Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

Loading ...

quinta-feira, julho 06, 2017

Secretário é vítima de golpe, diz assessoria


A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) vem a público informar que o secretário George Antunes está sendo vítima de golpe praticado por pessoas inescrupulosas que estão pedindo dinheiro para fins escusos, usando inclusive sua foto em mensagens através de celular.

A Sesap alerta para que as pessoas fiquem atentas, inclusive fornecedores e prestadores de serviço da área de saúde pública, até porque todas as negociações com relação à Secretaria são tratadas de forma institucional e acordadas pelas partes interessadas. Medidas judiciais já estão sendo tomadas.

 Atenciosamente,

Assessoria de Comunicação da Sesap

Fonte: Jair Sampaio
Leia Mais ››

Jovem ameaçava crianças para fazer vídeos sensuais na Paraíba, diz PM


Uma das crianças que foi filmada praticando atos sexuais com outras crianças na cidade de Santa Luzia, na Paraíba, alega que foi ameaçada por um jovem de 19 anos, que foi preso como suspeito. Segundo o comandante da Polícia Militar, na cidade, o jovem teria dito que amordaçaria a vítima caso ela não participasse da gravação. O vídeo foi divulgado em redes socais e o jovem acabou preso.

“No vídeo o suspeito coloca as três crianças de 5, 8 e 10 anos para trocar carícias, fazendo pornografias. Uma das crianças disse que se elas não participassem da filmagem ele iria amordaçá-la com um pano”, disse o tenente Anselmo, comandante da 3º Companhia de Policia Militar, em Santa Luzia.

O jovem de 19 anos foi preso no fim da tarde desta terça-feira (4), quando estava em casa na cidade de Santa Luzia. O caso foi descoberto depois que a mãe das crianças teria flagrado o jovem filmando elas. O G1 tentou entrar em contato com a Polícia Civil, na cidade, mas as ligações não foram atendidas.

Durante a prisão, o celular o jovem de 19 foi apreendido. Ele foi encaminhado para a cadeira pública de Santa Luzia e o aparelho vai passar por uma perícia para confirmar se foi através do celular do jovem que o vídeo foi feito e enviado para outras pessoas e redes sociais.

O artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente aponta como pedofilia a utilização de criança ou adolescente em cena pornográfica.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Caminhão capota na RN de acesso a Lagoa Salgada-RN

Resultado de imagem para Caminhão capota na RN de acesso a Lagoa Salgada, RN

Um acidente tipo capotamento foi registrado nesta quarta-feira, 05 de junho na RN de acesso a cidade de Lagoa Salgada, interior do Rio Grande do Norte.

De acordo com o blog Notícias 24h, a suspeita é que o motorista tenha perdido o controle da direção quando o caminhão capotou e ficou com os pneus para cima.
Não se tem informações sobre o estado de saúde do motorista nem se havia mais alguém com ele no momento do acidente.

Fonte: Assis Silva
Leia Mais ››

Mãe sente cheiro podre em filha e médicos se chocam com o motivo


Uma inglesa de 30 anos levou o maior susto ao descobrir o motivo do cheiro ruim que sentia vindo de sua filha de apenas 1 ano. De acordo com o “The Sun”, Katerina Getsevich notou que a filha estava com o nariz sempre escorrendo e que, mesmo após sair do banho, a pequena ainda ficava com um cheiro ruim.

Ao levar a criança ao médico, foi descoberto que havia um pedaço apodrecido de esponja preso no nariz da menina. Conforme o jornal, a mãe imagina que o objeto tenha vindo de um brinquedo. Para servir de alerta, Katerina resolveu divulgar a história.

Fonte: Focoelho
Leia Mais ››

Identificado assaltante morto acusado de assassinar PM em Macaíba


A polícia civil da delegacia de Macaíba conseguiu identificar o criminoso morto que foi um dos responsáveis pelo o assassinato do cabo da PM em Macaíba. 
O mesmo foi identificado por Yago da Costa Pereira, mas também atendia pelo o apelido de “Chucky”, 23 anos. As investigações apontam que os dos assaltantes que mataram o cabo Jean Kleber, moravam no município de São Gonçalo do Amarante. 
A polícia civil está investigando o crime e espera de imediato dar uma resposta a sociedade.

Fonte: Connet TV
Leia Mais ››

Homem atira na ROCAM em abordagem para não entregar moto roubada e acaba alvejado e morre na Zona Norte


Um infrator morreu na noite desta quinta-feira (5) após trocar tiros com policiais das Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicletas (ROCAM). 
A vítima não identificada estavam em via pública na zona norte de Natal quando entrou em confronto com a os policiais após se tentar fugir de abordagem policial e atirar contra os motociclista. 
O infrator estava de posse de uma motocicleta roubada que foi encaminhada a Delegacia de Plantão para o registro da ocorrência e posteriormente entregue ao legítimo proprietário. 
Já o infrator, após ser baleado foi socorrido a uma unidade hospitalar, mas acabou não resistindo aos ferimentos e morreu.

Fonte: 190 RN
Leia Mais ››

Quatro pessoas são mortas e oito ficam feridas durante tiroteio em centro espírita no Grande Recife

Objetos recolhidos pelos bandidos foram apreendidos pela Polícia Civil depois da tentativa de assalto no Geap (Foto: Reprodução TV Globo)

Quatro pessoas foram mortas e oito ficaram feridas em uma tentativa de assalto ocorrida na noite de quarta-feira (5), em um centro espírita localizado em Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, entre os mortos estão um policial militar, uma mulher e dois suspeitos de participar da investida ocorrida na sede do Grupo Espírita Amor ao Próximo (Geap). Um homem apontado como integrante da quadrilha acabou preso.
O Geap sediava uma palestra, por volta das 21h30. O policial militar, de 45 anos, que participava do encontro, tentou impedir a ação criminosa. Houve troca de tiros. Ferido, o PM ainda foi levado para o Hospital da Restauração (HR), no Derby, na área central do Recife, e morreu por volta da 1h desta quinta-feira (6). A mulher que também morreu no local, de 57 anos, era uma das frequentadoras do centro espírita.
O crime aconteceu no fim da palestra. Segundo a delegada Gleide Angelo, responsável pelo início das investigações, pelo menos seis homens participaram da ação. Dois deles fingiram participar do evento. No momento do tiroteio, cerca de 150 pessoas estavam no Geap.
Mais cedo, familiares das vítimas estiveram no Instituto de Medicina Legal (IML) para a liberação dos corpos. Eles preferiram não comentar o assunto.

