RÁDIO CIDADE AO VIVO

quinta-feira, junho 08, 2017

Polícia Civil de Pau dos Ferros/RN recupera outro aparelho celular roubado e prende dois receptadores.


Na tarde desta quinta-feira (08), por volta das 14h, a equipe da delegacia municipal de Pau dos Ferros, sob o comando do delegado Andson Rodrigo, prendeu pelo crime de receptação de coisa roubada as pessoas de Moisés Alexandre e Weslley Emanoel, residentes nos bairros Boa Vista e São Judas Tadeu, em Pau dos Ferros/RN. 

Moisés foi flagrado usando o aparelho celular LG/k8, cor preto com prata, fruto de um assalto praticado no dia 30.03.2017, no Bairro Nações Unidas, quando dois jovens numa moto tomaram da vítima o aparelho celular apreendido, conforme descrito no B.O 491/2017.

Moisés adquiriu o aparelho celular roubado através de uma troca com o seu amigo Weslley, que disse ter comprado o celular por 400,00 reais sem saber que era roubado. A polícia já possui o nome da pessoa que vendeu para Weslley e a polícia continua a investigação para localizá-lo nos próximos dias. 

O aparelho celular apreendido será devolvido ao seu legítimo prioritário mediante comprovação de propriedade.

Segundo o delegado municipal Andson Rodrigo, "a polícia civil segue investigando os pequenos assaltos ocorridos na cidade e o objetivo é identificar e prender os autores através dos receptadores."

Ao comprar qualquer celular, exija sempre alguma comprovação de origem lícita do objeto, como nota fiscal, recibo, caixa ou qualquer outro documento equivalente.

Não compre celular roubado, não alimente a criminalidade

Fonte: Grupo Cidadão 190
Leia Mais ››

Roubo no interior de farmácia em Pau dos Ferros/RN


Por volta das 11h30 desta quarta-feira (07), ocorreu um roubo à mão armada no interior de uma farmácia localizada na Rua São João, bairro são Benedito em Pau dos Ferros/RN.

De acordo com informações dois elementos com as seguintes características: estatura baixa, cor morena com rostos parcialmente cobertos, portando uma arma de fogo cada, sendo uma arma longa tipo espingarda calibre 12 e uma pistola, renderam funcionário e clientes e anunciaram o roubo, subtraindo quantias em dinheiro da farmácia e dos clientes, totalizando em torno de um mil e setecentos reais e ainda documentos pessoais de um dos clientes.

Após o crime os malévolos fugiram numa moto  de cor vermelha, sem placas e sem carenagem, em direção ao bairro Manoel Deodato.

A polícia militar realizou várias diligências, mas não localizou os suspeitos. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Fonte: Nosso Paraná RN
Leia Mais ››

Furto à residência em São Francisco do Oeste/RN


Por volta do meio dia desta quarta-feira (07), ocorreu um furto à residência no bairro Novo Horizonte, zona urbana de São Francisco do Oeste/RN.

De acordo com informações, o proprietário da casa se ausentou por alguns instantes e ao retornar encontrou a porta de trás da casa aberta. Logo a vítima percebeu que haviam revirado algumas roupas e que havia sido furtada a quantia de aproximadamente novecentos reais em dinheiro.

Fonte: Nosso Paraná RN
Leia Mais ››

Roubo à pessoa em Antonio Martins/RN


Por volta das 4h30, desta quinta-feira (08), no centro da cidade de Antonio Martins/RN, um homem de 42 anos de idade, foi vítima de roubo à mão armada. 

De acordo com informações dois elementos encapuzados e armados com arma curta, provavelmente revólver, renderam a vítima e subtraíram uma quantia em dinheiro e alguns pertencentes, em seguida fugiram com destino ignorado. A polícia militar realizou diligências, porém não conseguiu localizar os malévolos. O caso será a

Fonte: Nosso Paraná RN
Leia Mais ››

Carro do Prefeito de Felipe Guerra Haroldo Ferreira é tomado de Assalto em Natal


Na amanhã de hoje quinta-feira 08 de Junho de 2017, o Prefeito do Município de Felipe Guerra na região Oeste do Estado, o mesmo está cumprindo agenda na capital do Estado Natal junto com alguns membros da sua equipe administrativa.
Haroldo após sair do Carro junto com outras pessoas para ir um Escritório, deixou apenas o Motorista no veiculo e quando já estava retornando teria encontrado o Motorista correndo dizendo quer teria sido assaltado, o fato aconteceu no Bairro Lagoa Nova em Natal.
O nosso site manteve contato com o prefeito Haroldo, o mesmo disse que todas as medidas já foram tomadas um Boletim de ocorrência já foi confeccionado, a Polícia Militar e Civil já trabalha na investigação para encontrar o carro.
Haroldo disse que o Carro é Segurado e Rastreado, ele acredita que o veículo será logo encontrado, ainda de acordo com informações no Assalto era dois elementos que abordaram o Motorista pediram quer saísse do Veículo, após cometeram o Assalto os mesmo fugiram com destino ignorado.
O Veículo é uma Hilux de Cor Branca com Placas OWG–7663 Registro para o Município de Apodi.

Fonte: Santana Notícias
Leia Mais ››

Homem mata amante grávida por se negar a fazer aborto


A balconista Elisânia da Conceição Leal, de 40 anos, grávida de dois meses, foi assassinada pelo amante, um homem casado, porque se negava a fazer o aborto. O acusado, César Aparecido, de 22 anos, disse que sua mulher também estava grávida e ele temia ser abandonado por ela.

O crime aconteceu na noite de quarta-feira, 7, em Santa Isabel (SP), e o suspeito foi preso horas depois. Ele mesmo ligou para a polícia afirmando que tinha sido vítima de assalto e culpou os supostos assaltantes pela morte da mulher. Elisânia foi morta com golpes de martelo e uma facada no pescoço.

De acordo com a Polícia Civil, os policiais militares receberam a ligação de um homem informando que havia sido vítima de sequestro e obrigado a dirigir até uma estrada rural, onde os bandidos o fizeram matar uma mulher.

