Usuários Online

RÁDIO CIDADE AO VIVO

quarta-feira, julho 12, 2017

Prefeitura Municipal de Itaú abre processo seletivo com vagas para médicos, Assistente Social e Psicólogo


A Prefeita Municipal de Itaú, no interior do Rio Grande do Norte, divulgou edital de Processo Seletivo Simplificado para a contratação de servidores temporários para a Secretaria de Saúde e Assistência Social. As vagas são para médico, assistente social e psicólogo. O processo seletivo simplificado de análise de currículos e títulos.

As inscrições serão realizadas pessoalmente, sendo o valor de inscrição R$ 100,00 (cem Reais), que serão pagos através de boleto bancário expedido pela Secretaria Municipal de Administração, Finanças, Orçamento, Planejamento e Tributação. Período da inscrição: 13 de julho de 2017 a 17 de julho de 2017. Horário: 08h00min às 12h00min. Local: Prefeitura Municipal de Itaú/RN, na Rua Cleofas Nunes, 74 – Centro – Itaú/RN.



Fonte: Assessoria de Comunicação
Leia Mais ››

Mecânico sofre atentado a tiros na calçada de casa no bairro Santo Antônio em Mossoró


Uma tentativa de homicídio por arma de fogo, foi registrada no início da noite desta quarta feira 12 de julho, no bairro Santo Antônio em Mossoró RN.

A vítima, o mecânico de montagem Roberto Pereira da Silva 39 anos, natural de São Bento/PB, foi alvejado na calçada de sua residência na Avenida Rio Branco ( Estrada da Raiz).

Segundo informações repassada pela Polícia Militar, o mecânico estava na calçada de sua casa, quando foi surpreendido por um desconhecido que chegou em uma moto e atirar várias vezes contra a vítima.

Roberto foi atingido com três disparos de arma de fogo na região das costas. O atirador fugiu após o crime e não foi identificado.

A Guarnição do Ronda Cidadã da Polícia Militar, foi acionada para o local e quando chegou na casa encontrou a vítima baleada e diante da gravidade dos ferimentos,socorreu a mesma para o Hospital Regional Tarcísio Maia. 

O mecânico disse aos policiais que a cerca de três meses atrás teve um filho assassinado a tiros no Alto São Manoel e acredita que o atentado sofrido por ele esteja relacionado com a morte de seu filho.




Fonte: Fim da Linha
Leia Mais ››

130° Homicídio em Mossoró 2017: Motorista é morto com um tiro nas costas no estacionamento da UNP


Um crime de homicidio provocado por arma de fogo foi registrado na tarde desta quarta-feira 12 de julho de 2017 em Mossoró na região Oeste do Rio Grande do Norte.

A vítima o motorista Francisco Marinho Nogueira 42 anos, morador da cidade de Areia Branca ,foi morto com um tiro ao lado ônibus que dirigia transportando estudantes de Areia Branca para para Mossoró.

Segundo informações o motorista estava no estacionamento da Universidade Potiguar (UNP),na Avenida João da Escóssia, no bairro Nova Betânaia, aguardando a saído dos estudantes para levá-los de volta para Areia Branca, quando foi baleado e morto.

Vigilantes que trabalham nos portões de acesso ao estacionamento da universidade relataram para a Polícia Civil, que dois homens foram vistos pulando o portão de ferro que fica nos fundos do estacionamento e fugiram pelo matagal.

A Polícia Civil a princípio trabalha com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte). O motorista teria reagido a um assalto e acabou baleado e morto. 

No local onde o motorista foi assassinado a polícia encontrou uma mascara, o que levanta a hipótese de roubo, mas não há informações se levaram algo da vítima.

O corpo foiu removido para a base do ITEP onde será necropsiado e depois liberado para sepultamento. O caso a princípio será investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos.

Francisco Marinho Nogueira foi a 130ª vítima de Crime Violento Letal Intencional em Mossoró neste ano de 2017.





Fonte: Fim da Linha
Leia Mais ››

Bolsonaro presta continência a Moro por condenar Lula


“O dia de hoje é um marco na história do Brasil”. As palavras foram ditas por Jair Bolsonaro, deputado federal do PSC pelo Rio de Janeiro e pré-candidato à Presidência da República, sobre a condenação do ex-presidente Lula, do PT, que também tem interesses na candidatura para presidente.

Lula foi condenado a nove anos e seis meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A pena foi imposta nesta quarta-feira, 12, pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pela primeira instância da Lava Jato.

“Não estou vibrando nem comemorando a prisão de quem quer que seja. Gostaria eu que essas pessoas não fossem corruptas”, comentou Bolsonaro em um vídeo publicado por ele nas redes sociais.

Bolsonaro lembrou que “o homem que por oito anos conduziu o destino de nossa nação tripudiou, assaltou, corrompeu… Tudo por um projeto de poder” e parabenizou o juiz federal: “A minha continência a Sérgio Moro, o homem que está mostrando para todo no Brasil que podemos ter uma maneira diferente de fazermos política.”

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

Moro manda confiscar o triplex do Guarujá, que Lava Jato atribui a Lula


O juiz federal Sérgio Moro mandou confiscar o triplex 164-A, no Condomínio Solaris, no Guarujá, que a Operação Lava Jato atribui ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O petista foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro por supostamente ter recebido R$ 2,25 milhões de propinas da OAS, no tríplex.

“Considerando que o apartamento 164-A, triplex, Edifício Salina, Condomínio Solaris, no Guarujá, matrícula 104801 do Registro de Imóveis do Guarujá, é produto de crime de corrupção e de lavagem de dinheiro, decreto o confisco, com base no artigo 91, II, “b”, do Código Penal”, ordenou Moro. “A fim de assegurar o confisco, decreto o sequestro sobre o referido bem. Independentemente do trânsito em julgado, expeça-se precatória para lavratura do termo de sequestro e para registrar o confisco junto ao Registro de Imóveis.

O magistrado considerou “desnecessária no momento avaliação do bem”.