A ação
A delegada Gleide Angelo afirmou que dois suspeitos ficaram no salão assistindo à palestra. No final da apresentação, um deles se levantou e anunciou o assalto. Eles começaram a recolher objetos das pessoas que participavam do encontro.
“Um dos bandidos mandou que todos levantassem as roupas para mostrar que não estavam armados. Nesse momento, o PM sacou a arma. Ele levou dois tiros na cabeça”, apontou a delegada.
Gleide Angelo disse, ainda, que a mulher que morreu estava no salão. O marido dela se encontrava do lado de fora do centro e foi rendido pelos bandidos, que apontaram uma arma para a cabeça dele. Quando houve a reação do policial militar, ela foi baleada.

 (Foto: Arte/G1)
(Foto: Arte/G1)

Com os suspeitos que morreram no local, a polícia encontrou uma bolsa com celulares e objetos roubados. Eram cerca de 30 telefones. Eles também estavam com armas usadas na investida.
Um dos integrantes da quadrilha, segundo Gleide Angelo, está no Hospital Getúlio Vargas (HGV), no Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, sob custódia policial após tentar fugir, mesmo ferido. Ele levou tiros nas costas e na barriga e foi levado ao bloco cirúrgico. Mesmo ferido, o suspeito chamou um táxi e foi até uma Unidade de Pronto Atendimento da (UPA), de onde foi transferido para o HGV. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o suspeito está na emergência do hospital. Seu estado de saúde é estável.
Entre os frequentadores do Geap que ficaram feridos, um teve alta e outro, de 30 anos, encontra-se no Hospital da Restauração. Ele está estável na unidade de trauma, em observação. Há pessoas internadas em hospitais particulares do Grande Recife. O G1 busca informações sobre o estado de saúde delas.
“Três ou quatro integrantes do grupo fugiram em um carro preto em direção a uma comunidade na Zona Sul”, acrescentou a delegada.

Vizinho do Geap, Gilberto Oliveira estava guardando o carro da mulher na garagem (Foto: Reprodução/TV Globo)
Vizinho do Geap, Gilberto Oliveira estava guardando o carro da mulher na garagem (Foto: Reprodução/TV Globo)

Testemunha
O empresário Gilberto Oliveira mora em frente ao Grupo Espírita Amor ao Próximo (Geap), localizado em Piedade, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Ao chegar em casa após um dia de trabalho, ele presenciou a tentativa de assalto no centro. "Ouvi várias pessoas atirando e crianças gritando", declarou.
Oliveira contou com detalhes como ocorreu a ação dos bandidos. “No momento que abri o portão [de casa] comecei a escutar os tiros repetitivos. Eram várias pessoas atirando ao mesmo tempo. Foi um desespero. Vi um idoso baleado na perna e pais e mães conduzindo seus filhos de 2 e 3 anos. Foi uma coisa horrível. Foi muito triste”, recorda.
Gilberto estava guardando o carro da mulher na garagem. No começo, conta que não sabia ao certo se o barulho era de tiros ou de fogos de artifício. Quando percebeu o que estava acontecendo, trancou o portão da residência e orientou uma mulher, que estava no veículo, a se abaixar.

“Tudo isso não durou mais de dois, três minutos. Um bandido correu para o lado da minha casa, lado Oeste. Vi dois deles sendo perseguidos. Um ficou baleado na porta da minha casa e o outro estava mais à frente, caído no chão”.
Policiamento
Em nota, a Polícia Militar informou que segue em busca dos outros suspeitos de participar do crime. A corporação também lamenta a morte do policial e afirma que policiamento em Piedade é realizado com Patrulhas do Bairro, motopatrulhamento, guarnição tática e com Grupo de Apoio Tático Itinerante.
"O Comandante do 6º Batalhão informa que vêm intensificando o policiamento na área e que vêm realizando prisões de traficantes e assaltantes em Jaboatão dos Guararapes, complementou que no mês de Junho não houve nenhum homicídio em Piedade. A PMPE afirma que dará atenção as denúncias feitas pela comunidade com relação a esta localidade", diz a nota.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Mulher é presa nos EUA após descoberta de corpos do marido e de quatro filhos

Imagem mostra à distância o local onde a polícia encontrou cinco corpos em Atlanta, nos Estados Unidos, nesta quinta-feira (6)  (Foto: Jonathan Landrum/ AP)

Uma mulher foi presa nesta quarta-feira (6) perto de Atlanta, nos Estados Unidos após a polícia descobrir os cadáveres de seu marido e de quatro dos seus cinco filhos. Todas as crianças mortas tinham menos de 10 anos.
A quinta criança foi encontrada ferida. A polícia de Gwinnett County chegou até o local após receber uma ligação, pouco antes das 5h, alertando sobre a presença de corpos na casa.
"Este é um crime horrível não só para as vítimas, mas para toda a família, o bairro e a comunidade", afirmou um policial de Gwinnett County. "Estamos esperando e rezando para que a criança ferida se recupere completamente”.
Segundo o policial Deon Washington, a mulher presa seria a “principal suspeita” pelos crimes.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Em parecer, relator rejeita todas emendas à reforma trabalhista

Mesa do Senado durante sessão de discussão da reforma trabalhista nesta quinta-feira (6) (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