Os policiais localizaram o suspeito e foram até o local, encontrando o corpo da vítima ao lado do carro. Eles também localizaram a faca e o martelo usados no crime, mas desconfiaram da versão do suspeito. Isso porque o carro dele estava atolado no barro e não havia qualquer sinal dos supostos sequestradores

Na delegacia, ele acabou confessando que havia se casado recentemente e sua esposa estava grávida de oito meses, mas a amante também engravidara e não consentia com o aborto. Ele temia que a esposa o deixasse ao saber da traição.

De acordo com a Polícia Civil, César premeditou o crime e, após matar a mulher, tentou fugir, mas o carro encalhou na lama. O homem foi indiciado por feminicídio – homicídio praticado contra a mulher em razão da condição de sexo feminino.

César foi levado para o 1.o Distrito Policial de Guarulhos. Até a tarde desta quinta-feira (8), ele não tinha advogado constituído. O corpo de Elisânea passou por perícia no Instituto Médico Legal (IML) de Guarulhos e foi liberado para a família. O exame deve confirmar se ela estava grávida.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

Ex-diretor do FBI diz que Rússia tentou interferir na campanha presidencial

Ex-diretor do FBI, James Comey, durante depoimento no Senado (Foto: REUTERS/Jonathan Ernst)

James Comey, ex-diretor da polícia federal dos Estados Unidos (FBI), afirmou no Senado, nesta quinta-feira (8), não ter dúvidas de que a Rússia tentou interferir na campanha eleitoral que levou Donald Trump à presidência do país. Ele negou, porém, que o presidente tenha tentado interromper a investigação.

"Nenhuma [dúvida]", respondeu ao Comitê de Inteligência ao ser questionado sobre a interferência russa na disputa entre o republicano Trump e a democrata Hillary Clinton em 2016.

Para Comey, a Rússia exerceu ingerência nas eleições mediante a invasão dos sistemas de computadores do comitê nacional do Partido Democrata. No entanto, as informações que possuía não lhe permitem afirmar que o resultado da eleição foi manipulado.

Comey foi demitido repentinamente em maio, e as circunstâncias da sua saída não ficaram claras. Na época, o presidente alegou que o FBI estava em uma situação caótica.

Dias após seu afastamento, o “New York Times” divulgou um memorando em que Comey relatava o pedido de Trump para que ele encerrasse a investigação sobre um conselheiro de segurança nacional, Michael Flynn, que era suspeito de estar em contato com a Rússia durante a campanha presidencial.

No início da sessão desta quarta, o presidente da Comissão, o senador Richard Burr, perguntou diretamente: "em algum momento o presidente lhe pediu para interromper a investigação sobre a ingerência russa nas eleições em 2016?". Comey disse apenas "não".

Comey disse ter interpretado a conversa com Trump sobre a investigação envolvendo Flynn como uma "instrução". Segundo ele, a preocupação no FBI era a de não contaminar a equipe de investigação. "Não queríamos que os agentes soubessem o que o presidente havia pedido. Quando parte do presidente, tomo isso como uma instrução", disse, de acordo com a France Presse.

Porém, ele ressaltou que não lhe cabe definir se este fato constituía uma tentativa de atrapalhar o trabalho da Justiça. "Não acho que deva dizer se as conversas que tive com o presidente foram obstrução à Justiça. Foi uma coisa muito perturbadora, desconcertante", afirmou.

 James Comey, ex-diretor do FBI, durante depoimento em Washington  (Foto: REUTERS/Jim Bourg)
James Comey, ex-diretor do FBI, durante depoimento em Washington (Foto: REUTERS/Jim Bourg)

Difamação

Comey reiterou que Trump tinha reconhecido seu bom desempenho à frente da corporação e tinha feito elogios em várias ocasiões. “Eu entendi que estava fazendo um bom trabalho. Fiquei confuso quando soube pela imprensa que tinha sido demitido por causa da investigação sobre a Rússia. Isso não fazia nenhum sentido para mim”, declarou.

"Talvez seja devido à forma pela qual comandava a investigação [sobre a suposta interferência do Kremlin nas eleições americanas] e pela pressão que isso exercia sobre ele", disse, segundo a Efe.

“Embora a lei não exija nenhum motivo para demitir o diretor do FBI, a administração [Trump] escolheu me difamar e, mais importante, difamar o FBI ao dizer que a organização estava em desordem, e que a força de trabalho havia perdido confiança em seu líder", afirmou, citado pela Reuters.

"Isso era mentira, clara e simplesmente. E eu sinto muito que os funcionários do FBI tenham tido que ouvir isso, e que o povo americano tenha ouvido isso", lamentou.

Perguntas 'insultantes'

De acordo com a CNN, a Casa Branca respondeu às acusações de Comey e chamou de "insultantes" as perguntas que colocam em dúvida a honestidade de Trump. "O presidente não é um mentiroso".

Na audiência, o ex-diretor afirmou que o FBI é honesto, forte e independente e que funcionará com ou sem ele.

Comey também garantiu que documentou seus encontros a sós com o presidente Trump, porque temia que o republicano mentisse sobre o conteúdo das conversas posteriormente. "Estava honestamente preocupado pelo fato de que ele pudesse mentir sobre a natureza de nossos encontros", declarou, segundo a Efe.

"Sabia que poderia chegar ao dia no qual pudesse precisar de um registro do que ocorreu não só para me defender, mas também para defender o FBI", completou o ex-diretor, que está sob juramento.

Quando anunciou a demissão de Comey, em maio, Trump tuitou uma ameaça velada para que se mantivesse em silêncio, sugerindo que poderia ter gravações das conversas entre eles.

Comey deixou claro que não ficou intimidado: "vi a mensagem no Twitter sobre as gravações. Eu espero que haja gravações", disse, segundo a France Presse.
Deste caso dependerá o futuro da administração de Donald Trump, que tem tido dificuldades para concretizar as reformas prometidas. A popularidade do 45º presidente dos Estados Unidos estava nesta semana em um nível historicamente baixo, com apenas 38% de opiniões favoráveis, segundo o Gallup.

Fonte: G1
Leia Mais ››

A pista que pode resolver o mistério de sinal de SOS em região remota da Austrália

O sinal, feito de pedras, foi visto por um piloto de helicóptero (Foto: WA Police)

A polícia australiana disse que pode ter descoberto quem deixou um sinal de SOS feito de pedras em uma parte remota do país.