“Independentemente do trânsito em julgado, oficie-se ao Juízo no processo de recuperação judicial que tramita perante a 1;ª Vara de Falência e Recuperações Judiciais da Justiça Estadual de São Paulo (processo 0018687-94.2015.8.26.01000), informando o sequestro e confisco do bem como produto de crime e que, portanto, ele não pode mais ser considerado como garantia em processos cíveis”, decidiu.

Sérgio Moro definiu o valor mínimo para reparação dos danos decorrentes do crime em R$ 16 milhões – a ser corrigido monetariamente e agregado de 0,5% de juros simples ao mês a partir de 10 de dezembro de 2009. O montante equivale ao total da “conta corrente geral de propinas do Grupo OAS com agentes do Partido dos Trabalhadores”.

“Evidentemente, no cálculo da indenização, deverão ser descontados os valores confiscados relativamente ao apartamento”, determinou.

O juiz ainda levantou a apreensão do acervo presidencial que se encontra atualmente depositado e lacrado junto ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, “não havendo mais motivo para mantê-lo”.

A denúncia do Ministério Público Federal sustentava que Lula havia recebido R$ 3,7 milhões em benefício próprio – de um valor de R$ 87 milhões de corrupção – da empreiteira OAS, entre 2006 e 2012. As acusações contra Lula são relativas ao suposto recebimento de vantagens ilícitas da empreiteira OAS por meio do triplex no Guarujá, no Solaris, e ao armazenamento de bens do acervo presidencial, de 2011 a 2016.

Lula e José Adelmário Pinheiro Filho, o Léo Pinheiro, da OAS, foram absolvidos “das imputações de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o armazenamento do acervo presidencial, por falta de prova suficiente da materialidade”. A propina atribuída a Lula na sentença, portanto, é de R$ 2,25 milhões da OAS envolvendo o triplex do Guarujá.

O petista foi condenado por um crime de corrupção passiva pelo recebimento de vantagem indevida do Grupo OAS em decorrência do contrato do Consórcio Conest/RNEST com a Petrobras e por um crime de lavagem de dinheiro, “envolvendo a ocultação e dissimulação da titularidade do apartamento 164-A, triplex, e do beneficiário das reformas realizadas”.

Também foram condenados os executivos José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro – corrupção e lavagem a 10 anos e oito meses -, e Agenor Franklin Medeiros – corrupção ativa a 6 anos -, ambos da OAS.

O juiz da Lava Jato absolveu outros executivos da OAS, Paulo Roberto Valente Gordilho, Fábio Hori Yonamine e Roberto Moreira Ferreira, e também o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, do crime de lavagem de dinheiro.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

‘Condenação de Lula é um escárnio’, afirma Dilma


A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) divulgou na tarde desta quarta-feira, 12, nota à imprensa criticando a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pelo juiz Sérgio Moro, a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo Dilma, a condenação “é um escárnio” A petista critica ainda a aprovação da reforma trabalhista no Senado. Leia a íntegra da nota:

NOTA À IMPRENSA

Dilma: “A condenação de Lula é um escárnio”

A condenação de Luiz Inácio Lula da Silva, sem provas, a 9 anos e seis meses de prisão, é um escárnio. Uma flagrante injustiça e um absurdo jurídico que envergonham o Brasil. Lula é inocente e essa condenação fere profundamente a democracia.

Sem provas, cumprem o roteiro pautado por setores da grande imprensa. Há anos, Lula, o presidente da República mais popular na história do país e um dos mais importantes estadistas do mundo no século 21, vem sofrendo uma perseguição sem quartel.

Ontem, com indignação, assistimos à aprovação pelo Senado do fim da CLT. Uma monumental perda para os trabalhadores brasileiros.

Agora, assistimos essa ignominia que está sendo exercida contra o ex-presidente Lula com o objetivo de cassar seus direitos políticos.

O país não pode aceitar mais este passo na direção do Estado de Exceção. As garras dos golpistas tentam rasgar a história de um herói do povo brasileiro. Não conseguirão.

Lula é inocente. E o povo brasileiro saberá democraticamente resgatá-lo em 2018.

Nós iremos resistir.

Dilma Rousseff

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

Esquerdas saem às ruas em defesa de Lula


Protestos contra e em favor do ex-presidente Lula, condenado em primeira instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo juiz Sérgio Moro, foram convocados para diversas cidades do país.

Os movimentos de oposição ao PT convocaram atos para a noite desta quarta-feira (12) em São Paulo, Rio, Salvador e Belo Horizonte.

O Vem Para Rua convoca para manifestação contra Lula às 18h em frente ao Masp, na Avenida Paulista.

O grupo também convocou para um “barulhaço” às 19h, no posto 5 da praia de Copacabana, local que se notabilizou pelas marchas de oposição o governo do PT e principalmente nos protestos pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Em Salvador, uma marcha foi convocada para o Rio Vermelho, região de bares e restaurantes na orla da capital, às 20h, em comemoração à decisão de Moro.

Em Belo Horizonte, um ato foi convocado pelo Vem Pra Rua e pelo MBL para às 19h30 para a praça da Liberdade, região central da capital mineira.

No Recife, o MBL convocou um ato para as 20h30 em comemoração à condenação, na avenida Boa Viagem, no litoral da capital pernambucana.

ATOS A FAVOR

Grupos que costumam defender o ex-presidente, como CUT (Central Unida dos Trabalhadores) e as Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, ainda não convoca marcaram marchas nacionais. Apenas atos de apoio ainda pontuais.

Grupos a favor de Lula fazem na noite desta quarta um ato no vão livre do Masp, no centro de São Paulo.

Os grupos estão convocando também plenárias para deliberar como será a reação à decisão de Moro.

No Rio, o deputado estadual Gilberto Palmares (PT) convocou apoiadores de Lula para um “microfone aberto” na Praça XV, a partir das 16h30 desta quarta. Às 17h30 ninguém havia aparecido ainda.

Em Salvador, o PT convocou ato para o início desta noite em frente ao Fórum Rui Barbosa, no centro da capital baiana.

Em BH está uma marcada uma plenária para as 18h para definir “uma agenda de luta e mobilização” contra as reformas e em defesa de Lula, as 18h, na Assembleia Legislativa de Minas, que fica na região central da capital mineira.