O Senado encerrou nesta quinta-feira (6) a fase de discussão e de apresentação de emendas (sugestões de alteração) ao texto da reforma trabalhista.
Como relator da proposta, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), líder do governo, apresentou parecer em que rejeita todas as 177 emendas apresentadas em plenário.
Com isso, a reforma trabalhista, que está sob regime de urgência, tem condições de ser votada no Senado já na próxima terça-feira (11), conforme previsto pelo presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE).
Para a data, Eunício agendou uma sessão que terá início pela manhã e começará com o encaminhamento da votação pelos líderes partidários.
A rejeição de todas as emendas por parte de Jucá faz parte da estratégia governista de não fazer alterações à redação do projeto aprovado pela Câmara em abril.
O acordo entre senadores da base e o Palácio do Planalto é deixar para o presidente Michel Temer fazer as mudanças nos trechos controversos da reforma quando sancionar o projeto. Com isso, as novas regras podem entrar em vigor mais rapidamente.
Governistas avaliam que Temer pode ter uma sobrevida com a aprovação do projeto pelo Congresso. O presidente enfrenta uma crise política e pode ser afastado do mandato caso a Câmara dos Deputados autorize o Supremo Tribunal Federal a analisar denúncia de corrupção passiva contra ele.
Em discursos na tribuna do Senado, integrantes da base aliada disseram que a reforma vai gerar empregos e diminuir a informalidade no país.
Parlamentares da oposição, por outro lado, prometem obstruir a votação e acreditam que partes do projeto ainda podem ser modificadas durante a votação.
Eles afirmaram, em pronunciamentos no plenário, que a reforma trabalhista retira direitos do empregado e pode precarizar as condições de trabalho.
A reforma
A reforma trabalhista mexe em pontos como férias, jornada, remuneração e plano de carreira, além de implantar e regulamentar novas modalidades de trabalho, como o trabalho remoto (home office) e o trabalho por período (intermitente).

O projeto prevê ainda que a negociação entre empresas e trabalhadores prevalecerá sobre a lei em pontos como parcelamento das férias, flexibilização da jornada, participação nos lucros e resultados, intervalo, plano de cargos e salários, banco de horas, remuneração por produtividade e trabalho remoto.
No entanto, pontos como FGTS, salário mínimo, 13º salário, seguro-desemprego, benefícios previdenciários, licença-maternidade e normas relativas à segurança e saúde do trabalhador não podem entrar na negociação.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Governo admite que custo da energia pode subir com privatização de usinas da Eletrobras


O governo quer permitir que a Eletrobras privatize usinas hidrelétricas que tiveram suas concessões renovadas em 2012, o que deve elevar o preço da energia gerada por essas usinas. O secretário-executivo de Minas e Energia, Paulo Pedrosa, disse nesta quinta-feira (6) que a energia será vendida a preço de mercado, acima do que é cobrado no regime de cotas.
Atualmente as usinas da Eletrobras que tiveram suas concessões renovadas em 2012 funcionam sob o regime de cotas. Isso permitiu uma redução média de 20% na conta de energia em 2013. Sob o regime de cotas, o preço da energia é menor e toda geração dessas usinas é destinada ao mercado cativo, que são os consumidores atendidos pelas distribuidoras de energia.
Apesar de o custo da energia ficar mais caro, Pedrosa disse que a alta na tarifa de luz paga pelos consumidores pode ser compensada pela redução de encargos. A proposta do governo é destinar parte da outorga obtida pela venda das usinas para abastecer a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE). A CDE é um fundo setorial bancado pelos consumidores de energia e que paga por programas sociais como o Luz para Todos e a tarifa social.
“O valor [da outorga] será dividido com Tesouro, Eletrobras e consumidor, abatendo nas tarifas. Um conjunto de efeitos que o saldo pode ser positivo para o consumidor. O consumidor pode até pagar uma energia mais cara, mas ele vai pagar menos encargos”, disse.
Ao vender as usinas do regime de cotas, o governo também quer ajudar a Eletrobras a reduzir o seu nível de endividamento.
Novo marco legal
As mudanças propostas estão no projeto do novo marco legal do setor elétrico, que ficará em consulta pública por 30 dias. O atual marco regulatório é de 2004 e foi lançado pela então ministra de Minas e Energia Dilma Rousseff. Em 2012, então como presidente, Dilma também comandou uma profunda mudança no setor. Ela deu aval para a renovação das concessões de geração de energia que estavam prestes a vencer, o que possibilitou a redução da tarifa de energia.
A longo prazo, afirmou Pedrosa, os consumidores terão mais transparência e serão beneficiados pela redução de custos do setor. O governo quer diminuir, por exemplo, os encargos pagos na conta de luz, incluindo subsídios que são bancados pela CDE.

Menos indenização a empresas
A proposta do novo marco legal pode reduzir o valor que será pago pelos consumidores em indenização para empresas de transmissão. Desde o início de 2017, a conta de luz inclui uma remuneração para concessionárias de transmissão de energia por investimentos feitos antes do ano 2000 e que não foram completamente pagos pelas tarifas de energia.
Segundo Pedrosa, a proposta por reduzir em R$ 1,5 bilhão por ano o que deve ser pago pelos consumidores ao longo dos próximos oito anos. Esses recursos poderão ser parcialmente compensados pela Reserva Geral de Reversão (RGR), que é um encargo pago pelas empresas.
A RGR tem um fluxo anual de cerca de R$ 1,5 bilhão, que poderá ser usado para pagar parte da indenização e reduzir o custo para o consumidor, afirmou Pedrosa.
Mercado livre
O novo marco também vai ampliar o número de consumidores que podem optar pelo mercado livre, onde a compra e venda de energia é negociada diretamente entre a usina e o cliente. O projeto reduz de 3.000 quilowatts (kW) para 75 kW a demanda mínima de quem pode entrar no mercado livre. A mudança será gradual até 2028.
O consumidor residencial ainda fica de fora deste mercado. O texto prevê que futuramente o Ministério de Minas e Energia poderá reduzir ainda mais o piso para que os consumidores possam comprar energia no mercado livre.
Medida Provisória
O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, afirmou que sabe das dificuldades políticas de aprovar grandes mudanças. “Eu não desconheço o cenário político que estamos vivendo. Agora temos uma pauta aqui também bastante relevante do nosso ponto de vista e que não pode ficar paralisada”, disse.
A proposta é que a mudança seja enviada como medida provisória para acelerar a tramitação. “Nós sabemos a diferença de tramitação quando o texto é enviado como projeto de lei e como medida provisória”.