As pedras foram encontradas por um piloto de helicóptero no mês passado, o que levantou a possibilidade de alguém estar perdido na região, na Austrália Ocidental.

Na época, a polícia realizou buscas por ar e por terra, sem encontrar "qualquer vestígio de atividade humana recente".

Os policiais agora acreditam que fora um pedido de socorro genuíno, deixado por um homem e uma mulher que ficaram presos ali em 2013, após seu barco ter encalhado na costa.

A polícia disse que o irmão do homem entrou em contato depois de ler sobre o caso na BBC.

Mapa mostra região em que casal pediu socorro, na Baía de Swift (Swift Bay) Image caption Mapa mostra região em que casal pediu socorro, na Baía de Swift (Swift Bay) (Foto: BBC)
Mapa mostra região em que casal pediu socorro, na Baía de Swift (Swift Bay) Image caption Mapa mostra região em que casal pediu socorro, na Baía de Swift (Swift Bay) (Foto: BBC)

Este homem, chamado John, contou que seu irmão, identificado apenas como Robert, e uma companheira estavam a bordo de um iate que encalhou na Baía de Swift, cerca de 500 km da cidade de Broome em 2013.

A dupla então entrou em um bote salva-vidas que acabou sendo "atacado por crocodilos", mas que chegou à terra com segurança. Foi então que fizeram o sinal de SOS.

O sargento Dave Rudd, da polícia local, relatou que eles teriam sobrevivido à base de rações de emergência depois de encontrar água potável - e acabaram sendo resgatados por outro iate que passava pelo local.

A polícia contou que eles não conseguiram falar diretamente com Robert porque ele estaria em um barco no mar Mediterrâneo, mas que viram fotos mostrando o sinal de emergência tiradas na época em que o casal estava em perigo.

"Podemos ver pela foto que é o mesmo local e o mesmo SOS", disse Rudd. "Estamos muito confiantes de que é verdade, mas ainda temos algumas questão a esclarecer."

Fonte: G1
Leia Mais ››

A PhD catadora de lixo que revolucionou coleta e inspirou reciclagem no Líbano

Zeinab Mokalled, libanesa que organizou equipe feminina de coleta de lixo  (Foto: BBC)

Uma mulher de 81 anos que organizou uma equipe feminina de coletoras de lixo em sua cidade no Líbano agora vive ouvindo perguntas sobre como fez isso.
O acúmulo de lixo e a falta de aterros sanitários são um sério problema no país. Durante nove meses em 2015 e 2016, pilhas de lixo foram espalhadas pelas ruas da capital, Beirute, e até hoje a solução tem sido jogar parte do lixo no mar.
Zeinab Mokalled provou que, quando o governo falha, iniciativas locais no estilo "faça você mesmo" podem funcionar.
"Havia sujeira por todo canto e as crianças estavam imundas", diz Zeinab Mokalled.
Ela está relembrando os anos 1980 e 1990, quando Israel ocupou parte do sul do país, por 15 anos, e o recolhimento de resíduos foi interrompido em sua cidade, Arabsalim.
Com o passar dos anos, o lixo foi se acumulando e Mokalled foi pedir ajuda ao governador da região.
"Por que você se importa? Não somos Paris", respondeu ele.
"Eu soube naquele dia que eu tinha que fazer algo eu mesma".
Mokalled chamou as mulheres de seu vilarejo para ajudar - em parte porque queria empoderá-las e também porque acreditava que elas fariam um trabalho melhor.

Khadija Farhat comprou um caminhão para coletar itens recicláveis (Foto: BBC)
Khadija Farhat comprou um caminhão para coletar itens recicláveis (Foto: BBC)

Além disso, organizar a reciclagem doméstica e colocar o lixo para fora eram tarefas que já vinham sendo realizadas por mulheres.
Zeinab precisava, então, de voluntárias para bater de porta em porta e falar sobre a iniciativa - e colocar homens para fazer isso em uma comunidade libanesa muçulmana em meados dos anos 1990 não seria apropriado.
Elas não tinham equipamentos nem infraestrutura. Então por onde começar?
Uma amiga de Mokalled, Khadija Farhat, comprou um pequeno caminhão com dinheiro de seu próprio bolso. Mokalled ofereceu seu próprio jardim como depósito de lixo reciclável.
Não parecia provável que os 10 mil moradores da cidade pagariam para ter seu lixo coletado, então as voluntárias resolveram arcar com esse custo. E 19 anos depois, elas continuam fazendo o mesmo - cada uma dos 46 membros da equipe paga cerca de US$ 40 (R$ 130) por ano.
"A reciclagem caseira era a melhor solução", diz Mokalled, que chamou a organização de "Chamado da Terra".
Elas começaram reciclando vidro, papel e plástico. Recentemente, começaram a coletar lixo eletrônico e contrataram um pesquisador para descobrir a melhor forma de fazer compostagem nas condições secas e quentes do sul do Líbano.
A única ajuda que as catadoras de lixo receberam das autoridades locais, após três anos de trabalho, foram 300 cestas de plástico e um terreno de presente, o que permitiu que Mokalled recuperasse seu jardim.
Ao mesmo tempo, elas começaram a alugar um pequeno caminhão além do de Farhat, e contrataram um motorista homem - apesar de sempre acompanhá-lo para garantir que ele não se aproxime de mulheres sozinho.
Depois de 10 anos, elas ganharam uma doação da embaixada italiana para construir um depósito, que é onde Mokalled agora recebe visitantes - crianças, estudantes e ativistas - que vêm estudar como o Chamado da Terra funciona.
Os problemas relacionados a lixo aumentaram no país desde o fechamento do principal aterro de Beirute em 2015, o que levou à concentração de resíduos na cidade e na área no entorno do Monte Líbano.
As tentativas de encontrar um novo local para despejar o lixo da cidade foram infrutíferas. Nenhum dos grupos étnicos que tradicionalmente disputam o poder no país - cristãos, sunitas ou xiitas - quis receber o aterro. O governo, então, anunciou que exportaria o lixo - mas reverteu a decisão meses depois.
O lixo, no entanto, tinha que ir para algum lugar, e acabou sendo despejado perto do aeroporto. Só que isso atraiu bandos de gaivotas, que viraram um perigo para os aviões. Iniciativas de matar as gaivotas a tiros provocaram ondas de protesto, então foram usadas máquinas para tocar música alta e assustá-las. Uma decisão da Justiça exigiu o fechamento do local, mesmo assim, as gaivotas continuam circulando sobre a área.
Para piorar, um antigo aterro sanitário foi reaberto. Além de trazer novos resíduos, caminhões estão levando lixo velho - em parte, contaminado por químicos - e jogando o entulho no mar Mediterrâneo.
A longo prazo, o governo diz que quer queimar o lixo e gerar eletricidade a partir dele. Mas críticos temem que eles não lidem com a questão direito e que os plásticos e outros materiais capazes de criar fumaça tóxica sejam queimados junto a resíduos orgânicos limpos.
Por isso, talvez não seja tão surpreendente que o simples esquema de reciclagem pela comunidade, bolado por Zeinab Mokalled, atraia tanta atenção.
As mulheres do vilarejo vizinho de Kaffaremen recentemente começaram sua própria iniciativa, que é parecida com a de Mokalled, a única diferença é que é mantida pelo dinheiro dos moradores, não das voluntárias. Outra cidade próxima, Jaarjoua, também decidiu seguir o mesmo modelo.
"Quando olho para elas, é como olhar para nós mesmas há 20 anos", diz Mokalled.
Quando criança, ela dava aulas de literatura árabe para algumas das voluntárias de Kaffaremen. Agora, ela é sua mentora em questões ambientais.
"Vocês vão enfrentar muitos desafios, mas é tudo uma questão de paciência e determinação", diz a elas.
Wafaa, uma das ex-alunas de Mokalled, aperta com firmeza sua mão e diz: "Ela é um exemplo para mim. Ela nunca desistiu".
Além de garantir que Arabsalim esteja limpa, Mokalled ainda arranjou tempo para fazer um doutorado em Estudos Árabes, conquistado quando tinha 70 anos.
Do que ela mais se orgulha?
"Plantar a ideia na cabeça das pessoas de que cuidar do planeta é nossa responsabilidade nesta parte do mundo. Se o fizermos ou não, os políticos não vão se importar. Depende de nós. Se todos fizessem o que fizemos em Arabsalim, o Líbano não teria problemas com lixo".