No Recife, foi convocado um “ato de solidariedade” a Lula, as 19h, na sede do sindicato dos Bancários de Pernambuco, no bairro de Boa Viagem, centro, com a presença do economista Luiz Gonzaga Beluzo.

EM CURITIBA

Em frente ao prédio da Justiça Federal do Paraná, a segurança foi reforçada depois da sentença que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quarta (12).

O local está de portões semi-cerrados e três seguranças da Justiça, armados com espingardas, vigiam a frente do prédio.

O esquema de segurança foi bolado especialmente para a ocasião, e deve perdurar até a noite.

Por enquanto, apenas manifestantes a favor da Lava Jato estão no local e comemoram a sentença, com um carro de som e um megafone.

“Há provas, e contra provas não há argumentos, nem ideologia, nem bravata”, disse Cristiano Roger, do grupo Curitiba contra a Corrupção.

Carros buzinam em comemoração à sentença, ao passar em frente ao fórum.

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

UERN comunica que aulas serão retomadas nesta quinta-feira

UERN retomará aulas e atividades administrativas nesta quinta-feira, dia 13 (Foto: Divulgação/UERN)

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) informa que vai retomar nesta quinta-feira (13) as aulas e atividades administrativas. O funcionamento estava suspenso desde a segunda-feira (10), em decorrência de paralisação de vigilantes da empresa de segurança que presta serviço à Universidade.
Os vigilantes deixaram de trabalhar alegando não pagamento de salários e a UERN decidiu suspender as atividades por "preocupação com a segurança de toda a comunidade acadêmica"
Nesta quarta-feira (12), porém, a direção da Universidade confirmou que a empresa de segurança entrou em contato com administração e confirmou que fornecerá os serviços previstos em contrato.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Senado aprova indicação de Raquel Dodge para procuradora-geral da República

Senado aprova indicação de Raquel Dodge para procuradora-geral da República

O Senado aprovou na noite desta quarta-feira (12) a indicação de Raquel Dodge para o cargo de procuradora-geral da República. Ela recebeu 74 votos a favor e 1 contra (e uma abstenção). Eram necessários, no mínimo, 41 votos. A votação foi secreta, na qual não se sabe como votou cada parlamentar.
Indicada pelo presidente Michel Temer no mês passado, Dodge será a primeira mulher a ocupar o cargo e terá mandato de dois anos à frente da PGR (podendo ser reconduzida).
O mandato do atual procurador-geral, Rodrigo Janot, termina em setembro.
Antes da votação no plenário, a indicação de Dodge foi aprovada por unanimidade pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), após sabatina de quase 8 horas (reveja vídeos da sabatina mais abaixo).
Ao responder as perguntas de senadores, ela disse que, se necessário, vai aumentar as equipes responsáveis por operações do Ministério Público, como a Lava Jato.
Cabe ao procurador-geral da República, por exemplo, pedir abertura de inquéritos para investigar o presidente da República, ministros, deputados e senadores. O chefe do Ministério Público Federal também tem a prerrogativa de apresentar denúncias nesses casos.
O PGR pode ainda criar forças-tarefa para investigações especiais, como é o caso do grupo que atua na Lava Jato. Também pode encerrá-las ou ampliá-las.
Sabatina
No discurso de apresentação ao senadores na CCJ, Raquel Dodge ressaltou que vai dar "prioridade e todo apoio necessário" ao combate à corrupção . Ela também disse que pretende fazer uma gestão com "firmeza, equilíbrio, confiança e imparcialidade" à frente do Ministério Público.
Dodge foi questionada algumas vezes sobre a Lava Jato. Ela disse que a popularidade da operação junto à sociedade se deve ao fato de que o país tem uma legislação que permite "entregar prestação judicial com resultados e de forma célere".
Ela também afirmou que todo trabalho de investigação deve ser feito com base em provas e na lei. "De forma serena, de forma tranquila, para que evitemos aquilo que a Constituição assegura para todos, que é a proteção contra o aviltamento da dignidade da pessoa humana”, enfatizou.
Perfil
A procuradora Raquel Dodge está no Ministério Público Federal desde 1987. Atualmente, ela trabalha junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) em processos da área criminal. Também possui experiência em assuntos relacionados à defesa do Consumidor.
Dodge é conselheira do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e atuou na operação Caixa de Pandora, que levou à prisão, em 2010, o então governador do Distrito Federal José Roberto Arruda (DEM), e na equipe que investigou o chamado Esquadrão da Morte.
Dodge foi a segunda colocada na lista tríplice enviada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) ao presidente Michel Temer, a quem cabia escolher o sucessor de Janot. Em primeiro lugar, ficou Nicolao Dino, atual vice-procurador-geral eleitoral.

Fonte: G1
Leia Mais ››

PSD também decide votar contra denúncia sobre Temer


Assim como o PMDB, a bancada do PSD na Câmara dos Deputados também decidiu, em reunião hoje (12), que vai votar pela não admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Os deputados do partido afirmam que a denúncia “carece de consistência jurídica” e de provas.

O partido tem dez membros na comissão, que está debatendo nesta quarta-feira. A bancada defende a permanência de Temer no cargo para dar continuidade à “evolução da economia brasileira”.

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara começou hoje (12) a fase de debate da denúncia contra o presidente Michel Temer. Na última segunda-feira (10), o deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ) apresentou parecer favorável à admissibilidade da denúncia pelo crime de corrupção passiva apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Como os deputados fizeram pedido de vista, o início da discussão foi adiado para hoje, depois de cumprido o prazo de realização de duas sessões do plenário. A reunião deve se estender ao longo de todo o dia. Em acordo firmado com lideranças da oposição e da base do governo, o presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-RJ, ampliou o tempo de debate da denúncia.