A proposta de novo marco legal deve ser enviada como Medida Provisória em setembro, após o período de consulta pública. O texto também deve dar previsão legal para que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorize a cobrança de valores diferentes pela energia, dependendo do horário de consumo.
A Aneel já aprovou para o início de 2018 o início da chamada tarifa branca, que permitirá a cobrança diferenciada por horário. Segundo o Ministério de Minas e Energia, havia uma insegurança jurídica se a Aneel poderia ou não autorizar essa cobrança diferenciada para os consumidores residenciais, o que será resolvido com a publicação da MP.
Com a tarifa branca, se o consumidor que usar a energia fora do horário de pico pagará mais barato. Em compensação, pagará mais caro se consumir energia no horário de ponta, que é o horário de maior consumo de energia.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Conselho de Ética mantém arquivamento do pedido de cassação de Aécio

O senador João Alberto (ao centro) presidiu a sessão desta quinta do Conselho de Ética (Foto: Gustavo Garcia, G1)

O Conselho de Ética do Senado decidiu nesta quinta-feira (6), por 11 a favor e 4 contra, arquivar definitivamente o pedido de cassação do senador Aécio Neves (PSDB-MG) apresentado pela Rede e pelo PSOL.
Ao analisar recurso assinado por cinco senadores, os integrantes do conselho avalizaram a decisão do presidente do colegiado, senador João Alberto (PMDB-MA), que há duas semanas havia determinado, em uma decisão individual, o arquivamento do caso.
Na ocasião, João Alberto havia justificado a decisão afirmando que não havia, no pedido de cassação protocolado pelos dois partidos oposicionistas, “elementos convincentes” para processar Aécio por quebra de decoro parlamentar.
Com base na delação dos executivos da holding J&F – dona do frigorífico JBS –, a Procuradoria Geral da República (PGR) acusa Aécio de ter pedido R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista para, supostamente, pagar despesas com advogados na Lava Jato. Em troca, segundo o Ministério Público, o tucano teria se comprometido a atuar em favor dos interesses da J&F.
O senador tucano foi denunciado pela PGR por corrupção passiva. Ele chegou a ser afastado do mandato de senador, em maio, por ordem do relator da Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin. No entanto, na última sexta (30), o ministro do Supremo Marco Aurélio Mello autorizou Aécio a retomar as atividades parlamentares.
A Polícia Federal (PF) filmou, com autorização da Suprema Corte, a entrega de uma parcela de R$ 500 mil ao primo de Aécio, Frederico Pacheco, que, posteriormente, repassou o dinheiro a Mendherson de Souza Lima, assessor do senador Zeze Perrella (PMDB-MG). Pacheco e Souza Lima foram presos na Operação Patmos, a mesma que determinou o afastamento de Aécio das atividades parlamentares.
Inconformado com decisão monocrática do presidente do Conselho de Ética, o senador Randolfe Rodrigues coletou assinaturas de outros cinco colegas do Senado para tentar desarquivar o pedido de cassação. Assinaram o recurso os senadores Lasier Martins (PSD-RS), Pedro Chaves (PSC-MS), João Capiberibe (PSB-AP), Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e José Pimentel (PT-CE).

O recurso também tem a assinatura das senadoras Regina Sousa (PT-PI), Ângela Portela (PDT-RR) e Vanessa Grazziotin (PC do B-AM), que são suplentes no Conselho de Ética.
'Disputas políticas'
Em nota divulgada por sua assessoria, Aécio afirmou nesta quinta-feira que a decisão do Conselho de Ética, segundo ele "tomada pela ampla maioria de senadores de diversos partidos", demonstra a "absoluta inexistência de qualquer ato que possa ser interpretado como quebra de decoro parlamentar".
"Segundo o senador [Aécio], a decisão demonstra ainda o caráter estritamente político da iniciativa e impede que o Conselho de Ética do Senado se transforme em cenário de disputas políticas menores", diz outro trecho do comunicado.
Aécio é alvo de oito inquéritos no Supremo. Um deles é a investigação aberta a partir da delação dos executivos e donos da J&F, na qual o senador foi denunciado.
Discussão no conselho
Responsável pela coleta das assinaturas do recurso, Randolfe Rodrigues defendeu na sessão desta quinta-feira a abertura da representação contra Aécio. O parlamentar da Rede alegou aos colegas do colegiado que o argumento de João Alberto de que não havia provas contra o tucano é “descabido”.
Investigado pela Lava Jato, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), declarou voto contra o recurso em meio à sessão. O peemedebista disse que a investigação sobre Aécio ainda está “sendo iniciada” e, segundo ele, “só tem uma versão dos fatos, só um lado”.

“Querer impor ao senador Aécio Neves qualquer tipo de penalidade por conta de uma versão colocada pelo Ministério Público. Me desculpe, é algo prematuro, injusto e não é democrático”, argumentou Jucá.
Um dos cinco senadores que assinaram o recurso, Lasier Martins ressaltou que a classe política está “desacreditada” e é acusada de “corporativismo”.
Embora também tenha assinado o recurso, o senador Pedro Chaves surpreendeu o plenário ao anunciar que votaria contra a tentativa de desarquivar o caso no Conselho de Ética sob o argumento de que não é possível condenar com base em “suposições”.
"Não é possível verificar a quebra do decoro parlamentar por meio de suposições, ainda em grau de investigação no STF. É princípio norteador do direito que ninguém será condenado por suspeita", justificou Pedro Chaves.
'Ameaças veladas'
Antonio Valadares, por sua vez, votou favoravelmente ao recurso e disse lamentar o que chamou de “ameaças veladas” a parlamentares.
“Quero lamentar ameaças veladas de que caso essa representação fosse adiante haveria uma enxurrada de representações contra vários senadores”, denunciou o senador do PSB.
Telmário Mota (PTB-RR), por outro lado, afirmou que a acusação era “improcedente” e que Aécio pediu um empréstimo a um amigo, que é empresário.
Já João Capiberibe (PSB-AP) disse que não dar continuidade à representação “causaria um desgaste à imagem” do Senado junto à sociedade que, na visão dele, cobra “atuação rígida” em relação a desvios.
Veja como votou cada senador:
Contra o recurso:
Airton Sandoval (PMDB-SP)
Romero Jucá (PMDB-RR)
Hélio José (PMDB-DF)
Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Flexa Ribeiro (PSDB-PA)
Eduardo Amorim (PSDB-SE)
Gladson Cameli (PP-AC)
Acir Gurgacz (PDT-RO)
Telmário Mota (PTB-RR)
Pedro Chaves (PSC-MS)
Roberto Rocha (PSB-MA)
*O senador João Alberto, presidente do Conselho, anunciou voto contra o recurso e o placar de 12 a 4. No entanto, seu voto não foi contabilizado, serviu apenas como posicionamento político.