Fonte: G1
Leia Mais ››

Santos anuncia Levir Culpi como novo técnico: "Vamos para cima deles"

Levir Culpi assina contrato com o Santos (Foto: Reprodução)

O Santos anunciou a contratação do técnico Levir Culpi nesta quinta-feira. A negociação estava acertada desde a última terça após dois dias de longas reuniões entre diretoria e treinador. O novo comandante assume a equipe a partir da próxima segunda-feira e fará a estreia no clássico contra o Palmeiras, dia 14, na Vila Belmiro.
Levir esteve no Pacaembu na última quarta-feira na vitória por 1 a 0 do Santos sobre o Botafogo, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, mas deixou o estádio antes do gol de Victor Ferraz, nos acréscimos. Após a confirmação do clube, o técnico escreveu em suas redes sociais suas primeiras palavras como treinador do Peixe.
– Completo esse ano 50 anos de futebol e ganhei de presente o convite para treinar o Santos. Estou motivado com a oportunidade de ter pela frente uma Libertadores, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro como objetivos. Juntos estaremos mais próximos das conquistas, separados não teremos chances. Falando num português bem claro: “Tamojunto” – escreveu o técnico.
Ao vivo em uma rede social, o treinador fez elogios à qualidade da equipe e convocou a torcida para ajudar nesse processo de recuperação no Campeonato Brasileiro. O Peixe ainda tem pela frente as quartas de final da Copa do Brasil, contra o Flamengo, e as oitavas da Taça Libertadores, sem adversário.
– O Santos tem um ótimo time. Se estivermos juntos, unidos, com a torcida do nosso lado, a chance de vitória é muito grande. Quero extrair o melhor de cada jogador, envolver todos ao máximo no trabalho. Vamos dar tudo de nós. Vamos para cima deles – disse.
Levir tem 64 anos e estava desempregado desde novembro de 2016, quando foi demitido do Fluminense. Nesse período, chegou a ser cotado para assumir a Chapecoense, Bahia e Internacional.
Com passagens por diversos clubes do futebol brasileiro, Culpi vai dirigir o Peixe pela primeira vez. Seus títulos de maior expressão são os da Copa do Brasil pelo Cruzeiro, em 1996, e pelo Atlético-MG, em 2014.

