupo que faziam as provas. “Eles repassavam as informações para os ‘professores’, que respondiam as questões e mandavam os gabaritos para os candidatos”, explica Lucas Sá.

Segundo o delegado, os “clientes” do grupo eram contatados principalmente em cursinhos e por meio redes sociais. “São muitas as maneiras, mas as principais são pelo Facebook, WhatsApp e indicação de pessoas de cursinhos. Vários desses professores [presos] são professores de cursinho. Então eles acabam indicando a organização para os alunos desses cursos e fazendo a proposta de ingressar no esquema fraudulento”, disse o delegado.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Explosão do Estado Islâmico no Paquistão deixa mortos e feridos

Ferido é levado a hospital após ataque no Paquistão  (Foto: Banaras Khan / AFP)

Uma bomba explodiu perto de um comboio do vice-presidente do Senado do Paquistão nesta sexta-feira (12), na província de Baluchistão, deixando ao menos 25 mortos, disseram autoridades.
Pelo menos 35 pessoas foram feridas na explosão perto da cidade de Mastung. Imagens de televisão mostram um veículo destruído.
O Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque.
O senador Abdul Ghafoor Haideri, vice-presidente da câmara alta do Parlamento do país, disse à Reuters minutos após o incidente acreditar que ele era o alvo da explosão e que sofreu pequenos ferimentos. "Há muitas mortes já que havia muitas pessoas no comboio", disse ele ao telefone.
A autoridade de saúde do distrito Sher Ahmed Satakzai disse que o número de mortos havia subido para 25 pessoas e que 10 estão em estado crítico no hospital.
Militantes separatistas do Baluchistão sustentam uma campanha contra o governo central há décadas, exigindo uma maior parte dos recursos da província rica em gás natural.
O Taliban e outros militantes islâmicos também atuam na província, que tem fronteiras com o Afeganistão e com o Irã.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Marinha fisga barco de pesca com cigarros contrabandeados no RN


A Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 3º Distrito Naval, informou que, por ocasião de uma Patrulha-Naval de rotina, o Navio-Patrulha “Graúna” apresou, em 11 de maio, uma embarcação pesqueira, com registro em Belém, de 21 metros, com seis tripulantes a bordo, transportando grande quantidade de caixas de cigarros, sem a respectiva nota fiscal.

A embarcação apresada, sob a orientação da Agência da Capitania dos Portos em Areia Branca, foi acompanhada até a atracação no cais da CODERN da cidade. Os tripulantes foram conduzidos pela Polícia Federal e o material será entregue à Receita Federal para as providências administrativas cabíveis.

Fonte: Portal Noar
Leia Mais ››

‘Completamos 1 ano de governo com certeza de estarmos no caminho certo’, diz Temer


O presidente da República, Michel Temer, afirmou nesta sexta feira, 12, em discurso, de ter “certeza mais que absoluta (de que) estamos no caminho certo”. Ao falar no Palácio do Planalto, Temer lembrou que nesta sexta completa-se um ano de seu governo. “Estamos chegando no final de uma longa recessão. Preparamos o País agora para uma nova fase de mais crescimento”, afirmou o presidente, durante cerimônia de balanço e comemoração do primeiro aniversário de seu governo.

Temer qualificou o atual momento do País como o de “democracia da eficiência” e disse que o governo leva adiante a “importantíssima” agenda de reformas. “Reformas, convenhamos, que nasceram bem antes, com o documento ‘Uma Ponte para o futuro’, que tem conteúdo programático para o Brasil”, afirmou.

Temer afirmou que, para colocar em prática a proposta do documento, era preciso colocar o País “em ordem”. “Vocês se lembram da situação de um ano atrás: rombo bilionário em contas públicas, desemprego preocupante, inflação galopante e juros absurdamente altos”, enumerou. “Era preciso também estabelecer o diálogo, que antes não havia. Foi dessa ausência de diálogo que decorreu a dificuldade de governar. Faltava entrosamento entre Executivo e Legislativo. Faltava pacificar o País”, acrescentou Temer. “Não queremos brasileiros contra brasileiros. Queremos pacificar o País.”

O presidente afirmou ainda, ao analisar a política econômica, que “quem gasta sem responsabilidade terá certos problemas para colocar comida na mesa e os filhos na escola”.

A cerimônia de um ano de governo Temer contou com a presença de ministros e também de líderes da base aliada do governo. ()

Teto de gastos

Temer disse, ainda, que logo no início de sua administração fez o que “qualquer pessoa de bom senso” faria: fixou um teto para gastos públicos para equilibrar as contas públicas.

“Tratamos no início do governo o que qualquer pessoa de bom senso faria: estabelecer um teto para gastos públicos, de forma a equilibrar as contas e diminuir a diferença enorme entre o que o governo gastava e arrecadava. Essa decisão foi negociada e aprovada no Congresso e vale para os próximos 20 anos, garantindo o futuro”, afirmou, em referência à PEC do Teto de Gastos.

De acordo com o presidente, o déficit que encontrou ao assumir o governo era tão elevado, que não era possível eliminá-lo de um dia para o outro. Nesse contexto, Temer afirmou que foi preciso encontrar uma forma de reduzir o déficit gradativamente. “Essa era a única maneira de preservar direitos sociais”, afirmou.