A favor do recurso:
Lasier Martins (PSD-RS)
José Pimentel (PT-CE)
João Capiberibe (PSB-AP)
Antonio Carlos Valadares (PSB-SE)

Fonte: G1
Leia Mais ››

Juiz mantém prisão preventiva do ex-ministro Geddel Vieira Lima

Preso, o ex-ministro Geddel Vieira Lima é conduzido da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília para o Complexo Penitenciário da Papuda (Foto: Dida Sampaio, Estadão Conteúdo)

O juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal, manteve nesta quinta-feira (6) a prisão preventiva do ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso na última segunda (3) em Salvador.
Com a decisão, não há prazo para a saída de Geddel da prisão, mas Vallisney deverá voltar a analisar o pedido na semana que vem.
O magistrado também negou a aplicação de medidas alternativas, como prisão domiciliar, uso de tornozeleira eletrônica e proibição de contato com outros investigados.
Um dos aliados mais próximos do presidente Michel Temer e responsável pela articulação política do Palácio do Planalto até o fim do ano passado, Geddel foi preso por suspeita de atrapalhar investigações da Operação Cui Bono, que apura supostas fraudes na liberação de crédito da Caixa Econômica Federal.
Ele foi vice-presidente de Pessoa Jurídica do banco entre 2011 e 2013, no governo Dilma Rousseff, e, de acordo com as investigações, manteve a influência sobre a instituição desde que Temer assumiu a Presidência em maio de 2016. 
Durante a audiência com o juiz Vallisney, a defesa de Geddel pediu a substituição da prisão preventiva por medidas alternativas. Questionado, ele se comprometeu a seguir todas as restrições e ordens da Justiça, incluindo comparecimento periódico e entrega de documentos e telefone celular com senha.

Ele também negou as acusações de ter embaraçado as investigações. “Coopero com a Justiça, como sempre cooperei. Tudo que fiz ou deixe de fazer foi sob orientação de meus advogados. Tenho crença inabalável eu não tomei nenhuma atividade de longe interpretada como embaraço à Justiça ou às investigações”, disse.
Ele estava preso desde terça (4) no presídio da Papuda, no Distrito Federal.
Durante a audiência, Geddel confirmou ter falado por telefone com a mulher do doleiro Lúcio Funaro, Raquel Pitta, pelo menos 10 vezes no último ano. Uma das alegações do Ministério Público para a prisão de Geddel é que ele tentava impedir uma delação de Funaro, também investigado por suspeita de envolvimento nos desvios da Caixa. Geddel disse, no entanto, que tratava somente de assuntos de família com Pitta.
“Em nenhum momento, fala de pressão, de sondagem sequer”, disse, negando que tinha interesse em saber se o doleiro iria fazer delação premiada.
O juiz determinou que a polícia ouça em depoimento a mulher de Funaro e faça perícia no celular dela para saber se houve algum tipo de pressão para evitar a delação do doleiro e também para verificar se Geddel realmente ligou para ela.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Em Brasília, Robinson consegue garantia para investir recursos do CIDE em estradas do RN


O Governador Robinson Faria se reuniu na manhã desta quinta-feira (06), em Brasília, com o Ministro dos Transportes, Maurício Quintella, para solicitar a liberação dos recursos do CIDE (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), tributo cobrado sobre os combustíveis, para a utilização na recuperação e reconstrução de estradas do RN. Acompanharam o governador, os secretários de Planejamento e Finanças, Gustavo Nogueira, e de Gestão de Projetos, Vagner Araújo.

Durante a reunião, o Ministro garantiu a liberação dos recursos para o Estado Potiguar. “Com essa liberação, o governo conseguirá investir nas principais vias do Rio Grande do Norte, trazendo mais estrutura e melhorias para a população”, afirmou o governador.

Na ocasião, Robinson ainda pediu agilidade em duas obras federais no RN. A retomada dos serviços na reta Tabajara, em Macaíba e do complexo viário da Avenida Maria Lacerda Montenegro, na BR-101, em Parnamirim. “São obras importantes que devem melhorar a mobilidade urbana de quem trafega pela região metropolitana de Natal”, destacou o chefe do Executivo estadual.

Reunião com a Caixa Econômica Federal

No início da manhã de hoje, Robinson também teve uma reunião com o presidente da Caixa Econômica Federal, Giberto Occhi, e com a diretoria do banco, que confirmaram recursos para as obras da revitalização da Avenida Roberto Freire, em Natal.

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

Motorista fica preso as ferragens após tombar carreta na BR 304 sentido Natal na zona rural de Mossoró


O acidente envolvendo duas carretas, aconteceu no final da manhã desta quinta feira 06 de julho na BR 304 sentido Natal, nas proximidades da Ponte do Rio Angicos na zona rural de Mossoró. 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o motorista de um dos veículos tentou desviar de um homem que caminhava pela rodovia e acabou batendo em um outro veículo que trafegava pela BR. 

A carreta Bitrem saiu da via, tombou e desceu o aterro. O motorista ficou preso as ferragens e foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros com ajuda da equipe do Samu. 

Após ser retirado das ferragens, o motorista identificado como Antônio Elionardo Estevam de Lima, 30 anos, recebeu os primeiros atendimentos médicos no local pela equipe do Samu e depois encaminhado para o Hospital Tarcísio Maia. Ele teve fraturas expostas em mmebros inferiores. 

