RÁDIO CIDADE AO VIVO

Ouça pela Rádios Net ou clique na imagem abaixo

Ouça pelo Listen 2 My Rádio ou clique na imagem abaixo

Imagem relacionada
Loading ...

quarta-feira, junho 14, 2017

Suspeitos de participar de assalto em Minas teriam envolvimento em megaroubo no Paraguai, diz polícia

 Destruição causada por explosões durante roubo a transportadora de valores em Ciudad del Este, no Paraguai  (Foto: Francisco Espinola/Reuters)

Dois homens presos em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, suspeitos de roubar cerca de R$ 8 milhões de uma empresa de transporte de valores e sequestrar funcionários e seus parentes em Juiz de Fora, na Zona da Mata, teriam participação no assalto de US$ 11 milhões (o equivalente a cerca de R$ 37 milhões) da sede da transportadora de valores Prosegur em Ciudad del Este, no Paraguai, em abril deste ano. A afirmação é da Polícia Civil de Minas Gerais.
De acordo com o Departamento Estadual De Operações Especiais (Deoesp), eles são contratados por serviço. Os homens, apresentados nesta terça-feira (13) em Belo Horizonte, seriam especializados em assalto a empresas de transporte de valores. Há suspeita de que ambos teriam participado de crimes no Maranhão, Piauí e São Paulo.
Eles foram presos na última sexta-feira (9) em uma casa alugada em Contagem. De acordo com a polícia, um deles é de São Paulo e outro é de Viçosa, na Região da Zona da Mata em Minas Gerais. Armas, munições, aparelhos com imagens de câmeras de segurança dos locais onde eram cometidos os crimes, furadeiras para arrombar cofres e R$ 120 mil reais em dinheiro foram apreendidos.

Sede da Brinks em Juiz de Fora (MG) (Foto: Fellype Alberto/G1)
Sede da Brinks em Juiz de Fora (MG) (Foto: Fellype Alberto/G1)

O crime em Juiz de Fora aconteceu no dia 2 de junho. De acordo com a polícia, cerca de 30 homens participaram da ação. Ela foi planejada e orquestrada simultaneamente em diferentes cidades do Estado desde a noite anterior. Ao todo, 11 pessoas foram rendidas.
Segundo a delegada regional Patrícia Ribeiro, os bandidos sequestraram o caseiro e o proprietário de uma granja em Monte Verde, na zona rural da cidade, para usar o local como cativeiro. Em seguida, renderam o gerente da empresa e a família dele em Juiz de Fora e os levaram para a propriedade. Simultaneamente, o filho do gerente também foi rendido em Belo Horizonte. Ele ficou preso durante toda a noite, vigiado pela quadrilha.
Pela manhã, os suspeitos sequestraram também o vigia da empresa e entraram com o gerente no local. Em uma ação considerada muito rápida pelos investigadores, os autores retiraram o correspondente a três carrinhos de supermercado com dinheiro.
Megaroubo
O roubo a Presegur é considerado um dos maiores da história do Paraguai. Armados com fuzis, entre eles o modelo .50 que derruba até helicóptero, os ladrões explodiram a entrada da empresa e trocaram tiros com vigilantes. A ação durou aproximadamente três horas e eles fugiram com dinheiro.
Um policial que fazia a segurança da transportadora foi baleado e morreu. A sede da empresa fica a quatro quilômetros da Ponte Internacional da Amizade, no oeste do Paraná.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós, comente essa matéria!