Fonte: Globo Esporte
Leia Mais ››

Em CPI da Previdência, JBS é questionada sobre operações com dólar e delação


Convidado para responder a perguntas sobre a dívida da empresa com INSS, o gerente Jurídico da área tributária do frigorífico JBS, Fabio Chilo, foi questionado por senadores nesta quinta-feira (8), durante audiência da CPI da Previdência, sobre temas como o processo de delação premiada de executivos da companhia e operações no mercado financeiro que estão sob investigação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
Parlamentares, entre eles o relator da CPI, Hélio José (PMDB-DF), quiseram saber detalhes sobre a compra de dólares que gerou lucros para a empresa. A operação foi feita pouco antes da divulgação de detalhes das delações, que desencaderam grave crise política no governo Michel Temer e instabilidade no mercado financeiro, com disparada do dólar.
Além de questionar a compra de dólares, Hélio José pediu a lista de sócios do grupo J&F, que controla a JBS.
Outro integrande da base do governo Temer, o senador Lasier Martins (PSD-RS) perguntou sobre os financiamentos "com juros generosos" concedidos à empresa pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
De acordo com Martins, a "JBS se tornou uma empresa emblemática na crise institucional que o país está vivendo."
Em resposta aos questionamentos feitos fora do tema da dívida previdenciária da empresa, Chilo foi cuidadoso e apontou que não tinha legitimidade para esclarecer os questionamentos. Ele disse que repassaria os questionamentos para outras áreas da empresa.
Os senadores incluíram perguntas sobre a composição societária da empresa e a delação dos executivos do grupo, entre eles Wesley e Joesley Batista.
Audiência
Na audiência desta quinta, a JBS foi uma das cinco convidadas para falar sobre as dívidas previdenciárias de empresas do setor de carnes. Representantes de apenas três delas compareceram.
Os representantes da JBS, Marfrig e Swift Armour reclamaram da demora da Receita Federal em pagar os créditos tributários aos quais as empresas têm direitos e que são dados pelo governo a empresas que exportam.
Heraldo Geres, da Marfring Global Foods, afirmou que a Receita Federal é rápida em cobrar impostos, mas lenta em liberar os créditos das empresas. Segundo ele, essa lentidão gera prejuízo para as companhias, já que os créditos tributários não têm nenhum tipo de correção.
O direito a esses créditos, por exemplo, é o argumento da JBS para afirmar que não deve R$ 2,4 bilhões à Previdência, como diz a Receita Federal. Segundo Chilo, a empresa tem R$ 1,5 bilhão em créditos tributários homologados.
"A diferença entre os R$ 2,4 bilhões da dívida divulgada e de R$ 1,5 bilhão de créditos refere-se a multas e encargos, que a empresa acredita que não deve, já que havia autorizado a compensação na data de vencimento. Ela fez o pagamento, mediante a compensação no prazo", afirmou.
Felipe Ricetti Marques, da Swift Armour, também destacou que a empresa tem mais crédito a receber da Receita Federal do que dívida com a Previdência.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Homem-bomba de Manchester se radicalizou no Reino Unido em 2015, dizem investigadores líbios

Hashem Abedi, irmão de Salman Abedi (Foto: Reprodução/Facebook/Hashem Abedi)

O homem-bomba que matou 22 pessoas em um show em Manchester no mês passado se radicalizou em 2015 enquanto morava no Reino Unido, disse seu irmão a investigadores de contraterrorismo líbios em Trípoli.

Hashem, irmão de Salman Abedi, também disse que ele comprou equipamento para o ataque no Reino Unido, embora não soubesse onde ele seria realizado, disse à Reuters Ahmed Bin Salem, porta-voz da Força Especial de Dissuasão de Trípoli (Rada).

A Rada é uma força de contraterrorismo alinhada ao governo de Trípoli, que tem apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). Ela deteve o pai de Salman Abedi, Ramadan, e seu irmão mais novo, Hashem, nos dias seguintes ao atentado, e os está interrogando, assim como outros familiares.

"Hashem disse que ele e Salman conheceram a ideologia do Daesh [Estado Islâmico] em Manchester em 2015 pela internet e por alguns amigos no Reino Unido", disse Bin Salem.

"Ele acrescentou que eles costumavam assistir vídeos e que se solidarizavam com crianças da Síria e queriam fazer algo para ajudar o Daesh."

Salman e Hashem voaram para a Líbia no dia 18 de abril, informou Bin Salem. Salman voltou para Manchester cerca de uma semana antes do ataque depois de dizer aos pais que iria fazer uma peregrinação à Meca.

"Hashem disse que ele comprou para Salman todas as coisas necessárias para o ataque no Reino Unido e acrescentou que Salman planejava realizar um ataque, mas ele não sabia onde", disse Bin Salem, que ainda informou que Salman ligou para Trípoli em 15 de maio para "dizer adeus à sua família antes do ataque".

Imagem de câmera de segurança mostra Salman Abedi, em um lugar não revelado, na noite do atentado na Arena Manchester (Foto: Polícia de Manchester via AP)
Imagem de câmera de segurança mostra Salman Abedi, em um lugar não revelado, na noite do atentado na Arena Manchester (Foto: Polícia de Manchester via AP)
Fonte: G1
Leia Mais ››

MPF denuncia seis pessoas por crimes referentes à investigação da 40º fase da Operação Lava Jato


O Ministério Público Federal (MPF) denunciou seis pessoas por crimes como corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A denúncia, apresentada à Justiça Federal nesta quinta-feira (8), é referente à 40ª fase da Operação Lava jato, que foi deflagrada no dia 4 de maio.

Segundo o MPF, houve pagamento de R$ 150 milhões em propinas relacionadas à Área de Gás e Energia da Petrobras. O esquema aconteceu entre 2003 e 2016.
Veja a lista dos denunciados:

Márcio de Almeida Ferreira, ex-gerente da Petrobras – organização criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Edison Krummenauer, ex-gerente da Petrobras - organização criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro;

Maurício Guedes, ex-gerente da Petrobras - corrupção passiva;

Luis Mario da Costa Mattoni, empresário administrador da Andrade Gutierrez – corrupção ativa e lavagem de dinheiro;

Marivaldo do Rozario Escalfoni, empresário da Akyzo- organização criminosa, corrupção ativa e lavagem de dinheiro;

Paulo Roberto Fernandes, empresário da Liderroll - organização criminosa, corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

As defesas de Luiz Maro da Costa Mattoni, Marivaldo do Rozario Escalfoni e Paulo Roberto Fernandes não vão se manifestar sobre a denúncia.

O advogado de Márcio de Almeida Ferrira informou que ainda não teve acesso à denúncia, e que vai se pronunciar apenas após ter conhecimento do conteúdo da mesma.

O G1 tenta contato com os outros denunciados.

A denúncia

A investigação se baseou em provas obtidas por meio de quebras de sigilo telemático, bancário e fiscal dos envolvidos, como também pelos depoimentos de outros ex-gerentes da Petrobras e empreiteiros que firmaram colaboração premiada com o MPF.

De acordo com os procuradores, a Akyzo e a Liderrol faziam contratos falsos com fornecedoras tradicionais da Petrobras, como Andrade Gutierrez, Odebrecht, Carioca Engenharia e Queiróz Galvão, para intermediar e repassar as propinas a funcionários da estatal.

Foi nas contas dessas empresas que a força-tarefa encontrou registro de créditos de mais de R$ 150 milhões, após a quebra do sigilo bancário.

Veja abaixo quais as obras envolvidas na fraude, segundo a denúncia:

Gasoduto Catu-Pilar;

GNL Baía da Guanabara/RJ;

Terminal aquaviário de Barra do Riacho;

Terminal de Regaseificação da Bahia;

Montagem do gasoduto Urucu-Manaus (trecho Coari).