O andarilho também ficou ferido. Não há informações sobre vítimas do outro veículo envolvido no acidente.



Andarilho pode ter provocado o acidente

Fonte: Fim da Linha
Leia Mais ››

Fies terá 100 mil vagas a juro zero a alunos de baixa renda no próximo ano


No próximo ano, o governo vai oferecer 100 mil vagas para o Financiamento Estudantil (Fies) a juro zero para alunos com renda per capita familiar de até três salários mínimos. O programa foi reformulado e passará a vigorar em três modalidades diferentes. As mudanças foram anunciadas na manhã desta quinta-feira (6).
As mudanças não são válidas para este ano quando serão oferecidas mais 75 mil novas vagas para contratos de financiamento. Elas serão preenchidas sob as regras antigas. A portaria será publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira.
A partir de 2018, serão oferecidas três modalidades do programa:
FIES 1: Voltado para alunos com renda per capita familiar de três salários mínimos. Vai funcionar como um fundo garantidor de recursos da União. Pelas regras, o aluno vai começar a pagar as prestações com parcelas de no máximo 10% da renda mensal. Assim, o MEC calcula uma economia de pelo menos R$ 300 milhões por ano com taxas operacionais. A previsão é de oferecer 100 mil vagas. Não haverá nenhuma taxa de juro.
FIES 2: Voltado para alunos com renda familiar per capita de até cinco salários mínimos. Neste caso, serão ofertadas 150 mil vagas em 2018 para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Segundo o MEC, a fonte de recursos será de “fundos constitucionais regionais”. A taxa de juros é de 3%.
FIES 3: Também é voltado para estudantes com renda familiar per capita de até cinco salários mínimos. A fonte de recursos será o BNDES e fundos regionais de desenvolvimento do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. O risco de crédito também será dos bancos, diz o MEC. A previsão é de ofertar 60 mil vagas.
A medida, segundo o governo, é uma forma de viabilizar o programa que possui um índice de inadimplência que gira em torno de 46%. Para o ministro da Educação, Mendonça Filho, o antigo Fies funcionava "sem controle" e de forma "imprevisível", com ônus apenas para o Tesouro.
Para o ministro da Educação, as mudanças são necessárias e vão trazer mais garantia para o governo. “Não há como se ter responsabilidade fiscal sem que a gente defina claramente as prioridades para os mais pobres sem que ao mesmo tempo demarquemos a responsabilidade que o Tesouro deve arcar quando se trata de política pública”, afirmou.

O ministro explicou que as instituições de ensino terão que controlar mais de perto a inadimplência. “Tem que ser sócio no filé e também sócio no osso”, disse. Ou seja, em caso de inadimplência, o governo deixará de "bancar" o rombo deixado pelo aluno que não paga as mensalidades.
No ano passado, a despesa do Fies chegou a R$ 32 bilhões com mais de dois milhões de contratos ativos, segundo o MEC. Desde 2015, o governo vem fazendo mudanças no Fies, passando a exigir do candidato, por exemplo, uma nota mínima no Enem. Em 2014, o número de novos contratos firmados atingiu seu auge: mais de 700 mil financiamentos realizados.
Como é hoje
Para ter acesso Fies, o candidato precisa ter feito o Enem e obtido nota média acima de 450 pontos, além de não ter zerado na redação. Também é preciso ter renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até três salários mínimos.
A taxa de juros do financiamento é de 6,5% ao ano e o candidato, após concluir o curso, tem um prazo de carência de 18 meses para começar a quitar a dívida. O prazo para pagar o financiamento é de três vezes o tempo financiado. Ou seja, se o estudante fez um curso de quatro anos com o Fies, ele terá até 12 anos para pagar o financiamento.
No primeiro semestre deste ano, o MEC já fez uma alteração no programa, reduzindo o valor máximo da mensalidade passível de financiamento. Até então, era aceito o financiamento de mensalidades de até R$ 7.600. A partir deste ano, o valor foi reduzido para R$ 5.000, uma queda de pouco mais de 34%.

Fonte: G1
Leia Mais ››

PSDB 'está evoluindo naturalmente para a saída do governo', diz presidente do partido

O presidente em exercício do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE) (Foto: Reprodução / TV Globo)

No comando de quatro pastas na Esplanada dos Ministérios, o PSDB se articula internamente para desembarcar do governo Michel Temer. Em entrevista à TV Globo, o presidente em exercício do partido, senador Tasso Jereissati (CE), afirmou que, nos últimos dias, a sigla "está evoluindo naturalmente para a saída do governo".
Atualmente, o PSDB está à frente dos ministérios das Relações Exteriores, das Cidades, da Secretaria de Governo (articulação política) e Direitos Humanos.
O dirigente tucano ressaltou que, se a sigla vier a entregar os ministérios que ocupa na gestão do peemedebista, o PSDB não irá fazer oposição a Temer. Segundo Tasso, a articulação para que a legenda deixe o governo federal tem ocorrido "sem nenhuma imposição" dos caciques tucanos.
"Eu diria que, nos últimos dias, o partido, sem nenhuma imposição de lideranças, está evoluindo naturalmente para a saída do governo. Não para fazer oposição ao governo Temer, mas para não participar mais do governo", disse o presidente em exercício.
Tasso Jereissati assumiu interinamente o comando do PSDB em maio, quando o presidente efetivo, senador Aécio Neves (MG), foi afastado das atividades parlamentares por ordem do ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).
O senador mineiro é acusado pela Procuradoria Geral da República (PGR) de ter pedido R$ 2 milhões em propina ao empresário Joesley Batista, um dos delatores da Lava Jato. Ele nega os crimes e diz que foi condenado sem chance de defesa.
Apesar de Aécio ter retomado as atividades parlamentares nesta semana com autorização do ministro Marco Aurélio Mello, do STF, Tasso Jereissati ainda continua interinamente no comando do PSDB.
Nos últimos dias, aumentou a pressão interna para que o partido desembarque do governo. Os parlamentares mais jovens da sigla – chamados dentro do PSDB de "cabeças pretas" – intensificaram as reivindicações para que a legenda entregue os cargos que ocupa na administração federal.
No entanto, parte dos tucanos mais experientes – que são conhecidos internamente como "cabeças brancas" – ainda resiste em desembarcar da Esplanada dos Ministérios, especialmente Aécio Neves.
Na última segunda-feira (3), em uma reunião com Tasso Jereissati, o senador de Minas Gerais se desentendeu com o presidente em exercício do PSDB, que passou recentemente a defender que a sigla abandone a base apoio a Michel Temer. Aécio defende que o partido continue sustentando policamente a gestão do peemedebista.
Destituição de Aécio
Segundo o colunista do G1 e da GloboNews Gérson Camarotti, também tem crescido nos últimos dias o movimento dentro do PSDB para pressionar Aécio a deixar definitivamente a presidência do partido.
Ainda de acordo com o colunista, a resistência ao nome de Aécio ocorre porque, para alguns integrantes da sigla, tem causado mal-estar o protagonismo do senador à frente da legenda mesmo após ele ter sido citado nas delações da JBS. Esses tucanos acham que, se Aécio voltar à presidência, a imagem do partido pode ser arranhada.
Fiador de Temer
O PSDB é a principal legenda de sustentação do governo Temer depois do PMDB, partido do presidente da República. Sem o apoio dos deputados tucanos, o chefe do Executivo federal corre o risco de não conseguir os votos suficientes para se manter no comando do Palácio do Planalto.
A Câmara começou a analisar nesta semana a denúncia apresentada ao Supremo pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente da República por corrupção passiva. Para que os ministros do STF possam analisar se aceitam ou não a denúncia, os deputados federais têm que autorizar, em plenário, a continuidade da acusação.

