RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

quarta-feira, janeiro 11, 2012

Flagrada fazendo sexo em parque de Hong Kong seria modelo, diz site

Vídeo teria sido feito para aumentar a popularidade da modelo. (Foto: Reprodução)Vídeo teria sido feito para aumentar a popularidade da modelo. (Foto: Reprodução)

A mulher que foi flagrada no mês passado fazendo sexo em um parque público de Hong Kong, na China, seria a modelo Tess Chu. A afirmação foi feita por Stephen Shiu, produtor de filmes pornôs, de acordo com o site de notícias "Asia One".

Segundo o site "Asia One", suspeita-se que o vídeo foi filmado intencionalmente para aumentar a popularidade da modelo de 23 anos de idade, que também trabalha como apresentadora de TV.
Imagens do ato sexual foram publicadas por jornais e sites chineses. A cena teria ocorrido no parque Victoria, localizado no centro da cidade.
Procurada, a modelo negou e disse que estava em casa doente no dia em que o vídeo foi feito.

Casal provocou indignação ao fazer sexo em um parque público de Hong Kong. (Foto: Reprodução)Casal provocou indignação ao fazer sexo em um parque público de Hong Kong. (Foto: Reprodução)

Fonte: G1
Leia Mais ››

Pastora evangélica é denunciada por escravizar criança indígena, em GO

Pastora evangélica é denunciada por escravizar criança indígena em Goiânia (Foto: Jornal O Popular)Casa de Saúde do Índio, primeiro lugar onde a
menina ficou em Goiânia (Foto: Jornal O Popular)
O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO) denunciou na segunda-feria (11) uma pastora evangélica suspeita de escravizar uma criança indígena em Goiânia. Segundo o procurador da República Daniel de Resende Salgado, a mulher submeteu uma menina de 11 anos à condição análoga à escravidão por um ano e seis meses.

De acordo com a denúncia, de maio de 2009 a novembro de 2010, a criança da etnia Xavante foi obrigada a realizar trabalhos domésticos na casa da pastora. Salgado diz que ela era submetia a longas horas diárias de serviços como limpar banheiros, o chão, lavar e passar roupas, lavar louças e cozinhar, utilizando instrumentos perigosos para sua idade, como ferro de passar roupa e materiais cortantes na cozinha.

Consta no processo que a menina sofria ameaças de castigos corporais, não recebia remuneração pelos serviços prestados e era obrigada a entregar panfletos da igreja, à noite, nas ruas e praças da cidade, inclusive em períodos em que esteve doente.
Professoras da escola estadual onde a criança estudava perceberam o comportamento acanhado da garota, alguns hematomas e que ela quase nunca conseguia fazer as atividades e tarefas em casa. "Os professores começaram um trabalho de assistência social e tomaram conhecimento da violência e exposição ao trabalho doméstico", diz o procurador Daniel Salgado. Segundo o procurador, o caso foi registrado na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), mas a Polícia Civil percebeu que se tratava de um crime federal e encaminhou o inquérito ao MPF.
Na fase inicial do processo e, segundo o procurador, a suspeita prestou depoimento e negou as acusações. Procurada pelo G1, a mulher, líder espiritual de uma igreja no Setor Coimbra, não atendeu as ligações.

Caso a Justiça aceite a denúncia, a pastora responderá pelo crime de reduzir alguém à condição análoga a de escravo, previsto no artigo 149, do Código Penal. Se for condenada, ela pode pegar uma pena de até 16 anos de reclusão.
Falso apoio
A criança da aldeia indígena de São Marcos, em Barra do Garças (MT), veio para Goiânia com o pai e uma irmã em busca de tratamento médico. A família se hospedou na Casa de Saúde do Índio, mas o pai teria sido orientado a não deixá-la sozinha no local, devido ao risco de abuso sexual.