Conforme a denúncia, os empresários Escalfoni e Fernandes atuavam como intermediários entre as empresas que tinham interesse em obter contratos com a Petrobras e os funcionários corruptos.

Os ex-gerentes da estatal forneciam informações privilegiadas para as empresas indicadas pelos intermediários vencerem as licitações da área de Gás e Energia da Petrobras.

Para os procuradores, os empresários da Akyzo e Liderrol eram operadores do esquema.

“Esses operadores atuavam como verdadeiros lavadores de dinheiro profissionais, fazendo o dinheiro proveniente das empresas do primeiro núcleo [que tinham contratos com a Petrobras] chegar até os funcionários públicos corruptos do segundo núcleo”, diz a denúncia.

A propina do esquema, que, em regra, equivalia a 1% do valor total dos contratos, era repassada de três formas, ainda de acordo com o MPF:

Entrega de dinheiro em espécie;

Pagamento de despesas pessoais dos agentes públicos;

Operação de dólar cabo, usando transações cruzadas entre a Suíça e o Brasil para depósito em conta oculta de Krummenauer naquele país.

Ao se referir ao pagamento de propina por meio de despesas pessoais, a denúncia descreve compras de móveis feita por Marinaldo e entregues na casa de Edison, em 2011 e 2012, que totalizaram mais de R$ 50 mil. Para os procuradores, não há justificativa lícita para a transação.

Os empresários Marivaldo e Paulo Roberto, e o ex-gerente Márcio estão presos preventivamente, por tempo indeterminado, desde 4 de maio deste ano, quando foi realizada a 40ª fase da Lava Jato.

Repatriação

O ex-gerente da estatal Márcio de Almeida Ferreira, de acordo com o MPF, tinha R$ 48 milhões em contas nas Bahamas e, no fim de 2016, fez a regularização cambial do montante, alegando que os recursos vieram da venda de um imóvel.

Conforme o procurador Diogo Castor de Mattos, Márcio de Almeida Ferreira pagou tributos sobre o valor repatriado e, assim, "esquentou" o dinheiro que "certamente tem origem em propina proveniente de corrupção na Petrobras".

Os procuradores da força-tarefa da Lava Jato afirmaram que, com a regularização cambial, o patrimônio do denunciado pulou de R$ 9.220.274,21 para R$ 54.506.461,07 em 31 de dezembro de 2015.

Reparação dos danos

O MPF também pediu a reparação de danos no valor total das transações relacionadas à denúncia, de R$ 150 milhões. Para a restituição, foi solicitado o confisco de valores identificados como produtos dos crimes.

A força-tarefa também pediu o confisco de R$ 50 milhões de Márcio de Almeida Ferreira, referentes aos valores de regularização cambial.

Fonte: G1
Leia Mais ››

'Cemitério de motos' tem modelos em decomposição no Paquistão

'Cemitério de motos' no Paquistão (Foto: REUTERS/Akhtar Soomro)

Uma cena que pode chocar fãs de motos acontece em Karachi, no Paquistão.
Imagens desta quarta-feira (7) mostram um centro do governo para armazenar veículos apreendidos ou que sofreram algum tipo de acidente.
Conhecido como Nazarath, o local parece mais um "cemitério de motos", com unidades já em estado de decomposição.

Veículos estão em estado de decomposição (Foto: REUTERS/Akhtar Soomro)

Fonte: G1
Leia Mais ››

Polícia Civil faz operação para fiscalizar carnes com selos adulterados em Curitiba


A Polícia Civil deflagrou uma operação para fiscalizar vários locais que comercializam carnes em Curitiba nesta quinta-feira (8). A ação foi batizada de "Espeto Corrido" e investiga a procedência dos produtos e a adulteração de selos.
A operação está sendo realizada em conjunto com a Vigilância Sanitária, Receita Federal, Prefeitura de Curitiba, entre outros órgãos.
Conforme a Polícia Civil, esta ação não tem nenhuma relação com a Operação Carne Fraca, que apura o envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Livro infantil de contos que cita temática do incesto será recolhido em escolas, diz MEC

Livro reconta contos populares  (Foto: Cíntia Borges / Editora Rocco)

O ministro da Educação, Mendonça Filho, resolveu recolher 93 mil exemplares do livro de contos "Enquanto o sono não vem", distribuídos em escolas públicas de ensino fundamental e recomendados para alunos do primeiro ao terceiro ano, entre 6 e 8 anos. As primeiras reclamações sobre o livro surgiram no Espírito Santo, onde a obra já tinha sido recolhida por secretarias locais.
A decisão do MEC se baseia em um parecer técnico da Secretaria de Educação Básica (SEB), que considera a obra inadequada por causa do conto "A triste história de Eredegalda", que trata a história de um rei que quer se casar com uma de suas filhas.
O parecer técnico demonstra que o texto de obras literárias deve ser adequado não só às competências linguísticas e textuais do aluno, mas também à experiência de vida daquele leitor. "As crianças no ciclo de alfabetização, por serem leitores em formação e com vivências limitadas, ainda não adquiriram autonomia, maturidade e senso crítico para problematizar determinados temas com alta densidade, como é o caso da história em questão", garante o parecer, em referência ao conto.
A obra faz parte do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e foi avaliado e aprovado, em 2014, pelo centro de Alfabetização, Leitura e Escrita da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais. Os 93 mil exemplares serão recolhidos das escolas de nível fundamental e serão redistribuídos em bibliotecas públicas de todo Brasil.
A história
A obra é de autoria de José Mauro Brant e foi publicada pela Editora Rocco, No livro, existe uma descrição, explicando a origem da história. “A história da princesa assediada pelo próprio pai aparece em vários lugares do Brasil com nomes diferentes: ‘Silvaninha’, ‘Valdomira’, ‘Faustina’. A versão aqui incluída foi inspirada em uma recolhida em Barbacena, Minas Gerais, e foi acrescida dos versos de um acalanto denominado ‘Lá vem vindo um anjo’”.
Em entrevista ao G1 ES, o autor disse acreditar que a polêmica gerada em torno da obra tenha sido causada por falta de informação de capacitação dos profissionais. “Há uma desinformação do que é o conto folclórico e dos contos de fada, que são territórios que abordam assuntos delicados. A gente está falando de um universo simbólico. É uma história que dá voz a uma vítima”, disse.
A UFMG, que analisou as obras do PNAIC, disse que a polêmica "trata-se de um julgamento indevido construído por leitura equivocada".
"Aparentemente, alguns leitores desavisados consideraram que, por conta dessa temática, a narrativa seria inadequada para crianças. O mesmo pode acontecer com o tema do sequestro, presente na narrativa 'Canta, canta meu surrão'. Trata-se, em ambos os casos, de um julgamento indevido construído por leitura equivocada do romance, do reconto, da tradição oral e do lugar da literatura na formação da criança", diz um trecho a nota técnica enviada pela UFMG.