Para que a denúncia siga adiante, pelo menos, 342 deputados têm que votar a favor de a acusação ser analisada pela mais alta corte do país.
A defesa de Temer diz que o presidente não cometeu crime e que a denúncia é baseada em suposições.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Acidente com ônibus mata pelo menos 19 pessoas no sul da China


Pelo menos 19 pessoas morreram e várias ficaram feridas após um acidente com um ônibus na província de Guangdong, no sul da China, segundo meios de comunicação locais.
A emissora estatal CCTV afirma que o ônibus foi o único veículo envolvido no incidente. Ainda segundo jornalistas chineses citados pela Associated Press, 44 pessoas viajavam no ônibus, e os feridos foram encaminhados para um hospital da região.
Logo após o acidente, a pista foi fechada para retirada dos destroços do veículo. Imagens transmitidas pela TV chinesa mostravam a estrada bastante molhada por conta das chuvas, e o ônibus caído por cima da mureta de proteção da autopista.
De acordo com a EFE, o ônibus tombou por causas ainda desconhecidas em um trecho de estrada perto da cidade de Huizhou, situada a cerca de 140 quilômetros a leste da cidade de Cantão.
As autoridades chinesas não divulgam os números de mortos em acidentes de estrada, mas a Organização Mundial da Saúde (OMS) calcula que cerca de 260 mil pessoas morrem todo ano neste tipo de acidentes no país.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Tumulto em festa da independência deixa crianças mortas no Malawi


Um tumulto durante a festa do 53° aniversário da independência do Malawi deixou ao menos 8 mortos e mais de 40 feridos no estádio nacional de Lilongüe, capital do país africano, nesta quarta-feira (6).
O inspetor geral da polícia do país, Lexan Kachamam, afirmou à Reuters que entre os mortos estão sete crianças e um adulto. “Nós acreditamos que esse número vai aumentar. Eles forçaram os portões”, afirmou.
Testemunhas disseram à agência Efe que os portões do estádio, que tem capacidade para 41 mil pessoas, deveriam ter sido abertas às 8h local para a celebração de vários eventos durante a tarde. Entre as atividades estava prevista uma partida de futebol das duas equipes com mais torcedores do país.
A multidão forçou os portões e começou a entrar no estádio. A polícia dispersou a confusão com gás lacrimogêneo. Para William Phiri, uma testemunha ouvida pela Reuters, a polícia “perdeu o controle”. A polícia não comentou a declaração da testemunha.
O presidente do país, Peter Mutharika, junto com altos funcionários do Governo, assistiam a outro evento perto do Centro Internacional de Conferências de Bingu, em Lilongüe, e tinham previsto se unir à comemoração no estádio nacional, de acordo com a agência Efe.
Mutharika e o vice-presidente, Saulos Chilima, anunciaram na televisão local que visitariam os feridos e até o momento não comentou se as outras comemorações que tinham previsto realizar no estádio serão suspensas.

Fonte: G1
Leia Mais ››

'Está arrependida', diz pai de mulher que obrigou suposta amante do marido a circular nua pela cidade

Jovem foi obrigada a circular pelas ruas de Barretos nua e com os cabelos e sobrancelhas raspadas (Foto: Reprodução/EPTV)

O pai da mulher suspeita de obrigar uma jovem de 18 anos a circular pelas ruas de Barretos (SP) dentro de um carro, completamente nua, com a cabeça e a sobrancelha raspadas, disse que a filha está arrependida do que fez.
Ao Jornal da EPTV, o homem que se identificou apenas como Olavo contou ainda que soube do caso depois que o vídeo em que a filha aparece humilhando a vítima, dentro do veículo, já havia sido publicado na internet.
“Sei lá, a gente dá conselho para filho, mas, não vira nada. Quando eu soube, já tinha feito. Não sei, acho que era vizinha dela. Eu não sei, ela está arrependida, achou que não devia ter feito isso”, afirmou.
Segundo a Polícia Civil, a “sessão de humilhação” ocorreu em junho e foi motivada por traição: a jovem estaria se relacionando com o marido da suspeita, que está preso no Centro de Detenção Provisória de Taiúva (SP).