O pai saiu em busca de apoio religioso e material. Por indicação da igreja, ele levou a menina até a pastora . A suspeita teria se oferecido para cuidar da criança, sob pretexto de lher dar educação.
No fim do ano passado, a criança retornou com os pais para o Mato Grosso. Após o caso passar à esfera federal, ele foi ouvida novamente, na presença de membros do conselho tutelar e Fundação Nacional do Índio (Funai) e confirmou a denúncia.

"Isso serve de alerta para que pais, mesmo em condições de pobreza, não entreguem os filhos para outra pessoa criar. Isso pode fazer com que, em vez de educada, a criança venha a ser submetida a trabalhos forçados e maus-tratos", diz o procurador.

Fonte: G1
Leia Mais ››

Dois anos após tremores, famílias de Alagoinha (PE) ganham casas à prova de terremotos

Casas antitremores em Pernambuco

Foto 3 de 4 - Novos imóveis construídos em Alagoinha (PE) estão preparados para suportar abalos sísmicos; município teve 27 casas destruídas, além do posto de saúde, em uma sucessão de terremotos ocorrida em três dias em março de 2010; até então o município não tinha registrado ocorrência de evento sísmico Divulgação / Cehab



Depois de ser atingido por uma série de abalos sísmicos que danificou casas e um posto de saúde, 27 famílias de Alagoinha (225 km de Recife) estão de casa nova, com estrutura feita para resistir à atividade sísmica que marca a região do agreste de Pernambuco.

Em março de 2010, os intensos tremores de terra levaram a defesa civil a interditar as 27 casas, e os moradores viviam em abrigos ou residência de parentes. Segundo a Cehab (Companhia Estadual de Habitação e Obras), os novos imóveis foram construídos para suportar até terremotos.

Para prevenir possíveis novos tremores de terra, os novos imóveis –27 casas e o prédio do posto de saúde– foram construídos com reforço no alicerce, e as paredes, erguidas com concreto armado e ferro para aguentarem futuras movimentações dos terrenos ocasionadas por eventos sísmicos.

Cada imóvel e área tiveram um projeto específico com reforço especial na fundação. As obras custaram R$ 1,5 milhão e foi custeada com recursos do FNHIS (Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social) e do governo do Estado.

As casas, entregues no final de 2011, têm dois quartos, sala, banheiro, cozinha, além de uma área de serviço na parte externa e um conjunto de fossa. Os imóveis foram construídos no mesmo local em que as famílias beneficiadas viviam.

O novo posto de saúde contém dois consultórios, sala de primeiros socorros (curativos), banheiros, recepção, copa e área administrativa, com acessibilidade para deficientes físicos.

Mais 69 casas estão previstas para serem entregues este ano com a mesma tecnologia, e serão financiadas pelo Programa Operações Coletivas, do governo do Estado.

Abalos sísmicos
Em março de 2010, os 15 mil moradores de Alagoinha foram surpreendidos com tremores de terra e ficaram assustados. Sem estrutura para suportar os terremotos, 27 casas ficaram comprometidas e tiveram de ser demolidas.

Em apenas três dias, sismógrafos das estações de monitoramento do Departamento de Sismologia da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte) registraram 47 tremores - com magnitude entre 1,8 grau e 3,2 graus na escala Richter (que vai de zero a nove).

Segundo o departamento de sismologia, o epicentro dos terremotos ocorreu no município de São Caitano (75 km de Alagoinha). Os moradores dos povoados de Carrapicho, Salambaia e São José, localizados na zona rural do município, foram os mais atingidos.

A cidade de Alagoinha é a quinta área de Pernambuco que vem registrando eventos sismológicos. O município fica localizado numa falha geológica chamada de Lineamento de Pernambuco, que contém placas que se movimentam constantemente e ocasionam tremores de terra.

Segundo o departamento de sismologia, a falha geológica de Pernambuco possui cerca de 700 km de extensão, que vai do litoral ao sertão do Estado, do Recife a Ouricuri. A falha faz parte de uma área do Nordeste que vive em constante atividade sísmica.