Fonte: Agência Brasil
Leia Mais ››

Iceberg gigante se desprende de plataforma de gelo na Antártica

 Imagem de arquivo mostra iceberg gigante prestes a se desprender da Antártica (Foto: NASA / Maria-Jose VINAS / NASA / AFP)

Um iceberg de um trilhão de toneladas, um dos maiores já registrados, se desprendeu de uma plataforma de gelo gigantesca na Antártica, anunciaram nesta quarta-feira (12) os cientistas da Universidade de Swansea, no Reino Unido.
Em um comunicado, os especialistas em estudos antárticos da universidade indicaram que o desprendimento ocorreu entre 10 e 12 de julho, quando o iceberg -- de 5.800 quilômetros quadradados -- se separou da plataforma Larsen C do continente branco.
"Ele pode permanecer inteiro, mas é mais provável que se quebre em fragmentos. Parte do gelo pode permanecer na área por décadas, enquanto outras partes podem seguir para o norte, para águas mais quentes", disse Adrian Luckman, professor da Universidade de Swansea e principal pesquisador do projeto MIDAS, que vem monitorando a plataforma de gelo há vários anos.
Os blocos de gelo que partirem rumo ao oceano podem derreter, o que contribuiria para elevar o nível do mar. A presença do gelo solto no oceano também aumenta risco para navios. Apesar de a região estar longe de grandes rotas comerciais, ela faz parte do roteiro de cruzeiros que visitam a região a partir da América do Sul.

 (Foto: Arte/G1)
(Foto: Arte/G1)

Aquecimento global?
Segundo os pesquisadores, é possível que o aquecimento global tenha contribuído para a aceleração da ruptura, porém não há evidências científicas concretas que possam provar essa teoria. A fenda vem se formando há vários anos, mas o processo se acelerou recentemente.
No ano passado, cientistas afirmaram que a rachadura na Larsen C estava aumentando rapidamente. Mas, em dezembro, o ritmo aumentou a patamares nunca antes vistos, avançando 18 km em duas semanas.

Imagem do satélite Copernicus Sentinel processada pela ESA nesta quarta-feira mostra ruptura que desprendeu iceberg gigante na Antártica  (Foto: Copernicus Sentinel data (2017)/ESA, CC BY-SA 3.0 IGO )
Imagem do satélite Copernicus Sentinel processada pela ESA nesta quarta-feira mostra ruptura que desprendeu iceberg gigante na Antártica (Foto: Copernicus Sentinel data (2017)/ESA, CC BY-SA 3.0 IGO )

Entenda
A Larsen C é a maior plataforma de gelo no norte da Antártica. As plataformas de gelo são as porções da Antártica onde a camada de gelo está sobre o oceano e não sobre a terra.
Segundo cientistas, o descolamento do iceberg pode deixar toda a plataforma Larsen C vulnerável a uma ruptura futura. A plataforma tem espessura de 350 m e está localizada na ponta oeste da Antártica, impedindo a dissipação do gelo.
Os pesquisadores vêm acompanhando a rachadura na Larsen C há muitos anos. Recentemente, porém, eles passaram a observá-la mais atentamente por causa de rupturas das plataformas de gelo Larsen A, em 1995, e Larsen B, em 2002.

Foto de arquivo fornecida pela Nasa mostra fenda se formando no gelo da plataforma Larsen C (Foto: NASA/Handout via REUTERS/File )
Foto de arquivo fornecida pela Nasa mostra fenda se formando no gelo da plataforma Larsen C (Foto: NASA/Handout via REUTERS/File )

Fonte: G1
Leia Mais ››

Trem descarrila e afeta Linha 8 da CPTM em São Paulo

Composição fora dos trilhos na Linha 8-Diamante (Foto: Reprodução/TV Globo)

Um trem descarrilou e afeta o funcionamento da Linha 8-Diamante da CPTM nesta quarta-feira (12). A linha liga a região central da capital à porção Oeste da Grande São Paulo.
O incidente ocorreu por volta das 9h. Às 12h30, funcionários da companhia tentavam colocar a composição de volta nos trilhos. Apenas uma das vias era usada de forma alternada no trecho, o que causou redução de velocidade.
Segundo levantamento do SP1, trata-se do quarto descarrilamento em linhas da CPTM apenas neste ano.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Daniel Alves assina contrato de duas temporadas com o PSG

Daniel Alves assina contrato de duas temporadas com o PSG

Daniel Alves é o mais novo reforço do Paris Saint-Germain. O lateral-direito assinou contrato de dois anos com o clube francês e foi apresentado oficialmente nesta quarta-feira. O jogador chegou a Paris na terça e foi aprovado nos exames médicos. Em seguida, protagonizou um vídeo publicado na manhã desta quarta-feira para oficializar sua apresentação, marcando o número 32 na nova camisa, a mesma de Beckham em 2013 e David Luiz entre 2014 e 2016, e dizendo o slogan do time: "Ici c'est Paris" (aqui é Paris, em francês).
- Estou extremamente feliz em me juntar ao Paris Saint-Germain. Nos últimos anos, pude acompanhar de fora o enorme crescimento do clube, tornou-se um centro forte do futebol europeu. É muito emocionante virar agora um ator deste grande projeto! Em todos os clubes que eu passei, sempre dei o melhor para ajudar a minha equipe para ir o mais alto possível. Acredite, eu também vim a Paris para ganhar. Eu sei quais são as ambições do meu novo clube e as expectativas de seus muitos torcedores em todo o mundo. Vamos partilhar grandes momentos, tenho certeza! - disse Daniel Alves ao site oficial do PSG.
Recepcionado pelo compatriota Maxwell, lateral-esquerdo do PSG até a temporada passada, o reforço foi definido como "um mágico... parisiense", "astro mundial", com "pedigree estratosférico". Daniel Alves é o 30º brasileiro na história do clube, cujo passado teve passagens Raí, Leonardo, Vampeta, Ronaldinho Gaúcho, Nenê, entre outros, e conta atualmente com os zagueiros Thiago Silva e Marquinhos, além do volante Thiago Motta, este naturalizado italiano, e o atacante Lucas.
- Estou muito contente e orgulhoso em receber Daniel Alves em nosso clube. Daniel não é apenas há uma dúzia de anos um dos melhores defensores do mundo, também é uma figura reconhecida e apreciada por fãs de futebol em todos os continentes. Sua exigência e energia vão trazer muito para o nosso grupo, e os nossos fãs vão adorar o espírito de luta que nunca deixará de animar Dani. Ao escolher Paris Saint-Germain, Daniel mostra toda a vitalidade e capacidade de atração do nosso projeto - disse Nasser Al-Khelaifi, presidente do Paris Saint-Germain.