Áreas sociais

O presidente afirmou que cortou os gastos públicos sem sacrificar “em nada” a área social e protegendo os mais necessitados. Temer disse que, ao contrário, seu governo concedeu reajuste de 12,5% do Bolsa Família e zerou a fila de pessoas à espera do benefício que chegava, de acordo com ele, a 500 mil pessoas.

“Aumentamos os orçamentos de Educação e Saúde. Fizemos investimentos de quase R$ 1 bilhão no sistema prisional, que vai aparecer logo adiante, com construção de penitenciárias e instrumentos adequados para funcionamento desses estabelecimentos”, afirmou.

Ele disse que o governo “renovou” o “Minha Casa, Minha Vida, com a entrega de 140 mil casas e outras “milhares” que serão entregues este ano para população de baixa renda. “Isso incentiva emprego, porque a construção civil é o setor que mais cria postos de trabalho no Brasil”, discursou.

Na área da saúde, o presidente afirmou que ameaças e epidemias foram “combatidas com muita eficiência”, com uma “queda drástica” de doenças como a dengue, febre amarela e chikungunya.

Na educação, ressaltou, “aprovamos a reforma do Ensino Médio depois de mais de 20 anos de espera. Para ele, a reforma deu mais estímulo aos jovens para ir à escola, o que deve ajudar a diminuir a evasão escolar. No Ensino Superior, disse, “aumentamos o número de vagas do Fies”.

O presidente destacou que, na agricultura, o governo renegociou as dívidas de pequenos agricultores do Norte e Nordeste. Esse gesto, de acordo com ele, beneficiou quase um milhão de pessoas, gerando impacto na economia local.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

Crime passional teria motivado homicídio de professor


Pouco mais de 17 horas da quarta-feira, 10. O professor Ediudson de Lucena Costa, que completaria 32 anos na próxima segunda (15), estava perto de Natal, cidade onde nasceu e morava, quando foi executado em via pública. A morte do homem sem antecedentes criminais e benquisto pelos amigos chocou. Familiares e outras pessoas próximas do educador clamam por justiça, e a polícia avança na investigação.

O crime está sendo investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A Polícia Civil, conforme apurado pelo Portal No Ar, parece já estar no encalço de quem cometeu o crime e porque se motivou [ou se motivaram] a isso.

A principal suspeita, de acordo com a apuração da reportagem, é de crime passional. O professor teria se envolvido com uma mulher e o ex-companheiro dela, inconformado em vê-la com outro homem, chegara ao ponto de ser mentor do homicídio.

“O que eu posso dizer é que estamos no caminho certo”, frisou o líder da DHPP, Frank Albuquerque, à reportagem sem confirmar o que foi apurado. O delegado de Polícia Civil ressaltou que não pode dar detalhes “para não atrapalhar a investigação”.

A execução de Edi, como o professor de Biologia era chamado por amigos, ocorreu na Rua Santa Maria, no bairro de Emaús, em Parnamirim. O carro do professor, um Ethios, modelo da Toyota, foi perseguido por um veículo de cor branca e alcançado naquele endereço.

Fonte: Portal Noar
Leia Mais ››

Eldorado e JBS são suspeitas de pagar R$ 10 mi em propina no MS, diz investigação


A Eldorado Celulose e a JBS, empresas controladas pela holding J&F, são suspeitas de envolvimento em esquema para obter incentivos fiscais por parte do governo do Estado do Mato Grosso do Sul. A informação foi confirmada ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, pelo delegado regional da Polícia Federal, Cleo Mazzoti, e pelo superintendente da Controladoria Regional de Mato Grosso do Sul, José Paulo Barbieri, ambos à frente das investigações.

Na manhã de quinta-feira, 11, a sede da Eldorado, em Três Lagoas (MS), foi alvo de busca e apreensão de documentos da 4ª fase da Operação Lama Asfáltica, intitulada Operação Máquina de Lama e deflagrada pela Receita Federal, Polícia Federal, Ministério Público Federal e Controladoria-Geral da União (CGU).

De acordo com as investigações, a Eldorado e a JBS teriam pago ao todo, em 2014, cerca de R$ 10 milhões em propina a um grupo criminoso, formado por servidores públicos do governo do Mato Grosso do Sul, que concedia, em troca, isenções fiscais às empresas. A Eldorado e a JBS estariam envolvidas em um esquema de corrupção que reunia empreiteiras e duas empresas locatárias de máquinas de obra rodoviária, de acordo com o delegado Mazzoti

As locatárias Proteco Construções e ASE Participações alugavam maquinário para construção de rodovias a algumas empreiteiras, que fraudavam as licitações. Ainda segundo as análises dos agentes investigativos, os contratos eram superfaturados: identificou-se que o número de máquinas contratadas foi superior ao necessário para a realização das obras. Também foi verificado que o maquinário era subutilizado, o que deu margem para a Polícia Federal e a CGU alegarem que havia desvios de verba pública (cerca de R$ 125 milhões desviados pelas empreiteiras).