Fonte: Portal Uol
Leia Mais ››

Plano de suplente para matar deputados não passou de trote, conclui polícia alagoana

José Edson, delegado-geral da PC, diz que telefonema anônimo não acrescenta nada às investigações

Após analisar o material enviado pela Polícia Federal de Pernambuco, a Polícia Civil de Alagoas informou, na tarde desta quarta-feira (11), que o único indício do plano atribuído ao suplente Cícero Ferro para assassinar os deputados estaduais Dudu Holanda e Maurício Tavares é um telefonema anônimo. Não há outras pistas ou provas sobre a trama que gerou muita repercussão na semana passada e até mobilização por parte do governo do Estado para dar segurança às supostas vítimas.
O delegado-geral da Polícia Civil, José Edson, disse que o telefonema apenas informava sobre um suposto plano de execução, mas não acrescenta maiores detalhes às investigações. “A Polícia de Pernambuco nos enviou a gravação e depois de análises constatamos que se tratava de um telefonema anônimo que não irá favorecer as investigações sobre o caso”, disse.
Em nota oficial divulgada nesta tarde, a Delegacia Geral da Polícia Civil de Alagoas colocou panos quentes no polêmico caso classificando a trama como "informações veiculadas na imprensa geral sobre possível atentado contra a vida de dois deputados em Alagoas".
"A instituição esclarece que recebeu a informação por meio da Polícia Federal (PF) e, visando preservar a integridade física dos parlamentares, entrou em contato com um dos deputados visando adotar as devidas precauções", justifica a nota.
O telefonema que seria a prova da trama não foi uma interceptção e, sim, uma ligação anônima - ou mesmo um trote - à Superintendência da PF de Pernambuco. Com isso, a polícia alagoana decidiu esperar "informações mais concretas" para instaurar inquérito, já que se tudo até agora não passou de "caso típico de cogitação". 
O caso
As especulações tiveram início após a Superintendência da Polícia Federal de Pernambuco receber a denúncia que acusava Ferro de contratar policiais militares de Pernambuco para assassinar os deputados alagoanos. 
As primeiras investigações davam conta de que Dudu Holanda seria assassinado na noite do dia 31 quando saísse de um edifício na orla da Pajuçara. Já Tavares, que estava em Portugal para as comemorações do Réveillon, seria morto logo que retornasse para Alagoas na segunda-feira (2).
Na última semana, o deputado Cícero Ferro, acusado de tramar o plano contra os deputados, negou as acusações em entrevista coletiva e desafiou a polícia alagoana a provar sua participação e mesmo a existência da trama.

Fonte: Portal Uol
Leia Mais ››

Fifa vai investigar denúncias de corrupção na arbitragem brasileira

Gutemberg de Paula Fonseca árbitro (Foto: Marcos Bezerra/Futura Press)Gutemberg de Paula Fonseca fez acusações graves
(Foto: Marcos Bezerra/Futura Press)

As denúncias de corrupção na arbitragem brasileira feitas pelo árbitro carioca Gutemberg de Paula Fonseca chegaram até a Fifa. Chris Eaton, chefe de segurança da entidade máxima do futebol mundial, afirmou que um agente será enviado ao Brasil para apurar todas as acusações que Gutemberg fez ao presidente da Comissão Nacional de Arbitragem (Conaf), Sérgio Corrêa. Além de ter acusado o presidente da Conaf de "mariquinha, mentiroso e corrupto", Gutemberg garantiu ter provas documentais e citou também um telefonema em que Corrêa teria sugerido ao árbitro que beneficiasse o Corinthians em partida disputada no Campeonato Brasileiro de 2010 - o time paulista venceu o Goiás por 5 a 1, na ocasião..
- Estamos interessados em saber mais sobre essa denúncia - disse o chefe de segurança ao jornal "O Estado de S. Paulo", ressaltando que a Fifa tem investido em investigações de corrupção em vários países.
Em meio a essa investigação prometida pela Fifa, Corrêa e Gutemberg vão travar uma longa batalha nos tribunais. O presidente da Conaf já iniciou um processo nas esferas desportiva, cível e criminal. Gutemberg, no entanto, garante ter um dossiê de mais de mil páginas com inúmeras provas contra o diretor.
A polêmica começou logo após Gutemberg de Paula Fonseca ter perdido o escudo Fifa. O árbitro, que tem 38 anos e anunciou sua aposentadoria dos gramados, diz que a saída dos quadros da entidade foi uma represália de Sérgio Corrêa.