Maxwell mostra a Daniel Alves troféu na sede do Paris Saint-Germain (Foto: Reprodução do site oficial do Paris Saint-Germain)
Maxwell mostra a Daniel Alves troféu na sede do Paris Saint-Germain (Foto: Reprodução do site oficial do Paris Saint-Germain)

O brasileiro também começou a "gastar" seu francês para saudar a torcida e convocar para um encontro no Parc des Princes depois da entrevista coletiva, na qual apareceu vestido de terno.
- Paris pode ser a cidade do amor. É também a cidade do futebol - disse Daniel Alves na entrevista coletiva, distribuindo elogios a toda hora ao clube. - O trabalho desenvolvido pelo clube por vários anos é encorajador. É um time ambicioso.
O grande favorito para levar Daniel era o Manchester City, que também tinha feito proposta contratual de dois anos. O brasileiro tinha muita vontade de voltar a atuar sob o comando do técnico Pep Guardiola, e a situação estava muito bem encaminhada. Na Inglaterra, outros dois clubes fizeram contato oficial: Chelsea e Tottenham. Mas o PSG apareceu de última hora e atropelou os concorrentes.
- Este é o terceiro ano que meu nome foi especulado no PSG. Dessa vez, acabou bem - disse Daniel Alves.

Daniel Alves exibe o novo modelo de camisa do PSG:
Daniel Alves exibe o novo modelo de camisa do PSG: "amarelinha" para o 30º brasileiro a defender o clube (Foto: Reprodução do site oficial do Paris Saint-Germain)

Daniel Alves está com 34 anos e foi um dos destaques da Juventus em 2016/17. Titular da seleção brasileira de Tite, o lateral-direito acertou com o clube de Turim após sete anos de Barcelona. Conquistou o Campeonato Italiano, a Copa da Itália e foi vice da Liga dos Campeões, perdendo a decisão para o Real Madrid. No entanto, acabou rescindindo o contrato com a Juve ao fim da temporada. O PSG agora é sua nova casa.
- Tenho uma mente jovem. Enquanto ela for assim, continuarei a lutar - afirmou o lateral, admitindo que a preferência de sua esposa, a modelo espanhola Joana Sanz, pesou na escolha de seu futuro. - Paris é a cidade preferida de minha mulher. Também tenho amigos na equipe, assim como ex-companheiros de time e pessoas e atletas que admiro.

Joana Sanz, esposa de Daniel Alves, na entrevista coletiva de apresentação ao Paris saint-Germain (Foto: REUTERS/Gonzalo Fuentes)
Joana Sanz, esposa de Daniel Alves, na entrevista coletiva de apresentação ao Paris saint-Germain (Foto: REUTERS/Gonzalo Fuentes)

Do lado de fora do estádio Parc des Princes, o brasileiro apareceu uniformizado para ter um encontro com os torcedores em festa.

Uniformizado, Daniel Alves exibe o cachecol para a torcida do lado de fora do Parc des Princes na apresentação ao Paris Saint-Germain (Foto: REUTERS/Gonzalo Fuentes)
Uniformizado, Daniel Alves exibe o cachecol para a torcida do lado de fora do Parc des Princes na apresentação ao Paris Saint-Germain (Foto: REUTERS/Gonzalo Fuentes)

Fonte: Globo Esporte
Leia Mais ››

Dólar amplia queda após notícia sobre condenação de Lula, batendo R$ 3,20

Nota de US$ 5 dólares (Foto: REUTERS/Thomas White)

O dólar ampliou a queda em relação ao real nesta quinta-feira (12) após a notícia sobre a condenação do ex-presidente e Luiz Inácio Lula da Silva. Antes, a moeda já operava em baixa, em meio ao otimismo com a aprovação da reforma trabalhista no Senado, na véspera, e de olho em pistas sobre o rumo dos juros nos Estados Unidos.
Às 15h19, a moeda dos EUA caía 1,27%, cotada a R$ 3,2119 para venda. Antes, o dólar chegou a bater a casa dos R$ 3,20. Veja a cotação de hoje. A Bovespa também reagiu à notícia sobre a condenação de Lula, passando a subir com mais força.
O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, condenou o ex-presidente Lula em uma ação penal que envolve o caso da compra e reforma de um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo. Ele foi condenado a nove anos e seis meses.

Reação do mercado de câmbio (Foto: G1 )
Reação do mercado de câmbio (Foto: G1 )

O diretor de investimentos da Gradual Investimentos, Pedro Coelho Afonso, disse que o mercado reagiu à notícia já mirando as eleições de 2018, ainda de olho na possibilidade de aprovação da reforma da Previdência. "Agora, aparentemente, o Lula é carta fora do baralho", disse em entrevista ao G1.

