RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

quinta-feira, abril 20, 2017

Juiz da Lava Jato no Rio recebe três ameaças de morte em uma semana

À esquerda, Wilson Witzel, juiz federal em auxílio à presidência do TRF; Marcelo Bretas (centro) e o desembargador André Fontes (Foto: Marco Antônio Martins)

A Polícia Federal investiga três ameaças de morte em uma semana contra o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio. Bretas foi responsável por decretar as prisões de agentes públicos e empresários envolvidos com a corrupção no Rio, entre eles, o ex-governador Sérgio Cabral, o ex-secretário de Saúde do Rio, Sérgio Cortes e os empresários Eike Batista e Fernando Cavendish, da Delta Construções.
Apenas da Operação Calicute, realizada em novembro de 2016, que levou o ex-governador Cabral para a cadeia, há 18 réus presos. As ações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal já recuperaram cerca de R$ 430 milhões.
Das três ameaças contra Marcelo Bretas, duas partiram de presídios onde há integrantes dessas quadrilhas presas por ordem do magistrado. O G1 apurou que uma delas foi comunicada pela Polícia Federal ao juiz na tarde desta quarta-feira (19).
Na semana passada, o Tribunal Regional Federal (TRF), da 2ª Região (Rio e Espírito Santo) decidiu reforçar a segurança de Marcelo Bretas, atendendo um pedido feito por ele ao TRF, em fevereiro, após notícias de que um homem foi à cantina da Justiça Federal, no Centro do Rio, e no prédio onde o magistrado mora para fazer perguntas sobre a rotina do juiz e de sua família.
Oficialmente, o TRF não informou os detalhes sobre a segurança disponibilizada ao juiz Bretas. A equipe de segurança do tribunal tem 22 policiais militares cedidos pelo governo estadual do Rio, além de carros blindados.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!