Fonte: Globo Esporte
Leia Mais ››

Copa do 2014: 429 imóveis serão desapossados para obras em Natal

O secretário municipal de Obras Públicas e Infraestrutura da Copa do Mundo de 2014, Sérgio Pinheiro, informou em entrevista coletiva nesta quarta-feira, 11, os imóveis e terrenos que serão desapropriados para a construção do estágio Arena das Dunas. Ao todo são 429 imóveis, sendo 269 residenciais, 119 comerciais e 41 terrenos que deverão ser desapossados de seus proprietários em obras compreendem 8 km de extensão.

O valor das desapropriações, que deverá ser pago pela Prefeitura do Natal, ainda será estipulado mediante a realização de um trabalho que compreende três etapas: a identificação dos imóveis pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb); a avaliação da infraestrutura que estipulará o valor de cada imóvel realizada pela comissão técnica da Semopi; e a parte jurídica com a publicação de decretos de desapropriação e a negociação com os proprietários, que será realizada pela Procuradoria Geral do Município (PGM).

“O grupo de trabalho da Prefeitura está montando um calendário de reuniões com os moradores por área. Técnicos da Semurb e da Semopi já iniciaram esse trabalho de avaliação junto aos imóveis localizados na área do complexo da Urbana que é por onde as obras de mobilidade começarão. O valor das desapropriações que será pago pela Prefeitura só será totalizado com a conclusão desse levantamento em todos os imóveis”, declarou Sérgio Pinheiro. Os encontros com a população deverão ocorrer nos próximos 15 dias. 

Fonte: DN
Leia Mais ››

Justiça do RN prorroga por 120 dias prazo para TIM cumprir adequações

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte prorrogou por mais 120 dias o prazo para a TIM cumprir as adequações de expansão na rede e qualidade no serviço. Nesse período, está suspensa a decisão que proibia a empresa de telefonia de comercializar e habilitar novas linhas telefônicas.

A determinação foi do Juiz Federal Magnus Delgado, titular da 1ª Vara. Na decisão ele avaliou o posicionamento do Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual que foram provocados a se manifestarem sobre as informações apresentadas pela Anatel. À Justiça, a Agência afirmou que a TIM Celular alcançou, na primeira etapa do projeto de ampliação, 3.153 rádios instalados, o que supera a meta inicial de 3.100.

Já na segunda etapa, ainda segundo relato do Ministério Público, a Anatel informou que o projeto de ampliação contempla 87 município. O MP observou que a TIM Celular S/A ainda não cumpriu integralmente as metas previstas no ‘Projeto de Ampliação de Rede’, mas ponderou na manifestação apresentada à Justiça que “faz-se necessário dar mais uma oportunidade (a última esparamos!) para que, finalmente, todas as pendências apontadas pela ANATEL sejam resolvidas no prazo previsto”, diz um dos trechos do documento apresentado pelo Ministério Público Federal e Ministério Público Estadual. 

Fonte: DN
Leia Mais ››

MP investiga transporte escolar em município potiguar


O Ministério Público vai investigar supostos problemas ou irregularidades no transporte escolar oferecido aos alunos do município de Baraúnas.

Há mais de 90 dias, o órgão instaurou Procedimento Preparatório para apurar as informações. Mas em função da falta de elementos que comprovassem a regularidade do serviço, se fez necessária a conversão do procedimento em Inquérito Civil. 