Afonso comentou ainda que, mais cedo, em meio aos desdobramentos da denúncia contra o presidente Michel Temer, os mercados não reagiram com tanta força. "O Temer acaba parecendo uma escolha do mercado financeiro, mas, na atual conjuntura, devido a toda essa turbulência, ele seria o 'menos pior', pelo menos para terminar esse governo até a próxima eleição".
"Imaginando uma possível candidatura, a volta do presidente mudaria a equipe econômica que hoje é totalmente pró-mercado", acrescenta Fernando Bergallo, Diretor de câmbio da FB Capital.
A professora da economia da Fecap, Juliana Inhasz, afirma que a condenação de Lula sinaliza ao mercado que a Lava Jato tem efeitos reais, retirando as dúvidas de que o juiz Sérgio Moro fosse mesmo capaz de condenar uma grande figura política. “O mercado financeiro colocou na ponta do lápis e viu com otimismo o fato de que a corrupção está sendo levada a sério”, diz.
Contudo, a decisão de Moro acrescenta mais incertezas ao cenário político e econômico, na visão da professora, uma vez isso aumenta as chances de que outras figuras políticas atualmente no poder também sejam condenadas, entre elas o presidente Michel Temer.
Reforma trabalhista
O mercado abriu os negócios desta quarta repercutindo a aprovação da reforma trabalhista no Senado na noite anterior. Após sessão tumultuada que durou mais de 11 horas, os senadores aprovaram o texto-base da reforma trabalhista por 50 votos a 26 e, em seguida, analisou três destaques (sugestões de alteração à proposta original). Todos foram rejeitados.
"O placar de aprovação da trabalhista foi folgado e, embora seja um termômetro pequeno para a aprovação de outras reformas, ajudou no tom positivo", afirmou à Reuters o operador da Advanced Corretora, Alessandro Faganello, para quem o dólar vem procurando se acomodar num piso mais baixo do que os R$ 3,30 das últimas semanas.
Segundo a agência, o mercado continuava apostando que, com ou sem o presidente, a agenda de reformas deverá prosseguir uma vez que a atual equipe econômica poderia continuar mesmo com outro assumindo a Presidência do país. Na linha sucessória, está o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo maia (DEM-RJ).
Cenário externo
Da cena externa, ajudava na queda do dólar nesta sessão o discurso da chefe do banco central dos Estados Unidos, o Federal Reserve (Fed). Janet Yellen afirmou que não será preciso elevar tanto os juros no país. Em seu discurso semestral no Congresso, explicou que os riscos para a economia americana estão equilibrados, mas que "as possíveis mudanças" previstas pela política econômica de Donald Trump representam "uma fonte de incerteza".
O mercado segue atento a pistas sobre os rumos dos juros no Estados Unidos porque, com taxas mais altas, o país atrairia recursos aplicados atualmente em outros mercados, o que motivaria uma tendência de alta do dólar em relação a moedas como o real.
Último fechamento
Na véspera, o dólar fechou em queda ante o real pela terceira sessão seguida, ao menor nível desde 1º de junho, com os investidores apostando que a reforma trabalhista seria aprovada pelo Senado mesmo em meio à situação delicada do presidente Michel Temer, que vem perdendo apoio político.
A moeda terminou a sessão cotada a R$ 3,2532 na venda, queda de 0,19%. No mês, a moeda norte-americana teve queda de 1,8%. No ano, o dólar teve alta de 0,11%.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Temer diz a deputados que, se cair, Maia e Eunicio serão os próximos


Por votos, o presidente Michel Temer tem dito a parlamentares aliados que, se deixar a Presidência da República, os próximos alvos da Procuradoria-Geral da República serão Rodrigo Maia, presidente da Câmara, e Eunicio Oliveira, presidente do Senado.

O discurso de Temer para os deputados, em conversas reservadas nos últimos dias, é que o Ministério Público, comandado por Rodrigo Janot, "persegue a classe política" e quer que a Presidência da República seja comandada por Carmen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal. 

Isto porque, se Maia e Eunicio caírem, caberá, pela linha sucessória, a presidente do STF assumir a Presidência. 

Porém, em seus relatos aos parlamentares, Temer omite que a lei só permite que presidentes sejam investigados por crimes cometidos no mandato atual.

A assessoria de Temer procurou o blog por telefone nesta tarde para dizer que o presidente nega ter feito a avaliação sobre Maia e Eunicio, relatada por deputados e confirmada por fontes do Planalto ao blog.

Antes da delação da JBS, o próprio presidente já havia sido delatado pela Odebrecht- mas não foi objeto de ação pela procuradoria, que sequer pediu abertura de inquérito porque os supostos crimes foram cometidos antes de assumir a presidência. 

Ele só foi denunciado porque foi gravado por Joesley Batista, já como presidente, numa conversa em que, segundo a procuradoria, indicava o cometimento de crimes. E porque, depois, o homem que ele indicou para resolver as pendências da J&F foi pego numa ação controlada recebendo 500 mil que a PGR diz que eram para Temer.

Com o discurso, o presidente Temer apela aos deputados com uma espécie de instinto de sobrevivência para derrubar a denúncia contra ele por corrupção passiva na Câmara.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Condenação de Lula é uma evidente manifestação política, diz líder do PT


O líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP), considera que a decisão do juiz federal Sergio Moro de condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e seis meses de prisão nesta quarta-feira, 12, é “uma evidente manifestação política”. Ele estranhou o fato de a sentença ter sido divulgada no dia em que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) começa a discutir a denúncia contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva.

“O que se quer é excluir Lula das próximas eleições. É uma decisão política que tem que ter o repúdio da população, porque atropela o devido processo legal”, declarou Zarattini. O petista avaliou que a sentença levou em conta apenas o depoimento de Léo Pinheiro, dono da construtora OAS, que afirmou em depoimento que o apartamento era de Lula, e excluiu as outras testemunhas. Ele também avalia que a sentença não apresentou provas factuais de que Lula é, de fato, dono do tríplex.

“Esta é uma condenação feita por um juiz que participou da investigação e da denúncia, estava evidente que ele ia fazer isso”, disse.

Durante a sessão da CCJ para debater a denúncia contra Temer, a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) manifestou solidariedade a Lula, por quem disse sentir “profundo respeito e admiração”. Ela classificou Lula como “o maior líder popular da história desse País”. Essa condenação será revertida porque não há qualquer prova. Lula voltará eleito pelo povo das urnas desse País.”

Já o deputado Wladimir Costa (SD-PA) comemorou a condenação. “Finalmente ele (Lula) deverá ter as suas madeixas, seus cabelos raspados, deverá ser conduzido algemado para o cárcere lá na Papuda para cumprir a sua pena. É só a primeira condenação diante de todas que ainda virão”, afirmou.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

Moro proíbe Lula de exercer cargos ou funções públicas


O juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, determinou, nesta quarta-feira, 12, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja “interditado” para o exercício de cargos ou funções públicas, em sentença na qual condenou o petista a nove anos e seis meses de prisão no processo relacionado ao caso tríplex no Guarujá.