O pai da mulher suspeita de obrigar jovem a circular pelas ruas de Barretos (SP) nua e com a sobrancelha raspada (Foto: Fábio Junior/EPTV)
O pai da mulher suspeita de obrigar jovem a circular pelas ruas de Barretos (SP) nua e com a sobrancelha raspada (Foto: Fábio Junior/EPTV)


A pedido do repórter da EPTV João Carlos Borda, Olavo telefonou para a filha, identificada como Lidiane, mas ela se recusou a falar sobre o assunto e desligou. “Não quero falar nada, muito obrigada”, respondeu.
O crime está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Barretos. O delegado Marcos Eduardo Marques afirmou que Lidiane já foi intimada a prestar depoimento, mas não compareceu. Ela se mudou após a repercussão do caso.
A família da vítima também foi procurada pelo Jornal da EPTV. Uma prima da jovem, que preferiu não se identificar, disse somente que todos estão chocados com o que aconteceu. A avó da vítima se negou a falar sobre o caso.
No vídeo divulgado na internet (veja acima), Lidiane dirige o automóvel, enquanto a jovem está nua no banco do passageiro, com a cabeça raspada, e as mãos sobre as partes íntimas e os seios.
“Ainda bem que você não quer ele. Ele pode ficar com qualquer uma, menos com você, porque você é tirada da favela. Apesar de que ele também, né?! Dois tirados da favela não dá nada”, diz a suspeita ao volante.
Em seguida, a mulher estaciona e pede para uma amiga, que está no banco traseiro e grava o vídeo com um celular, descer do veículo e comprar um aparelho de barbear descartável. Em seguida, ela raspa a sobrancelha da vítima.

Mulher raspou as sobrancelhas da jovem dentro do carro em Barretos, SP (Foto: Reprodução)
Mulher raspou as sobrancelhas da jovem dentro do carro em Barretos, SP (Foto: Reprodução)

Em nota, Polícia CIvil informou que instaurou inquérito após tomar conhecimento do crime por meio de postagens nas redes sociais. A suspeita pode responder pelos crimes de sequestro e de cárcere privado qualificado, porque as atitudes causaram sofrimento físico e moral à jovem.
"A vítima foi ouvida e encaminhada para realização de exame de corpo de delito. A polícia identificou uma autora do crime e trabalha para identificar outras participantes da ação", diz o comunicado enviado pela Secretaria de Segurança Pública.
Para o vice-presidente da 7ª subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Barretos, Belisário Rosa Leite Neto, a mulher pode responder também pelos crimes de lesão corporal grave e tortura, dependendo do entendimento da Justiça.

Prima da jovem que foi humilhada diz que familiares estão chocados (Foto: Fábio Junior/EPTV)
Prima da jovem que foi humilhada diz que familiares estão chocados (Foto: Fábio Junior/EPTV)

Fonte: G1
Leia Mais ››

Taxista de 73 anos fica ferido após ser espancado durante assalto em Franca, SP

Taxisita Zequinha, de 73 anos, foi agredido por três pessoas, em Franca, SP (Foto: José Augusto Júnior / EPTV)

Os olhos vermelhos com hematomas roxos, a boca machucada e os braços enfaixados são sinais dos momentos de terror vividos pelo taxista João Batista Ferrarezi, conhecido como Zequinha, de 73 anos, durante um assalto em Franca (SP). Ele foi agredido por três homens que se passaram por passageiros no bairro Jardim Aeroporto. Nenhum deles foi identificado.
“Nunca me aconteceu isso na vida e eu fiquei muito sentido. Eu fiquei com muito medo. São mais de 40 anos de táxi e é a primeira vez que acontece isso. Estou sem coragem de trabalhar”, diz o idoso.
Segundo a polícia, Franca registrou oito assaltos contra taxistas em 2017. Em nota, a Polícia Militar informou que faz um patrulhamento preventivo para combater a criminalidade e que, em média, 400 motoristas e passageiros são abordados por dia na cidade.

Zequinha ainda sente dores e está com medo de voltar a trabalhar após assalto e agressão em Franca, SP (Foto: José Augusto Júnior / EPTV)
Zequinha ainda sente dores e está com medo de voltar a trabalhar após assalto e agressão em Franca, SP (Foto: José Augusto Júnior / EPTV)

Violência
O assalto contra o taxista de 73 anos aconteceu por volta das 8h de sábado (1º), quando ele estava no cruzamento das avenidas Brasil com Adhemar de Barros, no bairro Vila Aparecida. Zequinha afirma que voltava de uma corrida e foi parado por cinco pessoas que solicitaram duas viagens. Segundo o idoso, um casal pediu para que fosse levado até o Jardim Palestina, e de lá os outros três passageiros seguiriam até o Jardim Aeroporto.
Após desembarcar o casal, a vítima diz que foi rendida pelos três homens quando se aproximavam do destino final. Um dos suspeitos cobriu o rosto do idoso com uma blusa e o trio passou a agredi-lo. Segundo o taxista, os ladrões queriam dinheiro.
“Ele me enforcou e pediram dinheiro. Eles até pegaram um pouco de dinheiro no bolso da camisa. Depois diziam ‘quero mais, senão eu vou te matar, vou te furar’, mas não vi arma nem nada, pois eu estava com o rosto tampado.”
Segundo Zequinha, as agressões duraram cerca de dois minutos e ele recebeu muitos socos no rosto. "Eles pediam mais dinheiro, mas eu já tinha dado tudo e o celular. Não reagi, nem nada. Fiquei calmo, mas tomei muito soco na boca, no rosto e quebraram meus óculos”, afirma. Os suspeitos fugiram.
A taxista Maria Luiza Gomes, que também foi vítima de assaltantes há um mês, foi quem socorreu o idoso. “Ele chegou muito machucado, sangrando muito. Ele chegou em um estado que as pessoas tinham medo dele. Eu mesma naquele dia não consegui mais trabalhar”, diz.
Abalado e ainda sentindo dores, Zequinha não sabe se vai voltar a trabalhar. Ele revela que os filhos o aconselharam a deixar o táxi.
“Estou muito pensativo. Vou dar uma estudada direitinho no que vou fazer. Eu trabalho só durante o dia, nem trabalho à noite, mas estou com medo. Vamos ver como vai ficar”, afirma.

Fonte: G1
Leia Mais ››