Segundo a Promotora de Justiça da Comarca de Baraúnas, Leila Regina de Brito Andrade Cartaxo, a atuação da Promotoria de Justiça no caso dos transportes escolares “deve ser preventiva, com vistas a uma melhoria no fornecimento do transporte escolar”, disse.

Com o Inquérito, os gestores públicos do município tem um prazo de 10 dias para prestar informações, sob pena de reclusão de 01 a 03 anos de prisão caso se recusem ou retardem informações, indispensáveis para a conclusão das investigações.

Fonte: DN
Leia Mais ››

Sai calendário de pagamento do Estado

A governadora do estado do RN anunciou o calendário de pagamento para do servidor público estadual. De acordo com informações colhidas junto ao governo estadual o pagamento do servidor estadual  para o ano de 2012, será realizado nos dois últimos dias úteis de cada mês, como ocorreu durante todo o ano de 2011.


MêsMatrícula (Final)Data
Janeiro1, 2, 3, 4 e 530
6, 7, 8, 9 e 031
Fevereiro1, 2, 3, 4 e 528
6, 7, 8, 9 e 029
Março1, 2, 3, 4 e 529
6, 7, 8, 9 e 030
Abril1, 2, 3, 4 e 527
6, 7, 8, 9 e 030
Maio1, 2, 3, 4 e 530
6, 7, 8, 9 e 031
Junho1, 2, 3, 4 e 528
6, 7, 8, 9 e 029
Julho1, 2, 3, 4 e 530
6, 7, 8, 9 e 031
Agosto1, 2, 3, 4 e 530
6, 7, 8, 9 e 031
Setembro1, 2, 3, 4 e 527
6, 7, 8, 9 e 028
Outubro1, 2, 3, 4 e 530
6, 7, 8, 9 e 031
Novembro1, 2, 3, 4 e 529
6, 7, 8, 9 e 030
Dezembro1, 2, 3, 4 e 528
6, 7, 8, 9 e 031


Fonte: Sentinelas do Apodi
Leia Mais ››

Assaltaram a Agencia dos correios da Cidade de Gov Dix Sept Rosado


A agencia dos Correios da Cidade de Governador Dix Sept Rosado foi assaltada na tarde de Quarta feira 11 de Janeiro de 2012, por um elemento que chegou ao local em uma motocicleta.

Não foram fornecidos valores levados, nem "o Modus Operandi". O indivíduo, que possivelmente estava sozinho, após praticar o assalto fugiu por uma estrada carroçável em direção a cidade de Upanema.

O comando do destacamento da cidade pediu apoio da Central de Operações em Mossoró na tentativa de localizar os possíveis assaltantes. Todas as informações que foram repassadas para a policia, é que era um elemento com capacete azul e de Moto.

Não temos mais detalhes.

Fonte: O Câmera
Leia Mais ››

Dupla presa no Santa Helena com um revolver e um colete a prova de bala da policia militar

Policias da viatura 213, prenderam no inicio da tarde de quarta feira 11 de Janeiro de 2012, dois elementos com um revolver calibre 38, municiado, uma pequena quantidade de maconha e um colete a prova de balas, da policia militar.

Os militares receberam informações, que dois indivíduos circulavam no bairro Santa Helena em uma motocicleta roubada. No momento em que a viatura chegou à Rua José Mendes da Rocha, perceberam quando o colete e o revolver foram jogados por cima do muro da residência. Os indivíduos tentavam se livrar do flagrante.

Os policiais encontraram dentro da residência um tablete de maconha, um revolver 38 com quatro munições, um colete a prova de balas pertencente a policia do departamento de transito e uma mascara.

Os dois elementos presos foram identificados apenas como Ítalo, 19 aos de idade e Diego, conhecido segundo a polícia como o rei do crime, 20 anos e um menor de idade que tem problemas de locomoção “paraplégico”

Os três foram encaminhados para a delegacia de plantão e autuados por porte ilegal de arma, receptação e uso de drogas.