Lula foi sentenciado por corrupção e lavagem de dinheiro em razão do suposto recebimento de R$ 3,7 milhões de propinas da OAS, no tríplex do Guarujá. Na decisão, o juiz da Lava Jato também determinou que ele não exerça cargos públicos.

“Em decorrência da condenação pelo crime de lavagem, decreto, com base no artigo 7.º, II, da Lei nº 9.613/1998, a interdição de José Adelmário Pinheiro Filho e Luiz Inácio Lula da Silva, para o exercício de cargo ou função pública ou de diretor, membro de conselho ou de gerência das pessoas jurídicas referidas no artigo 9.º da mesma lei pelo dobro do tempo da pena privativa de liberdade”, anota o magistrado.

O juiz federal decidiu também não mandar Lula para a prisão. Moro alegou “prudência” e a necessidade de se evitar “certos traumas”. O magistrado também não condenou o ex-presidente pelo armazenamento de seus bens, custeado pela empresa OAS, pela empresa Granero.

A denúncia do Ministério Público Federal sustenta que Lula recebeu R$ 3,7 milhões em benefício próprio – de um valor de R$ 87 milhões de corrupção – da empreiteira OAS, entre 2006 e 2012. As acusações contra Lula são relativas ao suposto recebimento de vantagens ilícitas da empreiteira OAS por meio do tríplex no Guarujá, no Solaris, e ao armazenamento de bens do acervo presidencial, de 2011 a 2016.

Lula e José Adelmário Pinheiro Filho, o Léo Pinheiro, da OAS, foram absolvidos “das imputações de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o armazenamento do acervo presidencial, por falta de prova suficiente da materialidade”.

“As declarações do acusado Léo Pinheiro, presidente da OAS, de que não vislumbrou ilicitude ou que não houve débito da conta geral de propinas, afastam o crime de corrupção. A parte final, com a menção de que o pagamento tinha por propósito o estreitamento de laços, não basta para caracterizar corrupção, uma vez que não envolveu pagamento em decorrência do cargo presidencial ou de acertos envolvendo contratos públicos”, anotou o magistrado.

Lula foi condenado por crime de corrupção passiva pelo recebimento de vantagem indevida do Grupo OAS em decorrência do contrato do Consórcio Conest/RNEST com a Petrobras e por crime de lavagem de dinheiro, “envolvendo a ocultação e dissimulação da titularidade do apartamento 164-A, tríplex, e do beneficiário das reformas realizadas”.

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

Moro diz que Lula adotou ‘táticas de intimidação’


Ao condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o juiz federal Sérgio Moro atribuiu ao petista “táticas de intimidação”.

“Como defesa na presente ação penal, tem ele (Lula), orientado por seus advogados, adotado táticas bastante questionáveis, como de intimidação do ora julgador, com a propositura de queixa-crime improcedente, e de intimidação de outros agentes da lei, Procurador da República e Delegado, com a propositura de ações de indenização por crimes contra a honra”, assinalou o magistrado.

Moro anotou que desde que se tornou alvo da Operação Lava Jato, Lula, por meio de seus defensores, fustiga investigadores e repórteres com ações de indenização, ainda que sem êxito.

“Até mesmo promoveu ação de indenização contra testemunha e que foi julgada improcedente, além de ação de indenização contra jornalistas que revelaram fatos relevantes sobre o presente caso, também julgada improcedente.”

O juiz da Lava Jato aponta, ainda, para “declarações públicas no mínimo inadequadas sobre o processo”. Moro se referiu a afirmações de Lula de que poderá retaliar os procuradores da força-tarefa do Ministério Público Federal e os delegados de Polícia Federal que o acusam.

“Por exemplo, sugerindo que se assumir o poder irá prender os procuradores da República ou delegados da Polícia Federal (05 de maio de 2017, ‘se eles não me prenderem logo quem sabe um dia eu mando prendê-los pelas mentiras que eles contam’. Essas condutas são inapropriadas e revelam tentativa de intimidação da Justiça, dos agentes da lei e até da imprensa para que não cumpram o seu dever.”

Moro considera que poderia mandar prender o ex-presidente. Mas assegurou a Lula o direito de recorrer em liberdade. “Considerando que a prisão cautelar de um ex-presidente da República não deixa de envolver certos traumas, a prudência recomenda que se aguarde o julgamento pela Corte de Apelação antes de se extrair as consequências próprias da condenação. Assim, poderá o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentar a sua apelação em liberdade.”

Fonte: Estadão
Leia Mais ››

Morre Sebastião Fernandes, ex-prefeito de São Miguel


O deputado Gustavo Carvalho (PSDB) registrou, durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (12), voto de pesar pela morte do ex-prefeito de São Miguel, Sebastião Fernandes, irmão do deputado Raimundo Fernandes (PSDB) e filho do também ex-prefeito e ex-deputado estadual Hesíquio Fernandes.

“Sebastião foi um prefeito atuante. Enviamos nosso abraço ao colega Raimundo e a todos os familiares. Esse voto de pesar é merecido”, disse o parlamentar, que sugeriu uma moção de pesar da Casa ao político.

Os deputados Galeno Torquato (PSD) e Carlos Augusto Maia (PSD) também se solidarizaram com a família de Sebastião e reforçaram o voto de pesar.

Sebastião Fernandes foi prefeito de São Miguel entre os anos de 1989 e 1992. E também foi vice-prefeito do município na administração de Dario Vieira de Almeida entre os anos de 2001 e 2004.

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

Mudança ampla no Estado é ruim para o país, diz Temer


O presidente Michel Temer criticou hoje (12) propostas que almejem uma reforma mais ampla do Estado por meio de mudanças na Constituição, classificando qualquer movimento do tipo como “muito ruim para o país”.

“Estamos a 30 anos [de vigência da Constituição] e aquela coisa extraordinária do desprezo absoluto às instituições renasce com uma força estupenda”, disse Temer, com a voz exaltada. “E todos começam a dizer ‘temos crise, temos que mudar, criar um novo Estado brasileiro’, e isso é muito ruim para nosso país”, acrescentou.