A Eldorado e a JBS, mesmo não tendo nenhuma relação com as obras rodoviárias, também teriam participado do esquema, com contratos fictícios de aluguel de máquinas de construção rodoviária para, especificamente, obterem isenção fiscal. Cerca de 20% do montante retido com os alívios tributários teriam sido pagos aos servidores públicos do Governo do Estado do Mato Grosso como propina.

“As investigações começaram com os desvios nas obras públicas. Depois, com análise dos inúmeros contratos, vimos que havia o viés de isenção tributária de algumas empresas como Eldorado e JBS. O fato de elas não terem nenhum negócio nas obras rodoviárias e nenhuma relação com o maquinário chamou atenção e abriu caminhos para a suspeita de fraude nos contratos e pagamento de propina”, afirma Barbieri, da CGU do Mato Grosso do Sul.

Mazzoti diz que a ação da Operação Máquinas de Lama, quinta-feira, na sede da Eldorado, em Três Lagoas, envolveu apenas a busca e apreensão de documentos para o andamento de novas investigações do esquema de pagamento de propinas em troca de isenção fiscal. Nenhum executivo das empresas da holding J&F foi citado.

A produtora de celulose do grupo J&F confirmou que a Polícia Federal realizou busca e apreensão em suas dependências, disse estar segura de que a questão será esclarecida e afirma que todas as suas atividades são realizadas dentro da legalidade. “A empresa se mantém à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos adicionais”, disse, por meio de nota.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

Polícia Federal investiga fraudes em repasses do BNDES


A Polícia Federal (PF) faz hoje (12) uma operação para investigar fraudes e irregularidades em aportes concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A Operação Bullish busca cumprir 37 mandados de condução coercitiva, sendo 30 no Rio e sete em São Paulo, e 20 mandados de busca e apreensão, sendo 14 no Rio e seis em São Paulo.

Segundo a Polícia Federal, a subsidiária BNDESPar, braço do banco voltado para a participação acionária em outras empresas, fez aportes de R$ 8,1 bilhões para aquisição de empresas, entre as quais estão frigoríficos, a partir de junho de 2007.

A investigação da PF verificou que, depois de contratar uma empresa de consultoria ligada a um parlamentar à época, os desembolsos da BNDESPar ocorreram de forma muito rápida. Além disso, de acordo com a PF, as transações foram feitas sem as garantias e sem a exigência de prêmio contratualmente previsto. Isso teria gerado prejuízos de R$ 1,2 bilhão aos cofres públicos.

Além dos mandados de condução coercitiva e de busca e apreensão, a Justiça decretou a indisponibilidade de bens de pessoas físicas e jurídicas suspeitas de participar direta ou indiretamente da composição acionária do grupo empresarial investigado.

Os controladores do grupo também estão proibidos, ainda em razão da decisão judicial, de promover qualquer alteração societária na empresa investigada e de se ausentar do país sem autorização judicial prévia. A Polícia Federal monitora cinco dos investigados que se encontram em viagem ao exterior.

Fonte: Agência Brasil
Leia Mais ››

Usuário de droga encontrado morto dentro de fosso de Elevador de antigo hospital


Um homem identificado apenas como Elenilson foi encontrado morto na manhã desta sexta feira 12 de maio dentro do fosso do elevador do antigo Hospital Duarte Filho localizado na Praça Cônego Estevam Dantas no Santo Antônio. 
Um irmão da vítima disse a polícia que estava com seu irmão ontem a noite por volta das 21horas e entraram pela janela do prédio para usar droga e em determinado momento o irmão caiu no buraco. 

Ele disse que tentou segurar o irmão mas não conseguiu e somente hoje é que a Polícia Militar foi acionada juntamente com o corpo de bombeiros e a polícia civil para o local. 

O perito criminal Jader Viana informou, que não descarta a hipótese de homicídio e somente com o exame de necropsia é que definirá a verdadeira causa da morte da vítima. 

Segundo o perito havia sinais de violências, mas pode ter sido causados pela queda de elevada altura.





Fonte: Fim da Linha
Leia Mais ››

Sargento do CBOM sofre tentativa de homicídio por arma branca em praia de Areia Branca RN


O sargento Zacarias do Corpo de Bombeiros de Mossoró, foi vítima de uma tentaiva de latrocínio no início da noite de quinta feira, 11 de maio, na Praia de Cristóvão, município de Areia Branca no litoral do Oeste Potiguar. 

De acordo com as informações, o militar estava em sua casa de praia e quando saiu para ir na residência de uma amigo, foi atacado por três criminosos armados de faca. 

O sargento ainda entrou em luta corporal com os bandidos, mas acabou sendo esfaqueado e tendo sua arma roubada pelos indivíduos. Ele foi socorrido para o Hospital Regional Tarcísio Maia em Mossoró, onde passou por porocedimentos cirúrgicos. 

A Polícia já tem os nomes dos suspeitos que esfaquearam o sargento e a motivação do crime teria sido, segundo a PM por causa de uma discursão. Zacarias teria acusado os indivíduos de um suposto furto em sua casa.

Fonte: Fim da Linha
Leia Mais ››