Fonte: O Câmera
Leia Mais ››

TJRN indefere carga horária de 40 horas para Policiais Militares


Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) julgaram improcedente, nesta quarta-feira (11), um pedido da Associação dos Praças da Polícia Militar da Região Agreste (ASSPRA), que requereu a fixação da jornada de trabalho dos policiais militares em 40 horas semanais. Os magistrados seguiram à unanimidade entendimento do relator do processo, o desembargador Cláudio Santos.

O pedido da ASSPRA chegou ao Poder TJRN por meio de um Mandado de Injunção – remédio constitucional usado com a finalidade de o Poder Judiciário dar ciência ao Legislativo sobre a omissão de norma regulamentadora que torne viável o exercício dos direitos e garantias constitucionais.

Eles alegaram que os PM's cumprem jornadas rotineiras e exaustivas de 240 horas mensais, chegando até ao período de 320 horas/mês em alguns casos. O Estado, no entanto, sustentou que inexiste norma constitucional com fim de prever ou exigir compulsória conduta do Legislativo neste caso específico. Além do mais, argumentou, a omissão constitucional em relação ao tema foi intencional, em razão do regime diferenciado atribuído aos policiais.

O desembargador Cláudio Santos assinalou que o legislador constituinte, atento à natureza especial da atividade desenvolvida pelos militares não lhes outorgou o direito de terem limitada a duração do trabalho normal, nos moldes aplicados aos trabalhadores urbanos e rurais e aos servidores públicos civis. Da mesma forma, não foi estendido aos PM's o direito à remuneração do serviço extraordinário superior.

“Por essas razões, revela-se inapropriada a utilização do Mandado de Injunção (…) porque o art. 5º, LXXI, da Carta Magna somente se justifica quando a inexistência da norma regulamentadora torna inviável o exercício de direito assegurado constitucionalmente, o que, a toda evidência, não restou configurado na hipótese”, enfatizou o desembargador.

Ele destacou ainda que o próprio Estatuto dos Policiais Militares do RN ilustra e reforça a convicção de que estes constituem uma classe especial de servidores públicos, com características de natureza funcional que os distinguem dos demais agentes.

Fonte: DN
Leia Mais ››

Acusado de tentar estuprar criança de 06 anos é detido em Jardim do Seridó


Um caso no mínimo revoltante chocou na tarde desta terça-feira (10/01), os moradores do Bairro Bela Vista em Jardim do Seridó, quando o jovem Inácio José Nascimento de Medeiros, conhecido como Mudinho do Bela Vista, 24 anos, tentou violentar sexualmente uma criança D.H.C.S de 06 anos.
Segundo informações da mãe da criança, o acusado levou seu filho para um terreno baldio do bairro e quando estava totalmente despido (nu), um vizinho percebeu que o mesmo tentava tirar a roupa da criança, foi quando veio comunicar o fato a mãe da criança que chegou rápido ao local impedindo que o acusado violentasse seu filho. O Mudinho quando percebeu a chegada da mãe fugiu correndo.
A polícia foi acionada e localizou o acusado já na casa de familiares no referido bairro, o mesmo foi conduzido para delegacia e posteriormente para a cidade de Caicó onde possivelmente será autuado em flagrante e ficará preso no CDP de Jardim a disposição da Justiça.

Fonte: PM Seridó 190
Leia Mais ››

Policiais da Defur prenderam suspeita de varios assaltos em Mossoró


Policiais da delegacia especializada em furtos e roubos, prenderam no final da tarde de quarta feira 11 de Janeiro de 2012, na rua seis de janeiro em Mossoró dois jovens suspeitos de assaltos na cidade.

Os agente faziam patrulhamento no bairro Santo Antonio, procurando os suspeitos de um assalto ao carro entregador da empresa coca cola, de onde levaram cerca de 500 reais em dinheiro, quando se depararam com os dois jovens em atitude suspeita e resolveram fazer a abordagem.