Livro infantil gera polêmica (Foto: Reprodução)
Livro infantil gera polêmica (Foto: Reprodução)

Fonte: G1
Leia Mais ››

Renan pede nova data para prestar depoimento


O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) pediu ao juiz Sérgio Moro a remarcação da data para prestar depoimento como testemunha de defesa de Jorge Luz e do filho dele, Bruno Luz, apontados como operadores financeiros do PMDB. O senador alega “excesso de compromissos parlamentares” para justificar o pedido. 

Na petição encaminhada à Justiça Federal no Paraná, o advogado de Renan Calheiros, Luís Henrique Machado, argumenta que o senador possui muitos compromissos na próxima semana e destaca que o feriado do dia 15 de junho comprimiu ainda mais a agenda. Na petição, o advogado solicita que uma nova data seja agendada a partir do dia 20 de junho, preferencialmente entre terça-feira e quinta-feira, no período matutino.

Como o blog mostrou na última semana, Renan Calheiros já havia pedido para ser dispensado da oitiva e alegou que o depoimento poderia afetar seu direito de defesa em outro processo no qual o parlamentar é réu. O juiz Sérgio Moro negou o pedido e afirmou que o senador pode usar o direito ao silêncio durante seu depoimento.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Empresária recebe Bolsa Família por seis anos e é condenada a devolver R$ 14 mil


Uma empresária de Lastro, no Sertão da Paraíba, foi condenada a devolver R$ 14.574 por receber, de forma fraudulenta, o benefício do Programa Bolsa Família, por seis anos. De acordo com a decisão da Justiça Federal, a mulher teve a pena de um ano e oito meses de prisão convertida em prestação de serviços comunitários, durante uma hora por dia, no período da pena inicial.
A sentença foi publicada no Diário da Justiça na terça-feira (6). A denúncia feita pelo Ministério Público Federal (MPF) indicava que a mulher teria recebido o benefício entre os meses de janeiro de 2009 e abril de 2015.
Segundo o MPF, a empresária omitiu informações sobre a renda familiar mensal durante o cadastro do programa, de forma a se enquadrar nos requisitos necessários para ser beneficiária do Bolsa Família.
Conforme a decisão judicial, a mulher é empresária do ramo alimentício, possuindo um mercado de pequeno porte construído ao lado da casa dela, além de ter um automóvel. Para descaracterizar a propriedade dos bens, a mulher teria dito em juízo que o estabelecimento pertencia a uma irmã, mas não apresentou provas. Os documentos anexados ao processo comprovaram que a empresa está constituída no nome da denunciada, segundo a Justiça.
O processo mostra ainda que a mulher teria alegado que o comércio rendia cerca de R$ 600 em meses de fraco movimento, e que o marido dela tinha uma renda de R$ 300, de modo que mesmo que ela não fosse proprietária do estabelecimento, ainda assim não satisfaria as condições para receber o benefício.
Na decisão, do juiz federal substituto Diego Guimarães, foi fixada a pena de um ano e oito meses de reclusão, além de 26 dias de multa, com cada multa fixada em 1/30 do salário mínimo à época dos fatos. No mesmo documento, o juiz substituiu a pena privativa de liberdade pelo regime aberto e restritiva de direitos.
Além de realizar serviços comunitários e devolver o valor recebido indevidamente, com as correções monetária, a ré foi condenada a depositar o valor de R$ 2 mil em uma conta judicial, que vai ser destinado a entidades públicas.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Operação da PF desarticula esquema de fraude contra INSS, com prejuízo de R$ 2,3 milhões

A Operação Monte Gordo cumpre seis mandados de prisão preventiva e outros seis de busca e apreensão em Camaçari,e Nilo Peçanha nesta quinta-feira (8) (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

A Operação "Monte Gordo" cumpre seis mandados de prisão preventiva e outros seis de busca e apreensão em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador e Nilo Peçanha, no sul do estado, na manhã desta quinta-feira (8). O objetivo é desarticular um organização criminosa especializada em fraudar o INSS, que já deu prejuízo de R$ 2.300.000 aos cofres da Previdência.
Conforme a Polícia Federal, as investigações apontam que o grupo, formado por cerca de seis integrantes, atuava desde 2009 e exerciam, mediante fraudes, as funções de procuradores em benefícios assistenciais à pessoa idosa. A quadrilha criava pessoas fictícias por meio de documentos não confiáveis e procurações falsas concedidas aos fraudadores, para que o saque dos benefícios fossem feitos.
O prejuízo milionário é referente a 54 benefícios que foram analisados pela Inteligência Previdenciária. De acordo com a Polícia Federal, o valor do rombo evitado com a operação, é de R$ 2.860.000, se considerar a expectativa de vida na tabela do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).
Além da Bahia, o estado de Minas Geriais também possui mandados em cumprimento. Participam da operação cerca de 40 policiais federais, seis servidores da Secretaria da Previdência do Ministério da Fazenda e dois servidores do INSS.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Homem se amarra no TSE e diz que só se solta após Temer cair


Um protesto individual está sendo feito na entrada do Tribunal Superior Eleitoral, o TSE. Um homem se amarrou à uma placa e prometeu só sair de lá após a queda do presidente da República, Michel Temer, do PMDB.

“Estou amarrado simbolizando a população que não sabe se manifestar, que soube voltar mas não sabe se manifestar”, disse o homem identificado como André Rouglas, de 56 anos.