As declarações foram dadas durante anúncio de novas linhas de financiamento para parcerias público-privadas em municípios. Temer chamou de “federalismo capenga” o atual nível de autonomia de municípios e estados.

Ele exaltou como “ousadia das melhores” o projeto de seu governo de implantar um federalismo efetivo, contrário a uma “vocação centralizadora” observada no país. “O povo gosta do órgão centralizador, do organismo que centralize tudo”, disse o presidente.

Temer ressaltou que após as reformas trabalhista e da Previdência pretende implantar “um federalismo real”, mesmo que com medidas a princípio consideradas impopulares. “Este governo o que quer é reconhecimento depois e não aplauso hoje, é isso que nós queremos.”

Fonte: Agência Brasil
Leia Mais ››

MP quer acabar com o nepotismo em Serra Negra do Norte


A Promotoria de Justiça da comarca de Serra Negra do Norte solicitou ao prefeito e ao presidente da Câmara de Vereadores que adotem medidas para coibir a prática de nepotismo no município. O pedido faz parte de duas recomendações publicadas nesta quarta-feira (12), nas quais o Ministério Público do Rio Grande do Norte define o prazo de 10 dias úteis para que os gestores municipais exonerem as pessoas que possuam relação familiar ou de parentesco até o terceiro grau com prefeito, vice-prefeito, secretários municipais, procurador-geral do município, vereadores e qualquer outro cargo comissionado do Poder Executivo ou Legislativo.

Nas recomendações, o promotor de Justiça esclarece que “a investidura de pessoas que detenham vínculo de parentesco, com os mencionados agentes políticos em cargo comissionado ou função gratificada, de estagiário, bolsista, ou empregado terceirizado, revela favorecimento intolerável em razão do princípio da impessoalidade”.

Dessa forma, para evitar “manobras” de favorecimento por meio de contratação de parentes utilizando empresas terceirizadas, o Ministério Público pede também que o prefeito e o presidente da Câmara de Vereadores comuniquem às empresas a necessidade de rescisão imediata de contratos de trabalho com pessoas que apresentem algum grau de parentesco com os gestores municipais, configurando nepotismo. Além disso, devem ser rescindidos contratos, mesmo de caráter temporário, de estagiários e bolsistas.

Para as próximas contratações para cargo comissionado, estagiário, bolsista ou designação para função gratificada fica recomendado, ainda, que os interessados apresentem declaração escrita de que não possuem relação familiar ou de parentesco com os gestores municipais.

Fonte: Portal no Ar
Leia Mais ››

PMDB determina que deputados votem contra denúncia de Temer


O PMDB fechou questão e determinou que todos os deputados da legenda votem contra o prosseguimento da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer. A decisão foi tomada por unanimidade em reunião da Executiva Nacional do partido que ocorreu nesta manhã na Câmara dos Deputados.

Desde o início da manhã, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) debate a denúncia. Cabe à comissão votar sobre admissibilidade ou não do processo. A reunião da Executiva Nacional do PMDB foi convocada ontem (11), como uma das estratégias do governo para impedir que os filiados ao partido acompanhem o voto do deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), que recomendou, em parecer, prosseguimento da denúncia contra Temer. O parecer deve ser votado após a fase de debates que teve início hoje na CCJ.

Suspensão

O presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (RR), disse que a liderança do partido na Câmara “tem as prerrogativas de suspender as funções partidárias por 90 dias dos parlamentares” que não votarem conforme decisão do partido. Esses deputados também estarão sujeitos a responder processo no Conselho de Ética do partido.

Estiveram presentes na reunião da Executiva os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) e Leonardo Picciani (Esporte). Também participaram o líder da maioria na Câmara, Lelo Coimbra (ES), o líder do partido na Câmara, Baleia Rossi (SP), os deputados Lúcio Vieira Lima (BA), Mauro Lopes (MG), Darcísio Perondi (RS), Carlos Bezerra (MT), a deputada Dulce Miranda (TO) e os senadores Waldemir Moka (MS) e Valdir Raupp (RO).

O deputado Darcísio Perondi disse que é preciso derrubar a denúncia “que faz mal ao país e à política brasileira”. “Os deputados que não acompanharem a decisão do partido terão penalidades, que começará com suspensão de suas atividades partidárias, por exemplo, se é membro de comissão ou presidente do partido no estado, que perderá essas posições. O partido está unido e mostrará isso na CCJ amanhã e no plenário na sexta”, disse Perondi.

Fonte: Agência Brasil
Leia Mais ››

Servidor federal em viagem a serviço terá bagagem paga pelo governo


Os servidores federais que pagarem por bagagem despachada em viagem a trabalho terão o valor pago ressarcido pelo governo. A medida está prevista em instrução do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, publicada hoje (12), no Diário Oficial da União (DOU).

Cada servidor terá direito a ter ressarcido o valor de apenas uma bagagem despachada e somente quando a viagem durar mais de dois dias. Para ter o valor ressarcido é necessário apresentar o comprovante de pagamento.

As novas regras de cobrança de bagagem estão valendo desde o mês passado. Após a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovar a cobrança, a questão chegou a ser levada para a Justiça, foi suspensa, mas, posteriormente, recebeu parecer favorável. As empresas aéreas começaram a cobrar por bagagens despachadas e, com isso, a oferecer tarifas com desconto para quem não utilizar o serviço.

Segundo a instrução normativa, caso a companhia não cobre por mala despachada, mas por faixa de peso, o funcionário receberá o equivalente ao menor preço praticado pela companhia aérea, independentemente de quanto tenha pagado. Além disso, caso a bagagem de mão não siga as normas e tenha que ser despachada, esse valor também não será ressarcido.

Caso o funcionário tenha que despachar mais de uma mala por conta de equipamentos ou outros objetos de trabalho, o valor será ressarcido de acordo com o regulamento do órgão ou entidade ao qual esteja vinculado.

As regras valem para os órgãos, autarquias, fundações e demais entidades ligadas à administração federal direta.

Fonte: Agência Brasil
Leia Mais ››