Na residência que segundo informações pertence a um dos jovens, foram encontrados 240 reais, vários capacetes, documentos de dois veículos, uma pulseira de ouro e uma embalagem com jóias da grife romanel.

Tallisson Diego da Silva Junior, de 18 anos de idade, morador da rua seis de janeiro, no bairro santo Antonio, foi detido e levado para a delegacia de furtos e roubos. Diego, disse que já tinha passagem pela policia quando era menor de idade, por porte ilegal de arma de fogo. Ele será flagranteado por posse ilegal, “quando a arma é encontrada no local”. O outro jovem está sendo ouvido pelos investigadores da especializada.

Duas pessoas vitimas de assalto, já compareceram a delegacia e fizeram o reconhecimento do jovem, uma delas o dono da pulseira.

Os agentes pedem, se as pessoas que foram vitimas de assaltos no últimos dias e reconhecerem o jovem, que compareçam a delegacia de furtos e roubos na avenida principal do abolição II.

Fonte: O Câmera
Leia Mais ››

Casal de sargentos gays quer deixar o país

Foto: Arquivo pessoal
Relatando ameaças e assustados com as agressões contra homossexuais, Fernando e Laci recorreram à OEA para viverem em segurança fora do Brasil
Em 2008, dois sargentos do Exército ganharam as capas de jornais e revistas após assumirem publicamente a relação homoafetiva existente entre eles. Desde a revelação Fernando Alcântara e Laci Marinho de Araújo dizem sofrer perseguição e discriminação dentro das Forças Armadas.
A agressividade contra o casal pode ser avaliada por alguns comentários veiculados aqui mesmo, no Congresso em Foco, quando a dupla reagiu contra afirmações homofóbicas do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).

Com medo de retaliações e ameaças, o casal desistiu de procurar ajuda no país e recorreu à Corte Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) para obter segurança internacional. A intenção é sair do Brasil e garantir “uma vida normal”, de acordo com Fernando.

Os temores da dupla vão além das ameças que sofreram ou de manifestações de intolerância à la Bolsonaro. Os dois também se preocupam com os crescentes atos de violência contra homossexuais. “Temos visto cada vez mais casos de agressões nas grandes cidades, e, querendo ou não, somos o casal gay mais visado do país, por sermos militares e termos assumido nossa relação. Não aguentamos conviver com tantas ameaças. Ficamos em casa, não podemos sair. Só queremos garantir uma vida tranquila, como qualquer pessoa tem direito”, afirma Fernando.

Com uma relação que já dura mais de 13 anos, eles dizem que recorreram à ajuda internacional por terem desistido de lutar por seus direitos nos órgãos públicos brasileiros. “Não acreditamos em mais nada que venha do Exército e não conseguimos nos sentir à vontade em nosso próprio país. Queremos proteção internacional porque as pessoas que nos ameaçaram de morte ainda continuam recebendo dinheiro dos cofres públicos. E tudo fica por isso mesmo. Como vamos acreditar que aqui haverá alguma solução?”, indagam.

Eles apresentaram a denúncia contra o Brasil em 17 de maio do ano passado, baseando-se principalmente nos problemas que enfrentaram no Exército, mas responsabilizam o Estado brasileiro como um todo pelos percalços que têm enfrentado desde que assumiram seu relacionamento. “O Exército é uma instituição do governo brasileiro e essa estrutura governamental foi complacente com tudo o que nos aconteceu”, resume Fernando.

O casal diz não ter preferência por nenhuma nação em especial para residir. Procura, sim, um lugar seguro, onde a sua relação afetiva seja aceita. O casamento civil também não está entre os seus planos atuais, nem será decisivo na opção por um país. Questionado a respeito, Fernando, que não pertence mais ao Exército e luta na Justiça para ser reconhecido como dependente econômico de Laci, se limita a responder: “A importância do casamento civil tem relação com o reconhecimento de dependência. O que nos importa é que nossa família nos aceita”.

O Exército preferiu não se manifestar sobre o assunto

Fonte: Portal Uol
Leia Mais ››