Temer e a ex-presidente Dilma Rousseff, do PT, estão sendo julgados esta semana no TSE. O julgamento pode resultar na cassação do presidente e na perda dos direitos políticos da petista.

*Com informações da Rádio Jornal.

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

Maioria dos trabalhadores usou dinheiro do FGTS para pagar dívidas


A maior parte dos trabalhadores que recebeu dinheiro das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) usou os valores para quitar dívidas, segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

O levantamento aponta que 38% pagaram dívidas em atraso e 4% usaram o dinheiro para pagar uma parte das pendências. O dinheiro foi usado para despesas do dia a dia por 29% dos entrevistados. Já 19% optaram por poupar. Outra parcela – 14% – pagou contas não atrasadas, como crediário e prestações da casa ou do carro e 13% fizeram compras.

A pesquisa, realizada em 12 capitais, também ouviu pessoas que ainda vão sacar o benefício, já que respondem por 86% do total de saques. Entre elas, 27% pretendem quitar pendências e 28% vão regularizar ao menos parte das dívidas.

Despesas

Pagamento de despesas do dia a dia será o destino do dinheiro de 24% dos beneficiários e 20% planejam poupar. Em menor percentual, apenas 4% vão comprar itens como roupas e calçados. Entre os entrevistados, 3% utilizarão o dinheiro extra para viajar e 2% querem aproveitar o recurso para compra de automóvel.

Para Honório Pinheiro, presidente da CNDL, a opção dos brasileiros pelo pagamento de dívidas é positiva para o comércio e para a economia do país, já que o crescimento da inadimplência com a crise prejudicou o planejamento do comércio e o acesso ao crédito.

Fonte: Agência Brasil
Leia Mais ››

Procurador-Geral denuncia Carlos Eduardo por pedalada fiscal


O Procurador-Geral de Justiça, Rinaldo Reis Lima, ofereceu ao Tribunal de Justiça, nesta quinta-feira (8), denúncia contra o Prefeito de Natal, Carlos Eduardo Nunes Alves, pela captação indevida, nos anos de 2015 e 2016, de tributos que somente seriam devidos nos anos subsequentes (2016 e 2017, respectivamente).

A antecipação teve como objeto o IPTU, a Taxa de Lixo, a COSIP e a TSD (Taxa sobre Serviços Diversos), e resultou na arrecadação de cerca de R$ 46 milhões em dezembro de 2015 e de, aproximadamente, R$ 56 milhões, no último mês de 2016. No total, a manobra fiscal levou à captação adiantada de R$ 102.096.467,59, em duas oportunidades, dos contribuintes natalenses.

A atuação comissiva do Prefeito violou o art. 37 da Lei de Responsabilidade Fiscal e se enquadra, em tese, no art. 1º, inciso XXI, do Decreto-Lei 201/67, que prescreve como crime a conduta de “captar recursos a título de antecipação de receita de tributo ou contribuição cujo fato gerador ainda não tenha ocorrido”.

Pelo que se apurou no Procedimento Investigatório Criminal, as receitas de um ano fiscal foram claramente utilizadas para pagamento de despesas da Prefeitura do ano anterior, o que reforça a ofensa à Lei de Responsabilidade Fiscal.

Além disso, esse fato torna mais evidente a constatação de que o denunciado vem custeando despesas incompatíveis com as receitas do Município, gerando claro desequilíbrio e deficit financeiro no orçamento dos anos subsequentes.

Como se trata de crime próprio contra as Finanças Públicas, que somente é praticado pelo gestor, o contribuinte que pagou o tributo antecipadamente não sofre nenhuma consequência jurídica.

Nesse sentido, a prática de descontos feita pode ser executada pelo Município no tempo certo, sem que isso signifique a mitigação ou diminuição dos recursos do orçamento dos anos em que efetivamente deveriam ser arrecadados os tributos.

Por fim, é importante registrar que o Ministério Público ofereceu, como determina a lei processual penal, a suspensão do processo até 31 de dezembro de 2020, desde que atendidas pelo denunciado as seguintes condições: 1) comparecimento trimestral perante o Poder Judiciário para informar e justificar suas atividades; 2) abster-se de, no exercício do cargo de Prefeito, voltar a captar recursos a título de antecipação de receita de tributo ou contribuição cujo fato gerador ainda não tenha ocorrido; e 3) pagamento de prestação pecuniária no valor de R$ 50 mil a ser destinada a uma instituição de assistência infantil situada no município de Natal/RN.

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

Microempreendedores poderão pagar o boleto mensal on-line


A partir desta quarta-feira (7), os microempreendedores individuais (MEI) correntistas do Banco do Brasil poderão efetuar o pagamento do boleto mensal pela internet. O vencimento do boleto ocorre no dia 20 de todos os meses e o valor corresponde a 5% do salário mínimo (R$ 47,85) e mais R$ 5 de ISS e R$ 1 de ICMS.

Para realizar o pagamento on-line do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) é preciso emitir a guia no portal do Simples Nacional. Assim que o boleto for gerado, o usuário terá à disposição a opção de pagamento no Banco do Brasil. Por meio dessa opção, o usuário será levado para o ambiente do banco, onde será feita a verificação da senha de sua conta corrente. Confirmado o pagamento, o usuário receberá um comprovante detalhado com o valor de cada tributo pago.

Neste primeiro momento, o serviço será oferecido apenas para os correntistas do Banco do Brasil e para os Microempreendedores Individuais. A partir de agosto, as micro e pequenas empresas optantes pelo Simples também poderão fazer a opção de pagamento on-line. A Receita já está negociando com outros bancos para ampliar o número de instituições financeiras que poderão oferecer o serviço.

Desde o dia 18 deste mês, os Microempreendedores Individuais também estão podendo optar pelo débito automático do pagamento mensal do Documento de Arrecadação Simplificada do MEI (DAS-MEI). Para isso, basta acessar o site do Simples Nacional, clicar no banner da solicitação de Débito Automático. O MEI que quiser fazer essa opção deve possuir uma conta em um dos 12 bancos conveniados.

Fonte: Agência Sebrae
Leia Mais ››